09. comece caridade no mundo jovem - 11 e 12.2011

741 views

Published on

Caridade no Mundo Jovem
Ano 2 - nº 09 - bimestre 11/12.2011

Published in: Spiritual
  • Be the first to comment

09. comece caridade no mundo jovem - 11 e 12.2011

  1. 1. editorial 2 A caridade no mundo jovem O mês de dezembro já mento disso, e coletivamente prati- convite já é pro EMECE, pois as va-chegou e o COMECE também. caram caridade, de maneira pura e gas são limitadas e não há tempo aFoi pensando nesse mês festivo desinteressada em favor do Raul. perder. O Blogando e o Recordar épara todos os cristãos que escol- As preces foram recebidas, contri- Viver mergulharam fundo no pas-hemos o tema deste número, buindo, com certeza, para o seu sado, trazemos para vocês o site defalaremos sobre a Caridade. Je- reestabelecimento. uma mocidade das mais antigas,sus Cristo é o jovem símbolo da A nossa primeira edição e algumas lembranças da nossacaridade ideal, e por que nós não bimestral vem com uma boa novi- conhecida MEJA. Agradecimentospodemos ser como ele? O Natal é dade. Estamos cada vez mais pre- a nossa entrevistada Cacilda Cav-uma data que tem como finalidade sentes nas redes sociais, agora alcante, que nos atendeu pronta-maior refletirmos sobre isso, o nos- além do grupo no Facebook, que mente. O Com Verso e o Só Risoso papel na transformação íntima já apresentamos pra vocês, tam- também estão de primeira.e consequentemente, na melhoria bém temos um perfil. Queremos Amigos, queremos maisdo mundo. E como todos nós sa- a amizade de todos vocês, então uma vez estender o convite a to-bemos a prece também é uma for- fiquem a vontade para nos adicio- dos vocês, para que participem dama de caridade, e no último mês narem. E além do Facebook, tam- produção do nosso correio. Aceita-o movimento espírita brasileiro bém estamos no mundo dos blogs. mos sugestões, textos, desenhosse uniu em prece para um fim. No nosso blog, temos postado a (no estilo tirinha), poemas e men-Nosso irmão, Raul Teixeira (orador edição quase integral do COMECE sagens das mais diversas. Partici-espírita, que inclusive esteve no e outras informações interessantes. pem, porque isso é que importa.CONJECE de 2010) sofreu um AVC Por isso, que quero reiterar aqui oquando fazia uma viagem aos Es- convite para que o visitem e co-tados Unidos. Assim que souberam mentem. Abraços da equipe COMECE come_ce@yahoo.com.brdo acontecido, amplamente divul- Falando em edição, vou fa-gado nas redes sociais, os espíritas lar um pouquinho desta. Contar-se juntaram, mesmo sem conheci- emos como foi o DIEL, e o nosso
  2. 2. Eu fui, tu foi? 3 Um dia de integrar, estudar e sorrir O Jovem espírita está sempre se questionando como isso ou aquilo procede na Doutrina Espírita.Pensando nisso, os organizadores do DIEL – Dia de Integração, Estudo e Lazer - fizeram o evento com otema: O Jovem espírita quer saber. Incentivando que os jovens tirassem suas dúvidas em relação a D.E. O evento, uma comemoração do aniversário da Mocidade Espírita Joana de Ângelis (MEJA), aconte-ceu, como de costume, no último domingo do mês de outubro. E ficou marcado por várias apresentaçõesartísticas, musicais e teatrais. Abriu o evento nosso conhecido Grupo Ame, que contagiou todos na manhãdo dia 30 de Outubro. Estreou neste dia o Grupo SEART (Semeadores Espíritas da Arte). Como sempre, cada jovem escolheu uma oficina para passar a parte da manhã, onde discutimosdiversos assuntos sobre o Espiritismo e a atualidade, além, é claro, da própria proposta do DIEL: Música,Literatura, Teatro. Com o que foi apurado com a conclusão da discussão, voltamos ao grande salão onderolou um debate com a convidada especial Socorro Sousa. Tudo foi muito divertido e proveitoso! Quem quiser ver mais detalhes e fotos do evento acessem: mocidadevidal.blogspot.com Mateus Monte mateus_monte15@hotmail.com www.come-ce.blogspot.com
