Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Matéria geografia colar no diário ef

9,627 views

Published on

  • Be the first to comment

Matéria geografia colar no diário ef

  1. 1. 1º Bimestre Geografia 6º ano Ensino Fundamental.Eixo Temático I Geografias do CotidianoTema 1 : Cotidiano de Convivência, Trabalho e LazerTópico 1. Território e territorialidade1.1.Reconhecer em imagens/fotos de tempos diferentes as mudanças ocorridas na produção do espaçourbano e rural, sabendo explicar a sua temporalidade. 6 a/ 6º anoOP 1 Território e territorialidadeConceituar: Demarcações de poder, legal e ilegal, nos espaços cotidianos - territórios como propriedadecoletiva, pública, idéia de posse – limites – fronteiras – vizinhança – territorialidade - qualidade de vidaconflituosa e insegura - bairros – favelas - auto-estradas - limite de poder de instituições, grupos sociais,gangs, estados, regiões e países - povo e de nação – Territorialidade - Fronteiras - Desterritorializados:(exemplo do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terras)- ReterritorializadosO que ensinar1. As mudanças ocorridas na produção do espaço urbano do lazer em diferentes escalas etempos(produção do espaço urbano do lazer).2. As relações de poder implícitas na produção do espaço urbano, em especial no tocante ao lazer.3. As noções de território e territorialidade em situações que produzem a qualidade de vida na cidade: osterritórios de poder, os territórios das instituições, os territórios públicos, os territórios fora da lei.4. Os processos de preservação e depredação do território expressos na paisagem: os territórios dasIgrejas, a ciclovia como território do lazer, as Vias Públicas(em algumas cidades em certos horáriosfechadas) para a caminhada.-paisagem urbana as territorialidades construídas em diferentes temporalidades no centro das metrópolescomo as gangues, mendigos, crianças de rua e outros sujeitos excluídos do processo de produção.-territórios urbanos preservados e os depredados,- papel das políticas públicas na revitalização ou abandono.- pichações, mendicância, violência do trânsito, comércio informal (classes sociais excluídas).RA-4 Território e territorialidadeTópico: 2. Paisagens do cotidiano2.1..Interpretar as paisagens urbanas e rurais em suas oportunidades de trabalho e lazer valendo-se deimagens/fotos de tempos diferentes .4 a / 6º ano 4 a/ 7º ano 4 a / 8º ano2.2.Reconhecer nos cotidianos da paisagem urbana e rural o que a cultura e o trabalho conferiram comoidentidade de um lugarOP 3 Paisagens do cotidianoConceituar: paisagens do cotidiano (discotecas, bares, teatros) - qualidade de vida diferente e desiguais- vida rural - - trabalho, emprego e desemprego – espaço público e privado – Favelas – periferia -conquistas de cidadania - - setor terciário e serviços “serviços inteligentes” - Globalização - ONG - Infra-estrutura urbana(energia elétrica, saneamento básico, sistema viário, serviços sociais)-Massificação( influencia dos meios de comunicação rádio, TV, cinema, jornais, revistas, outdoors,propagandas) - Paisagem urbana - Serviços inteligentes (Revolução técnico-científico-informacional).O que ensinar• Paisagens urbanas que evidenciam as diferentes formas de trabalho no espaço.• Paisagens urbanas que evidenciam diferentes formas de lazer.• As paisagens do cotidiano e as relações homem e natureza.• O trabalho e o lazer nas paisagens de diferentes tempos e espaços.• Relações entre cultura e trabalho na identidade de um lugar.• Serviços de infra-estrutura, oportunidades de trabalho, de lazer e direitos à cidadania.RA-1 Paisagens do cotidiano- paisagens urbanas e suas oportunidades de trabalho e lazer.- acesso a serviços de infra-estrutura, oportunidades de trabalho, de lazer associando-os aos direitos àcidadania.Eixo Temático I Geografias do CotidianoTema 1 : Cotidiano de Convivência, Trabalho e Lazer 6º anoTemas complementares:• Mudanças nas relações sociais do trabalho no campo e nas cidades mineiras.• A qualidade de vida e o crescimento populacional.• Os bastidores da vida urbana: os grupos sociais segregados criando novas terrritorialidades.• O poder das redes ilegais no cotidiano de diferentes países.Complementar I. Região e regionalizaçãoOP-10 Região e regionalização- Ler mapas temáticos sabendo extrair deles elementos de comparação e análise dos aspectosevidenciados no tema estudado. 6 a/ 6º ano- Compreender a relação entre as características econômicas das sociedades e a produção do espaço.- Comparar o Índice de Desenvolvimento Humano (IHD) local e/ ou regional com a capacidade de uso e
  2. 2. apropriação do espaço.OP- 10 Região e regionalizaçãoConceituar: - território, lugar, paisagem – socioambientais - desenvolvimento sustentável -Desenvolvimento Humano- - ONU - migração campo/cidade - fluxo de investimentos – produtividade -direção do comércio e serviços, qualificação profissional, escolarização, nível tecnológico noreordenamento do território - indicadores econômicos - IDH- exclusão social - “SEM( “ teto, transporte,energia, escola, alimentação, saúde, trabalho)O que ensinar• A noção de região e regionalização no recorte da realidade socioespacial do espaço de vivência, doBrasil e do mundo.• Os indicadores sociais e políticos que identificam a exclusão e inclusão da pobreza no espaço dacidade e do campo.• A relação entre as características econômicas da sociedade e a construção do espaço geográfico noprocesso de globalização fragmentação.• A comparação entre o Índice de Desenvolvimento Humano no espaço local e o regional referente à(des) territorialização do espaço.• O “grito dos excluídos” no campo e na cidade.• Um mundo possível com qualidade de vida,participação política, direito à segurança e àsustentabilidade.RA- 33 Leitura de mapas sobre o IDH – Índice de Desenvolvimento Humano 2º Bimestre Geografia 6º ano Ensino Fundamental.
  3. 3. Eixo Temático I Geografias do CotidianoTema 1 : Cotidiano de Convivência, Trabalho e LazerTópico 3. Cidadania e direitos sociais3.2.Ler e interpretar em mapas, dados e tabelas os avanços dos direitos sociais no Brasil e nomundo.4 a/ 6º, 6 a/ 7º, --- 4 a/ 9ºOP- 6 Cidadania e direitos sociaisConceituar: - direitos sociais - nacionalidade, regionalidade, localidade - cidadania – direitoshumanos – cidadão- direitos civis - Galeras –Gangues –Funk – carecas - skinheads – MovimentoHip hop -O que ensinar•Os movimentos sociais que se manifestam em cotidianos urbanos: ligados à moradia, a identidadesétnicas e de gênero ou mesmo movimentos relacionados a reivindicações básicas para a conquistada cidadania.•As conferências temáticas sobre a cidade.•A paisagem urbana e rural: quais seriam as características da cultura e do trabalho como identidadede um lugar e direitos à cidadania: aspectos de cada região, de diferentes povos.• Os avanços dos direitos sociais no Brasil e no mundo.•países com qualidade de vida diferente e pessoas com cotidianos diferentes e desiguais que semanifestam nas cidades e na vida rural;•noções de trabalho, emprego e desemprego;•noções de público e privado;•diferenças sociais e econômicas nas formas de moradia, nos diferentes bairros, cidades, países.RA-6 Painel e mesa redonda: nos bastidores da vida urbana, as novas territorialidades dosjovens- ações de solidariedade no espaço de vivência.- rebeldia, os sentimentos e a corporeidade dos jovens.: gangues, galeras, movimento Hip hop,Funk, carecas,etc - os jovens e a sociedade de consumo.- a violência entre os jovens.- drogas e os conflitos o mundo da cultura, das músicas, do lazer.- a busca do mundo do trabalho- a construção da cidadania participativa: movimentos políticos, ONGs, Grêmios, esporte, etc.Tópico 4. Lazer4.1.Explicar o lazer na sociedade atual tendo como referência a mundialização de fenômenoseconômicos, tecnológicos e culturais. 4 a/ 6º ano, 4 a/ 9º ano4.2.Identificar no cotidiano urbano os elementos que representam a espacialidade e territorialidadedo lazer. 4 a/ 6º ano, 4 a/ 8º anoOP 4 LazerConceituar: lazer - identidade regional, nacional, regionalidade , cultura -- vida globalizadaespacialidade do lazer (bandas para os jovens, hap, hip hop, o rock, teatro, feiras típicas -manifestação cultural de cada povo, nação, etnia - lazer na cidade e no campo- - vida 24horas(produzindo tempos desiguais e atividades diferenciadas por aqueles que usufruem o lazer, eos que o produzem (turismo, arte, exposições, eventos, teatro, balé, shows). - Lazer produtivoO que ensinar•Os fatores que explicam a distribuição, localização e freqüência das atividades que evidenciam avida 24 horas relacionadas ao lazer: teatros, shows, bares, discotecas, cinemas, espaços culturaisdiversificados.•O lazer relacionado à saúde- os parques, as caminhadas, as quadras, o esporte.•Os espaços públicos de lazer por idade: parquinhos e praças com espaços para idosos.•O lazer privado relacionado ao novo mercado: a terceira idade.•O lazer relacionado ao turismo- com todos os desdobramentos que se coloca na transformação denatureza ou patrimônio histórico, festas, em produtos turísticos- a festa de São João, por exemplo.•A dimensão econômica do lazer na sociedade atual tendo como referência a mundialização defenômenos econômicos, tecnológicos e culturais, em especial jogos virtuais.•A espacialidade e territorialidade do lazer: quadras, parques, cinemas, casas de show e diferentesespetáculos, sem desconsiderar a produção pública do lazer através dos espetáculos promovidosem praças com patrocínio, muitas vezes, do setor privado.RA-8 Produção de texto: o lazer no cotidiano do município e em outros lugares - mundialização de fenômenos econômicos, tecnológicos e culturais.Tópico 5. Segregação espacial5.1.Identificar as questões que envolvem a segregação espacial em imagens, textos e naobservação da vida cotidiana. 8 a/ 6º ano
  4. 4. 5.2.Explicar os tipos de relações sociais existentes no território relacionando-os com os lugares,suas estratégias de segregação e exclusão das populações marginalizadas. 4 a/ 6º ano, 4 a/ 7º ano,4 a/ 8º anoOP- 5 Segregação espacialConceituar: - segregação socioespacial (bailes funks, forrós, restaurantes, shoppings, condomíniosfechados, favelas) - fragmentação da metrópole - centros urbanos – Fronteiras – Identidade- Etnia – Genocídio -O que ensinar•Planejamento urbano e necessidades locais da população: a distribuição dos serviços, loteamentos,equipamentos públicos, praças, parques.•Loteamentos periféricos: aspectos de infra-estrutura urbana e serviços relacionados do local aocentro urbano.•Condomínios fechados, guetos e favelas.•As territorialidades e os grupos sociais marginalizados socialmente.•Os enfoques citados relacionados com o conceito demandam que os alunos percebam para alémde suas representações sobre a produção do espaço. Isso significa a necessidade de umdiagnóstico sobre os serviços e equipamentos públicos, a noção de direitos sociais e deveres dogoverno em relação aos serviços equipamentos, discussão sobre o uso e consumo dos espaçospúblicos com a ordem de respeito a leis e ao meio ambiente e sobretudo, uma grande reflexão sobrea finalidade da vida urbana e da sociabilidade.RA-5 Leitura cinematográfica: Hotel Ruanda- exclusão das populações marginalizadas.- discriminação, segregação praticadas no espaço.- Diferenciar grupos ou classes sociais de acordo com a cor, crença religiosa, língua, relaçõespolíticas.Eixo Temático I Geografias do CotidianoTema 1 : Cotidiano de Convivência, Trabalho e Lazer 6º anoTemas complementares:• Mudanças nas relações sociais do trabalho no campo e nas cidades mineiras.• A qualidade de vida e o crescimento populacional.• Os bastidores da vida urbana: os grupos sociais segregados criando novas terrritorialidades.• O poder das redes ilegais no cotidiano de diferentes países.Eixo Temático I Geografias do CotidianoTema 1 : Cotidiano de Convivência, Trabalho e Lazer 6º anoTemas complementares:• Mudanças nas relações sociais do trabalho no campo e nas cidades mineiras.• A qualidade de vida e o crescimento populacional.• Os bastidores da vida urbana: os grupos sociais segregados criando novas terrritorialidades.• O poder das redes ilegais no cotidiano de diferentes países.Complementar II. Espaços de convivência, de trabalho, de lazer: cidade e urbanidadeOP-9 Espaços de convivência, de lazer e trabalho: cidade e urbanidade- Interpretar gráficos, fotos e tabelas que expressem fenômenos urbanos da urbanidade e doentretenimento.- Identificar, conhecer e avaliar os laços de identidade da cidade com o cidadão, as manifestaçõespopulares e o trabalho, assim como a falta de trabalho e a repressão às manifestações, em textos efotos.- Comparar as marcas da mudança na produção do espaço urbano através da análise de fotos deruas, avenidas, praças que revelam a urbanidade.OP- 9 Espaços de convivência, de lazer e trabalho: cidade e urbanidadeConceituar: segregação espacial - urbano – cidade - qualidade de vida.O que ensinar • Leitura de fotos, imagens e mapas que expressem fenômenos urbanos da urbanidade e entretenimento. E de falta de urbanidade e entretenimento: o que evidencia a cidade partida: os guetos. • Ensinar: os laços de identidade da cidade com o cidadão, as manifestações populares e os arranjos resultantes da repressão às manifestações principalmente dos escravos. O trabalho e a falta de trabalho, o emprego e o desemprego, a economia informal, os camelódromos, as produções de mercados através de (esportes).RA-8 Produção de texto: o lazer no cotidiano do município e em outros lugares 3º Bimestre Geografia 6º ano Ensino Fundamental.
