Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Jornada aleitamento materno santa helena

1,130 views

Published on

Published in: Health & Medicine
  • Be the first to comment

Jornada aleitamento materno santa helena

  1. 1. Hospital Santa HelenaUnimed Paulistana Aleitamento Materno em Unidade Neonatal: RNPT e RNPT tardio Equipe de Fonoaudiologia Fga Dra Claudia Xavier Fga. Elaine Ogeda Fga. Luciana Reichert Fga. Monica Zeppelline
  2. 2. A área de estudo referente à alimentação de recém-nascidos vem se desenvolvendo rapidamente no Brasil e no mundo.
  3. 3. Um número cada vez maior de bebês com alterações no padrão de deglutição em função da prematuridade, de problemas genéticos, neurológicos e/ou de outras patologias está sendo diagnosticado precocemente.
  4. 4. As possíveis dificuldades de deglutição já sãoconsideradas, desde a hospitalização, sendo os bebêsavaliados e encaminhados a programas terapêuticos o mais cedo possível.
  5. 5. A alimentação, apesar de ser básica, representaum processo complexo que requer que o alimentoseja encontrado, ingerido, deglutido e,finalmente, digerido.
  6. 6. Qualquer alteração neste caminho pode levar• à má nutrição• a crescimento inadequado• a atraso no desenvolvimento• a alterações no desenvolvimento motor oral• à perda da saúde e do bem estar geral.
  7. 7. Os bebês primeiramente se alimentam pelasucção, a qual envolve uma interligação complexade vários sistemas, exigindo o máximo sob o pontode vista neurológico.
  8. 8. Já é reconhecida em diversos centros hospitalares, etambém discutida na literatura internacional, aimportância dos padrões adequados de sucção parauma alimentação efetiva (Harris, 1986; Morris &Klein, 1987; Arvedson & Brodsky, 1993; Cherney,1994).
  9. 9. MUITAS DAS HABILIDADES PARA UMAALIMENTAÇÃO EFETIVA JÁ SE INICIAM NO UTERO.APÓS O PARTO O RN VAI SE ORGANIZARE INICIAR A SUCÇÃO NO SEIO MATERNO
  10. 10. Desenvolvimento Motor Oral Início na Fase Embrionária Continuidade Pós Parto
  11. 11. 21º e 22º dia – 1º Batimento Cardíaco7ª semana - sentido tátil.final da 8ª semana – embrião temaparência humana
  12. 12. Período Fetal – 9ª semana ao nascimento9ª semana – cabeça corresponde à metade do feto9/1/2 – abre e fecha a boca12ª semana – Primeiras deglutições17ª a 18ª semana - Primeiras sucções24ª semana – deglutição e sucção mais evoluídas32ª semana—presença de grupos de sucções e pausas34ª semanas- coordenação entre sucção e deglutição
  13. 13. 30ª a 35ª semana – quantidade de gordura até 8%35ª a 38ª semana – gordura passa a 16% “Bolsinhas de Gordura”Cabeça < em relação ao corpo comparando c/ iníciodo Período Fetal
  14. 14. RNPT- APRESENTARÃO DIFICULDADES ESPECÍFICAS NESTE PROCESSO INICIAL- SE NÃO FOREM ADEQUADAMENTE TRABALHADOS AUMENTARÁ A CHANCE DE DESMAME PRECOCE
  15. 15. RNPT TARDIORNPT TARDIO TAMBÉM PRECISA DE TRABALHOTERAPEUTICO NA MEDIDA EM QUE O PADRÃO DESUCÇÃO AINDA NÃO SE ENCONTRA COMPATIVEL COM AALIMENTAÇÃO POR VIA ORAL SEGURA E EFETIVA(GHETI KAO & GUEDES, 2007) RNPT TARDIO É DEFINIDO COMO SENDO O PREMATURO QUE NASCE DE 34s A 36 6/7 (ENGLE, TOMASHEK & WALLMAN, 2007)
  16. 16. Esta população muitas vezes apresenta condição clínicafavorável não passando por avaliação específica para definirnecessidade de trabalho terapêutico.Mãe –RNPT tardio podem ir para casa com váriasdificuldades Atenção!!!!!!!
  17. 17. O REFLEXO DE DEGLUTIÇÃO ESTÁINTERLIGADO À SUCÇÃO EM NEONATOS
  18. 18. SUCÇÃO-REFLEXO MOTOR SIMPLESPRESENTE EM RN A TERMOSAUDÁVEL-PODE SER MODIFICADA ATRAVÉSDE EXPERIENCIAS
