Plano de ensino biologia em 2013

34,751 views

Published on

2 Comments
6 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
34,751
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
12,303
Actions
Shares
0
Downloads
789
Comments
2
Likes
6
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Plano de ensino biologia em 2013

  1. 1. PLANO DE ENSINO1 ano Ensino Médio. oE. E. “Joaquim Vilela”. 2013DISCIPLINA- BiologiaPROFESSOR (A):
  2. 2. EIXO TEMÁTICO I: TEIA DA VIDA Tema: Sistemas e ecossistemasTÓPICO Nº HABILIDADE ESTRATÉGIAS DESCRITORES CONTEÚDO- OP /a1. 4 1. 1Reconhecer que a Pesquisas; D58 - Reconhecer a · A transferência de matéria e energia no fotossíntese é fonte primária interdependência entre os diversos ecossistemaFOTOSSÍNTESE Interpretação de elementos da natureza: seres vivos, de biomassa textos; fatores físicos (luminosidade, · O conceito e a estruturação das cadeias 1.1.1 Reconhecer que a Arguição oral; temperatura, pressão, ventos, alimentares fotossíntese é um Processo Aulas umidade e chuvas) e fatores · A determinação dos produtores e demais níveis de transformação de energia químicos (nutrientes minerais tróficos expositivas; presentes na água e no solo). luminosa em energia química D59 - Compreender o ecossistema · O entendimento de que Biomassa é uma a partir de gás carbônico e Prova Escrita; abreviação para designar matéria orgânica que como um conjunto vivo com relativa água, na presença de luz Trabalhos em auto-suficiência, resultante da inclui partes lenhosas das árvores, alimentos 1.2. Identificar o Sol como classe interação entre comunidades de armazenados, carapaças de artrópodes, ossos, fonte primária de energia. e extra classe; seres vivos, fatores físicos e etc. químicos. 1.2.1. Reconhecer que a Interpretação de · Que a produtividade liquída representa a biomassa dos vegetais está Charges, mapas quantidade de energia luminosa convertida em diretamente relacionada com ,gráficos, energia durante química menos a quantidade a absorção de gás carbônico tabelas dissipada( convertida em energia calorífica) pela e transformação da energia Cruzadinha plantas , durante a respiração luminosa em energia Exercício de química. - Os organismos produtores/ autótrofos e fixação. 1.32. Relacionar os fatores consumidores/ heterótrofos ambientais que interferem na - A transformação da energia luminosa em energia fotossíntese. química nas células vegetais e de outros 1.3.1. INFERIR sobre o papel organismos fotossintetizantes da água, luz, gás carbônico e - Obtenção da energia a partir de moléculas temperatura na fotossíntese, orgânicas durante a respiração nas células a partir de situações - Associação dos sistemas circulatórios, problema. respiratórios, digestórios e excretor envolvidos no 1.3.2 - .Reconhecer a metabolismo respiratório importância das algas como - Fluxo de energia nas cadeias alimentares e a organismos produtores de importância dessa energia na manutenção dos matéria orgânica e oxigênio sistemas ecológicos nos ecossistemas aquáticos..
  3. 3. 2. RELAÇÕES 2.1 Reconhecer as relações D62 - Analisar como os - Origem da energia: o Sol como fonte de energiaALIMENTARES alimentares como forma de fatores alimentação, para a terra transferência de energia e competição com outras - A energia disponível diminui à medida que vai materiais espécies, tamanho e sendo transferida de um nível trófico para outro. 2.1.1 Identificar, ao longo de densidade populacional - O homem como um dos membros da cadeia uma cadeia alimentar, que alimentar interferem no crescimento ocorre transferência de - A importância dos alimentos como fonte de energia e materiais de um de uma determinada energia, nutrientes, proteínas, sais minerais, fibras, organismo para outro. população. entre outros, para nossa sobrevivência 2.1.2. Reconhecer que a - No cálculo do valor energético dos alimentos, energia é dissipada ao longo utiliza-se a unidade de energia térmica dos da cadeia alimentar em alimentos conhecida como caloria forma de calor; - Alimentos de origem orgânica fornecem energia 2.1.3. Reconhecer que os para nossas atividades vitais alimentos são fonte de - Conceito de caloria e quilocaloria energia para todos os - Diferença entre alimentos diet e light, benefícios e processos fisiológicas e que cuidados a glicose é a principal - Analisar a quantidade de nutrientes e teor substância utilizada como calórico dos alimentos através da análise de fonte de energia por todos os embalagens e rótulos seres vivos. - Como é medido o teor calórico dos alimentos em calorímetros - Técnicas de laboratório permitem estipular a quantidade de energia em quilocalorias (kcal), que o nosso organismo necessita diariamente para diferentes atividades como andar, falar, digerir, pensar, correr, dormir, entre outras.3-CICLO DO 3.1 Identificar o ciclo do D33 - Reconhecer que o - Principais fontes de C, N, Ca e P e água e aCARBONO carbono, nitrogênio e água e crescimento e o porcentagem aproximada de constituição desses o papel dos decompositores desenvolvimento das elementos na natureza (demonstrada por gráficos) na ciclagem dos materiais. plantas são processos - Principais características, fatores bióticos e 3.1. Reconhecer que os controlados por fatores abióticos relacionados aos ciclos do C, N, Ca, P e elementos químicos tais água externos (condições físicas como carbono, oxigênio e - Relações entre os vários ciclos biogeoquímicos nitrogênio ciclam nos e químicas do meio) e por - Elementos químicos mais comuns em sistemas vivos. fatores internos componentes bióticos e abióticos de um 3.1.2. Identificar que os (hormônios vegetais). determinado ecossistema elementos químicos que - A importância dessas substâncias para a constituem o corpo dos seres manutenção de diversos ecossistemas vivos, retornam ao ambiente relacionando seu excesso ou falta a problemas pelo processo de ambientais
