Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Clodoaldo Pacheco - Microsemeiótica oftálmica e diabetes

2,621 views

Published on

www.clodoaldopacheco.com.br

  • Be the first to comment

Clodoaldo Pacheco - Microsemeiótica oftálmica e diabetes

  1. 1. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . MICROSEMIÓTICA OFTALMICA, TERAPIA FLOR DE ÍRIS E DIABETES MELLITUS Aluno: Geraldo Cardozo Bandeira Orientador: Prof. Dr. Clodoaldo Pacheco TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  2. 2. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . MICROSEMEIOTICA OFTÁLMICA PROFISSIONAL TERAPIA FLOR DE ÍRIS INTEGRADA® TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  3. 3. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . MICROSEMIÓTICA OFTÁLMICA E DIABETES MELLITUS Introdução A importância deste trabalho está em demonstrar a relação entre a Microsemiótica Oftálmica, Terapia Flor de Íris e diabetes mellitus, objetivando detectar sinais na íris capaz de comprovar ou não a existência da doença nas pessoas. TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  4. 4. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . MICROSEMIÓTICA OFTÁLMICA, TERAPIA FLOR DE ÍRIS E DIABETES MELLITUS• Justificativa: Após desenvolver-se vários trabalhos e investigar a predominância das enfermidades na região norte do Espírito Santo, detectou-se diversos problemas de saúde relacionadas ao diabete mellitus.• Problema: A Microsemiótica Oftálmica e a Terapia Flor de Íris ajudará na redução dos problemas causados pelo diabete mellitus? TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  5. 5. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . Objetivo Geral O objetivo geral desse trabalho é avaliar as condições de saúde dando ênfase aos portadores de diabetes mellitus, utilizando a Microsemiótica oftálmica e a terapia flor de íris como ferramenta capaz de identificar sinais e tratamentos que correspondam ou atenda a perspectiva. TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  6. 6. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . Objetivos específicos• Avaliar a importância x desempenho da Microsemiótica oftálmica e terapia flor de íris na prevalência da diabete mellitus.• Identificar na íris os sinais que indicam a presença ou tendências a contrair diabete.• Descrever o perfil do cliente.• Verificar a evolução da cada caso clínico de acordo com o tratamento proposto.• Avaliar os resultados. TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  7. 7. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . Material e métodos• Realizou-se uma pesquisa bibliográfica com o tema em tela objetivando colher dados para o conhecimento, compreensão e desenvolvimento desse trabalho.• Realizou-se o estudo de caso com 10 (dez) clientes, portadoras de diabetes.• Introduziu-se ao tratamento o uso de essências florais, fitoterápicos, bem como, aconselhamento na reeducação alimentar. TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  8. 8. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . Microsemiótica Oftálmica Conceito: A íris é uma extensão do cérebro, dotada de tecidos específicos, de terminais nervosos e músculos capilares. Por via tálamo óptico e sistema nervoso a iris estabelece a comunicação a todos órgãos e tecidos do corpo. TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  9. 9. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . Pela observação da mesma, revela a condição do organismo nas mudanças que ocorrem no estroma e trabéculos (fibras) da íris, detectando assim, as perturbações orgânicas, metabólicas, nutricionais nervosas, hormonais e certas patologias. TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  10. 10. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . A abordagem principal da Microsemiótica oftalmica é exatamente o procedimento imediato de pesquisar o estado de Saúde de cada parte do corpo, indicando as áreas de investigação mais detalhadas. Isto faz com que a Microsemiótica oftalmica seja um recurso extraordinário para os profissionais de saúde que adotam a abordagem holística (GURUDEV, 2009, pg. 12) TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  11. 11. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . Irisdiagnose É a ciência que revela a desordem patológica e funcionais do corpo humano, por meio de linhas e pontas anormais e descoramento da Íris do olho. TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  12. 12. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . Diabetes Mellitus Conceito: A palavra diabetes significa sifão ou passar através de. Esse é o nome que os antigos gregos designavam indivíduos que se distinguiam por eliminar grandes quantidades de urina, como se a água ingerida passasse por seus corpos, sem se deter. TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  13. 13. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . Diabetes Mellitus ou diabetes açucarados ou diabetes sacarinos compreende um grupo heterogêneo de causas e manifestações clínicas, tendo como denominação comum o aumento de glicose, um tipo de açúcar no sangue decorrente, na maioria das vezes, de produção diminuída ou alterada de insulina pelo pâncreas e/ou alteração da ação da insulina (fígado, músculos e tecidos adiposo) ocasionando modificações no metabolismo de proteínas, gorduras, sais minerais e, principalmente, glicose. TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  14. 14. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . Pâncreas O pâncreas é um órgão localizado na cavidade abdominal, atrás do estômago, constituído, além do tecido de sustentação, de:1. Ilhotas circulares que produzem hormônios (insulina e glucagon) que atuam no metabolismo de hidratos de carbono (açucares), proteínas e gorduras.2. Formação glandulares (ácinos e dutos) relacionadas á produção de enzimas destinadas à digestão de hidratos de carbono, proteínas e gorduras. TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  15. 15. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . O pâncreas é uma glândula mista, com função secretora endócrina e exócrina. Sua porção endócrina é formada por um conjunto de células (ilhotas de Langerhans) especializadas na secreção dos hormônios insulina e glucagon. Neste aglomerado de células, existe uma distinção, tendo o pâncreas uma região de células betas, responsáveis pela produção de insulina e outra região de células alfas, produtoras de glucagon, lançados na corrente sanguínea. Esses dois hormônios possuem efeitos antagônicos, ou seja, atividade fisiológica inversa. TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  16. 16. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . InsulinaTem sua atuação voltada para a absorção deglicose pelas células do fígado, músculosesqueléticos e tecido adiposo, diminuindo suaconcentração em razão da retirada de glicose dosangue. O glucagon, com atividade estimulanteoposta, faz aumentar o teor de glicose nacorrente sanguínea a partir da quebra doglicogênio (substância de reserva energética).(COSTA, ARUAL AUGUSTO, 2009 pg. 3) TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  17. 17. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . O pâncreas e as Ilhotas de Langerhans: células alfa e beta, produtoras de hormônios. TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  18. 18. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira .Tipos de diabetes mais freqüentesTipo 1: Chamado anteriormente diabetes infanto- juvenil, instável ou insulino-dependente. Ocorre em crianças e jovens (5 a 10% dos portadores de diabetes).Tipo 2: Chamado anteriormente diabetes do adulto ou da maturidade, estável ou não-insulino- dependente. Ocorre principalmente nos adultos e particularmente nos obesos. TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  19. 19. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . TIPO 1 TIPO 2Idade de aparecimento Crianças e Jovens Mais de 40 anosAumento de peso (obesidade) Raro ComumNíveis de insulina Baixos Normais ou elevadosViroses com desencadeantes Freqüentes RarasAnticorpos anticélulas beta-pancreáticas Freqüentemente presentes IncomunsHereditariedade Incomum FreqüenteTendência à cetoacidose Freqüente RaraNecessidade de insulina Frequente Ao redor de 30%Resistência periférica à ação da insulina Incomum FrequenteAumento do glucagon Absoluto RelativoPrevalência (População afetada) 0,1 – 0,3% 7,4%Incidência/100.000 habitantes (novos casos por ano) 1 a 35 100 a 150 TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  20. 20. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . Sintomas TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  21. 21. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . Estudo de Caso• Cliente A• Data de Nascimento : 10/10/1964 Sexo: Feminino• Chegou no consultório queixando-se de dores generalizada, em estado depressiva e com insônia.• A íris dominante é a esquerda, apresenta a OPI II, terreno Hipotrófico (predominancia de infecções, viroses e alergias frequentes, constituição chinesa metal, pessoa rigida e que não aceita conselhos).• Constituição: Pluriglandular (Nas mulheres destireoidismo e alterações do ciclo menstrual )• Presença de várias lacunas, e iris direita aparece exatamente as 07:00 horas correspondendo a região do pâncreas, após exames confirmou com portadora de de diabetes melittus tipo 2. TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  22. 22. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . ESTUDO DE CASO TRATAMENTO Oxigen Plus - para preparar o terreno irídeo , limpeza celular; 10 gotas 4 x ao dia com 1 copo de água fora dos horários das refeições. Floral stock Oxigen Plus – Contém os florais Rescue Remedy e Star Of Bethlemenn, H₂O₂, vanádio, lapachol, uncaria tomentosa, flor de íris germanica L. O tratamento com oxigênio é chamado de oxigeno terapia. Recupera e ativa o sistema imunológico e desintoxica. Ativa e limpa a corrente sanguínea. Proteção e Equilibrio - Para promover a proteção física e emocional. Dosagem = 8 gotas sub-lingual no ½ da manha, da tarde e ao deitar. Floral stock Proteção e Equilíbrio - Essência utilizada para pessoas que refletem baixas defesas emocionais e espirituais, são frágeis. Impressionam-se e absorvem a energia e os problemas das outras pessoas que estão ao seu redor com muita facilidade. TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  23. 23. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . ESTUDO DE CASO TRATAMENTO Oligo Floral OPI II para Promover a reposição e o equilíbrio de sais minerais no organismo. Dosagem = 10 gotas pela manha e antes da janta com um pouco de água. Oligo Floral stock OPI II – Essência floral com Thálassa Krill, Eufásia superba, íris germanica L., Galantus nivalis e Quercus robur. Possui traços de Mn-Cu e outros. Essa essência é para as pessoas que se empenham cegamente para serem bem sucedidas, metódicas, radicais. Cansaço a noite, falta de resistência e sono bom, fragilidade das vias respiratórias superiores e fácil infecções. Flor de Íris Máster para regular o sistema glandular. Dosagem = 8 gotas com pouca água 3 x ao dia. Essência floral stock Máster – regulariza o funcionamento das glândulas (tireóide, paratireóide, hipotálamo, hipófise, pâncreas e gônadas), controla tanto o hipotiroidismo quanto hipertireoidismo, favorecendo assim todo o sistema glandular. Diaben - fitoterápico composto por apulia Ferrea, jabolão, pata de vaca e cavalinha. TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  24. 24. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . Iris direita – Cliente A TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  25. 25. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . Iris direita – Cliente A Retorno TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  26. 26. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . Iris esquerda – Cliente A TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  27. 27. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . Iris esquerda – Cliente A Retorno TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  28. 28. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira .Cliente A• Após seguir as recomendações, essa senhora passou a dormir melhor, relatou-me que as dores diminuíram significativamente, e o mais importante, a glicose normalizou-se, haja vista que no primeiro exame a taxa apontou em 322 mg/dl. Após 20 dias ao tratamento fez-se novo exame e já havia baixado para 175 mg/dl. Hoje a taxa esta dentro das normalidade com 103 mg/dl, constatado no dia 05/08/2011. TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  29. 29. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . Estudo de Caso• Cliente B• Data de Nascimento : 15/04/1858 Sexo: Feminino• Queixas: Dores nas costas, insônia, fadiga, dores de cabeça e diabete descontrolado (exame glicêmico 236 mg/dl)• A íris dominante é a esquerda, apresenta a diatese II, Fragilidade das vias respiratórias; infecções; inflamações; reações linfáticas e digestivas; hipomenorréia; alergia por auto intoxicação; artrose, cefaléia; diabete; obesidade; celulite; fadiga dos ligamentos; artrite; obstipação.• Constituição: Hematógena• Presença de várias críptas na iris direita aparece exatamente as 07:00 horas correspondendo a região do pâncreas,.• Tratamento: Oxigen Plus - para limpeza celular; Proteção e Equilibrio para Promover a proteção física e emocional; a OPI II para Promover a reposição e o equilíbrio de sais minerais no organismo; Floral Flor de Íris Máster para regular o sistema glandular , Diaben fitoterápico composto por apulia ferrea, jabolão, pata de vaca e cavalinha para tratamento do diabete. TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  30. 30. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . Iris direita – Cliente B TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  31. 31. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . Iris direita – Cliente B Retorno TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  32. 32. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . Iris esquerda – Cliente B TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  33. 33. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . Iris esquerda – Cliente B Retorno TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  34. 34. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira .Cliente B• Após seguir as recomendações, a cliente normalizou o nível de glicose no sangue de 236 mg/dl para 114 mg/dl. (isso aconteceu no intervalo de quatro dias).• As dores desapareceram, principalmente na região cefálica.• Encontra-se disposta, melhorou seu humor e aumentou seu auto estima. TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  35. 35. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . Conclusão Dentre os dez estudos de casos, foi apresentado oitocasos com diabetes mellitus tipo 2, e dois com diabetesmellitus tipo 1. Nesse total, sete confirmaram através de sinais apresença do diabete mellitus. Em um dos casos a pessoa atéentão, não sabia que era portadora da doença. Diante dos fatos apurados, conclui-se queMicrosemiótica oftálmica e a terapia flor de íris atenderam aexpectativa e confirmou-se sendo este, um recursofantástico para o terapeuta ou qualquer profissional desaúde que possa utilizá-la como ferramenta para examinar,identificar e tratar o individuo. TERAPIA FLOR DE ÍRIS®
  36. 36. Naturopata Microseometista Oftálmico Flor de Íris Geraldo Cardoso Bandeira . MICROSEMIÓTICA OFTÁLMICA Aluno: Geraldo Cardozo Bandeira Orientador: Prof. Dr. Clodoaldo Pacheco "Tuas forças naturais, as que estão dentro de ti, serão as que curarão suas doenças. " (Hipócrates) TERAPIA FLOR DE ÍRIS®

×