Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Atividades lingua portuguesa verbos

7,537 views

Published on

Atividades lingua portuguesa verbos

  1. 1. Atividades de língua portuguesa1. Complete as frases abaixo com o presente do subjuntivo dos verbos indicados entre 3. Os períodos que possuemparênteses: verbos auxiliares:A) Como os preços baixaram, é necessário que nós ________ o orçamentos (refaz); I - É mister trabalharmos mais.B) É importante que nossa tentativa _______ o esforço (valer); II - Já vem raiando aC) Convém que ele ______ um novo acordo (propor); madrugada.D) Para que não nomeemos é necessário que nós _________ o que elas pensam (saber); III. Ela ficava filosofando, aoE) Espero que todos os responsáveis _________ a culpa (assumir). contemplar as estrelas. a) I e II;2. Em “ ... como se tivéssemos vivido sempre juntos”, a forma verbal grifada está no: b) II e III;a) imperfeito do subjuntivo; c) I e III;b) futuro do presente do indicativo; d) I, II e III;c) mais-que-perfeito do indicativod)pretérito imperfeito do indicativo;e) futuro do subjuntivo. Lei o texto. MODOS DE DIZER 1. Uma vez um rei sonhou que todos os seus dentes lhe foram caindo da boca, um após outro, até não ficar nenhum. Era no tempo em que havia magos e adivinhos. O rei mandou chamar um deles, referiu-lhe o sonho e pediu-lhe que o decifrasse. O adivinho levou a mão à testa, pensou, pensou, consultou a sua ciência e disse: 2. – Saiba Vossa Majestade que a significação do seu sonho é a seguinte: está para lhe suceder uma grande infelicidade. Todos os seus parentes, a rainha, os seus filhos, netos, irmãos, todos vão morrer sem ficar um só ante os olhos de Vossa Majestade. 3. O rei entrou em cólera, ficou muito irritado e, chamando os guardas do palácio, mandou decepar a cabeça do adivinho que lhe profetizara coisas tão tristes. 4. Estava o rei muito acabrunhado com o vaticínio, quando se aproximou um cortesão e lhe aconselhou que consultasse outro adivinho, porque a interpretação do primeiro podia estar errada e não devia Sua Majestade se afligir em vão. 5. O rei adotou o conselho, mandou chamar outro mago e lhe narrou o mesmo sonho, pedindo que o decifrasse. 6. O adivinho levou a mão à testa, pensou, pensou, consultou a sua ciência e disse: 7. – Saiba Vossa Majestade que o seu sonho significa o seguinte: Vossa Majestade terá muitos anos de vida. Nenhum dos seus parentes lhe sobreviverá. Nem mesmo o mais moço e mais forte deles terá o desgosto de chorar a perda de Vossa Majestade. 8. O rei, muito satisfeito, mandou encher o adivinho de presentes, deu-lhe muitas moedas de ouro, muitos diamantes, roupas de seda bordadas e um palácio para morar, nomeando-o adivinho oficial do reino. 9. No entanto, o segundo mago, que recebeu tais prêmios, disse a mesma coisa que o primeiro, que foi degolado. A única diferença foi a linguagem que ele empregou. Esta fez que ele recebesse prêmio em vez de castigo. (Mário Bachelet. Antologia Portuguesa. 2a. Edição, São Paulo, FTD, 1965)1. Assinale a opção que completa a frase:Cada um dos magos, antes de expor ao rei o significado do sonho, levou a mão àtesta para, com esse gesto, indicar:a. ( ) medo da reação do rei.b. ( ) concentração do pensamentoc. ( ) respeito diante do reid. ( ) indecisão sobre o que falar2. No texto:Circule todas as locuções verbais.Retire:1 verbo no pretérito perfeito do indicativo. ...........................................1 verbo no infinitivo. ......................................................................1 verbo no gerúndio. ......................................................................1 verbo no particípio. .....................................................................1 verbo no pret.imperfeito do subjuntivo. ..................................................................... Leia o texto abaixo:Ela saltou no meio da roda, com os braços na cintura, rebolando as ilhargas e bamboleando a cabeça, ora para a esquerda, orapara a direita, como numa sofreguidão de gozo carnal, num requebrado luxurioso que a punha ofegante; já correndo de barrigaempinada; já recuando de braços estendidos, a tremer toda, como se fosse afundando num prazer grosso que nem azeite, emque se não toma pé e nunca encontra fundo. Depois, como se voltasse à vida soltava um gemido prolongado, estalando osdedos no ar e vergando as pernas, descendo, subindo, sem nunca parar os quadris, e em seguida sapateava, miúdo e cerrado,freneticamente, erguendo e abaixando os braços, que dobrava, ora um, ora outro, sobre a nuca enquanto a carne lhe ferviatoda, fibra por fibra, titilando. (AZEVEDO, Aluísio. O Cortiço,25ed. São Paulo, Ática, 1992, p. 72-3.)1. Responda 2. Complete as frases usando os verbos nos parênteses formandoa) 2 verbos no Pretérito imperfeito do subjuntivo: ...................................... uma locução verbal:b) 3 verbos no gerúndio ........................... ......................... ...................... a) ....................... o possível para terminar logo. (estar-fazer)c) 2 verbos no pretérito imperfeito do indicativo: ............. ........................ b) ................ todas as mercadorias e atingir a minha meta.(ir-vender)d) 1 verbo no infinitivo: ............................................... c) Madalena ................................. o seu trabalho somente agora.e) 1 verbo no particípio: .............................................. (acabar-terminar)f) Circule uma locução verbal. d) Você ............................................ um sonho real.(poder-tornar) e)Carlos ..................... depressa para o pátio. (ir-caminhar) 3. Coloque (1) para o verbo principal e (2) para os verbos auxiliares: ( ) Camila estava andando na praia. ( ) Precisamos terminar logo o trabalho. ( ) Eu e Ana vamos caminhar no bosque. ( ) Sabrina sentiu tremer as pernas de medo.

×