  4. 4. decomposição. - Microorganismos fixadores de nitrogênio: papel e 3.1.3.Reconhecer que os importância para os vegetais elementos químicos - O importante papel dos decompositores na presentes no ambiente ciclagem dos materiais e os tipos de voltam a fazer parte do corpo decompositores: necrófagos, detritívoros e dos seres vivos através dos microdecompositores processos de -Desequilíbrios causados pelo homem nos ciclo fotossíntese e nutrição. acima como: efeito estufa, chuva ácida, consequências do mau uso dos recursos hídricos, 3.1.4. Identificar que o gás destruição da camada de ozônio, queimadas e carbônico liberado na poluição de corpos d’água, entre outros respiração e fermentação provêm da molécula de glicose. 3.1.5 - Reconhecer a importância dos organismos decompositores (fungos e bactérias) na ciclagem dos materiais no ambiente.4.INTERFERÊN 4.1 Identificar a interferência D63 - Reconhecer os - Compreensão da ocorrência simultânea dosCIA DO 4.1.1 Avaliar, a partir de processos de ocupação ciclos dos materiais e da sua integraçãoHOMEM NOS situações problema, as dos diversos tipos de - Atividades humanas no ambiente urbano e rural eCICLOS mudanças ambientais ambiente: espécies os principais poluentes e resíduos daí decorrentesNATURAIS DA do homem nos ciclos pioneiras, sucessão - Formas de exploração humana dos ecossistemas naturais da matéria naturais e seus impactos ambientaisMATÉRIA primária, sucessão promovidas pelo homem, que - Efeitos das interferências humanas nos ciclos interferem no ciclo da matéria secundária, aumento da naturais de carbono, nitrogênio, água, cálcio e tais como efeito estufa, uso diversidade fósforo intensivo de fertilizantes biológica. nitrogenados, poluição dos - Relação entre atitudes cotidianas e modificações ambientes aquáticos. e/ ou interferências no meio ambiente 4.1.2. Avaliar medidas que - Relação entre as atitudes cotidianas e minimizem os efeitos da interferências nos ciclos dos materiais como a interferência humana no ciclo água, o carbono, o nitrogênio e outros dos materiais. - Consequências das atitudes cotidianas nos 4.1.3. Avaliar o destino do ambientes mais próximos dos alunos como casa, lixo e do esgoto, o tratamento escola, rua e bairro da água, as condições dos - Identificação de problemas ambientais próximos rios e córregos, o modo de aos alunos ocupação do solo e a - Importância da existência da coleta seletiva de qualidade lixo, do saneamento básico, do tratamento de água
  5. 5. do ar e sua relação com a e esgoto, da diminuição do consumismo, do saúde humana. reaproveitamento e reciclagem de materiais 4..1.4 - Reconhecer a importância de alguns representantes do grupo Protista no ambiente e na saúde EIXO TEMÁTICO IV: CORPO HUMANO Tema: População humana e seus desafios5. BIOMAS E 5. 1.Identificar biomas e D64 - Associar fatores • Principais tipos de práticas biotecnológicas e suas biodiversidade como temperaturas conseqüências na área da saúde, da agricultura eBIODIVERSIDA médias, umidade,DE 5.1.1 Identificar características regimes de chuva, farmacologia adaptativas dos animais e plantas relevo e tipos de solo • Exemplos da aplicação tecnológica na área da saúde: dos principais biomas brasileiros. com a biodiversidade transplantes de órgãos, produção de vacinas e soros, 5.1.2. Identificar as principais característica de cada clonagem terapêutica, desenvolvimento de bioma das várias causas de extinção de animais e regiões do mundo. medicamentos, terapia com células-tronco plantas brasileiras. D65 - Caracterizar os • Exemplos da aplicação tecnológica na área 5.1.3. Elaborar propostas para produtores, os agropecuária: desenvolvimento de insumos agrícolas, preservação das espécies consumidores e suas melhoramento genético, desenvolvimento de ameaçadas de extinção. regiões de ocupação transgênicos num dado bioma 5.1.4.Analisar o impacto da aquático. • Vantagens e desvantagens obtidas pela população introdução de espécies exóticas D66 - Analisar a humana na aplicação tecnológica dos exemplos nos ambientes naturais. importância dos anteriores produtores marinhos na • Impactos ambientais causados pelo desenvolvimento manutenção da vida na Terra: tecnológico produção de matéria orgânica e de gás - Conceitos básicos sobre o assunto como conceito de oxigênio. meio ambiente, biodiversidade, biotecnologia, D67 - Indicar as desenvolvimento sustentável, conservação ambiental e principais características preservação ambiental fisionômicas da - Os principais impactos ambientais locais, no Brasil e Floresta Amazônica, da no mundo e suas conseqüências Caatinga, do Pantanal, - As principais técnicas e procedimentos usados para o da Mata Atlântica, da Mata de Araucárias, do desenvolvimento sustentável Cerrado e dos Campos - Princípios para o desenvolvimento de uma sociedade Gaúchos. sustentável, a partir de atitudes e resgate de valores D68 - Relacionar a biodiversidade com as Para dimensionar o impacto das atividades humanas condições físicas características dos sobre o ambiente, é necessário dimensionar e definir o
  6. 6. ecossistemas recorte determinando se os impactos são locais, brasileiros. regionais ou globais. D69 - Analisar as modificações da Questões locais tem a ver com qualidade do ar, cobertura vegetal no fornecimento de água limpa, a remoção e disposição Brasil, nos vários tipos dos lixo sólido e dos efluentes líquidos, limpeza das de registros ruas, etc. produzidos em diferentes épocas: Questões regionais são causadas principalmente pelos mapas, fotografias, automóveis, produção de energia e indústria pesada. desenhos, esboços, Estes fatores afetam as grandes cidades e áreas dados estatísticos e circunvizinhas, bacias hidrográficas e até extensões, documentos históricos. além das fronteiras nacionais, como chuvas ácidas D70 - Relacionar as atividades econômicas decorrentes das emissões de dióxidos de enxofre e de mais importantes, nitrogênio. como, por exemplo, A terceira categoria de questões são as chamadas agropecuária, garimpos globais e suas conseqüências mais conhecidas são o e outras atividades mineradoras, aquecimento global , a crise de biodiversidade, a urbanização, destruição da camada de ozônio e a degradação dos especulação oceanos. imobiliária, com as principais alterações nos ecossistemas brasileiros. D71 - Reconhecer, nos ecossistemas brasileiros, as plantas e os animais mais representativos, em particular, aqueles em processo de extinção. D72 - Reconhecer procedimentos de proteção e recuperação do meio ambiente:legislação, fiscalização, criação de reservas e parques e organização de sociedades de proteção. EIXO TEMÁTICO IV: CORPO HUMANO Tema 2: População humana e seus desafios6. 6.1. Relacionar Populações . D73 - Avaliar a • Conceitos de qualidade de vida e saúde e asPOPULAÇÕES Humanas e seus desafios importância e o condições de vida e cultura dos povos