  5. 5. Eixo Temático I Geografias do CotidianoTema 1 : Cotidiano de Convivência, Trabalho e LazerTópico 6. Redes e circulação6.2.Interpretar gráficos e tabelas que expressem o movimento e a circulação daspessoas, produtos e idéias no cotidiano urbano. 4 a/ 6º ano, 6 a/ 8º anoOP- 8 Redes e circulaçãoConceituar:- telecomunicações, fluxos aéreos/ferroviários/rodoviários/aquaviários,meio técnico-científico, era da informação, mundo digital, globalização, fluxo financeiro,circulação de mercadorias, fluxo comercial, fluxo de pessoas -- redestécnicas(comunicações e dos transportes - fronteiras - meios de transporte ecomunicação - comércio internacional - velocidade das informações - interações entreculturas, povos, cidades, países –Infovias - espaço cibernético mundial - infoespaço –Fibra ótica - Redes telemáticas –- Inclusão digital - oftwares livres -- Exclusão digital –-Rede solidária - Terceiro setor - Transnacionalização de capital –Economia mundo -GlobalizaçãoO que ensinar•O papel dos transportes e comunicações no passado e no presente.• O Brasil e o mundo conectado em redes.• Da globalização eletrônica às gerações cibernéticas.• O espaço e a cultura da interatividade na era digital.• A geografia e o trânsito: do caos aos movimentos solidários.• Os serviços inteligentes inovando os transportes e as comunicações• A inclusão digital contribuindo na formação da cidadania e redução da violência.O meio técnico-científico-informacional vem renovando a infra-estrutura de irrigação,barragens, portos, aeroportos, hidrovias, rodovias, ferrovias, refinarias,dutos e astelecomunicações no território, em escala local, nacional e global.- Avanços técnicos-científicos na saúde, na educação, relacionando-os à exclusão emque permanecem parte significativa da população brasileira e mundial.RA-3 Redes e circulaçãoEixo Temático II Sociodiversidade das Paisagens e suas Manifestações Espaço-CulturaisTema 2 : Patrimônios Ambientais do Território BrasileiroTópico 7. Turismo7.1. Explicar a relevância de uma cultura de turismo e de lazer para a preservação danatureza e do patrimônio cultural dos lugares e regiões turísticas. 8 a/ 6º ano, 3 a/ 8ºanoOP- 16 TurismoConceituar:- patrimônios culturais e ambientais - diversidade cultural - ocupação dotempo livre - viagens turísticas - lugares turistificados - infra-estruturas (saneamento,segurança, equipamentos de hospedagem, lazer, alimentação, meios decomunicações e transportes, artesanato, recursos humanos, comércio) - educaçãopatrimonial e ambiental - patrimônios natural e cultural- natureza preservada e aspectos históricos (tradições, valores, crenças, festas, ritos,costumes) - Programa Nacional de Municipalização do Turismo - Turismo com baselocal - Cultura turística ecologizada - Cultura turística - Desenvolvimento sustentável –O que ensinar• A relevância de um código de postura para uso e consumo dos espaços de turismo elazer com vistas à preservação da natureza e do patrimônio cultural dos lugares.• Os parâmetros de turismo sustentável e insustentável explicando os impactos emnível sociocultural, socioambiental e socioeconômico.• Leitura de mapas lugares turísticos e de elaboração de mapeamentos turísticos.RA-13 Descobrindo as possibilidades de um turismo sustentável no municípioTópico 8. Cultura e natureza8.1.Identificar e analisar a ação modeladora da cultura sobre a natureza do planeta; 6a/ 6º anoOP20 Cultura e natureza
  6. 6. Conceituar: - fragmentação - - exclusão de Cultura e Natureza –- problemasambientais contemporâneos -- sustentabilidade - insustentabilidade –O que ensinar• A ação modeladora da cultura sobre a natureza do planeta.• A sustentabilidade cultural a partir da ótica do respeito à diversidade deconhecimentos, tecnologias e práticas de adaptação do homem ao meio.• O cotidiano das comunidades tradicionais do Brasil referenciada na cultura do mundovivido que orienta as relações cultura e natureza.Leia-o e discuta-o com a turma.• Representação individual das idéias destacadas do texto "Carta do Cacique Seatle",usando de diversas linguagens, tais como: história em quadrinhos, desenhos, pintura,escultura, charges, colagem de imagens, reconto. Cada aluno deverá escolher doisentre os nove itens apresentados. A apresentação na classe envolverá discussão,avaliação coletiva e exposição dos trabalhos. Ao final, colecionar a produção sob aforma de um livro para ser utilizado como material didático nos próximos anos letivos.- patrimônio natural.- uso da água, da vegetação, do solo, do relevo, do clima.- florestas, bioma, ecossistema, manejo, impacto ambiental e sustentabilidade.- desmatamento suas conseqüências.- florestas tropicais. RA-12 Observando nos biomas a ação modeladora da cultura sobre a naturezaEixo Temático I Geografias do CotidianoTema 1 : Cotidiano de Convivência, Trabalho e Lazer 6º anoTemas complementares:• Mudanças nas relações sociais do trabalho no campo e nas cidades mineiras.• A qualidade de vida e o crescimento populacional.• Os bastidores da vida urbana: os grupos sociais segregados criando novasterrritorialidades.• O poder das redes ilegais no cotidiano de diferentes países.Complementar III. Patrimônio e ambiente- Identificar no espaço urbano as construções patrimoniais, explicando seu valorcultural associado à preservação.-Analisar os impactos ambientais produzidos pela relação sociedade e natureza noscotidianos urbanos.- Analisar os impactos advindos das transformações no uso do patrimônio, propondosoluções para os problemas ambientais urbanos.OP2 Patrimônio e ambienteConceituar: patrimônio - grafiteiros – pichadores – preservação - patrimônios urbanose suas revitalizações -Orçamento Participativo - justiça social -- sustentabilidadeurbana -- políticas públicas urbanas – cidade - revitalização do espaço urbano - -bairros, centro, periferia, distritos, regionais - direitos e deveres do cidadão -- periferiaPatrimônio - Impactos ambientais na cidade - IEPHA: Instituto do Patrimônio Históricoe Artístico - IPHAN: Patrimônio Histórico e Artístico Nacional –O que ensinar:• as construções patrimoniais e seu valor cultural associado à preservação do espaçourbano.•os impactos ambientais produzidos pela relação sociedade e natureza nos cotidianosurbanos.•os impactos advindos das transformações no uso do patrimônio, propondo soluçõespara os problemas ambientais urbanos..patrimônio cultural brasileiro - artigo 216 da Constituição Federal de 1988 (“bens denatureza material e imaterial). Tipo de impactos ambientais, os resultantes da atividade industrial e queima decombustíveis fósseis de veículos automotores que poluem o ar e provocam chuvaácida danificando o patrimônio, quanto os gerados pela intensa transformação danatureza pela crescente urbanização.RA-2 Patrimônio e ambiente 4º Bimestre Geografia 6º ano Ensino Fundamental.
  7. 7. Eixo Temático II Sociodiversidade das Paisagens e suas Manifestações Espaço- CulturaisTema 2 : Patrimônios Ambientais do Território BrasileiroTópico 10. Cultura e natureza10.1.Identificar os elementos da natureza em seus aspectos geológicos, geomorfológicos ehidrológicos e as transformações culturais regionais. 8 a/ 6º ano10.2.Reconhecer os aspectos principais dos diferentes tipos de clima no mundo e no Brasil.OP- 17 Região culturalConceituar:- Região cultural – 1) O Nordeste Agrário do Litoral – 2) O Mediterrâneo Pastoril (subdividida em 4sub-áreas: os sertões, os babaçuais e carnaubais, as terras úmidas e o agreste) - 3) A Amazônia; 4)O Planalto Minerador; 5) Centro-Oeste; 6) Extremo Sul Pastoril; 7) A área de colonização estrangeira(imigrantes alemães, italianos, poloneses, russos e, mais recentemente, holandeses e japoneses); 8)A área do café; 9) A faixa urbano-industrial; 10) A Área Salineira (áreas litorâneas dos estados doRio de Janeiro e Rio Grande do Norte); 11) A Área do Cacau (região do sul da Bahia); 12) A Área dePesca. Região cultural segundo - - Darcy Ribeiro (1995): 1) o Brasil da cultura sertaneja do nordeste e docentro, baseada na produção do couro e do gado; 2) o Brasil da cultura crioula do litoral, baseadanos engenhos de açúcar; 3) o Brasil da cultura cabocla da Amazônia, baseada nos seringais e napesca dos rios; 4) o Brasil caipira do Sudeste e Centro, baseado na economia do café e dasubsistência e nascida dos bandeirantes; 5) o Brasil da cultura gaúcha das estâncias de gado e dacultura agrícola dos imigrantes no sul do país.Região cultural segundo -- Diegues as regiões culturais seriam: a) Região Central: berço damineração e a única que carrega consigo os traços contidos no discurso da mineiridade; b) Norte eNordeste: cuja influência viria, sobretudo, da Bahia; c) Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba: São Pauloe Goiás, donde surge a idéia da produção do caipira do centro do Brasil; d) Sul de Minas: ligado aSão Paulo.O que ensinar• Semelhanças e diferenças entre as regiões culturais de diferentes identidades.• Aspectos relevantes do regionalismo mineiro urbano e rural manifestado em sua sociodiversidade.• Os regionalismos brasileiros sob a perspectiva dos critérios geopolíticos, geoeconômicos egeoculturais.RA-10 Leitura de textos sobre a relação natureza e culturaEixo Temático IV Meio Ambiente e Cidadania PlanetáriaTema 4 : Ambiente, Tecnologia e SustentabilidadeTópico 19. Agenda 2119.1. Conhecer na Agenda XXI, a importância de suas diretrizes, na construção de sociedadessustentáveis.19.2. Analisar as políticas públicas que compõem o Programa Nacional da Biodiversidade.8 a/ 6º,6a/ 9ºOP- 35 Agenda 21Conceituar:- Agenda 21 - Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e DesenvolvimentoHumano (ECO-92) a) Cidades Sustentáveis – b) Agricultura Sustentável: c) Infra-estrutura e IntegraçãoRegional: d) Gestão dos Recursos Naturais: e) Redução das Desigualdades Sociais:f) Desenvolvimento Científico e Tecnológico: O que ensinar•O etnoconhecimento e a etnodiversidade do povo brasileiro: importância dos saberes e fazeres(conquistas tecnológicas) elaborados e acumulados por populações tradicionais em seus diversoscampos, como a botânica, a medicina, a astronomia, a filosofia e a literatura, bem como suasespecificidades sociais e territoriais. Por se tratar de um patrimônio humano, artístico e científicobrasileiro é relevante conhecê-los e protegê-los com medidas eficazes de combate à biopirataria.Elas vivem em todos os biomas brasileiros. São os povos indígenas, seringueiros, quilombolas,quebradeiras de coco, ribeirinhos e extrativistas.• Políticas públicas nacionais de combate à pobreza e busca do desenvolvimento sustentado:avaliação do Programa Fome Zero em escala local e análise do Programa Biodiesel comoalternativa sustentável de fonte de energia.• Entre as medidas de conservação dos ambientes naturais destaca-se a criação de reservasextrativistas. Nessa abordagem colocar-se-á em questão a importância do manejo sustentável dosrecursos florestais amazônicos e o Programa Nacional da Biodiversidade e a biopirataria, ou seja,saque indevido das riquezas naturais, que movimenta por ano no mundo cerca de US$ 60 bilhões,segundo estimativas do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis(Ibama).