  3. 3. blogando por aí 4 Quando as mocidades se unem Amigos, vocês já imaginaram um Grupo Espírita formado apenas por jovens? Uma mocidade criandoum centro Espírita? Pois se você não consegue imaginar isso precisa conhecer a União das Mocidades Espíri-tas de Niterói, um grupo de jovens que se reuniu há 63 anos para ter um novo espaço Espírita na cidade deNiterói-RJ. Blogando por aí, encontramos o site dessa Mocidade que se tornou um patrimônio do movimentoEspírita Brasileiro, sendo admirada por seu empenho em difundir a Doutrina e em amparar os mais neces-sitados. No site, encontramos a bela história desse grupo, um mapa para encontrar a sede, o cronogramade atividades, os departamentos do centro, notícias, artigos, mensagens, campanhas, Apostilas, Fontes dePesquisa, etc., tudo para que ninguém deixe de apreciar o trabalho formidável que eles executam no estadodo Rio de Janeiro. Algo que nos chamou bastante atenção foi a Rádio UMEN, uma rádio virtual onde temoschance de conhecer ainda mais sobre a Doutrina Espírita. Portanto, quando estiverem blogando por aí visitem o site da UMEN (http://www.umen.org.br).Procurem ver no exemplo destes irmãos um apoio para todos nós que fazemos o movimento de mocidadesEspíritas. E assim possamos ter maior consciência de nosso papel dentro do movimento Espírita e da socie-dade em que vivemos. Francisco Valjuan valjuanx@hotmail.com www.come-ce.blogspot.com
  4. 4. O papo é esse 5 O bom papo da caridade “Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse caridade, seria como o metalque soa ou como o sino que tine. Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e a caridade, estas três, masa maior destas é a caridade.” (I Coríntios 13:1, 13) “Qual o verdadeiro sentido da palavra caridade, como a entendia Jesus? Benevolência para com todos, indulgência para a imperfeição dos outros, perdão das ofensas.” Livro dos Espíritos – Parte terceira – cap. 12, pergunta 886 Quase todo mundo que entra em contato com Doutrina Espírita sabe que o nosso lema é “Fora da Cari-dade não Há Salvação!”. Posto isso, fica uma indagação: salvar-se de quê? Lembremos que a maioria das práticasreligiosas visa livrar as pessoas de um mal que lhe condenará eternamente. Todavia, para o Espiritismo não existemal irremediável, todos temos como realizar o que ficou pendente, através da Reencarnação. A Reencarnação trazendo seres que erraram, e acertaram também, de volta ao palco de suas aventurasexistenciais, certamente porá em evidência comportamentos que se não forem visto com o prisma do Espiritismo,dará a impressão de que estamos vivendo um caos. Crianças e principalmente adolescentes dão exemplos con-stantes de falhas morais visíveis. Por exemplo, podemos encontrar num fenômeno muito discutido atualmente,dentro das relações sociais juvenis, chamado bullying um sintoma claro dessa desarmonia interior vivida por crian-ças e jovens do mundo todo. E o que poderia ocasionar esse tipo de fato? O conhecimento que a Doutrina dosespíritos nos passa demonstra que o Orgulho e o Egoísmo são os fatores primordiais de toda falha moral, assimsendo, o bullying ou nasce ou do Orgulho ou do Egoísmo ou de ambos. O egoísmo faz com que jovens pensem que somente aqueles que seguem o padrão considerado o cor-reto é que tem o direito de gozar de uma vida social tranquila, portanto passam a atormentar os que fogem da“normalidade”. O orgulho, por sua vez, faz com que esse mesmo jovem considere-se superior aos outros por sero indivíduo dominante dentro das situações de convívio escolar, familiar e outros. Assim, podemos ver claramenteque a falta de caridade na vida do jovem é primordial para torná-lo um ser