  7. 7. HUMANAS E 6.1.1 Relacionar os padrões de significado dos principais • Relação entre índice de desenvolvimentoSEUS produção e consumo, tais como problemas ambientais humano (IDH) e índice de saúde públicaDESAFIOS pesca e caça predatórias. com a que têm preocupado os (nutrição, renda, escolaridade, condições de devastação ambiental, redução países: efeito estufa, saneamento, moradia, esperança de vida ao dos recursos e destruição da camada de nascer, doenças infecto-contagiosas) com a extinção de espécies. qualidade de vida das diferentes regiões do ozônio, proliferação de 6.1.2. Comparar argumentos mundo e do Brasil. favoráveis ao uso sustentável da pragas, desaparecimento • Fatores ambientais significativos para a saúde e biodiversidade e tomar posição a de espécies animais e qualidade de vida da população: saneamento respeito do assunto. vegetais, alteração no básico (tratamento de água e esgoto), qualidade 6.1.3. Realizar leituras específicas regime das chuvas, a do ar, da água e do solo. e debates sobre a importância da poluição do ar, água e • Formas de intervenções individuais e coletivas biodiversidade na medicina, na solo. para minimizar os fatores desfavoráveis à saúde agricultura, na indústria, etc. D74 - Indicar os da população: poluição atmosférica, sonora, 6.1.4. Avaliar a possibilidade de principais problemas visual, das águas, do solo e suas consequências serem adotadas tecnologias de ambientais brasileiros: para a qualidade de vida da população. conservação ambiental no uso questões relativas a econômico da biodiversidade, • Conceito de densidade populacional, tamanho habitação, saneamento, expansão das fronteiras agrícolas populacional, taxa de natalidade, taxa de e extrativismo. saúde, educação, mortalidade, emigração e imigração, potencial 6.1.5. Avaliar textos que abordem distribuição de terra e biótico e resistência ambiental o impacto da expansão agrícola renda, uso do solo, • Interpretação de gráficos do comportamento nos ecossistemas, bem como se planejamento urbano, populacional ao longo do tempo posicionar criticamente sobre o poluição do ar e da água, • A trajetória da população humana: seu assunto. desmatamento e extinção crescimento e influência ao longo do tempo 6.1.6 . Relacionar o de espécies biológicas. • Os padrões de vida e de consumo humano: reaparecimento de determinadas D75 - Analisar problemas causas e conseqüências doenças como cólera e dengue, ambientais brasileiros a • A relação entre os impactos ambientais atuais e com a ocupação desordenada dos partir da leitura crítica de o crescimento e densidade da população espaços urbanos e a humana: conseqüências da interferência humana diferentes fontes: textos degradação ambiental. 6.1.7. Relacionar as condições jornalísticos, socioeconômicas com saúde, informativos, relatórios educação, moradia, alimentação institucionais, RIMAs e das populações humanas de outros. diferentes regiões.7. ORIGEM DA 7.1-Conhecer e avaliar concepções - Estudo das teorias da origem da vida:VIDA acerca da origem da vida 4.2.3 Origem da vida e biogênese e abiogênese. Experimentos de Von 7.1.1. Identificar diferentes grandes linhas da evolução Helmont, Redi, Spallanzani, Needham e Pasteur explicações sobre a origem dos D96 - Analisar as idéias sobre - Apresentação das teorias sobre a formação da seres vivos, confrontando a origem da vida, a partir da Terra e origem da vida na Terra: evolucionismo,
  8. 8. concepções religiosas, mitológicas leitura de textos históricos. fixismo, criacionismo científicoe científicas, elaboradas D97 - Indicar a linha evolutiva - O que significa evoluir? (discussão sobre a idéiaem diferentes momentos. dos vertebrados, errada de "melhoramento")7.1.2. Analisar experiências e demonstrando a relação de - Teoria evolucionista que explica a formação do ascendência.argumentos utilizados por universo, da Terra e a origem do primeiro ser vivo D98 - Apontar algumascientistas como F. Redi (1626- características dos animais relacionada aos conhecimentos físicos e1697), L. Pasteur (1822-1895) para que permitiram a transição da químicos: hipótese de Oparin e experimento dederrubar a teoria da vida na água para o ambiente Miller > Coacervadosgeração espontânea. terrestre. - Como o primeiro ser vivo foi formado a partir7.1.3. Avaliar as ideias de Oparin D99 - Representar a história das moléculas orgânicas: teoriassobre a origem da vida na Terra. da vida na Terra em escala proteinocêntrica, genecêntrica e sistêmica.7.1.4. Associar o surgimento da temporal, indicando os - Hipóteses autotróficas e heterotróficas sobrevida como um processo lento e seguintes acontecimentos: origem da vida > fotossíntese e respiraçãorelacionado às condições físico- surgimento da vida, das - Após discussão aprofundada sobre as teorias plantas terrestres, dosquímicas da Terra há bilhões de evolucionistas de Darwin e Lamarck, os fatores vertebrados, dos mamíferos eanos da espécie Homo sapiens. evolutivos e a especiação, é preciso discutir a D100 - Compreender que o concepção evolucionista de fato em processo evolutivo humano contraposição à concepção do criacionismo resulta da interação de científico mecanismos biológicos e (Programa de Biologia para o Ensino Médio - EE culturais. Caminho à Luz - Ana Flávia Quintão e Simone de Araújo Esteves)
  9. 9. PLANO DE ENSINO2 ano Ensino Médio. oE. E. “Joaquim Vilela”. 2013DISCIPLINA- BiologiaPROFESSOR (A):
