Palestra claudio seixas clube-conhecimento-geração-y-2010-08-27

1,557 views

Published on

Palestra no Clube do Conhecimento,, dia 27/8/2010, sobre as gerações, suas caractertísticas, os fatos, seus principais personagens, seus diferentes modelos e como liderar a nova geração "Y", para obtermos uma convivência melhor nas Empresas e melhores resultados no Mkt.

Published in: Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,557
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
162
Actions
Shares
0
Downloads
46
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Palestra claudio seixas clube-conhecimento-geração-y-2010-08-27

  1. 1. Conhecendo as gerações e entendendo como liderar a nova geração "Y“! Cláudio Seixas Clube do Conhecimento 27-Agosto-2010
  2. 2. Algumas perguntas! <ul><li>Quem já teve problemas de diálogo com os filhos? </li></ul><ul><li>Quem já teve dificuldade em contratar jovens? </li></ul><ul><li>Quem ainda acredita em “chefia”? </li></ul><ul><li>Quem já conseguiu entender os novos “processos”? </li></ul><ul><li>Quem ouve música, tecla, fala e trabalha junto? </li></ul><ul><li>Quem já entendeu a nova geração “Y”? </li></ul><ul><li>Como atuar de forma harmônica com eles? </li></ul><ul><li>Quais os cuidados na nova forma de liderar gente? </li></ul><ul><li>Quem conhece o “Rafinha”??? </li></ul>
  3. 3. Definição e Fatos que mais marcam as gerações Escassês/Depressão Fonte: grupo foco Vídeo da Você S.A.
  4. 4. Características e personagens As mudanças trazidas pela Geração Y Howard Hughes Rafinha Fonte: grupo foco
  5. 5. Principais personagens - geração V http://pt.wikipedia.org/wiki/Howard_Hughes Howard Hughes Rafinha Fonte: grupo foco
  6. 6. Exemplo Geração Veteranos Fonte: grupo foco
  7. 7. Principais personagens - geração B-B Howard Hughes Rafinha Fonte: grupo foco
  8. 8. Exemplo geração “Baby Boomer” Fonte: grupo foco E Eu, alguns de vocês e muitos de seus chefes...
  9. 9. Principais personagens - geração X Howard Hughes Rafinha Fonte: grupo foco
  10. 10. Exemplo – geração “X” Fonte: grupo foco
  11. 11. Principais personagens - geração Y Howard Hughes Rafinha Fonte: grupo foco
  12. 12. Exemplos - geração “Y” Fonte: grupo foco
  13. 13. Os valores das gerações e as diferenças Conflito de Gerações Fonte: grupo foco
  14. 14. Benefícios X Problemas Fonte: Volney Faustini
  15. 15. Mudança de paradigmas Opensource Fonte: Volney Faustini
  16. 16. Uma proposta de Inovação <ul><li>É impossível querer eleger uma prioridade dentro das três áreas de maior suscetibilidade e fragilidade da empresa. As três são essenciais e nevrálgicas! </li></ul>Fonte: Volney Faustini A trilogia a seguir, é a síntese do que toda a empresa – independente de tamanho, segmento de atuação ou estrutura interna- precisa ter, tanto na sua Estratégia bem como em sua linha operacional. Permita-me, então, usar os três termos da trilogia em Inglês. Não se trata de frescura e sim dos significados que neles embarcam! BUSINESS CARE PEOPLE CARE CUSTOMER CARE Por aí, já saímos em vantagem das fórmulas simplistas! (”cliente em primeiro lugar” ou “A sua gente em 1º plano”).
