ESTUDO SOBRE GERENCIAMENTO DE ESCOPO: Evolução das
                Teorias sobre Gerenciamento de Escopo



              ...
O principal intuito é o desenvolvimento das técnicas de pesquisas
bibliográficas, ficando o resultado da mesma em segundo ...
Em     1969,   o   Project   Management    Institute   (PMI)   iniciou   o
desenvolvimento de uma metodologia no auge dos ...
•     Controle de Mudanças de Escopo — controlar as mudanças do escopo
      do projeto

      Estes processos interagem u...
organizações um projeto é formalmente iniciado somente depois da conclusão
da avaliação das necessidades, de um estudo de ...
que refletem as necessidades dos clientes e o desenho do produto que suporta
os seus requisitos.

       As saídas do plan...
2.2.5 Controle de Mudanças do Escopo


       O controle de mudanças do escopo consiste em (a) influenciar os fatores
que ...
Publicações   referenciando      o   gerenciamento   de   escopo   estão   mais
evidenciadas nos últimos anos, devido basi...
Como principal resultado desse trabalho, obtivemos um conhecimento
mais refinado para o desenvolvimento de pesquisas cient...
6. http://www.cin.ufpe.br/~if717/Pmbok2000/pmbok_v2p/wsp_5.0.html

7. http://www.pr.gov.br/batebyte/edicoes/2000/bb96/pmbo...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Artigo Cleilson

1,453 views

Published on

Published in: Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,453
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
41
Actions
Shares
0
Downloads
23
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Artigo Cleilson