  10. 10. EIXO TEMÁTICO II: EVOLUÇÃO Tema: História natural da sexualidadeTÓPICO Nº HABILIDADE ESTRATÉGIAS DESCRITORES CONTEÚDO- OP /a8. 8.1 Compreender reprodução Pesquisas; D13 - - Funções da reprodução e tipos de reproduçãoREPRODUÇÃO assexuada, sexuada e a Interpretação de Compreender a - Comportamento sexual de diversos grupos de seres vivosASSEXUADA, variabilidade genética. textos; meiose como - Ausência de troca genética na reprodução assexuada,SEXUADA E A 8.1.1 - Reconhecer que a Arguição oral; um processo vantagens e desvantagens biológicas e evolutivas desseVARIABILIDAD reprodução sexuada envolve Aulas que garante a processo. Tipos de divisões assexuadas: divisão binária, troca de material genético brotamento, esporulação, regeneração e partenogêneseE GENÉTICA. expositivas; manutenção do entre indivíduos, processo - Troca genética durante reprodução assexuada, vantagens e articulado com a Prova Escrita; número de desvantagens biológicas e evolutivas desse processo. Tipos hereditariedade, Trabalhos em cromossomos de reprodução sexuada: interna ou externa com a identidade e a classe da espécie, - Hermafroditismo diversidade dos organismos. e extra classe; condição - Fluência de genes entre indivíduos de uma população, 8.1.2 - Reconhecer a Interpretação de indispensável quando ocorre reprodução sexuada. Qual a vantagem ou reprodução sexuada como Charges, mapas para a desvantagem desse fato? fonte de variabilidade ,gráficos, ocorrência da - Principais idéias de Mendel acerca da genética genética. tabelas reprodução - Importância da fecundação, segregação meiótica e crossing- 8.1.3 - Reconhecer que a Cruzadinha sexuada. over para a evolução das espécies e sua variabilidade reprodução assexuada é um Exercício de processo que produz um - Os tipos de fecundação: fecundação cruzada (externa e fixação. número maior de indivíduos interna), autofecundação em curto espaço de tempo e - Vantagens e desvantagens evolutivas dos diferentes tipos de que fecundação ocorre com a participação de - Relacionar as diferentes estratégias de reprodução com os apenas um indivíduo. diversos ambientes 8.1.4.- Reconhecer a - Exemplificar alguns comportamentos sexuais adaptativos em reprodução assexuada como diferentes espécies de vegetais e animais aquela que produz organismos • A transcrição do material genético idênticos entre si. • Os principais tipos de RNA • A tradução do código genético • A universalidade dos processos e estruturas citadas acima
  11. 11. 9- 9.1 Reconhecer as D26 - Associar Características gerais de cada um dos reinos.CARACTERÍS- características gerais dos asTICAS cinco reinos de seres vivos. característicasGERAIS DOS 9.1.1 - Identificar as morfofuncionaisSERES VIVOS características que diferenciam de os organismos dos cinco representantes reinos de seres vivos. 9.1.2 Identificar a diversidade desses grupos biológica organizada às condições do hierarquicamente. meio em que 9.1.3 - Reconhecer os vivem. representantes dos reinos a partir de representações figurativas.10- 10.. Reconhecer D26 - Associar · reconhecer a importância da reprodução para manutenção daCARACTERÍS- características adaptativas das as vida no planetaTICAS plantas em diferentes características · caracterizar e diferenciar processos de reproduçãoADAPTATIVAS ambientes morfofuncionais assexuada e de reprodução sexuadas apresentados porDAS 10.1.1 Identificar de plantas, animais e microrganismos características morfológicas e · associar a reprodução sexuada com a variabilidade genéticaPLANTAS representantes fisiológicas das plantas e portanto a manutenção da diversidade relacionadas a: sustentação, desses grupos · atribuir aos gametas masculino e feminino, o papel de economia de água, às condições do disseminação do material genético e de formação dos novos reprodução, transporte e meio em que indivíduos trocas gasosas, relacionando- vivem. · reconhecer diferentes comportamentos de localização e as com o habitat. atração dos parceiros11. 11.1 Reconhecer as D26 - Associar - Os tipos de fecundação: fecundação cruzada (externa eCARACTERÍS- características adaptativas dos as interna), autofecundaçãoTICAS animais que propiciam a vida características - Vantagens e desvantagens evolutivas dos diferentes tipos deADAPTATIVAS nos diferentes ambientes morfofuncionais fecundaçãoDOS 11.1.1 Identificar de - Relacionar as diferentes estratégias de reprodução com os características morfológicas e diversos ambientesANIMAIS representantes fisiológicas dos animais, tais - Exemplificar alguns comportamentos sexuais adaptativos em como: alimentação, digestão, desses grupos diferentes espécies de vegetais e animais circulação, excreção e trocas às condições do gasosas, meio em que relacionando-as com o modo vivem. de vida terrestre ou aquático.12. FUNÇÕES 12.1.Reconhecer funções D3 - Reconhecer que · A estrutura básica dos cromossomos vitais do organismo a organização e as · Os processos da mitose e meiose bem como suasVITAIS DO funções celulares 12.1.1 - Compreender o corpo respectivas funções
  12. 12. ORGANISMO humano como um todo básicas são · As diferenças entre tais divisões celulares integrado, considerando seus semelhantes em · As causas ambientais e celulares que levam à ocorrência do todos os seres vivos. níveis de organização: células, D4 - Relacionar as câncer tecidos, órgãos e sistemas. funções vitais das células com seus • Revisar os vários níveis de organização da vida – de átomos componentes. e moléculas, passando pelas células, tecidos e órgãos, até D5 - Estabelecer diferenças entre os chegar nos sistemas e no organismo humano – para que o vários tipos de célula aluno tenha a dimensão da interação entre os vários a partir da componentes do ser vivo observação •Caracterização e compreensão das funções de nutrição – microscópica, da digestão, respiração, excreção e circulação – dos órgãos que análise de fotos e esquemas e da participam dessas funções, suas particularidades e construção de interdependências modelos. • Caracterização e compreensão dos órgãos do sentido, da D6 - Compreender pele e de seus anexos como elementos que permitem a que funções vitais como nutrição, interação do organismo humano com o meio em que vive transporte, excreção, • Caracterização e compreensão do sistema locomotor – digestão, ossos e músculos – como elementos que permitem a respiração e sustentação, locomoção do organismo, bem como a interação fotossíntese ocorrem com o meio na célula. • Caracterização e compreensão do sistema imunológico como D42 - Analisar o o sistema responsável pela defesa e proteção do organismo papel do sistema humano, através de mecanismos que contam com barreiras nervoso e físicas e imunológicas endócrino na • Caracterização do sistema nervoso como o sistema coordenação e responsável pela coordenação e regulação dos demais regulação das sistemas do organismo humano, juntamente com o sistema funções vitais do hormonal organismo.13 - 13.1 - Estabelecer relações D7 - Reconhecer que • Compreensão de hábitos saudáveis de: higiene, alimentação, entre as várias funções do os seres vivos podem exercícios físicos, leitura e cuidados com o sexo e aRELAÇÕES obter energia atravésENTRE AS organismo humano. da respiração reproduçãoVÁRIAS 13.1.1 - Associar a percepção aeróbica, • Exercitar a capacidade crítica em relação à sociedade e a sensorial à pele e seus anaeróbica e da mídia que, através de seus recursos, impõem padrões deFUNÇÕES DO fermentação, para anexos: a locomoção e beleza, banalização da sexualidade e culto ao corpoORGANISMO realizar seus sustentação às funções de processos • Compreensão dos riscos do uso e abuso de bebidasHUMANO. interação do organismo com o alcoólicas, cigarro e outras drogas metabólicos. meio D8 - Estabelecer • Compreensão dos riscos de uma má alimentação e de 13.1.2 - Reconhecer que a relações entre o regimes milagrosos que podem levar a doenças graves como digestão, a circulação, a processo respiratório bulimia e anorexia e a respiração respiração e a excreção são celular. • Compreensão dos riscos de se fazer exercícios físicos sem
  13. 13. funções de nutrição. orientação de profissionais competentes, e dos riscos do uso 13.1.3 - Reconhecer que o dos anabolizantes organismo possui diferentes • Avaliação crítica em relação às cirurgias plásticas mecanismos de defesas: barreiras mecânicas e barreiras imunológicas. EIXO TEMÁTICO II:BIODIVERSIDADE Tema 3: Corpo Humano e Saúde14. REPRODUÇÃO 14.1 Compreender a reprodução D39 - Compreender as diferenças na - Diferenças anatômicas e fisiológicas Humana fisiologia da reprodução masculina e dos sistemas reprodutores feminino eHUMANA feminina. 14.1.1 - Localizar, em esquemas, os D40 - Avaliar a eficiência, a masculino órgãos que compõem o aparelho adequação e a pertinência do uso - Regulação hormonal dos sistemas reprodutor humano. dos métodos de contracepção. reprodutores feminino e masculino. 14.1.2 - Compreender as diferenças D41 - Identificar as D.S.T mais Gametogênese (ovulogênese, freqüentes no Brasil e os cuidados na fisiologia da reprodução para preveni-las. espermatogênese e espermiogênese) masculina e feminina, identificando o D43 - Compreender os fundamentos - Fecundação humana papel do sistema nervoso e biológicos e sociais da sexualidade - A relação entre sexualidade, cultura endócrino na reprodução. humana. e comportamentos humanos D44 - Compreender as transformações orgânicas e15. A SEXUALIDADE 15.1 Reconhecer a sexualidade comportamentais próprias do A) Conhecer a anatomia e fisiologiaHUMANA EM SEUS humana em seus aspectos culturais adolescente. do próprio corpoASPECTOS e biológicos D45 - Relacionar a idade materna B) Desmistificar mitos e tabus 15.1.1 - Compreender como as com os problemas da gravidez, em relativos à sexualidade humana queCULTURAIS E especial na adolescência.BIOLÓGICOS transformações orgânicas e comprometem a relação do comportamentais do adolescente adolescente com sua própria são influenciadas por processos sexualidade e prazer biológicos e pela cultura. C) Respeitar a si e ao outro D) Preservar-se de contágios e enfermidades e de outras situações não desejadas E) Conhecer questões biológicas que promovem a libido e atração por parceiros(as) F) Respeitar as diferentes opiniões e convicções acerca da opção sexual G) A interseção da sexualidade com as práticas sociais humanas em que se estabelece a necessidade de laços afetivos e da busca por prazer e
  14. 14. realização pessoal H) Conscientizar os alunos sobre as dificuldades que poderão ocorrer diante de uma gravidez na adolescência I) Discutir a AIDS e outras DST`s expondo medos, tabus e mitos J) Diálogos abertos, respeitosos, críticos e construtivos sobre a sexualidade16. MÉTODOS 16.1 Reconhecer os métodos - Conceito e mecanismos deCONTRACEPTIVOS contraceptivos e prevenção de contracepção doenças - Métodos contraceptivos: 16.1.1- Avaliar a eficiência, a fundamentos, aplicações e eficiência adequação e a pertinência do uso dos principais métodos de métodos de contracepção e sua - Métodos contraceptivos e doenças aplicação no controle de DST. sexualmente transmissíveis (DST’s) 16.1.2 - Elaborar explicações para os dados oficiais a respeito da evolução, em particular no Brasil, da incidência das DST, particularmente a AIDS, entre homens e mulheres de diferentes faixas etárias
  15. 15. PLANO DE ENSINO3 ano Ensino Médio. oE. E. “Joaquim Vilela”. 2013DISCIPLINA- BiologiaPROFESSOR (A):
  16. 16. EIXO TEMÁTICO II: EVOLUÇÃO Tema: História da vida na terraTÓPICO Nº /a HABILIDADE ESTRATÉGIAS DESCRITORES CONTEÚDO- OP17. PROCESSOS DE 17.. Analisar os processos de obtenção Pesquisas; ecidos, de órgãos, de sistemas eOBTENÇÃO DE de energia pelos sistemas vivos - Interpretação de de indivíduo pluricelularENERGIA fotossíntese, respiração celular e textos; - Representação (esquemas) dePELOS SISTEMAS fermentação. Arguição oral; diferentes tipos de célulasVIVOS 17.1.1 - Reconhecer nas equações da Aulas expositivas; constitutivas dos diferentes tecidos fotossíntese da respiração e da de um organismo pluricelular – o Prova Escrita; fermentação, a transformação dos homem materiais. Trabalhos em classe - Estudo detalhado das funções 71.1.2 - Interpretar o papel da água, luz e extra classe; realizadas pelas células e sua e gás carbônico na fotossíntese e na Interpretação de relação com constituição química e respiração em situações - problema. Charges, mapas suas atividades celulares, ,gráficos, tabelas entendendo que todas as Cruzadinha atividades que ocorrem em seu Exercício de fixação. interior das células são controladas por um programa genético - Apresentação e caracterização dos tecidos formados pelas diferentes células relacionadas no item anterior - Identificação por meio da ilustração dos tecidos que compõem determinado órgão, a função de cada tecido e sua importância para a atuação mais ampla do órgão no bom funcionamento do corpo humano18 - FATORES QUE 18.1 - Identificar os fatores que atuam no Listar os fores que atuam noATUAM NO metabolismo metabolismo.atMETABOLISMO 18.1.1 - Quantificar os efeitos de variáveis como temperatura, luz e/ou salinidade afetam o crescimento e/ou metabolismo em experimentos com plantas, microrganismos e pequenos animais.