com deficiências morais que nãosendo bem orientadas e conduzidas promoverão repetições de erros do passado gerando sempre uma dor quepoderia ser evitada. Foi passando por cima do orgulho de ter posses e situação privilegiada, que o jovem Francisco de Assisconseguiu transformar sua vida num raio de luz a iluminar a Terra. Foi vencendo o Egoísmo que desde a infânciae Juventude Francisco Cândido Xavier deu ao Brasil e ao mundo um dos maiores exemplos de dedicação ao beme ao próximo, perdoando e servindo à causa do bem sem pedir reconhecimento ou recompensas. A busca de salvação deve ser uma busca acima de tudo da salvação dos melhores sentimentos em detri-mento dos piores, mas as pessoas tem preferido buscar a salvação por meios exteriores em vez de melhorar seuconvívio com o próximo. Só aprendendo a conviver com quem tem diferenças, perdoando, amparando, amandode fato é que poderemos salvar o que há de melhor em nós, para uma crescente evolução onde a caridade se farácada vez mais presente em nossas vidas. Francisco Valjuan Email: valjuanx@hotmail.com www.come-ce.blogspot.com
  5. 5. recordar é viver 6 Lembranças da MEJA Nessa edição do COMECE, o Recordar é Viver foi atrás de alguém que esteve presentenum momento importantíssimo da MEJA (Mocidade Espírita Joanna de Angêlis). Cacilda Cavalcante foicoordenadora da MEJA, e permitiu ao COMECE e a você leitor, viver e reviver experiências prazerosasdessa mocidade através de relatos de suas boas lembranças. COMECE: O que mais lhe marcou nos tempos em que trabalhou com a MEJA? Cacilda: Muitas coisas acabam marcando para a vida inteira, como os amigos que conquistamose que até hoje são parte importante da nossa vida.As lições espíritas, que como coordenadores tanto repetimos, que vem imediatamente à nossa lembrançanos momentos difíceis que passamos. Por exemplo, quando sofri um acidente de trânsito com minhafamília, só eu fiquei acordada e pude ajudar a todos. Na hora eu só pensava nos estudos da MEJA e osconceitos me vinham ao pensamento. “Nada acontece por acaso”. “Nós nunca estamos sós”. “Deus éPai infinitamente justo e bom”. “Tudo na vida é lição e aprendizagem para quem se dispõe a aprender”.“A morte não existe como o Fim”. Repeti tantas vezes esses e outros conceitos que só me restavamostrar o quanto eles eram verdadeiros para mim, na prática. COMECE: O que mais motivava o jovem a estar na Mocidade? Cacilda: O ambiente fraterno de muita amizade e cumplicidade onde todos eram acolhidos debraços abertos, com muita alegria, música e arte. O jeito de todos se sentirem importantes e corresponsáveis pela MEJA. Nós éramos a MEJA etodos colaboravam com ela como podiam. Nós também costumávamos nos encontrar fora da MEJA.Víamos o pôr do sol na praia juntos, subíamos a serra de Maranguape, fazíamos evangelho na casa dosamigos que precisavam. Nós tínhamos sempre um objetivo a conquistar juntos; a cada trimestre haviaum projeto, um seminário (SEMJEFOR I, II e III), uma confraternização (DIEL- Dia de Integração, Estudoe Lazer) ou um passeio mais longo a uma casa de praia ou serra com muitas atividades (para tanto,tínhamos o cofrinho da MEJA). Outra coisa que nos motivava e unia eram os trabalhos assistenciais quefazíamos a cada domingo (Lar Torres de Melo, Campanha do Quilo, Colônia de Hansenianos e SantaCasa de Misericórdia). Nós nos encontrávamos no Torres de Melo, fazíamos a visita e depois íamos todosjuntos caminhando e cantando até a Comunhão Espírita para a reunião da MEJA. Cada um participavado trabalho que se identificasse, não era obrigatório, mas a maioria participava de todos. COMECE: Você poderia relatar em que momento a MEJA foi eleita a melhor mocidade espírita? Cacilda: Em 1991 a FEB promoveu um Congresso Internacional de Espiritismo em