  8. 8. RA-27 Elaborando a Agenda 21: perspectivas sustentáveis para o futuro -Avaliar as políticas públicas nacionais de combate à pobreza e busca do desenvolvimentosustentável sob a ótica das recomendações propostas pela Agenda 21. -Identificar as medidas para a conservação dos ambientes naturais expostos na Agenda 21 eanalisar as políticas públicas que compõem o Programa Nacional da Biodiversidade.Tópico 20. Padrão de produção e consumo20.1.Identificar os padrões de produção e consumo em diversas dimensões escalares avaliando-ossob a ótica da sustentabilidade. 6 a/ 6º ano, 6 a/ 7º anoOP- 36 Padrão de produção e de consumoConceituar: Hipótese de Gaia –Aquecimento global –Socioesfera –Sociedade de consumo –Sociedade do desperdício –-problemas ambientais contemporâneos - UNESCO e PNUMD -- pluralidade cultural e etnoconhecimento (sustentabilidade cultural).- poluição da água, ar, solo; o buraco na camada de ozônio; o aumento dos gases de efeito estufa;as mudanças climáticas; o El Nino e La Nina, ilhas de calor, inversão térmica.- Ordem Ambiental Internacional, o Protocolo de Kyoto,O que ensinar• Os padrões de produção e consumo em diversas dimensões escalares, avaliando-os sob a ótica dasustentabilidade.• A relação entre padrão de consumo, desequilíbrios dos ecossistemas terrestres e problemasambientais contemporâneos.• Os padrões de produção e de consumo que têm tido como modelo um estilo poluidor e consumista.RA-25 Consumo consciente: cuidando do planeta Terra-Noções de ecossistemas -sustentabilidade - problemas ambientais contemporâneos – sociedadessustentáveis - consumismo., sociedade de consumo. RA-29 Experimentações de plantio de uma horta comunitária e sustentável-Diferenciar as características técnicas dos produtos alimentícios de origem agroecológica daquelesde uma lavoura convencional.Eixo Temático I Geografias do CotidianoTema 1 : Cotidiano de Convivência, Trabalho e Lazer 6º anoTemas complementares:• Mudanças nas relações sociais do trabalho no campo e nas cidades mineiras.• A qualidade de vida e o crescimento populacional.• Os bastidores da vida urbana: os grupos sociais segregados criando novas terrritorialidades.• O poder das redes ilegais no cotidiano de diferentes países.Complementar IV. EspacialidadeOP-7 EspacialidadeRA-7 Construção de maquete sobre a espacialidade do lazer urbano- Comparar fotos de ruas, avenidas e praças, identificando as permanências e mudanças expressasna espacialidade.- Identificar os arranjos espaciais que se manifestam em cotidianos urbanos sabendo categorizá-lose interpretá-los.OP- 7 EspacialidadeConceituar: - lugar, paisagem, sociedade, natureza - cidade, lazer, qualidade de vida urbana -diferentes paisagens – espacialidade - -movimento de mundialização - meio-técnico-científico-informacional - -justiça social e ambiental - sociedade sustentável - Espacialidade urbana –Equipamentos urbanos de lazer e cultura: (clubes, cinema, quadras, teatros, praças, shopping,parques, Zoológico, bibliotecas, circo , planetário, museu, casa de espetáculos, biblioteca, centrosculturais, feiras de artesanato e cultura, etc.)O que ensinar• As práticas sociais dos cotidianos dos alunos e de outros adolescentes em diferentes tempos elugares: o estudo de uma paisagem e o funcionamento de um lugar e suas articulações com omundo circundante em determinado período• As permanências e mudanças expressas em diferentes práticas espaciais de vários tempos elugares.• Os arranjos espaciais dos cotidianos urbanos.• As novas urbanidades expressas nos espaços públicos.• As práticas espaciais relacionadas aos espaços privados de uso público.RA-7 Construção de maquete sobre a espacialidade do lazer urbano- lugares de consumo , de lazer, de cultura na dimensão estética, afetiva, de estranhamento, deexclusão e inclusão.- público e privado nos equipamentos de lazer da cidade.- organização de umacidade: bairros, centro, periferia, áreas de serviço, de comércio, de preservação do meio ambiente. 1º Bimestre Geografia 7º ano Ensino Fundamental.
  9. 9. Eixo Temático I Geografias do CotidianoTema 1 : Cotidiano de Convivência, Trabalho e LazerTópico1. Território e territorialidade1.2.Compreender no cotidiano as noções de território e territorialidade, aplicando-asnas situações que produzem a vida na cidade e no campo. 6 a / 7º anoOP-1 Território e territorialidadeOP 1 Território e territorialidadeConceituar: Demarcações de poder, legal e ilegal, nos espaços cotidianos - territórioscomo propriedade coletiva, pública, idéia de posse – limites – fronteiras – vizinhança –territorialidade - qualidade de vida conflituosa e insegura - bairros – favelas - auto-estradas - limite de poder de instituições, grupos sociais, gangs, estados, regiões epaíses - povo e de nação – Territorialidade - Fronteiras - Desterritorializados: (exemplodo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terras)- ReterritorializadosO que ensinar1. As mudanças ocorridas na produção do espaço urbano do lazer em diferentesescalas e tempos(produção do espaço urbano do lazer).2. As relações de poder implícitas na produção do espaço urbano, em especial notocante ao lazer.3. As noções de território e territorialidade em situações que produzem a qualidade devida na cidade: os territórios de poder, os territórios das instituições, os territóriospúblicos, os territórios fora da lei.4. Os processos de preservação e depredação do território expressos na paisagem: osterritórios das Igrejas, a ciclovia como território do lazer, as Vias Públicas(em algumascidades em certos horários fechadas) para a caminhada.-paisagem urbana as territorialidades construídas em diferentes temporalidades nocentro das metrópoles como as gangues, mendigos, crianças de rua e outros sujeitosexcluídos do processo de produção.-territórios urbanos preservados e os depredados,- papel das políticas públicas na revitalização ou abandono.- pichações, mendicância, violência do trânsito, comércio informal (classessociais excluídas).RA-4 Território e territorialidadeTópico: 2. Paisagens do cotidiano2.1..Interpretar as paisagens urbanas e rurais em suas oportunidades de trabalho elazer valendo-se de imagens/fotos de tempos diferentes .4 a / 6º ano 4 a/ 7º ano 4 a /8º ano2.2.Reconhecer nos cotidianos da paisagem urbana e rural o que a cultura e o trabalhoconferiram como identidade de um lugarOP 3 Paisagens do cotidianoConceituar: paisagens do cotidiano (discotecas, bares, teatros) - qualidade de vidadiferente e desiguais - vida rural - - trabalho, emprego e desemprego – espaço público eprivado – Favelas – periferia - conquistas de cidadania - - setor terciário e serviços“serviços inteligentes” - Globalização - ONG - Infra-estrutura urbana(energia elétrica,saneamento básico, sistema viário, serviços sociais)- Massificação( influencia dosmeios de comunicação rádio, TV, cinema, jornais, revistas, outdoors, propagandas) -Paisagem urbana - Serviços inteligentes (Revolução técnico-científico-informacional).O que ensinar• Paisagens urbanas que evidenciam as diferentes formas de trabalho no espaço.• Paisagens urbanas que evidenciam diferentes formas de lazer.• As paisagens do cotidiano e as relações homem e natureza.• O trabalho e o lazer nas paisagens de diferentes tempos e espaços.• Relações entre cultura e trabalho na identidade de um lugar.
  10. 10. • Serviços de infra-estrutura, oportunidades de trabalho, de lazer e direitos à cidadania.RA-1 Paisagens do cotidiano- paisagens urbanas e suas oportunidades de trabalho e lazer.- acesso a serviços de infra-estrutura, oportunidades de trabalho, de lazer associando-os aos direitos à cidadania.Eixo Temático II Sociodiversidade das Paisagens e suas Manifestações Espaço-CulturaisTema 2 : Patrimônios Ambientais do Território Brasileiro 7º anoTemas complementares:• Os sistemas técnicos no cotidiano da sociedade de consumo.• Identidades territoriais e preservação da memória de um povo: estudos de caso.• Os sítios arqueológicos do território mineiro e sua territorialização como atratividadeturística.A Sociodiversidade das Paisagens e suas Manifestações Espaço- CulturaisComplementar: V. Território e territorialidade-Identificar as fronteiras culturais do território brasileiro, localizando-as no mapa.-Reconhecer a sociodiversidade da nação brasileira, sua localização no território e suasformas de manifestação e interação.-Mapear nas formas visíveis e concretas doterritório usado os processos históricos construídos em diferentes tempos.OP- 12 Território e territorialidadeConceituar: - território - espaço-culturais - sociodiversidade das paisagens brasileiras -territorialidade, nós redes, tessitura, fronteiras, limites, continuidade, descontinuidade,superposição de poderes - fronteiras culturais do território brasileiro -O que ensinar1. As fronteiras culturais do território brasileiro.2. A sociodiversidade da nação brasileira, sua localização no território e suas formas demanifestação e interação.3. As formas visíveis e concretas do território usado os processos históricos construídosem diferentes tempos.RA- 4 Território e territorialidade. 2º Bimestre Geografia 7º ano Ensino Fundamental.