  17. 17. EIXO TEMÁTICO III: LINGUAGENS DA VIDA Tema: Hereditariedade – a vida e seus códigos19 - 19.1 - Estabelecer relação entre D76 - Reconhecer, através dos A) História da ciência: da descoberta dasRELAÇÃO DNA, código genético, trabalhos de Mendel, o células com a invenção do microscópio à 19.1.1 - Reconhecer que todos os mecanismo de transmissão de elaboração e reformulação da teoria celularENTRE características hereditárias.DNA, seres vivos são constituídos por B) Células como unidades morfológicas e D77 - Reconhecer que osCÓDIGO células; as células possuem fisiológicas de todos seres vivos fatores mendelianos (genes) estrutura tridimensional; toda localizam-se nos cromossomos. C) As propriedades de um organismo comoGENÉTICO, célula se fabricação de proteínas D78 - Relacionar a lei da reflexo das propriedades de cada uma dasFABRICAÇÃ e determinação das suas células separação e da segregaçãoO DE características dos organismos. independente com a separação D) Que as células originam-se somente dePROTEÍNAS origina de outra célula; todas as dos cromossomos homólogos outras preexistentes e a continuidade deE células são constituídas das na meiose. estrutura e função é devida ao materialDETERMINA mesmas substâncias químicas; D79 - Aplicar as leis de Mendel, genéticoÇÃO DAS todas as células possuem em diferentes situações, para E) A menor unidade da vida é a célula metabolismo explicar a transmissão e prever F) Representação da célula, pelo alunoCARACTERÍS a manifestação deTICAS DOS semelhante; as células contêm as G) O uso do microscópio e a célula características dos seres vivos.ORGANISMO informações genéticas dos seres D81 - Explicar a transmissão e H) As células nos diferentes seres vivos:S vivos. prever a manifestação de procariontes e eucariontes determinadas características I) Relação entre os níveis de organização e a ligadas ou relacionadas ao seqüência evolutiva dos diferentes reinos de sexo. seres vivos20- 20.1 - Bases da herança: leis de D82 - Reconhecer a influência Partindo-se dessas idéias, presume-se serHERANÇA Mendel cromossômica na determinação importante o estudo dos seguintes tópicos: 20.1.1 - Identificar os princípios do sexo do ser humano e de · A estrutura química do DNAGENÉTICA outros animais vertebrados ou das leis de Mendel resolvendo · O processo de duplicação da mesma invertebrados. problemas de herança como D83 - Identificar a constituição molécula albinismo, ABO e Rh química dos cromossomos e 20.1.2 - Entender como as leis de dos genes. •Características herdadas e não herdadas. transmissão e a importância do D84 - Reconhecer que existe •A evolução das idéias sobre hereditariedade. ambiente são fundamentais na um código genético em que a •Princípios da 1ª lei de Mendel.
  18. 18. expressão das características seqüência de bases do DNA •Conseqüências para a compreensão da herdadas. determina a seqüência de Hereditariedade após o reconhecimento de 20.1.3 - Identificar as aminoácidos das proteínas. Mendel em 1900 e o desenvolvimento da características fenotípicas e D85 - Compreender que os Genética da atualidade. genes determinam as evidências de hereditariedade, •Conceitos de Genótipo e Fenótipo. características dos indivíduos utilizando os princípios básicos através do controle da síntese •Determinação de um genótipo e construção da herança. Mendeliana aplicada de proteínas. de heredogramas. em exercícios de genealogias D86 - Relacionar a síntese das •Noções de probabilidade. humanas e em situações - proteínas com o metabolismo •Conceito de monoibridismo. problema que envolva celular. •Outros casos de monoibridismo: dominância características dominantes, D87 - Reconhecer que o estudo incompleta; co-dominância; alelos múltiplos; recessivas, em relação algumas dos cromossomos e do DNA fator Rh. heranças. das fases embrionárias ou fetais •Princípios da 2ª lei de Mendel e Genes possibilita o diagnóstico de ligados/ Linkage. doenças genéticas. •A expressão de genes: Genes e ambiente; D53 - Relacionar os dados referentes às doenças mais Expressividade; Penetrância e Pleiotropia. freqüentes no Brasil com a faixa •Herança e sexo: Determinação cromossômica etária, sexo, condição do sexo. socioeconômica e cultural dos •Herança relacionada ao sexo: Herança ligada portadores. aos cromossomos X e Y, genes com expressão limitada ao sexo e genes com expressão influenciada pelo sexo.21 - O PAPEL 21.1 - Reconhecer o papel das D92 - Compreender que as • Mediante a importância do tema e daDAS mutações e da recombinação populações partilham um profusão de relatos envolvendo acidentes e como fonte de diversidade patrimônio genético comum. agentes mutagênicos, sugere-se ensinarMUTAÇÕES D93 - Reconhecer a existência 21.1.1 - Identificar em situações- • O conceito de mutação de fatores que modificam o problema os mecanismos •Os mecanismos pelos quais as mutações patrimônio genético das evolutivos que propiciam a populações: migrações, ocorrem em nível molecular biodiversidade. mutações, seleção, hibridismo e • A aleatoriedade de muitas mutações . deriva genética. • A diferença entre mutações somáticas e D94 - Estimar as freqüências de germinativas alguns genes de uma determinada população. •O modo de ação de agentes mutagênicos de D95 - Relacionar as alterações natureza química e energética na freqüência dos genes das • A importância evolutiva e médica de tal populações ao processo fenômeno evolutivo • A aplicabilidade das mutações em experimentos genéticos • Medidas de prevenção as quais permitam segurança e integridade da saúde das pessoas frente a possíveis interações com