  17. 17. BUSINESS CARE <ul><li>Começa por aí e não termina aí. O plano é apenas um dos indicadores do bom BUSINESS CARE . E o inicial! </li></ul>Fonte: Volney Faustini O Cuidado do Negócio abrange, porém não restringe: Governança Corporativa, transparência, liderança, caminho e zona do lucro, planejamento de médio e longo prazo, estratégia, desenho do negócio, indicadores de progresso … Normalmente quando começamos um trabalho numa empresa –independente de porte – solicitamos seus planos em papel e as estratégias detalhadas por escrito da empresa para os próximos anos. -  Como? É esta a maioria das reações! Estamos com problemas: se não temos um mínimo de trabalho realizado, debruçado e consolidado num plano escrito, com algumas versões … significa que estamos cuidando muito mal ( ou pior:  não temos cuidado algum ) para com a nossa “Galinha de Ovos de Ouro”. Se o negócio está em crise, mais razão para se ter alguma coisa no papel. Eu diria que este é apenas um dos princípios:  planejar e evoluir no plano  (apêndice, anexos, versões atualizadas, papers de apoio …)
  18. 18. PEOPLE CARE <ul><li>Cuidar das pessoas. Peter Senge rejeita o termo “Recursos Humanos”, pois dá um certo sentido de disponibilidade que reforça o sentido do descartável. Aliás uma prerrogativa que tem que ser usada com extrema habilidade e cuidado ( o cuidado dentro do cuidado ). </li></ul>E o grande diferencial que uma empresa pode ter reside exatamente em  suas pessoas . E mais ainda se passamos a respeitá-las e considerá-las não mais como recursos . A empresa moderna tem a ver com transformação. Diária, hora a hora, minuto a minuto. O caminho da obsolescência é manter-se estático. Estagnação é a morte. O cuidar das pessoas é o cuidar do futuro e da dinâmica presente de um organismo vivo e atuante. Um corpo vivo, uma empresa-organismo, contrapondo-se com a empresa máquina, tem nas pessoas a essência de sua “movimentação” e dinâmica. A máquina não muda. Não pensa. No PEOPLE CARE há sem dúvida valores, princípios, motivação, respeito, reconhecimento, participação, comprometimento e cumplicidade (aquela do tipo altamente positiva). Fonte: Volney Faustini Veja como soa aos ouvidos: “Tenho esse recurso a mão”; “Posso abrir mão deste recurso” … Não inova. Não excede. Não cria …
  19. 19. CUSTOMER CARE <ul><li>Cuidar dos clientes , do mercado, dos micro-mercados, dos indivíduos ou das partes individuais. Serve tanto para os negócios voltados para Empresas (BtoB) como para os consumidores (BtoC). </li></ul>Muito tem se falado de CRM , porém poucas empresas tem conseguido fazer penetrar na sua cultura o verdadeiro significado da ferramenta. Isso porque antes do instrumento vem a filosofia. E qual é essa filosofia? Comece por descrever o “por que” e o “como” de se cuidar e valorizar o cliente. Quem, a não ser o próprio cliente, tem a chave para o segredo do encantamento? E dá para perguntar de forma direta? De maneira alguma. No CUSTOMER CARE há toda uma psicologia de conhecimento e proximidade com o cliente, que resulta em intimidade e sabedoria. Visando agradá-lo e perpetuá-lo em nossos relacionamentos comerciais. UM ALERTA FINAL: De nada adianta se falar de clientes mais lucrativos, se não temos BUSINESS CARE com um Plano que focalize a Zona do Lucro e seus desdobramentos. De nada adianta se falar em fidelizar clientes se temos um  turn over  de gente em percentuais vís! Temos que ter também, um PEOPLE CARE que conquiste antes de mais nada os de casa e os nutra e os desenvolva! De nada adianta se falar em sistemas e programas, se não houver um valor mais profundo para se ofertar ao cliente – e que faça parte integrante do CUSTOMER CARE da empresa. Fonte: Volney Faustini
  20. 20. Quem são seus clientes e colaboradores? <ul><li>Quem(de que gerações) são os clientes da sua atividade fim? </li></ul><ul><li>______________ </li></ul><ul><li>Quem são os potenciais e os novos clientes da sua Empresa? </li></ul><ul><li>______________ </li></ul><ul><li>Quem são os colaboradores atuais e futuros de sua Empresa? </li></ul>
  21. 21. Para quem ainda não conhece o Rafinha <ul><li>Acesse o vídeo do Rafinha </li></ul>
  22. 22. Por que as novas tecnologias e a geração Y exigem mudança no negócio?