  11. 11. Eixo Temático I Geografias do CotidianoTema 1 : Cotidiano de Convivência, Trabalho e LazerTópico 3. Cidadania e direitos sociais3.1.Reconhecer na paisagem urbana e rural, a cultura, o trabalho e o lazer comoidentidade de um lugar e direitos à cidadania. 3 a/ 7º e 4 a/ 8º3.2.Ler e interpretar em mapas, dados e tabelas os avanços dos direitos sociais no Brasile no mundo.4 a/ 6º, 6 a/ 7º, --- 4 a/ 9ºOP- 6 Cidadania e direitos sociaisConceituar: - direitos sociais - nacionalidade, regionalidade, localidade - cidadania –direitos humanos – cidadão- direitos civis - Galeras –Gangues –Funk – carecas - skinheads – Movimento Hip hop -O que ensinar•Os movimentos sociais que se manifestam em cotidianos urbanos: ligados à moradia, aidentidades étnicas e de gênero ou mesmo movimentos relacionados a reivindicaçõesbásicas para a conquista da cidadania.•As conferências temáticas sobre a cidade.•A paisagem urbana e rural: quais seriam as características da cultura e do trabalhocomo identidade de um lugar e direitos à cidadania: aspectos de cada região, dediferentes povos.• Os avanços dos direitos sociais no Brasil e no mundo.•países com qualidade de vida diferente e pessoas com cotidianos diferentes e desiguaisque se manifestam nas cidades e na vida rural;•noções de trabalho, emprego e desemprego;•noções de público e privado;•diferenças sociais e econômicas nas formas de moradia, nos diferentes bairros, cidades,países.RA-6 Painel e mesa redonda: nos bastidores da vida urbana, as novasterritorialidades dos jovens- ações de solidariedade no espaço de vivência.- rebeldia, os sentimentos e a corporeidade dos jovens.: gangues, galeras, movimentoHip hop, Funk, carecas,etc - os jovens e a sociedade de consumo.- a violência entre os jovens.- drogas e os conflitos o mundo da cultura, das músicas, do lazer.- a busca do mundo do trabalho- a construção da cidadania participativa: movimentos políticos, ONGs, Grêmios, esporte,etc.Tópico 5. Segregação espacial5.2.Explicar os tipos de relações sociais existentes no território relacionando-os com oslugares, suas estratégias de segregação e exclusão das populações marginalizadas. 4 a/6º ano, 4 a/ 7º ano, 4 a/ 8º ano5.3.Reconhecer a cidade na sua territorialidade de bandos, gangues, identificando asdemarcações no seu espaço de vivência e relacionando-os com a singularidade ougeneralidade de outros cotidianos.4 a/ 7º anoOP- 5 Segregação espacialConceituar: - segregação socioespacial (bailes funks, forrós, restaurantes, shoppings,condomínios fechados, favelas) - fragmentação da metrópole - centros urbanos –Fronteiras – Identidade - Etnia – Genocídio -O que ensinar•Planejamento urbano e necessidades locais da população: a distribuição dos serviços,loteamentos, equipamentos públicos, praças, parques.•Loteamentos periféricos: aspectos de infra-estrutura urbana e serviços relacionados do
  12. 12. local ao centro urbano. •Condomínios fechados, guetos e favelas. •As territorialidades e os grupos sociais marginalizados socialmente. •Os enfoques citados relacionados com o conceito demandam que os alunos percebam para além de suas representações sobre a produção do espaço. Isso significa a necessidade de um diagnóstico sobre os serviços e equipamentos públicos, a noção de direitos sociais e deveres do governo em relação aos serviços equipamentos, discussão sobre o uso e consumo dos espaços públicos com a ordem de respeito a leis e ao meio ambiente e sobretudo, uma grande reflexão sobre a finalidade da vida urbana e da sociabilidade. RA-5 Leitura cinematográfica: Hotel Ruanda - exclusão das populações marginalizadas. - discriminação, segregação praticadas no espaço. - Diferenciar grupos ou classes sociais de acordo com a cor, crença religiosa, língua, relações políticas. Eixo Temático II Sociodiversidade das Paisagens e suas Manifestações Espaço- Culturais Tema 2 : Patrimônios Ambientais do Território Brasileiro 7º ano Temas complementares: • Os sistemas técnicos no cotidiano da sociedade de consumo. • Identidades territoriais e preservação da memória de um povo: estudos de caso. • Os sítios arqueológicos do território mineiro e sua territorialização como atratividade turística. A Sociodiversidade das Paisagens e suas Manifestações Espaço- Culturais Complementar:VI. Populações tradicionais -Identificar e localizar no tempo e no espaço a distribuição das populações tradicionais no território mineiro. -Relacionar o conteúdo legal dos direitos constitucionais garantidos às populações tradicionais do território brasileiro e seu cumprimento na prática existencial. - Analisar o modo de vida das populações tradicionais à luz dos padrões de produção e consumo coerentes com uma vida sustentável. OP- 14 Populações tradicionais Conceituar: ambientalismo - populações tradicionais - sociedades sustentáveis - etnoconhecimento – - recursos naturais renováveis - "ilhas" de biodiversidade - indústria biotecnológica – biopitaria - recursos genéticos - demarcação de território - direitos territoriais e culturais - questão fundiária - - biomas naturais - funções ecológicas dos recursos - manutenção da identidade étnica e da cultura tradicional - recursos naturais. - Populações tradicionais:povos indígenas, ribeirinhos, seringueiros e outros povos extrativistas da Amazônia (povos da floresta), os remanescentes de quilombos e caiçaras. - ecossistemas de alta produtividade natural: o Pantanal Mato-grossense, as várzeas da Amazônia, as regiões costeiras, o sertão nordestino. O quê ensinar • Distribuição espacial das populações tradicionais no território brasileiro. • Direitos constitucionais das populações tradicionais do território brasileiro e seu cumprimento na prática existencial. • Modo de vida das populações tradicionais: padrões de produção e consumo na perspectiva de uma vida sustentável. 14 As regiões culturais e as paisagens brasileiras. 3º Bimestre Geografia 7º ano Ensino Fundamental.Eixo Temático II Sociodiversidade das Paisagens e suas Manifestações Espaço- CulturaisTema 2 : Patrimônios Ambientais do Território Brasileiro
  13. 13. Tópico 7. Turismo7.2.Distinguir parâmetros de turismo sustentável e insustentável, explicando os impactos em nívelsociocultural, socioambiental e socioeconômico. 4 a/ 7º ano, 3 a/ 8º anoOP- 16 TurismoConceituar:- patrimônios culturais e ambientais - diversidade cultural - ocupação do tempo livre - viagensturísticas - lugares turistificados - infra-estruturas (saneamento, segurança, equipamentos de hospedagem,lazer, alimentação, meios de comunicações e transportes, artesanato, recursos humanos, comércio) -educação patrimonial e ambiental - patrimônios natural e cultural- natureza preservada e aspectos históricos (tradições, valores, crenças, festas, ritos, costumes) - ProgramaNacional de Municipalização do Turismo - Turismo com base local - Cultura turística ecologizada - Culturaturística - Desenvolvimento sustentável –O que ensinar• A relevância de um código de postura para uso e consumo dos espaços de turismo e lazer com vistas àpreservação da natureza e do patrimônio cultural dos lugares.• Os parâmetros de turismo sustentável e insustentável explicando os impactos em nível sociocultural,socioambiental e socioeconômico.• Leitura de mapas lugares turísticos e de elaboração de mapeamentos turísticos.RA-13 Descobrindo as possibilidades de um turismo sustentável no municípioTópico 8. Cultura e natureza8.1.Identificar e analisar a ação modeladora da cultura sobre a natureza do planeta; 6 a/ 6º ano8.2.Reconhecer a dinâmica cultural moldada em diferentes paisagens no Brasil e no mundo. 4 a/ 7ºOP20 Cultura e naturezaConceituar: - fragmentação - - exclusão de Cultura e Natureza –- problemas ambientais contemporâneos --sustentabilidade - insustentabilidade –O que ensinar• A ação modeladora da cultura sobre a natureza do planeta.• A sustentabilidade cultural a partir da ótica do respeito à diversidade de conhecimentos, tecnologias epráticas de adaptação do homem ao meio.• O cotidiano das comunidades tradicionais do Brasil referenciada na cultura do mundo vivido que orienta asrelações cultura e natureza.Leia-o e discuta-o com a turma.• Representação individual das idéias destacadas do texto "Carta do Cacique Seatle", usando de diversaslinguagens, tais como: história em quadrinhos, desenhos, pintura, escultura, charges, colagem de imagens,reconto. Cada aluno deverá escolher dois entre os nove itens apresentados. A apresentação na classeenvolverá discussão, avaliação coletiva e exposição dos trabalhos. Ao final, colecionar a produção sob a formade um livro para ser utilizado como material didático nos próximos anos letivos.- patrimônio natural. --- uso da água, da vegetação, do solo, do relevo, do clima.- florestas, bioma, ecossistema, manejo, impacto ambiental e sustentabilidade.- desmatamento suas conseqüências. --- florestas tropicais. RA-12 Observando nos biomas a ação modeladora da cultura sobre a naturezaTópico 9. Sociodiversidade9.1. Compreender o conceito de sociodiversidade das paisagens, identificando-o em sua espacialidademunicipal e regional. 6 a/ 7º ano9.2. Identificar, analisar e avaliar o impacto das transformações culturais nas sociedades tradicionaisprovocadas pela mudança nos hábitos de consumo. 8 a/ 7º ano9.3. Identificar em mapas, gráficos e fotos a população brasileira e mundial, em seu crescimento, tendências edistribuição. 6 a/ 7º ano, 4 a/ 8º anoOP-18 SociodiversidadeConceituar: - sociodiversidade - patrimônio histórico-cultural brasileiro – 170 línguas nativas - - antropólogosO que ensinar• A sociodiversidade das paisagens em sua espacialidade municipal e regional.• Localização, distribuição e freqüência dos grupos sociodiversos no conjunto da população brasileira.• O impacto das transformações culturais das sociedades tradicionais provocadas pela mudança nos hábitosde consumo.- festas ( congo - Moçambique - Nossa Senhora do Rosário.-descrever a linha do Equador em seus aspectos relevantes da paisagem natural e cultural, reconhecendo abiodiversidade e sociodiversidade desse lugar, no Brasil e no mundo.- Analisar o clima, a vegetação, os solos, as águas relacionando esses elementos à sociodiversidade doEquador.- Estabelecer relações entre o modo de vida dos povos do Equador, no que se refere ás tradições, costumes,hábitos e valores.- Entender como os povos do Equador constroem suas identidades com as paisagens e as regiões,demarcando sua territorialidade e espacialidade, no Brasil e no mundo- Compreender a identidade dos povos da Floresta e ribeirinhos, problematizando o uso das unidades deconservação.- ecossistemas e os biomas, flora, fauna, solo, relevo, solo, clima.