  19. 19. mutágenos22- 22.1 Reconhecer que os seres D80 - Explicar a - Estudo das teorias da origem da vida:TRANSFORM vivos se transformam ao longo do transmissão e prever a biogênese e abiogênese. Experimentos deAÇÕES tempo evolutivo. manifestação de Von Helmont, Redi, Spallanzani, Needham eNOS SERES 22.1.1 Identificar que a determinadas PasteurVIVOS diversidade da vida e das características dos seres - Apresentação das teorias sobre a formação paisagens da Terra mudou ao da Terra e origem da vida na Terra: vivos condicionadas pela longo do tempo. evolucionismo, fixismo, criacionismo científico 22.1.2. Elaborar explicações interação entre alelos de - O que significa evoluir? (discussão sobre a sobre a evolução dos seres vivos um mesmo gene e entre idéia errada de "melhoramento") a partir de evidências, tais como genes diferentes. - Teoria evolucionista que explica a formação registros fósseis e características do universo, da Terra e a origem do primeiro anatômicas, fisiológicas e ser vivo relacionada aos conhecimentos físicos embriológicas. e químicos: hipótese de Oparin e experimento 22.2 Comparar as explicações de Miller > Coacervados utilizadas por Darwin e por - Como o primeiro ser vivo foi formado a partir Lamarck sobre as transformações das moléculas orgânicas: teorias dos seres vivos. proteinocêntrica, genecêntrica e sistêmica. 22.2.1 - Identificar as - Hipóteses autotróficas e heterotróficas sobre semelhanças e diferenças entre origem da vida > fotossíntese e respiração as teorias evolucionistas. - Após discussão aprofundada sobre as teorias evolucionistas de Darwin e Lamarck, os fatores evolutivos e a especiação, é preciso discutir a concepção evolucionista de fato em contraposição à concepção do criacionismo científico (Programa de Biologia para o Ensino Médio - EE Caminho à Luz - Ana Flávia Quintão e Simone de Araújo Esteves) EIXO TEMÁTICO II: EVOLUÇÃO Tema: História da vida na Terra23. SELEÇÃO 23.1. Diferenciar seleção natural D90 - Compreender que o - Conceito de seleção artificial e exemplosNATURAL E e artificial resultado da seleção natural - Seleção artificial e a história da humanidadeARTIfiCIAL 23.1.1 - Avaliar o impacto da é a preservação e a - As vantagens e as desvantagens da seleção produção de novas variedades transmissão, para os artificial para o meio ambiente, homem e demais de plantas e animais por meio descendentes, das espécies envolvidas do melhoramento genético. - Incitar discussões e reflexões sobre quais os variações orgânicas 23.1.2 - Associar a seleção de rumos estão sendo tomados pela humanidade bactérias e insetos resistentes favoráveis à sobrevivência devido à sua interferência na natureza bem como da espécie no ambiente.
  20. 20. ao uso indiscriminado de sobre as conseqüências que podem surgir disso antibióticos e pesticidas.24- 24.1 Avaliar a importância do D80 - Explicar a transmissão e •Conceito de bioética.MANIFESTAÇ aspecto econômico envolvido prever a manifestação de •Medicina preditiva: tecnologias de diagnósticoÃO na utilização da manifestação determinadas características precoce de doenças na fase embrionária, seusGENÉTICA 24.1 .-Posicionar-se dos seres vivos condicionadas objetivos, conseqüências e terapias de doenças naEM SAÚDE: criticamente sobre as questões pela interação entre alelos de fase intra-uterina. que envolvem o uso de um mesmo gene e entre •Fertilização in vitro, gravidez assistida, descarte ou biotecnologia. genes diferentes. congelamento de embriões. 24.1.2 - Comparar diferentes D81 - Explicar a transmissão e •Cultura de tecido humano. posicionamentos de cientistas prever a manifestação de •Clonagem: técnicas e finalidades. sobre genética em saúde: determinadas características •Terapias utilizando células-tronco embrionárias, do melhoramento genético, ligadas ou relacionadas ao cordão umbilical e da medula óssea. clonagem e sexo. •Relação das práticas de manipulação de embriões transgênicos.assuntos ligados a como tecnologia resultante do conhecimento da biotecnologia, terapia gênica e embriologia. clonagem avaliando a consistência dos argumentos e • Conceitos da engenharia genética e da a fundamentação teórica. biotecnologia 24.1.3 - Reconhecer os • Genética e melhoramento: história humana da benefícios da biotecnologia na manipulação de espécies vegetais e animais com saúde (produção de insulina), intuito de aumentar a produtividade na agricultura, na produção de alimentos melhorar a segurança alimentar (produção de plantas • Genética e prevenção de doenças hereditárias: resistentes a vírus; verduras e aconselhamento genético, técnicas de identificação frutas mais saborosas e de genes deletérios duradouras) e outros. • Engenharia genética e biotecnologia: transgênicos & terapia gênica • Conceito de transgênicos • Entendimento sobre o processo de transgenia e inserção de plasmídeos em bactérias • Riscos e benefícios da transgenia considerando as perspectivas éticas, os prováveis impactos ambientais • Novas regras: aspectos legais para permitir a segurança biológica • Terapia genética: produção de animais transgênicos para correção de doenças genéticas • Ocorrência natural da clonagem. • Como é o processo que resulta a clonagem
  21. 21. (exemplo da ovelha Dolly). Introdução ao conceito de “células-tronco” • Diferenças entre clonagem reprodutiva e terapêutica • Relação entre clonagem terapêutica e o uso de células tronco • Questões éticas e filosóficas contrárias a prevalência da clonagem terapêutica na atualidade • Discussão sobre a existência da CTNBio e sobre a aprovação da Lei de Biossegurança no senado - Fecundação assistida e os seus riscos para quem ou o que? - Clonagem: conceito e sua relação com a evolução; ocorrência na natureza - Clonagem em laboratórios: as vantagens e riscos dessa técnica - Casamento consangüíneo e os riscos para a reprodução e perpetuação da espécie - Análise ética das técnicas de reprodução assistida e clonagem25- 25.1 Reconhecer a importância D91 - Indicar algumasREGISTRO dos registros fósseis na evidências do processo deFÓSSEIS construção das árvores evolução biológica: fósseis, filogenéticas órgãos homólogos, 25.1.1 Analisar árvores análogos e vestigiais. filogenéticas que representam a evolução dos seres vivos.26- 26.1. Analisar filmes, vídeos D88 - Analisar textos A) Origem do homem: árvore filogenética e aASPECTOS sobre a evolução do ser históricos, para identificar as ancestralidade do homem atualDA humano e produzir comentários idéias evolucionistas, em B) Interpretação de cladogramasEVOLUÇÃO e resumos. particular as de Lamarck e C) Habilidades e características ancestrais e atuaisHUMANA 26.1.1 - Avaliar e criticar filmes de Darwin. que favorecem o desenvolvimento social e (Idade do fogo) que apresentam intelectual do homem D89 - Explicar a os processos culturais e D) O potencial humano nas artes, comunicação e biológicos envolvidos na transformação das espécies desenvolvimento de tecnologias evolução humana. ao longo do tempo através E) Evolução humana ou involução humana? 26.2 - Identificar as diferenças dos mecanismos de: Interferências humanas e suas conseqüências (as entre os aspectos culturais e mutação, recombinação habilidades e sua capacidade de intervenção biológicos envolvidos na gênica e seleção natural. humana)