  1. 1. ESTUDO SOBRE GERENCIAMENTO DE ESCOPO: Evolução das Teorias sobre Gerenciamento de Escopo Cleilson Maciel e Ana Paula Gomes* O estudo deste trabalho foi desenvolvido a partir de uma pesquisa bibliográfica na internet, na qual se busca a evolução das teorias do gerenciamento de escopo ao longo dos últimos 28 anos, buscando-se o desenvolvimento das técnicas de pesquisas na internet em cima de materiais cientificamente reconhecidos pelas comunidades acadêmicas, como também o aprendizado referente à publicação do artigo na internet. Palavras-chave: Gerência de Projetos. Gerência de Escopo. Pesquisa Bibliográfica. 1. Introdução Este trabalho visa contribuir para o desenvolvimento de pesquisas na área de gerenciamento de projetos, especificamente voltado para o gerenciamento de escopo de um projeto, devido o mesmo ser indicativo de material relevante ao assunto, além da contribuição para o desenvolvimento de técnicas de pesquisas e busca de referências, principalmente em conteúdos científicos publicados na internet, os quais requerem trabalhos árduos na catalogação dos mesmos. Estes conteúdos científicos são reconhecidos pela comunidade acadêmica como conteúdos válidos e bastante relevantes, o que nos deixa mais seguros de está realizando um trabalho correto com informações seguras, importantes e corretas.
  2. 2. O principal intuito é o desenvolvimento das técnicas de pesquisas bibliográficas, ficando o resultado da mesma em segundo plano, embora seja um assunto bastante relevante para o gerenciamento de projetos, mas bastante complicado de se encontrar material que enfoque bem a evolução do gerenciamento de escopo, que é a base de desenvolvimento da pesquisa. 2. Histórico da Pesquisa 2.1. Evolução da Gerência de Projetos O surgimento da Gerência de projetos se deu como uma disciplina nos Estados Unidos, seu precursor foi Henry Gantt, que utilizou o gráfico de “barra” como uma ferramenta de gerência de projeto, associado às teorias de Frederick Winslow Taylor da administração científica. A realização de projetos é utilizada desde os primórdios, por exemplo a construção das pirâmides do Egito 2780 a.C. Portanto para que um projeto seja bem realizado, verificou-se a necessidade de ser organizado. A moderna gerência de projetos teve início na década de 50, antes disso os projetos eram controlados utilizando as gráficos de Gantt, técnicas informais e ferramentas, foram desenvolvidos nessa década dois programas matemáticos o Program Evaluation and Review Tchnique e o Critical Path Method, essas técnicas se espalharam rapidamente pelas empresas. Com a revolução industrial houve uma alteração profunda da estrutura econômica do mundo ocidental, consequentemente o desenvolvimento do capitalismo industrial, a forma de produção foi drasticamente modificada, iniciando uma cadeia de alterações tomando um posicionamento de maior exigência nas execuções das tarefas, antes para Taylor a única maneira de melhorar a produtividade era exigir dos trabalhadores mais horas de dedicação ao trabalho.
  3. 3. Em 1969, o Project Management Institute (PMI) iniciou o desenvolvimento de uma metodologia no auge dos projetos espaciais da NASA, com um grupo de cinco profissionais de gestão de projetos, da Philadelphia, Pensilvânia, nos EUA, e somente em 1981 os diretores do PMI autorizaram o desenvolvimento do guia de projetos – PMBOK O gerenciamento de projetos vem se fortalecendo cada vez mais, as empresas têm percebido a necessidade de gerenciar seus projetos para obterem sucesso. O PMI estiam que aproximadamente 25% do PIB mundial são gastos em projetos e cerca de 16,5 milhões de profissionais estão envolvidos diretamente com a gerência de projetos no mundo [Dinsmore e Cavaliere 2003]. 2.2. Gerência de Escopo O gerenciamento de escopo tem como objetivo principal definir e controlar os trabalhos a serem realizados pelo projeto de modo a garantir que o produto, ou serviço, desejado seja obtido através da menor quantidade de trabalho possível, sem abandonar nenhuma premissa estabelecida no objetivo do projeto. Inclui os processos requeridos para assegurar que o projeto inclua todo o trabalho necessário, e tão somente o trabalho necessário, para complementar de forma bem sucedida o mesmo. Essa é uma visão geral dos principias processos da gerência do escopo do projeto: • Iniciação — autorizar o projeto ou fase. • Planejamento do Escopo — desenvolver uma declaração escrita do escopo como base para decisões futuras do projeto. • Detalhamento do Escopo — subdividir os principais subprodutos do projeto em componentes menores e mais manejáveis. • Verificação do Escopo — formalizar a aprovação do escopo do projeto.