  14. 14. - Saber identificar as zonas térmicas da Terra./- Ter noção de biodiversidade e sociodiversidade.- Saber comparar diferentes culturas.- Ter noção de impactos ambientais, patrimônio ambiental e desenvolvimento sustentável.RA-15 Projeto de construção de álbum: a diversidade cultural dos povos da linha do EquadorEixo Temático II Sociodiversidade das Paisagens e suas Manifestações Espaço- CulturaisTema 2 : Patrimônios Ambientais do Território Brasileiro 7º anoTemas complementares:• Os sistemas técnicos no cotidiano da sociedade de consumo.• Identidades territoriais e preservação da memória de um povo: estudos de caso.• Os sítios arqueológicos do território mineiro e sua territorialização como atratividade turística.A Sociodiversidade das Paisagens e suas Manifestações Espaço- CulturaisComplementar:VII. Sistemas técnicos-Identificar em imagens e linguagens diversas os processos contemporâneos que resultam em profundasmudanças no conteúdo técnico do espaço geográfico.-Reconhecer nos fenômenos espaciais contemporâneos os sistemas técnicos que sinalizam para umatransformação das vivências cotidianas da sociedade de consumo.OP- 13 Sistemas técnicosConceituar:- conjunto de coisas naturais(montanhas, rios, lagos, vales, planícies, florestas, campos)-espaço geográfico (pontes, viadutos, automóveis, caminhões, aviões, fábricas, tecnopólos, fazendasmodernas, portos, estradas de rodagem, estradas de ferro, aeroportos, cidades, telefone celular, notebook oulaptop, biodíesel, clonagem)- elementos que compõem o mundo da tecnologia atual- contradições relacionadas ao consumo das tecnologias no mundo atual. - Sistemas técnicos - Meio técnico-científico – Revolução tecnológica -O que ensinar• Noções e conceitos básicos relacionados aos sistemas técnicos em suas múltiplas temporalidades• Os processos contemporâneos que resultam em profundas mudanças no conteúdo técnico do espaçogeográfico.• Os sistemas técnicos que sinalizam para uma transformação das vivências cotidianas da sociedade deconsumo.Identificar em imagens e linguagens diversas os processos contemporâneos que resultam em profundasmudanças no conteúdo técnico do espaço geográficoReconhecer nos fenômenos espaciais contemporâneos os sistemas técnicos que sinalizam para umatransformação das vivências cotidianas da sociedade de consumo. RA-11 O túnel do tempo: os sistemas técnicos mudando a vida das pessoasComplementar: VIII. Paisagem cultural-Reconhecer, em dimensão multiescalar, diferentes paisagens culturais distinguindo-as em sua singularidade.-Ler nas paisagens culturais brasileiras a espacialidade e as múltiplas temporalidades socialmenteconstruídas.OP- 11 Paisagem culturalConceituar: paisagem cultural – turismo - grupo cultural e os processos de produção das paisagens - culturae grupos culturais - clima e vegetação - Região cultural: (clima, vegetação, fauna, água, solo) esociais ( alimentação, trabalho, festas, convívio, crenças religiosas) - Região- Paisagem cultural – Regionalismo - Cultura O quê ensinar- As paisagens culturais das regiões montanhosas: a cultura e o relevo demarcando paisagens.- Paisagens culturais brasileiras: aspectos regionais demarcados pela cultura, como os quilombos e osquilombolas.-Paisagens culturais brasileiras: a presença indígena.-O turismo decorrente das paisagens moldadas por diferentes culturas: o modo de vida em suastemporalidades e espacialidades.- A influência humana(rio represado, atmosfera enfumaçada, a cobertura vegetal original danificada ereconstituída por jardins, pomares, campos arados, muros e cercas. São pistas que ajudam a diagnosticar asculturas, e o que elas fizeram: caminhos e estradas, celeiros, habitações, núcleos de povoamentos, plantascultivadas, arquitetura, vestuários.- ocupação do território, remanescentes de quilombos, cultura afro-brasileira (Zumbi, Quilombos, Música,Dança, Arte e História). “Secas no Nordeste”- paisagens culturais moldadas pelo modo de vida indígena- (elementos culturais como alimentos, música,mitos, etc.). - tipos brasileiros e seus ambientes (o pantaneiro, o caiçara, o Caboclo, o seringueiro, o gaúcho, o sertanejo,etc.) RA-14 As regiões culturais e as paisagens brasileiras 4º Bimestre Geografia 7º ano Ensino Fundamental.
  15. 15. Eixo Temático IV Meio Ambiente e Cidadania PlanetáriaTema 4 : Ambiente, Tecnologia e SustentabilidadeTópico 17. Indústria e meio ambiente17.2.Identificar e analisar os fatores geoestratégicos que vêm determinando os espaços inteligentesda indústria de alta tecnologia e suas novas exigências socioculturais. 6 a/ 7º ano, 6 a/ 9º anoOP- 37 Indústria e meio ambienteConceituar:- G-7. - capitalismo –- informacionalismo - - reordenamento territorial – - Extração dematerial de construção civil –Dinâmica hidrológica - Impactos ambientais na mineração –Impactos ambientais( desmatamento, erosão, assoreamento, poluição visual, das águas, ar, ruído evibrações e impacto sobre o meio antrópico )Legislação ambiental -O que ensinar• O comportamento das empresas diante da necessidade de utilizar processos ambientalmente maissustentáveis.• O uso dos códigos da interpretação geográfica no planejamento e gestão ambiental na indústriaextrativa mineral.• Fatores geo-estratégicos que determinam os espaços inteligentes da indústria de alta tecnologia esuas novas exigências socioculturais.RA- 31 Trabalho de campo: a indústria e o ambiente do entorno- Conhecer a espacialidade da cidade e a distribuição da indústria local.- Conhecer as noções básicas referentes ao setor secundário como: localização, distribuição,produção, matéria-prima, tecnologias, etcIdentificar os tipos de indústria e saber localizá-las no mapa.Tópico 18. Cidades sustentáveis18.1.Explicar o significado do Orçamento Participativo, Plano Diretor e o Código de Posturasavaliando as ações de implementação em seu município. 4 a/ 7º ano18.2.Identificar e explicar os desafios a serem superados no caminho construtivo de cidadessustentáveis.4 a/ 7º anoOP- 40 Cidades sustentáveisConceituar:- Agenda 21 - ecocidadania - políticas públicas sustentáveis - Plano Diretor - Código dePostura –Gestão dos Recursos Naturais, Redução das Desigualdades Sociais e Ciência e Tecnologiapara o Desenvolvimento Sustentável.O que ensinarAs habilidades propostas para o desenvolvimento deste tópico focalizam:• As características das cidades sustentáveis: educação básica, ambiental e patrimonial planejamentoe gestão do uso do solo, monitoramento da qualidade ambiental, mobilização social, preservação dopatrimônio cultural e artístico, geração de trabalho e renda, erradicação da fome e da exclusão.• O significado e as ações de implantação do Orçamento Participativo, Plano Diretor e o Código dePosturas em seu município.• Os desafios a serem superados no caminho construtivo de cidades sustentáveis.RA-28 Desafio: uma outra cidade é possível?Tópico 20. Padrão de produção e consumo20.1.Identificar os padrões de produção e consumo em diversas dimensões escalares avaliando-ossob a ótica da sustentabilidade. 6 a/ 6º ano, 6 a/ 7º anoOP- 36 Padrão de produção e de consumoConceituar: Hipótese de Gaia –Aquecimento global –Socioesfera –Sociedade de consumo –Sociedade do desperdício-problemas ambientais contemporâneos - UNESCO e PNUMD -- pluralidade cultural e etnoconhecimento (sustentabilidade cultural).- poluição da água, ar, solo; o buraco na camada de ozônio; o aumento dos gases de efeito estufa; asmudanças climáticas; o El Nino e La Nina, ilhas de calor, inversão térmica.- Ordem Ambiental Internacional, o Protocolo de Kyoto,O que ensinar• Os padrões de produção e consumo em diversas dimensões escalares, avaliando-os sob a ótica dasustentabilidade.• A relação entre padrão de consumo, desequilíbrios dos ecossistemas terrestres e problemasambientais contemporâneos.
  16. 16. • Os padrões de produção e de consumo que têm tido como modelo um estilo poluidor e consumista.RA-25 Consumo consciente: cuidando do planeta Terra-Noções de ecossistemas -sustentabilidade - problemas ambientais contemporâneos – sociedadessustentáveis - consumismo., sociedade de consumo. RA-29 Experimentações de plantio de uma horta comunitária e sustentável-Diferenciar as características técnicas dos produtos alimentícios de origem agroecológica daquelesde uma lavoura convencional.Eixo Temático II Sociodiversidade das Paisagens e suas Manifestações Espaço- CulturaisTema 2 : Patrimônios Ambientais do Território Brasileiro 7º anoTemas complementares:• Os sistemas técnicos no cotidiano da sociedade de consumo.• Identidades territoriais e preservação da memória de um povo: estudos de caso.• Os sítios arqueológicos do território mineiro e sua territorialização como atratividade turística.A Sociodiversidade das Paisagens e suas Manifestações Espaço- CulturaisComplementar: IX. Sítios arqueológicos-Descrever as localizações relativas aos sítios arqueológicos tombados pela Unesco no territóriobrasileiro avaliando sua relevância como patrimônio a ser preservado.-Relacionar a importância de sítios arqueológicos com a preservação da memória e da identidadeterritorial de um povo.-Mapear os sítios arqueológicos do território mineiro e avaliar sua territorialização como atratividadeturística.OP- 15 Sítios arqueológicosConceituar:- sítios arqueológicos - arqueologia mineira/brasileira - patrimônio cultural -- museu - cultura.- IPHAN - IEPHA/MG - UNESCOO que ensinar• Relacionar a importância de sítios arqueológicos com a preservação da memória e da identidadeterritorial de um povo.• Mapear os sítios arqueológicos do território mineiro e avaliar sua territorialização como atratividadeturística.• Descrever as localizações relativas aos sítios arqueológicos tombados pela Unesco no territóriobrasileiro avaliando sua relevância como patrimônio a ser preservado.- potencial turístico - museus a céu aberto -RA não tem.Complementar: X. Patrimônio e preservação- Explicar como o ecoturismo pode ajudar a preservar e ampliar as áreas de proteção ambiental.-Descrever e localizar, no meio urbano e rural do estado de MG, os aspectos relevantes doregionalismo mineiro manifestado em sua sociodiversidade. 4 a/ 7º ano.OP- 19 Patrimônio e preservaçãoConceituar: - preservação do patrimônio brasileiro - - preservação dos monumentos e dos sítioshistóricos - Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN – - patrimônio cultural dopaís - UNESCO - órgão das Nações Unidas para a Ciência, a Educação e a Cultura – ecoturismo.O que ensinar• O ecoturismo como possibilidade de promoção da preservação e ampliação de áreas de proteçãoambiental.• O conteúdo cultural e natural do patrimônio e os meios legais para sua preservação.• A espacialidade e a territorialidade de comunidades que têm referência sobre a importância dapreservação do patrimônio de outras que não têm essa referência.RA-9 Trilha urbana: observando a paisagem urbana e seu patrimônio-Conhecer a espacialidade da cidade e a distribuição do trabalho no comércio.1º BIMESTRE GEOGRAFIA 8º ANO ENSINO FUNDAMENTAL.Eixo Temático I Geografias do Cotidiano
  17. 17. Tema 1 : Cotidiano de Convivência, Trabalho e LazerTópico: 2. Paisagens do cotidiano2.1..Interpretar as paisagens urbanas e rurais em suas oportunidades de trabalho e lazer valendo-se deimagens/fotos de tempos diferentes .4 a / 6º ano 4 a/ 7º ano 4 a / 8º ano2.2.Reconhecer nos cotidianos da paisagem urbana e rural o que a cultura e o trabalho conferiram comoidentidade de um lugar.OP 3 Paisagens do cotidianoConceituar: paisagens do cotidiano (discotecas, bares, teatros) - qualidade de vida diferente e desiguais - vidarural - - trabalho, emprego e desemprego – espaço público e privado – Favelas – periferia - conquistas decidadania - - setor terciário e serviços “serviços inteligentes” - Globalização - ONG - Infra-estruturaurbana(energia elétrica, saneamento básico, sistema viário, serviços sociais)- Massificação( influencia dosmeios de comunicação rádio, TV, cinema, jornais, revistas, outdoors, propagandas) - Paisagem urbana -Serviços inteligentes (Revolução técnico-científico-informacional).O que ensinar• Paisagens urbanas que evidenciam as diferentes formas de trabalho no espaço.• Paisagens urbanas que evidenciam diferentes formas de lazer.• As paisagens do cotidiano e as relações homem e natureza.• O trabalho e o lazer nas paisagens de diferentes tempos e espaços.• Relações entre cultura e trabalho na identidade de um lugar.• Serviços de infra-estrutura, oportunidades de trabalho, de lazer e direitos à cidadania.RA-1 Paisagens do cotidiano- paisagens urbanas e suas oportunidades de trabalho e lazer.- acesso a serviços de infra-estrutura, oportunidades de trabalho, de lazer associando-os aos direitos àcidadania.Tópico 3. Cidadania e direitos sociais3.1.Reconhecer na paisagem urbana e rural, a cultura, o trabalho e o lazer como identidade de um lugar edireitos à cidadania. 3 a/ 7º e 4 a/ 8ºOP- 6 Cidadania e direitos sociaisConceituar: - direitos sociais - nacionalidade, regionalidade, localidade - cidadania – direitos humanos –cidadão- direitos civis - Galeras –Gangues –Funk – carecas - skinheads – Movimento Hip hop -O que ensinar•Os movimentos sociais que se manifestam em cotidianos urbanos: ligados à moradia, a identidades étnicas ede gênero ou mesmo movimentos relacionados a reivindicações básicas para a conquista da cidadania.•As conferências temáticas sobre a cidade.•A paisagem urbana e rural: quais seriam as características da cultura e do trabalho como identidade de umlugar e direitos à cidadania: aspectos de cada região, de diferentes povos.• Os avanços dos direitos sociais no Brasil e no mundo.•países com qualidade de vida diferente e pessoas com cotidianos diferentes e desiguais que se manifestamnas cidades e na vida rural;•noções de trabalho, emprego e desemprego;•noções de público e privado;•diferenças sociais e econômicas nas formas de moradia, nos diferentes bairros, cidades, países.RA-6 Painel e mesa redonda: nos bastidores da vida urbana, as novas territorialidades dos jovens- ações de solidariedade no espaço de vivência.- rebeldia, os sentimentos e a corporeidade dos jovens.: gangues, galeras, movimento Hip hop, Funk,carecas,etc - os jovens e a sociedade de consumo.- a violência entre os jovens.- drogas e os conflitos o mundo da cultura, das músicas, do lazer.- a busca do mundo do trabalho- a construção da cidadania participativa: movimentos políticos, ONGs, Grêmios, esporte, etc.Tópico 4. Lazer4.2.Identificar no cotidiano urbano os elementos que representam a espacialidade e territorialidade do lazer. 4a/ 6º ano, 4 a/ 8º anoOP 4 LazerConceituar: lazer - identidade regional, nacional, regionalidade , cultura -- vida globalizada espacialidade dolazer (bandas para os jovens, hap, hip hop, o rock, teatro, feiras típicas - manifestação cultural de cada povo,nação, etnia - lazer na cidade e no campo- - vida 24 horas(produzindo tempos desiguais e atividadesdiferenciadas por aqueles que usufruem o lazer, e os que o produzem (turismo, arte, exposições, eventos,teatro, balé, shows). - Lazer produtivoO que ensinar•Os fatores que explicam a distribuição, localização e freqüência das atividades que evidenciam a vida 24 horasrelacionadas ao lazer: teatros, shows, bares, discotecas, cinemas, espaços culturais diversificados.