  22. 22. evolução humana. - Idéias fixistas e evolucionistas: explicações e contexto histórico. Procurar desenvolver trabalho interdisciplinar com professores de filosofia e/ou história - Conceito de evolução biológica e diversidade biológica. Relação entre os dois conceitos e a importância de ambos. - Princípios das idéias evolutivas: lamarckistas, darwinistas e neodarwinistas (principais pontos de discussão, semelhanças e diferenças) - Evidências Evolutivas (fósseis, semelhanças embrionárias e anatômicas, órgãos análogos e homólogos e órgãos vestigiais; semelhanças moleculares entre os seres vivos) A) História da viagem de Darwin ao redor do mundo a bordo do Beagle, suas primeiras impressões e a apresentação do ensaio "A origem das espécies". Para se obter a versão mais real de sua história pode-se utilizar o capítulo 23 do livro "O Sorriso do Flamingo – Reflexões sobre História Natural de Stephen Jay Gould B) As principais idéias de Darwin acerca da seleção natural C) Neodarwinismo D) Teoria sintética da evolução cujos princípios fundamentais são: - a evolução atua sobre a população e não sobre o indivíduo - a evolução é um produto da interação organismo- ambiente em um determinado período do tempo - a evolução é um processo de transformações contínuas, e que podem ser transmitidas hereditariamente; - transformações ocorrem tanto no ambiente quanto nos seres vivos ao longo do tempo - o ambiente atua na seleção dos indivíduos mais adaptados cujo processo é reconhecido por seleção natural E) Aleatoriedade de mutações e recombinações
  23. 23. genéticas e sua importância para a geração da diversidade observada nos seres vivos F) As fontes de variação: mutação, recombinação e migração G) Relações entre os conceitos de reprodução, sobrevivência, variabilidade genética e seleção natural H) Interação de diferentes fenótipos com o ambiente de formas ligeiramente diferentes, levando a variação na fecundidade e na sobrevivência entre os indivíduos de uma população I) Como variações genéticas favorecem maior adaptação das populações J) Como a seleção natural atua sobre a variação K) Exemplo do melanismo industrial. L) Camuflagem e o mimetismo27- 27.1 Identificar as principais D54 - Identificar os aspectos • Conceitos de doençaDOENÇAS doenças endêmicas e básicos da etiologia das doenças • As doenças infecto-contagiosas e as principaisENDÊMICAS mortalidade infantil da região infecciosas e parasitárias mais denominações segundo a ocorrência – epidemia, em que os alunos moram ou do freqüentes no Brasil. endemia e pandemia Brasil, e relacioná-las com as D55 - Compreender os • Discussão dos conceitos relacionados à condições ambientais e procedimentos para a prevenção das Parasitologia: parasitismo; relação parasito- qualidade de vida, como: doenças infecciosas e hospedeiro; hospedeiros definitivos e intermediários; parasitárias mais freqüentes no destino do esgoto e lixo, água, Brasil. vetores moradia, acesso a atendimento D56 - Avaliar as implicações • As principais doenças endêmicas e mortalidade médico e a educação. biopsicossociais do uso indevido de infantil da região em que os alunos moram e das 27.1.1 - Comparar a incidência drogas medicamentosas várias regiões do Brasil de doenças endêmicas, na e não-medicamentosas. • Relação da prevalência dessas doenças com as D57 - Reconhecer os procedimentos região onde mora, com dados adequados para prestação de condições ambientais e qualidade de vida como: de outras regiões do Brasil e socorros imediatos em casos de destino do esgoto e lixo, água, moradia, acesso a associar às condições de vida. afogamento, asfixia, queimadura, atendimento médico e a educação 27.1.2 - Identificar modos de hemorragia, fratura, choque elétrico e • As principais medidas preventivas para as doenças parada cárdio-respiratória transmissão e prevenção das endêmicas – destino do lixo e manutenção de água doenças infectocontagiosas e D46 - Reconhecer que as condições descontaminada parasitárias comuns à região. de alimentação, habitação, educação, • As principais doenças carenciais, como as 27.1.3 - Propor melhorias na renda, meio ambiente, trabalho, provocadas por deficiências alimentares comunidade de modo a diminuir transporte, emprego, lazer, liberdade, • As doenças ocupacionais, como a LER segurança, acesso à a incidência de doenças posse da terra e acesso aos serviços • As doenças provocadas por toxinas ambientais, infectocontagiosas e de saúde são fatores determinantes como a silicose parasitárias. da saúde individual e coletiva. • Propostas que visem à melhoria das condições 27.1.4 - Analisar possíveis D47 - Compreender que a doença ambientais: a responsabilidade individual e a
  24. 24. soluções para obtenção e resulta de determinantes biológicos, responsabilidade que demanda a participação domanutenção de água potável sociais, culturais e econômicos coletivo ou poder público (multicausalidade das doenças).27.2 Identificar as principais D48 - Analisar gráficos e tabelas comdoenças carências, como as dados atuais para avaliar asprovocadas por deficiências condições de saneamento dosalimentares, ocupacionais, municípios brasileiros. D49 - Relacionar a qualidade do ar ecomo a LER, e as provocadas da água, as condições depor materiais presentes no saneamento básico, deambiente, como a silicose. deposição de lixo e outros resíduos,27.2.1 - Analisar relatos de nos centros urbanos, com a condiçãopesquisas para identificar as de saúde da população. D50 - Relacionar os principaisprincipais medidas preventivas problemas ambientais nas áreaspara as doenças endêmicas rurais - poluição das águas, do solo e do ar; uso inadequado de agrotóxicos e condição imprópria de saneamento - com as condições de saúde da população. D51 - Analisar gráficos e tabelas com dados recentes para verificar a distribuição geográfica das doenças carenciais, ocupacionais, degenerativas, infectocontagiosas, parasitárias e sexualmente transmissíveis que afetam os brasileiros. D52 - Analisar indicadores de saúde, como, mortalidade infantil e esperança de vida comparando-os com os indicadores de outros países para verificar as diferenças regionais e mundiais.

×