  4. 4. • Controle de Mudanças de Escopo — controlar as mudanças do escopo do projeto Estes processos interagem uns com os outros e também com os processos das demais áreas de conhecimento. Cada processo pode envolver esforço de um ou mais indivíduos ou grupos de indivíduos dependendo das necessidades do projeto. Cada processo geralmente ocorre pelo menos uma vez em cada fase do projeto. Esses processos podem interagir de outra forma como será apresentado No contexto de projeto, o termo escopo deve se referir a : • Escopo do produto – aspectos e funções que caracterizam um produto ou serviço. • Escopo do projeto – o trabalho que deve ser feito com a finalidade de entregar um produto de acordo com os aspectos e as funções especificados. Os processos, ferramentas e técnicas usados para gerenciar o escopo do projeto são o foco deste capítulo. Os processos, ferramentas e técnicas usados para gerenciar o escopo do produto variam conforme a área de aplicação e são usualmente definidos como parte do ciclo de vida do projeto (o ciclo de vida do projeto é discutido na Seção 2.1). Um projeto geralmente produz um único produto, mas esse produto pode incluir componentes subsidiários, cada um deles com seu próprio e distinto, porém interdependente, escopo de produto. Por exemplo, um novo sistema de telefonia geralmente inclui quatro componentes subsidiários – hardware, software, treinamento e implementação. O escopo do projeto é mensurado contra o plano do projeto, enquanto o escopo do produto é mensurado contra os requisitos do produto. Ambos os tipos de gerenciamento de escopo devem ser bem integrados para garantir que o trabalho do projeto resulte na entrega do produto especificado. 2.2.1. Iniciação A iniciação é o processo de autorização formal que um novo projeto ou da próxima fase de um projeto existente que deve continuar (veja Seção 2.1 para discussões mais detalhadas sobre fases de um projeto). A iniciação formal liga o projeto com o trabalho em execução na organização. Em algumas
  5. 5. organizações um projeto é formalmente iniciado somente depois da conclusão da avaliação das necessidades, de um estudo de viabilidade, de um plano preliminar ou de qualquer outra forma equivalente de análise que foi iniciada separadamente. Alguns tipos de projetos, especialmente projetos de serviços internos e projetos para o desenvolvimento de novos produtos, são iniciados informalmente e alguma quantidade limitada de trabalho é feita para assegurar as aprovações necessárias para a iniciação formal. Os projetos são, tipicamente, autorizados como resultado de uma ou mais das seguintes situações: • Uma demanda de mercado (por exemplo, uma companhia automobilística autoriza um projeto para construir carros com maior economia de combustível em resposta a uma escassez crônica de gasolina). • Uma necessidade do negócio (por exemplo, uma companhia de treinamento autoriza um projeto para criar um novo curso para incrementar as receitas). • Um pedido (uma exigência) de cliente (por exemplo, uma empresa pública de energia elétrica autoriza um projeto para construção de uma nova subestação para servir um novo parque industrial). • Um avanço tecnológico (por exemplo, uma firma eletrônica autoriza um novo projeto para desenvolver um jogo para vídeo após avanços nos tipos de memórias dos computadores). • Uma exigência legal (por exemplo, um fabricante de tintas autoriza um projeto para estabelecer orientações para manuseio de materiais tóxicos). • Uma necessidade social (por exemplo, uma ONG, num país em desenvolvimento, autoriza um projeto para fornecer estações de tratamento de água e educação sanitária para populações de baixa renda sujeitas a altas taxas de cólera). 2.2.2. Planejamento do Escopo O planejamento do escopo é o processo de elaborar e documentar progressivamente o trabalho do projeto (escopo do projeto) produzindo o produto do projeto. O planejamento do escopo começa com as entradas iniciais da descrição do produto, project charter, e a definição inicial das restrições e premissas. Note que a descrição do produto incorpora requisitos do produto
  6. 6. que refletem as necessidades dos clientes e o desenho do produto que suporta os seus requisitos. As saídas do planejamento do escopo são a declaração do escopo e o plano de gerenciamento do escopo. As equipes do projeto desenvolvem múltiplas declarações de escopo que deverão ser apropriadas para o seu nível de decomposição do trabalho do projeto. 2.2.3. Detalhamento do Escopo O detalhamento do escopo envolve a subdivisão dos principais subprodutos do projeto em componentes menores e mais manejáveis para se ter condição de: • Melhorar a precisão das estimativas de custo, tempo e recurso. • Definir um baseline para medir e controlar o desempenho (desempenho). • Facilitar uma atribuição clara de responsabilidades. A definição apropriada do escopo é um ponto crítico para sucesso do projeto. quot;Quando existe uma definição pobre do escopo, pode ser esperado um custo final do projeto mais alto por causa de inevitáveis mudanças que rompem com o ritmo do projeto, causam retrabalho, aumentam o tempo do projeto e diminuem a produtividade e o moral da força de trabalho”. 2.2.4 Verificação do Escopo A verificação do escopo é o processo de obter o aceite formal do escopo do projeto pelas partes envolvidas (patrocinador, cliente, freguês, etc). Isto exige uma revisão dos produtos e resultados do trabalho para garantir que tudo foi completado correta e satisfatoriamente. Se o projeto terminar mais cedo, o processo de verificação do escopo deve estabelecer e documentar o nível e extensão da complexidade. A verificação do escopo difere do controle da qualidade, já que é fundamentalmente relacionada com a aceitação do resultado do trabalho enquanto o controle da qualidade é fundamentalmente relacionado com a exatidão dos resultados do trabalho. Assim para o mesmo trabalho executado busca-se tanto a exatidão quanto a aceitação do escopo.