Goiânia. Láestiveram representados todos os estados da Federação e mais seis países da América e Europa paratroca de experiências sobre como melhor conhecer e estudar a Doutrina em todas as faixas etárias.Para tanto, a FEB reuniu os melhores trabalhos do Brasil a esse respeito, o grupo sulista que elaborouo primeiro modelo de ESDE, os melhores modelos de evangelização infantil e a MEJA como melhormocidade. Por isso o Irmão Benvindo Melo (Presidente da FEEC) me levou até lá para que eu pudessemostrar como a MEJA funcionava, todas as atividades que realizávamos e servir de orientação paraoutras mocidades. COMECE: O que você trás da MEJA até hoje? Cacilda: As Lições, os Amigos e as melhores lembranças da minha vida. COMECE: Em sua opinião, o que conduz ao bom trabalho de uma mocidade? Cacilda: O Amor, a Vivência Doutrinária e a Disciplina. Márcio Henrique Email: henrique.roberto2007@gmail.com www.come-ce.blogspot.com
  6. 6. Um bora 7 Um bora ao encontro, mocidades espíritas! O ano de 2011 está na reta final, por isso, já tem gente planejando para onde vai no Carnaval do anoque vem. Não é pra menos, pois nós brasileiros temos um leque grande de opções: ir à praia, ao mela-mela,acompanhar os desfiles de escola de samba na TV etc. Mas tem muita gente que curte o Carnaval longedesse contexto sem sentir sua falta. Que o diga os mais de 250 jovens que visualizam nesses quatro dias umaoportunidade única de rever os amigos, assim como aprender, de maneira dinâmica, a Doutrina Espírita. O Encontro de Mocidades Espíritas do Ceará (EMECE) dispensa apresentações, quem nunca foi, comcerteza, já ouviu falar. O evento existe há 13 anos e é lá, onde jovens de diversas casas espíritas costumamter o primeiro contato do ano. Muitas vezes este contato é o primeiro da vida com outras mocidades, e aindaassim, terminamos o evento cheios de novos amigos. Já que o tema deste ano foi Reencarnação, o de 2012 será: “Voltei, e agora?”. Na certa nos escla-recerão sobre como devemos proceder como encarnados. As inscrições já estão abertas na FEEC. Corra queas vagas são limitadas. Um Bora?! Eliane Soares Email: elianiisoares@hotmail.com www.come-ce.blogspot.com
  7. 7. Equipe 8 Em nome da equipe Comece eu agradeço pela atenção de todos os seus leitores e esperamos propagara mensagem do Cristo da melhor forma, forma essa reunindo, integrando e interagindo com os vários jovensespíritas com mesmo ideal e objetivando o aprendizado da doutrina e pondo em prática em nosso cotidiano.Formando assim futuros oradores, trabalhadores do movimento espírita e grandes estudiosos desta doutrinaconsoladora. Fiquem com Deus e os bons espíritos. Abraços à todos. Alison Jader Email: alisonjader@hotmail.com Só Riso Caridade Cruz e Souza psicografia de Chico Xavier, do Livro Parnaso de Além Tumulo Caridade é a mão terna e compassiva Que ampara os bons e aos maus ama e perdoa, Misericórdia, a qual para ser boa, De bens paradisíacos se priva. Juliana Lima Email: jurilima@gmail.com Mão radiosa, que traz a verde oliva Da paz, que acaricia e que abençoa, Voz da eterna verdade que ressoa Expediente Por toda a parte, promissora e ativa. Edição: Joamila Brito, Francisco Valjuan, Mateus Monte, A caridade é o símbolo da chave Márcio Henrique e Alison Jader Que abre as portas do céu claro e suave, Das consciências libertas da impureza; Revisão e Blog: Joamila Brito Facebook: Joamila Brito e Márcio Henrique É a vibração do espírito divino, Em seu labor fecundo e peregrino, Diagramação: Alison Jader Manifestando as glórias da Beleza!... Site: Alan Bacelar Joamila Brito Textos nesta edição: Francisco Valjuan, Alison Jader, joamilabrito@yahoo.com.br Márcio Henrique, Mateus Monte, Juliana Lima, Eliane Soares joamilabrito.zip.net e Joamila Brito www.come-ce.blogspot.com

×