  18. 18. •O lazer relacionado à saúde- os parques, as caminhadas, as quadras, o esporte.•Os espaços públicos de lazer por idade: parquinhos e praças com espaços para idosos.•O lazer privado relacionado ao novo mercado: a terceira idade.•O lazer relacionado ao turismo- com todos os desdobramentos que se coloca na transformação de natureza oupatrimônio histórico, festas, em produtos turísticos- a festa de São João, por exemplo.•A dimensão econômica do lazer na sociedade atual tendo como referência a mundialização de fenômenoseconômicos, tecnológicos e culturais, em especial jogos virtuais.•A espacialidade e territorialidade do lazer: quadras, parques, cinemas, casas de show e diferentesespetáculos, sem desconsiderar a produção pública do lazer através dos espetáculos promovidos em praçascom patrocínio, muitas vezes, do setor privado.RA-8 Produção de texto: o lazer no cotidiano do município e em outros lugares - mundialização de fenômenos econômicos, tecnológicos e culturais. Eixo Temático III Globalização e Regionalização no Mundo ContemporâneoTema 3 : Redesenhando o Mapa do Mundo: novas Regionalizações 8º anoTemas complementares:• A globalização e a nova ordem mundial em diferentes momentos históricos e suas marcas nos municípiosmineiros.• Conflitos étnicos redesenham o mapa do mundo.• A sociedade do conhecimento, a inclusão digital e as redes técnicas de telecomunicação.• A territorialidade das multinacionais com o avanço das Tecnologias da Informação e da Comunicação.• Identidades culturais regionais: paisagens que se expressam no movimento da globalização.• O futuro dos países em crise e conflito de fronteiras.• Minas Gerais no movimento da globalização: as redes técnicas.Globalização e Regionalização no Mundo ContemporâneoComplementar: XI. Fronteiras- Identificar e mapear as fronteiras políticas, raciais, econômicas, religiosas, lingüísticas, localizando suasterritorialidades e desterritorialidades.-Problematizar as questões raciais, políticas, religiosas e de gênero analisando suas repercussões em escalanacional, local e internacional.- Prognosticar sobre o futuro dos países em crise e conflito de fronteiras, relacionando seus problemasterritoriais, econômicos e culturais com o processo de fragmentação mundial.OP- 29 FronteirasConceituar:- fronteiras ocultas se manifestam na questão feminina (de gênero), na negritude (raça), na classe social(rico/pobre),- discriminação e instabilidade gerando conflitos religiosos, étnicos, políticos/estratégicos, culturais,econômicos, nacionais.limites/fronteiras que dividem lugar, região, território; limites territoriais que demarcam domínios como asfronteiras agrícolas, as fronteiras urbanas, as fronteiras políticas, as fronteiras raciais, as fronteiras religiosas,as fronteiras lingüísticas, múltiplas fronteiras em movimento.O que ensinar1. A noção de fronteira e sua importância na delimitação do espaço.2. As fronteiras naturais e artificiais que identificam e demarcam povos, grupos sociais, culturas.3. As fronteiras políticas, nacionais e internacionais.4. O movimento ilegal nas fronteiras do narcotráfico.5. As fronteiras políticas, econômicas, religiosas, étnicas nas regiões montanhosas da Caxemira, Cáucaso,Andes e Bálcãs.6. A questão de gênero e as fronteiras.7. As fronteiras européias à imigração africana e asiática.a) à questão basca;b) ao desmembramento da ex-Iugoslávia;c) à territorialidade do mundo islâmico e os conflitos do Oriente Médio;d) à tensão étnica em vários países africanos, em especial, Ruanda e Burundi;e) aos desafios dos chechenos à dominação russa;f) à violência do narcotráfico;g) à questão de gênero no mundo islâmico.RA-16 As fronteiras da exclusão social- Identificar os motivos e razões que levam as pessoas a migrar. 2º Bimestre Geografia 8º ano Ensino Fundamental.Eixo Temático I Geografias do CotidianoTema 1 : Cotidiano de Convivência, Trabalho e Lazer
  19. 19. Tópico 5. Segregação espacial5.2.Explicar os tipos de relações sociais existentes no território relacionando-os com os lugares, suasestratégias de segregação e exclusão das populações marginalizadas. 4 a/ 6º ano, 4 a/ 7º, 4 a/ 8ºOP- 5 Segregação espacialConceituar: - segregação socioespacial (bailes funks, forrós, restaurantes, shoppings, condomíniosfechados, favelas) - fragmentação da metrópole - centros urbanos – Fronteiras – Identidade- Etnia – Genocídio -O que ensinar•Planejamento urbano e necessidades locais da população: a distribuição dos serviços, loteamentos,equipamentos públicos, praças, parques.•Loteamentos periféricos: aspectos de infra-estrutura urbana e serviços relacionados do local aocentro urbano.•Condomínios fechados, guetos e favelas.•As territorialidades e os grupos sociais marginalizados socialmente.•Os enfoques citados relacionados com o conceito demandam que os alunos percebam para além desuas representações sobre a produção do espaço. Isso significa a necessidade de um diagnósticosobre os serviços e equipamentos públicos, a noção de direitos sociais e deveres do governo emrelação aos serviços equipamentos, discussão sobre o uso e consumo dos espaços públicos com aordem de respeito a leis e ao meio ambiente e sobretudo, uma grande reflexão sobre a finalidade davida urbana e da sociabilidade.RA-5 Leitura cinematográfica: Hotel Ruanda- exclusão das populações marginalizadas.- discriminação, segregação praticadas no espaço.- Diferenciar grupos ou classes sociais de acordo com a cor,crença religiosa, língua,relações políticasTópico 6. Redes e circulação6.1.Reconhecer as redes que possibilitam a circulação de informações, mercadorias e pessoas.6.2.Interpretar gráficos e tabelas que expressem o movimento e a circulação das pessoas, produtos eidéias no cotidiano urbano. 4 a/ 6º ano, 6 a/ 8º anoOP- 8 Redes e circulaçãoConceituar:- telecomunicações, fluxos aéreos/ferroviários/rodoviários/aquaviários, meio técnico-científico, era da informação, mundo digital, globalização, fluxo financeiro, circulação de mercadorias,fluxo comercial, fluxo de pessoas -- redes técnicas(comunicações e dos transportes - fronteiras -meios de transporte e comunicação - comércio internacional - velocidade das informações -interações entre culturas, povos, cidades, países –Infovias - espaço cibernético mundial - infoespaço– Fibra ótica - Redes telemáticas –- Inclusão digital - oftwares livres -- Exclusão digital –- Redesolidária - Terceiro setor - Transnacionalização de capital –Economia mundo - GlobalizaçãoO que ensinar•O papel dos transportes e comunicações no passado e no presente.• O Brasil e o mundo conectado em redes. -• Da globalização eletrônica às gerações cibernéticas.• O espaço e a cultura da interatividade na era digital.• A geografia e o trânsito: do caos aos movimentos solidários.• Os serviços inteligentes inovando os transportes e as comunicações• A inclusão digital contribuindo na formação da cidadania e redução da violência.O meio técnico-científico-informacional vem renovando a infra-estrutura de irrigação, barragens,portos, aeroportos, hidrovias, rodovias, ferrovias, refinarias,dutos e as telecomunicações no território,em escala local, nacional e global.- Avanços técnicos-científicos na saúde, na educação, relacionando-os à exclusão em quepermanecem parte significativa da população brasileira e mundial.RA-3 Redes e circulaçãoEixo Temático II Sociodiversidade das Paisagens e suas Manifestações Espaço- CulturaisTema 2 : Patrimônios Ambientais do Território BrasileiroTópico 7. Turismo7.1. Explicar a relevância de uma cultura de turismo e de lazer para a preservação da natureza e dopatrimônio cultural dos lugares e regiões turísticas. 8 a/ 6º ano, 3 a/ 8º ano7.2.Distinguir parâmetros de turismo sustentável e insustentável, explicando os impactos em nívelsociocultural, socioambiental e socioeconômico. 4 a/ 7º ano, 3 a/ 8º anoOP- 16 TurismoConceituar:- patrimônios culturais e ambientais - diversidade cultural - ocupação do tempo livre -viagens turísticas - lugares turistificados - infra-estruturas (saneamento, segurança, equipamentos dehospedagem, lazer, alimentação, meios de comunicações e transportes, artesanato, recursos
  20. 20. humanos, comércio) - educação patrimonial e ambiental - patrimônios natural e cultural- natureza preservada e aspectos históricos (tradições, valores, crenças, festas, ritos, costumes) -Programa Nacional de Municipalização do Turismo - Turismo com base local - Cultura turísticaecologizada - Cultura turística - Desenvolvimento sustentável –O que ensinar• A relevância de um código de postura para uso e consumo dos espaços de turismo e lazer comvistas à preservação da natureza e do patrimônio cultural dos lugares.• Os parâmetros de turismo sustentável e insustentável explicando os impactos em nívelsociocultural, socioambiental e socioeconômico.• Leitura de mapas lugares turísticos e de elaboração de mapeamentos turísticos.RA-13 Descobrindo as possibilidades de um turismo sustentável no municípioEixo Temático III Globalização e Regionalização no Mundo ContemporâneoTema 3 : Redesenhando o Mapa do Mundo: novas Regionalizações 8º anoComplementar: XII. Impactos ambientais e sustentabilidade- Ler e interpretar documentos que discutem os impactos negativos da globalização econômica napaisagem natural e cultural, propondo alternativas de uso sustentável do planeta Terra.- Avaliar a qualidade de vida resultante dos avanços tecnológicos, tendo como referência o usosustentável dos recursos do planeta.- Identificar o uso sustentável dos recursos naturais e culturais por empresas que atuam no terceirosetor, modificando o comportamento empresarial diante da necessidade de processosambientalmente mais sustentáveis.OP- 30 Impactos ambientais e sustentabilidadeConceituar:- impactos socioambientais - desenvolvimento insustentável - - recursos naturais – -poluição- - movimento ambientalista – Matriz energética - Energias do futuro – Energia renovável –Energia não renovável – Energia alternativa - Impactos ambientais –O que ensinar• Os impactos negativos da globalização econômica na paisagem natural e cultural: quem paga aconta do consumo sem reservas e sem preservação.• A qualidade de vida resultante dos avanços tecnológicos: tanto no movimento dedesterritorialização, quanto no surgimento de novos arranjos espaciais.• O uso sustentável dos recursos do planeta; as possibilidades dos industriais que estão participandoda construção de uma lógica de sustentabilidade.• As empresas que atuam no terceiro setor: o comportamento empresarial e a sustentabilidade.RA-30 Oficina de criatividade: impactos ambientais e sustentabilidade- Conhecer a importância da sustentabilidade relacionada ao patrimônio natural: água, solo, clima.