  23. 23. Algumas constatações e alertas! <ul><li>1- A Associação Comercial de São Paulo, em janeiro de 2010, concluiu que 30% das empresas de pequeno porte já compraram ou venderam pela internet. Mas, o que me chamou atenção foi o outro lado; o das 70 % que estão fora. Destas, 47% declararam que não o fizeram por &quot; falta de necessidade de usar esse canal ”. </li></ul><ul><li>2- Pela outra ponta, a do consumo, foi constatado que 87% dos consumidores domiciliados no estado de São Paulo pretendem comprar produtos pela internet no 3º trimestre deste ano, sendo os segmentos: eletroeletrônicos com 34,2% das intenções: produtos de informática com 28,8% e CD, DVD, livros e revistas com 23,7%, os mais visados. Para 60% a forma preferida de pagamento é o cartão de crédito.  Segundo e-bit, o comércio eletrônico faturou R$ 6,7 bilhões no primeiro semestre de 2010. Alta foi de 40% na comparação com o mesmo período de 2009 </li></ul><ul><li>3- Já pelo olhar da empresa de consultoria Nilsen Company, 86 % dos internautas brasileiros, cerca de 61 milhões de pessoas, usam a rede social e passam algo em torno de 5 horas por dia navegando nela, uma hora a menos que a média mundial. </li></ul><ul><li>4- Outra empresa, a Gartner, estudou um grupo de quatro mil consumidores de dez mercados globais no quarto trimestre de 2009. Concluiu que a maioria dos consumidores troca informações em redes sociais antes de escolher um produto que quer comprar. Mais ainda, descobriu &quot;que as pessoas têm diferentes papeis quando se trata de recomendar produtos para os amigos de suas redes&quot;. Sem entrar nos detalhes, a conclusão é a de que 20% das pessoas influenciam a compra dos outros 74%. 5- Mercado brasileiro de PCs cresceu 20% no primeiro semestre deste ano segundo Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee). Destaque para o crescimento de 54% nas vendas de notebooks/netbooks, chegando a 3 milhões de unidades no semestre. </li></ul>Alerta: E a sua empresa, onde está? Para onde vai?
  24. 24. Como seria montar a nova empresa “Y”? <ul><li>Em um mundo onde as transformações alcançaram conceitos exponenciais, a competitividade se transformou em posicionamento estratégico e os relacionamentos estabelecem diferenciais competitivos definitivos, as empresas precisam adotar um novo posicionamento, muito mais alinhado com os conceitos atribuídos hoje aos jovens da geração Y, que representam a maior fatia do mercado consumidor e de profissionais, nesta próxima década(e na seguinte). Então, é preciso superar os desafios em lidar com estes novos consumidores e novos profissionais transformando sua empresa em uma empresa “Y”. </li></ul>Livro: Geração Y - O nascimento de uma nova versão de líderes Autor: Sidnei Oliveira Inovadora, Conectada, Flexível e focada em Resultados!
  25. 25. Liderança e tecnologias que ajudam em captação, identificação, classificação e comunicação com clientes e prospects … link para o filme da liderança
  26. 26. Cuidados no uso das Mídias Sociais <ul><li>Mas, afinal de contas, o que é necessário para obter sucesso nas mídias sociais?  </li></ul><ul><li>A resposta pode não ser tão simples, mas segundo especialistas da área, algumas dicas funcionam bem. Para Jenny Wilmshurst, basta migrar os contatos que você tem (off-line) para on-line, e assim, mantendo, atualizando e ampliando os relacionamentos. </li></ul><ul><li>Mas, lembra que a comunicação social não é uma solução rápida, porém é a nova onda e daí, pode não ser bom descolar dela. </li></ul>
  27. 27. Continuação.... <ul><li>Até porque, diz Jenny, ela pode ser altamente complementar às suas atividades de vendas, bem como agregar valor aos seus produtos e serviços. Várias opções de mídia social podem ser integradas ao mix de marketing on-line e off-line. </li></ul><ul><li>Isso ajuda a atrair a atenção do consumidor, a fidelizá-lo e a diminuir a necessidade de grandes investimentos na mídia tradicional. </li></ul>