  7. 7. 2.2.5 Controle de Mudanças do Escopo O controle de mudanças do escopo consiste em (a) influenciar os fatores que criam mudanças no escopo para garantir que as mudanças sejam discutidas e combinadas (b) determinar que uma mudança no escopo ocorreu, e (c) gerenciar as mudanças efetivas quando ocorrerem. O controle das mudanças do escopo deve se integrar aos demais processos de controle (controle de prazo, controle de custo, controle de qualidade. 3. Estratégia da Pesquisa O trabalho de pesquisa foi desenvolvido a partir da catalogação das informações que são encontradas principalmente em sites de busca da internet, os quais se disseminaram devido uma grande quantidade de informações que são publicadas na internet. Dentre os sites, o Google [1] se destaca como uma dessas principais ferramentas de busca de informações na internet. A estratégia de pesquisa se deu na busca de informações, referentes ao assunto requerido, utilizando-se das funcionalidades de busca de livros, tendo acesso aos conteúdos dos mesmos. Dessa forma, foram acessadas informações em livrarias virtuais, das quais se destacam os sites do submarino [2] e amazon [3], as quais possibilitam a busca por títulos e conteúdos, facilitando a identificação de referências relevantes. A pesquisa também foi direcionada para a busca de artigos que abrangem o tema desse trabalho. Foram encontradas diversas fontes de referências, as quais foram inseridas no mesmo. 4. Estatísticas da Pesquisa
  8. 8. Publicações referenciando o gerenciamento de escopo estão mais evidenciadas nos últimos anos, devido basicamente a importância do enfoque nas estratégias empresariais. Dos materiais bibliográficos encontrados, apenas em torno de 10% enfocam bem o assunto mensionado, sendo 90% fazendo apenas citações sobre o mesmo. Ilustrações no gráfico 1 logo abaixo. Gráfico 1. Publicações sobre Gerenciamento de Escopo 5. Conclusão Na pesquisa realizada, foi encontrado um vasto e relevante conteúdo sobre gerenciamento de projetos e gerenciamento de escopo. No entanto, esses conteúdos são disponibilizados conforme pagamento para sua aquisição. Há também uma disponibilidade muito extensa de artigos científicos, os quais podem ser consultados gratuitamente, assim adicionando informações valiosas a pesquisa realizada.
  9. 9. Como principal resultado desse trabalho, obtivemos um conhecimento mais refinado para o desenvolvimento de pesquisas científicas, como também para o desenvolvimento de trabalhos científicos. Outro resultado importante e relevante é de que o gerenciamento de escopo é senão a principal área de conhecimento do gerenciamento de projetos, devido simplesmente definir a entrega que será realizada ao cliente e a satisfação influenciada também pelo prazo, custo e qualidade do produto final. Abstract The study of this work it was developed from a bibliographical research in the web, which it searches the evolution of the theories of the management of target to long of last the 28 years, searching development of the techniques of research in the web in top of scientifically recognized materials for the academic communities, as also the referring learning the publication of the article in the web. Words-key: Management of Projects. Management of Target. Bibliographical research. Referências 1. Google: http://books.google.com/ 2. Submarino: http://www.submarino.com.br/homecache/books.aspx?Query=ProductPage&Pr odTypeId=1 3. Amazon: http://www.amazon.com/ 4. http://www.proage.com.br/proage/exe/empresa/publicacoes/artigo_oquegp.pdf 5. http://www.cin.ufpe.br/~if717/slides/pmbok-escopo.pdf
  10. 10. 6. http://www.cin.ufpe.br/~if717/Pmbok2000/pmbok_v2p/wsp_5.0.html 7. http://www.pr.gov.br/batebyte/edicoes/2000/bb96/pmbok.htm 8. www.nereu.com.br. 9. http://www.dfa.ensino.eb.br/peg/PMBok/pmbok5_escopo.pdf 10. http://www.tenstep.com.br/br/TenStepPB/open/5.0.htm 11. http://www.slideshare.net/espig/gerencia-do-escopo-do-projeto/ 12. www.uniriotec.br/~marcio.barros/GPI/03%20Gerencia%20Escopo.pdf 13. www.scribd.com/doc/2472404/Plano-de-Gerenciamento-do-Escopo-V3 14. http://www.relativa.com.br/livros_template.asp?Codigo_Produto=63705 15. http://www.celedo.com.br/portal/modules.php?name=News&file=article&sid=11 16. http://www.patriciamellilo.com.br/projeto-01.php 17. http://www.clubegp.com.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=10&sid= 10

×