- Problematizar a importância da energia para a qualidade de vida urbana e rural, avaliando o uso dosbens naturais- Identificar os diversos impactos das atividades econômicas no planeta Terra.- Noções de ecossistema, bacia hidrográfica, impacto ambiental e sustentabilidade.- Conhecer o significado de energia, hidrelétrica, apagão, horário de verão através da mídia e do uso/convivência Complementar: XIII. Território e redes-Identificar o conceito de território explicando-o através das noções de exclusão, marginalização,segregação, identidade, relacionando-o à complexidade dos cotidianos das cidades em suas divisõese demarcações espaciais.- Localizar em fotos os fenômenos da simultaneidade e instantaneidade das informações ecompreender a importância desses recursos no entendimento das paisagens excluídas oudesterritorializadas e incluídas ou territorializadas.- Compreender o papel das redes virtuais na vida dos adolescentes e analisar a exclusão e a inclusãodigital.OP- 26 Território e redesConceituar: - informação, transmitida pela rede da comunicação -- sociedade da informaçãomundializada -- infovias a serviço do capital em buscam em sua velocidade, instantaneidade emodernidade difusa,- território (espaço definido e delimitado por e a partir de relações de poder)- rede (fluxos, conexões entre lugares, por meio de produtos, idéias, pessoas, trabalho, cultura,informação, lazer, fluxo financeiro, fusões de transnacionais)- encurtar as distância(utilizar a informática e redes de computadores)• ao território aplicado à escola, à cidade, à rua, à favela e espaços como o Fórum Social Mundial eFórum de Davos;
  21. 21. • à rede técnica como os fluxos de idéias que contribuem na construção do conhecimento e dasociedade da informação;• à globalização perversa que exclui os pobres e analfabetos.• à era digital e as possibilidades da inclusão digital nos países pobres, sobretudo, nas áreas de riscoO que ensinar1. As telecomunicações e a democratização da informatização.2. A civilização do consumo e as desigualdades sociais.3. O impacto da internet na sociedade brasileira e mundial.4. A exclusão digital e a desigualdade social.5. A inclusão digital e a cidadania.6. As noções de políticas públicas a serviço da inclusão digital e o papel das ONGs.7. O papel das redes virtuais na vida dos adolescentes, recriando novas identidades culturais.8. Os projetos de inclusão digital nos países pobres e ricos com enfoque no Brasil: empresas, Estadoe ONGs.RA-3 Redes e circulação 3º Bimestre Geografia 8º ano Ensino Fundamental.
  22. 22. Eixo Temático II Sociodiversidade das Paisagens e suas ManifestaçõesEspaço- CulturaisTema 2 : Patrimônios Ambientais do Território BrasileiroTópico 9. Sociodiversidade9.3. Identificar em mapas, gráficos e fotos a população brasileira e mundial, em seucrescimento, tendências e distribuição. 6 a/ 7º ano, 4 a/ 8º anoOP-18 SociodiversidadeConceituar: - sociodiversidade - patrimônio histórico-cultural brasileiro – 170 línguasnativas - - antropólogosO que ensinar• A sociodiversidade das paisagens em sua espacialidade municipal e regional.• Localização, distribuição e freqüência dos grupos sociodiversos no conjunto dapopulação brasileira.• O impacto das transformações culturais das sociedades tradicionais provocadaspela mudança nos hábitos de consumo.- festas ( congo - Moçambique - Nossa Senhora do Rosário.-descrever a linha do Equador em seus aspectos relevantes da paisagem natural ecultural, reconhecendo a biodiversidade e sociodiversidade desse lugar, no Brasil eno mundo.- Analisar o clima, a vegetação, os solos, as águas relacionando esses elementos àsociodiversidade do Equador.- Estabelecer relações entre o modo de vida dos povos do Equador, no que serefere ás tradições, costumes, hábitos e valores.- Entender como os povos do Equador constroem suas identidades com aspaisagens e as regiões, demarcando sua territorialidade e espacialidade, no Brasil eno mundo- Compreender a identidade dos povos da Floresta e ribeirinhos, problematizando ouso das unidades de conservação.- ecossistemas e os biomas, flora, fauna, solo, relevo, solo, clima.- Saber identificar as zonas térmicas da Terra.- Ter noção de biodiversidade e sociodiversidade.- Saber comparar diferentes culturas.- Ter noção de impactos ambientais, patrimônio ambiental e desenvolvimentosustentável.RA-15 Projeto de construção de álbum: a diversidade cultural dos povos dalinha do EquadorEixo Temático III Globalização e Regionalização no Mundo ContemporâneoTema 3 : Redesenhando o Mapa do Mundo: novas RegionalizaçõesTópico 11. Regionalização e mercados11.1.Compreender as formas de regionalizar o mundo, analisando os principaiscritérios de classificações.11.2.Reconhecer nas formas de produção regional o desenvolvimento desigual doterritório brasileiro.8 a/ 8º ano, 6 a/ 9º anoOP- 21 Regionalização e mercadosConceituar: - Acordo Geral de Tarifas e Comércio (GATT) - Organização Mundial doComércio (OMC) –- desigualdade entre os países – - protecionismo dos países ricos– MERCOSUL- - blocos econômicos – - EU - ALCA - - globalização -O que ensinar• O papel das transnacionais e a ampliação das corporações e do protecionismo demercado
  23. 23. • A globalização e a flexibilização das economias nacionais para mercadorias einvestimentos estrangeiros• Desregulamentação dos fluxos de capitais/mercadorias/serviços/informações• As políticas de privatizações e medidas econômicas neoliberais• O papel do FMI e a desarticulação e dependência dos países pobres• A explosão comercial no mundo e a participação brasileira nesse fluxo de comércio•O Brasil no mercado internacional: protecionismo, parcerias e disputas• As integrações regionais com enfoque no mercado brasileiro e no Mercosul• O futuro das integrações regionais: MERCOSUL, EU, APEC, ASEAN, NAFTARA-17 As várias maneiras de regionalizar o mundoTópico 12. Nova Ordem Mundial12.1.Analisar em mapas temáticos a nova Ordem ou Desordem Mundialreferenciando-se na lógica da globalização e fragmentação. 6 a/ 8º ano OP- 22 Nova ordem mundialConceituar: - onda nacionalista - desordem geopolítica - fundamentalismo religioso- a hegemonia geopolítica dos EUA - nova organização do mundo capitalista emblocos econômicos - emergência da China –- nova ordem internacional - blocoseconômicos - desenvolvimento tecnológico - monopolar/bipolar – G 20 – rodada deDoha -O que ensinar1. O enfraquecimento das antigas potências e a descolonização2. O mundo bipolar: o bloco ocidental capitalista liderado pelos EUA; o bloco orientalsocialista liderado pela URSS; OTAN, Pacto de Varsóvia;a corrida armamentista eespacial;programa “Guerra nas estrelas”; divisão do mundo: países desenvolvidoscapitalistas, socialistas e subdesenvolvidos3. Crise do mundo socialista: glasnost, Perestroika, queda do muro de Berlim4. A ordem econômica dos megablocos substituindo a lógica dos primeiro, segundo eterceiro mundo na perspectiva da integração de mercados e acordos comerciais5. A desordem mundial: o choque das civilizações e as fronteiras raciais, políticas,religiosas e de gênero criadas pelos países do Norte em relação à imigração dospaíses pobres.- Analisar em mapas temáticos a nova Ordem ou Desordem Mundial referenciando-se na lógica da globalização e fragmentação. - Investigar sobre as múltiplas intervenções geopolíticas: Guerras mundiais, GuerraFria e a crise do mundo socialista, entendendo as profundas transformações nocenário mundial com o surgimento de novos Estados e a onda nacionalista;- Reconhecer na hegemonia geopolítica dos EUA focos da fragmentação no mundo;- Identificar a nova organização do mundo capitalista em blocos econômicos,diferenciando-os em suas potencialidaddes e contradições;- Interpretar as mudanças econômicas e a emergência da China no cenário mundialglobalizado.- Compreender a flexibilização das fronteiras dos Estados-Nação na nova ordem edesordem mundial.RA-21 Leitura cartográfica: a nova ordem mundialEixo Temático III Globalização e Regionalização no Mundo ContemporâneoTema 3 : Redesenhando o Mapa do Mundo: novas Regionalizações 8º anoTemas complementares:• A globalização e a nova ordem mundial em diferentes momentos históricos e suasmarcas nos municípios mineiros.• Conflitos étnicos redesenham o mapa do mundo.• A sociedade do conhecimento, a inclusão digital e as redes técnicas detelecomunicação.• A territorialidade das multinacionais com o avanço das Tecnologias da Informaçãoe da Comunicação.• Identidades culturais regionais: paisagens que se expressam no movimento da
  24. 24. globalização.• O futuro dos países em crise e conflito de fronteiras.• Minas Gerais no movimento da globalização: as redes técnicas.Globalização e Regionalização no Mundo ContemporâneoComplementar: XIV. Globalização-Ler, analisar e interpretar os códigos específicos da Geografia (mapas, gráficos,tabelas etc.), na representação dos fatos e fenômenos relacionados à globalizaçãopolítica, econômica, cultural.- Selecionar temas e aspectos da espacialidade das cidades que informam astransformações sob a ótica da globalização.- Analisar e comparar as singularidades e generalidades de cada lugar, paisagem,território, região no processo de globalização.OP- 27 GlobalizaçãoConceituar: - globalização - internacionalização do mundo capitalista - “mercadoglobal” – Expectativa de vida - Pobreza absoluta –Analfabeto funcional –Relatório dedesenvolvimento Humano –IDH - expectativa de vida -- informática, cibernética e eletrônica e de ações que dão sustentação a um mercadodito global.- sistema de infovias (comunicação por fax, internet, telefonia, televisão integradosnuma rede global por meio de satélites e computadores- Os megaconglomerados transnacionais, a expansão dos fluxos financeiros queoperam no mercado de ações comandando o cassino global da geração de lucro e amundialização do comércio:O que ensinar• O uso dos códigos específicos da Geografia (mapas, gráficos, tabelas, etc.), narepresentação dos fatos e fenômenos relacionados à globalização política,econômica, cultural.• A espacialidade das cidades que informam as transformações sob a ótica daglobalização.• As singularidades e generalidades de cada lugar, paisagem, território, região noprocesso de globalização.RA-20 Trilha urbana: um olhar sobre o comércioRA- 33 Leitura de mapas sobre o IDH – Índice de Desenvolvimento Humano- Os indicadores sociais e políticos que identificam a exclusão e inclusão da pobrezano espaço da cidade e do campo.- Conhecer os problemas que causam a pobreza e ampliam a diferença entre ricos epobres no Brasil.- Identificar e classificar a população brasileira por meio de sua renda familiar,educação e escolaridade. 4º Bimestre Geografia 8º ano Ensino Fundamental.