  19. 19. É NECESSÁRIO UMA COORDENAÇÃOENTRE SUCÇÃO, DEGLUTIÇÃO,RESPIRAÇÃO E POSTURA E AINDA UMAMBIENTE FAVORÁVEL PARA QUE ASITUAÇÃO DE ALIMENTAÇÃO SEJAADEQUADA.
  20. 20. Biomecanismos da Sucção:O líquido se move porque existe mudançade pressão. - pressão positiva ou compressão - pressão negativa ou sucção
  21. 21. Biomecanismos da Sucção:O líquido se move porque existe mudançade pressão. - pressão positiva ou compressão - pressão negativa ou sucção
  22. 22. Aspecto Motor da SucçãoLínguaMandíbula Tem funções específicas que levam aLábios uma performance de sucção efetivaBochechasPalato
  23. 23. Ritmo Força Eficiência
  24. 24. Acredita-se que a AVALIAÇÃOCOMPORTAMENTAL seja defundamental importância para se decidirsobre as necessidades individuais dosRNPT e sobre a forma de alimentaçãomais adequada a cada um deles.
  25. 25. Tabela XV. Média dos escores positivos e negativos, referentes a cada item da Escala deAvaliação Motora Oral utilizada neste estudo, no início e no final da SNN, no início e nofinal da Via Oral, de todos os bebês avaliados.Escores positivosMomento Estatística Controle Estudo A TermoInicio SNN Média - 11,28 - Desvio-padrão - 3,32 - N - 25 -Final SNN Média - 18,04 - Desvio-padrão - 1,88 - N - 25 -Inicio VO Média 9,46 16,00 18,70 Desvio-padrão 3,16 1,95 2,46 N 41 32 23Final VO Média 12,24 17,91 19,65 Desvio-padrão 3,06 1,59 1,34 N 41 32 23
  26. 26. Escores negativosMomento Estatística Controle Estudo A TermoInicio SNN Média - 4,56 - Desvio-padrão - 1,73 - N - 25 -Final SNN Média - 1,88 - Desvio-padrão - 1,24 - N - 25 -Inicio VO Média 5,56 2,56 0,78 Desvio-padrão 2,11 1,32 0,74 N 41 32 23Final VO Média 3,61 1,31 0,39 Desvio-padrão 1,63 0,93 0,78 N 41 32 23
  27. 27. A Avaliação Motora Oral vai definir seexiste necessidade de TrabalhoTerapêutico e a partir deste, as condições para o aleitamento materno exclusivo.
  28. 28. A maioria dos RNPT necessita de um trabalhoterapêutico para dar início à alimentação por viaoral. 78% necessitaram de SNN 22% tiveram condições de iniciar a VO sem trabalho terapêutico
  29. 29. É importante ressaltar que ao se falar de RNPT:* Não se pode pensar em um grupo de bebês homogêneo* Existem inúmeras diferenças e individualidades, em função do quadro clínico, patologias desenv., IG, Peso, condições durante a gestação, parto, etc.*Presença de cardiopatias e/ou síndromes.*Sequelas neurológicas
  30. 30. NUTRIÇÃOCoordenação sucção/deglutição/respiração Imaturidade gastrointestinal
  31. 31. Nutrição / RNPT* Preocupação com o ganho de peso* SM ????? RNPT se “cansa” e não ganha peso* COMPLEMENTO* LM / MELHOR ALIMENTO
  32. 32. Coordenação S/D/R Fluxo intenso:* pode expor o RN a riscos.* alts. no padrão respiratório.* engasgos.* aspiração.* alteração na fase oral, a partir de modificações na movimentação das estruturas.
  33. 33. • introdução da VO• Padrão de sucção adequado• Coordenação S x D x R
  34. 34. •realização de“canguru” e aleitamentomaterno
  35. 35. P/ cada caso o terapeuta deverá estabelecer um plano de trabalho onde alguns aspectos devem ser precisamente avaliados: * padrão de sucção * coordenação entre S/D/R * esforço * gasto de energia * ganho de peso
  36. 36. IMATURIDADE GASTROINTESTINAL*ALEITAMENTO MATERNO É MAIS FISIOLÓGICO*MENOR VOLUME POR MAMADA*MELHOR ABSORÇÃO*DIMIMUE AS CHANCES DE REFLUXO
  37. 37. Aleitamento materno e o RNPT
  38. 38. É possível!!!É um trabalho multidisciplinarExige conhecimento, envolvimentoO ganho é de todos!!!!
  39. 39. Obrigada pela sua atenção !!!

×