  28. 28. Onde aplicar seus recursos de Mídia? <ul><li>Você aloca pelo menos 25% da sua verba de propaganda na mídia virtual? </li></ul><ul><li>Sua página na Internet gera negócios? </li></ul><ul><li>Usa os recursos virtuais disponíveis para divulgar sua marca, seus produtos e vender mais? </li></ul><ul><li>Adota eficazmente as mídias sociais para gerar mais visibilidade da Empresa/produtos e mais vendas? </li></ul><ul><li>Se não respondeu afirmativamente às questões acima é bom se preocupar, pois a maneira de fazer negócios já mudou e você pode não ter percebido. </li></ul>
  29. 29. Construir um bom site! <ul><li>Usabilidade(Mais simples de chegar à informação) </li></ul><ul><li>Acessível por celulares(A geração “Y” é móvel...) </li></ul><ul><li>Testado em todos os navegadores </li></ul><ul><li>Dentro dos padrões do WebStandard </li></ul><ul><li>Dentro dos padrões que facilitem indexação no Google(Semântica + palavras-chave + parágrafos) </li></ul><ul><li>Acessível por deficientes visuais </li></ul><ul><li>Que obtenha um bom ranking no Google e apareça na busca orgânica </li></ul>
  30. 30. Como atrair, captar e fidelizar mais clientes “Y” pela Internet? <ul><li>Formulários simples no 1º nível do cadastro </li></ul><ul><li>Links patrocinados com boas palavras-chave </li></ul><ul><li>Blogs e outras formas de gerar tráfego e um bom ranking pro seu site (Twitter, Youtube, comunidades como Orkut, facebook, LinkedIn, Mkt viral etc.) </li></ul><ul><li>Enquetes com assuntos interessantes e polêmicos e até mesmo engraçados </li></ul><ul><li>Parcerias e links de recomendação de outras comunidades com temas semelhantes à sua </li></ul>
  31. 31. Por que criar um blog, twitter, orkut, Linked-In ou facebook corporativo?
  32. 32. Blogs e facilidade de publicação. Tempo real: Um e-mail vira uma postagem
  33. 33. Como fazer um bom marketing pela Internet? <ul><li>Links patrocinados com boas palavras-chave </li></ul><ul><li>Blogs focados no consumidor final e que permitam interação </li></ul><ul><li>Publicar Eventos, Palestras e Vídeos no Youtube </li></ul><ul><li>Comunidades(Twitter, facebook, Linked In, Orkut) </li></ul><ul><li>Newsletters (com autorização do cliente e com assunto relevante ou cativante para a geração “Y”) </li></ul><ul><li>Colete opinião e deixe o cliente participar </li></ul><ul><li>Enquetes com assuntos de interesse do Público </li></ul>
  34. 34. Segmentar corretamente e enviar conteúdo apropriado
  35. 35. As mídias e canais de informação estão mudando. A forma de interagir também!
  36. 36. Como melhorar a comunicação com seus clientes? <ul><li>Extranet </li></ul><ul><li>Comunicados oficiais </li></ul><ul><li>Motivação para entrarem na extranet </li></ul><ul><li>Central de atendimento ao cliente + ouvidoria </li></ul><ul><li>Blogs restritos, facebook, Twitter, Linked In, Orkut </li></ul><ul><li>Centrais de compra e de acompanhamento de pedidos </li></ul><ul><li>Novos canais de informações pós-venda </li></ul><ul><li>Ferramentas de VoIP, Vídeo e Remote Desktop </li></ul>
  37. 37. Extranet que permite interação
  38. 38. Ferramentas VoIP e Remote Desktop
  39. 39. O celular cada vez mais poderoso
  40. 40. Google analytics: visitas ao site
  41. 41. Google analytics: origem dos acessos
  42. 42. Analisando estatísticas após comunicação O resultado não depende somente da qualidade da base de dados!
  43. 43. www.websoftware.com.br www.virto.com.br www.solutto.com.br www.webmailer.com.br Cláudio Seixas [email_address] Cel: (21)9627-4127 ______-____________________________________ Rio de Janeiro (21) 2532-1783 São Paulo (11) 2626-8801 Perguntas e respostas

×