  25. 25. Eixo Temático III Globalização e Regionalização no Mundo ContemporâneoTema 3 : Redesenhando o Mapa do Mundo: novas RegionalizaçõesTópico 13. Revolução técnico-científica13.1.Compreender e aplicar noções e conceitos básicos relacionados aos sistemas técnicosem suas múltiplas temporalidades.13.2.Ler e interpretar textos, documentos e vídeos que discutem o avanço técnico e apesquisa científica da terceira revolução industrial. 6 a/ 8º ano, 4 a/ 9º anoOP- 23 Revolução técnico científicaConceituar:- revolução técnico-científica - -Terceira Revolução Industrial – tecnologia –ciência - informação, - integração - modernidade - tecnologia de ponta - serviços inteligentes- a integração e interdependência do mercado, tecnopólos, produção flexível, terceirização,robótica, microeletrônica, desemprego estrutural – globalização - mundo high tech – indústria– comércio - serviços -- tecnologia e o capitalismo informacional/global – Terceirização -competição tecnológica - flexibilidade dos mercados - consumismo desregrado - - redesilegais (tráfico de órgãos humanos; ambiental na apropriação indevida dos elementos danatureza; cultural na descaracterização e homogeneização de tradições, hábitos, modos devida) -O que ensinar1. Os antecedentes da revolução técnico-científica• As duas primeiras revoluções industriais• A recuperação econômica da Europa, em especial a Alemanha.• A recuperação do Japão• A competição entre os grandes conglomerados capitalistas• A corrida armamentista e a disputa aeroespacial (EUA/URSS)2. A terceira revolução industrialAs inovações nos serviços e indústrias e seus impactos socioeconômicos, políticos,ambientais, culturais a partir do uso da microeletrônica, informática, robótica, biotecnologiaintroduzidas pelas multinacionais.3. O desenvolvimento científico e tecnológico no Brasil: perspectivas e impactos.RA-18 Leitura de textos sobre revolução técnico científico informacional- Identificar os símbolos da nova revolução tecnológica: computador, robô, transgênicos,conhecendo as vantagens e desvantagens do seu uso e consumo.Eixo Temático IV Meio Ambiente e Cidadania PlanetáriaTema 4 : Ambiente, Tecnologia e SustentabilidadeTópico 16. Desenvolvimento sustentável16.1. Explicar a relação existente entre o consumo da natureza e a sustentabilidadeambiental. 4 a/ 8º ano16.2.Diferenciar as características técnicas dos produtos alimentícios de origemagroecológica daqueles de uma lavoura convencional. 4 a/ 8º ano31 Desenvolvimento sustentávelConceituar:- Desenvolvimento Sustentável - "Nosso Futuro Comum"-Cúpula da Terra/Rio-92. - sustentabilidade - depredação da natureza - “insustentabilidade”O que ensinar• Características técnicas dos produtos alimentícios de origem agroecológica daqueles deuma lavoura convencional.• O uso e abuso do consumo de atratividades naturais e culturais pelo turismo de massa e asformas sustentáveis/insustentáveis de relacionamento entre turista e meio ambiente.• A territorialização dos bens naturais e sócio-culturais pelo ecoturismo e as possibilidades elimites do uso sustentado de áreas naturais.RA- 32 Construção de painéis educativos sobre as sociedades sustentáveis - Conhecer os modos de poluição do planeta Terra.Tópico 20. Padrão de produção e consumo20.2.Explicar a relação entre padrão de consumo, desequilíbrios dos ecossistemas terrestrese problemas ambientais contemporâneos. 4 a/ 8º ano20.3.Reconhecer padrões de produção e de consumo que têm tido como modelo um estilopoluidor e consumista. 6 a/ 8º ano, 8 a/ 9º ano
  26. 26. OP- 36 Padrão de produção e de consumoConceituar: Hipótese de Gaia –Aquecimento global –Socioesfera –Sociedade de consumo –Sociedade do desperdício –-problemas ambientais contemporâneos - UNESCO e PNUMD -- pluralidade cultural e etnoconhecimento (sustentabilidade cultural).- poluição da água, ar, solo; o buraco na camada de ozônio; o aumento dos gases de efeitoestufa; as mudanças climáticas; o El Nino e La Nina, ilhas de calor, inversão térmica.- Ordem Ambiental Internacional, o Protocolo de Kyoto,O que ensinar• Os padrões de produção e consumo em diversas dimensões escalares, avaliando-os sob aótica da sustentabilidade.• A relação entre padrão de consumo, desequilíbrios dos ecossistemas terrestres eproblemas ambientais contemporâneos.• Os padrões de produção e de consumo que têm tido como modelo um estilo poluidor econsumista.RA-25 Consumo consciente: cuidando do planeta Terra-Noções de ecossistemas -sustentabilidade - problemas ambientais contemporâneos –sociedades sustentáveis - consumismo., sociedade de consumo. RA-29 Experimentações de plantio de uma horta comunitária e sustentável-Diferenciar as características técnicas dos produtos alimentícios de origem agroecológicadaqueles de uma lavoura convencional.Eixo Temático III Globalização e Regionalização no Mundo ContemporâneoTema 3 : Redesenhando o Mapa do Mundo: novas Regionalizações 8º anoComplementar: XV. Diversidade cultural-Localizar, identificar e descrever os fenômenos relevantes da paisagem cultural que seexpressam no movimento da globalização.-Reconhecer os fenômenos culturais que explicam as identidades regionais de vários povosda Terra avaliando-os em relação à sua extinção e descaracterização do modo de vida.-Entender como os povos do Equador, dos desertos quentes e gelados, constroem suasidentidades com as paisagens e as regiões demarcando sua territorialidade e espacialidade.OP- 24 Diversidade culturalConceituar: - diversidades culturais – - globalização - - movimento de fronteiras - -fragmentação - cultura, identidades étnicas e nacionais, nacionalidade, nação e território, -Fibra ótica: - Redes telemáticas –- Inclusão digital - - Exclusão digital –- Rede solidária– Planeta interligadoO quê ensinarAspectos o meio técnico científico informacional impregnou aquele grupo, sua cultura, e seexpressa em seu habitat.Os fenômenos culturais que explicam as identidades regionais de vários povos da Terra.A extinção e descaracterização do modo de vida dos povos da terra que não sedesenvolveram de acordo com o movimento da globalização.A construção das identidades dos povos com suas paisagens e regiões em destaque com asquestões climáticas.RA-23 Seqüências didáticas: as redes virtuais recriando novas identidades culturais eredes de solidariedade- Identificar o conceito de rede na dimensão socioespacial.- Explicar o papel das redes e sua territorialização e desterritorialização no espaço mundial.- Enumerar as redes técnicas da globalização, classificando-as de acordo com sua função noprocesso de ordenamento do capital.- Noções de meios de comunicação e transporte que compõem as telecomunicações e suaimportância na vida do homem moderno.- Identificar as mudanças mundiais resultantes do movimento/circulação das idéias, pessoas,produtos.- Identificar, no movimento sociocultural da sociedade, o papel da informatização.- Ter noção de sociedade da informação e identificar seus elementos.- Diferenciar a rede técnica das telecomunicações das redes ilegais da sociedade. 1º Bimestre Geografia 9º ano Ensino Fundamental.
  27. 27. Eixo Temático I Geografias do CotidianoTema 1 : Cotidiano de Convivência, Trabalho e LazerTópico 3. Cidadania e direitos sociais3.2.Ler e interpretar em mapas, dados e tabelas os avanços dos direitos sociais no Brasil eno mundo. 4 a/ 6º, 6 a/ 7º, --- 4 a/ 9ºOP- 6 Cidadania e direitos sociaisConceituar: - direitos sociais - nacionalidade, regionalidade, localidade - cidadania –direitos humanos – cidadão- direitos civis - Galeras –Gangues –Funk – carecas - skinheads– Movimento Hip hop -O que ensinar•Os movimentos sociais que se manifestam em cotidianos urbanos: ligados à moradia, aidentidades étnicas e de gênero ou mesmo movimentos relacionados a reivindicaçõesbásicas para a conquista da cidadania.•As conferências temáticas sobre a cidade.•A paisagem urbana e rural: quais seriam as características da cultura e do trabalho comoidentidade de um lugar e direitos à cidadania: aspectos de cada região, de diferentes povos.• Os avanços dos direitos sociais no Brasil e no mundo.•países com qualidade de vida diferente e pessoas com cotidianos diferentes e desiguaisque se manifestam nas cidades e na vida rural;•noções de trabalho, emprego e desemprego;•noções de público e privado; •diferenças sociais e econômicas nas formas de moradia, nosdiferentes bairros, cidades, países.RA-6 Painel e mesa redonda: nos bastidores da vida urbana, as novas territorialidadesdos jovens- ações de solidariedade no espaço de vivência.- rebeldia, os sentimentos e a corporeidade dos jovens.: gangues, galeras, movimento Hiphop, Funk, carecas,etc - - os jovens e a sociedade de consumo.- a violência entre os jovens.- drogas e os conflitos o mundo da cultura, das músicas, do lazer.- a busca do mundo do trabalho- a construção da cidadania participativa: movimentos políticos, ONGs, Grêmios,esporte, etc.Tópico 4. Lazer4.1.Explicar o lazer na sociedade atual tendo como referência a mundialização defenômenos econômicos, tecnológicos e culturais. 4 a/ 6º ano, 4 a/ 9º anoOP 4 LazerConceituar: lazer - identidade regional, nacional, regionalidade , cultura -- vida globalizadaespacialidade do lazer (bandas para os jovens, hap, hip hop, o rock, teatro, feiras típicas -manifestação cultural de cada povo, nação, etnia - lazer na cidade e no campo- - vida 24horas(produzindo tempos desiguais e atividades diferenciadas por aqueles que usufruem olazer, e os que o produzem (turismo, arte, exposições, eventos, teatro, balé, shows). - LazerprodutivoO que ensinar•Os fatores que explicam a distribuição, localização e freqüência das atividades queevidenciam a vida 24 horas relacionadas ao lazer: teatros, shows, bares, discotecas,cinemas, espaços culturais diversificados.•O lazer relacionado à saúde- os parques, as caminhadas, as quadras, o esporte.•Os espaços públicos de lazer por idade: parquinhos e praças com espaços para idosos.•O lazer privado relacionado ao novo mercado: a terceira idade.•O lazer relacionado ao turismo- com todos os desdobramentos que se coloca natransformação de natureza ou patrimônio histórico, festas, em produtos turísticos- a festa deSão João, por exemplo.•A dimensão econômica do lazer na sociedade atual tendo como referência a mundializaçãode fenômenos econômicos, tecnológicos e culturais, em especial jogos virtuais.•A espacialidade e territorialidade do lazer: quadras, parques, cinemas, casas de show ediferentes espetáculos, sem desconsiderar a produção pública do lazer através dosespetáculos promovidos em praças com patrocínio, muitas vezes, do setor privado.RA-8 Produção de texto: o lazer no cotidiano do município e em outros lugares - mundialização de fenômenos econômicos, tecnológicos e culturais. 2º Bimestre Geografia 9º ano Ensino Fundamental.Eixo Temático I Geografias do Cotidiano

×