Tarsila do Amaral

19,778 views

Published on

Published in: Entertainment & Humor
1 Comment
6 Likes
Statistics
Notes
  • Para nós do Mercado Arte, Tarsila do Amaral é incontestavelmente a grande artista de nosso Modernismo (1923-33), motivada pelas influências crescentes da ideologia europeia e da cultura brasileira, criou paisagens distintamente tropicais que refletem o Brasil.

    Acesse: www.mercadoarte.com.br/artigos/artistas/tarsila-do-amaral/tarsila-do-amaral/

    Para saber sua história, principais obras, fatos marcantes, curiosidades, frases, exposições e eventos de arte, livros, vídeos e um espaço em nosso fórum para discutir sobre esta grande artista.
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total views
19,778
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
170
Actions
Shares
0
Downloads
549
Comments
1
Likes
6
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Tarsila do Amaral

  1. 2. Tarsila, com sua obra, revolucionou a arte no Brasil. Ela iniciou seus estudos em São Paulo com Pedro Alexandrino, mestre acadêmico. Em Paris, no início dos anos vinte, estudou na Academia Julian e com Emile Renard, já aparecendo como artista de vanguarda.
  2. 3. Dessa primeira fase de sua pintura temos como exemplo: "Pátio do Colégio", 1921 e "Chapéu Azul", 1922.
  3. 4. Passou por uma fase impressionista, mas quando retornou ao Brasil em 1922, entrou em contato com o grupo modernista e começou a mudar sua pintura. Tarsila integra-se ao quadro modernista de São Paulo através de Anita Malfatti, formando o Grupo dos 5. Composto por Tarsila, Anita Malfatti, Menotti Del Pichia, Mario de Andrade e Oswald de Andrade.
  4. 5. Em 1923, de volta a Paris, entra em contato com o cubismo. Pintou "A Negra" e empolgou Fernand Léger, seu professor na época.
  5. 6. Retornando ao Brasil em 1924, percorreu as cidades históricas mineiras em companhia do escritor francês Blaise Cendrars. Deslumbrada com a decoração popular das casas dessas cidades, assimilou a tradição barroca brasileira às recém-adquiridas teorias e práticas cubistas e criou uma pintura que foi denominada Pau-Brasil. Essa pintura inspirou um movimento, variante brasileira do cubismo, e influenciou Portinari.
  6. 7. Tarsila inova ao colocar em suas telas temas e cores bem brasileiros. 'EFCB' (Estação Central do Brasil)-1924 óleo/tela 142 X 127cm,
  7. 8. Tarsila foi o "primeiro pintor" a usar as cores caipiras e a utilizar-se de temas do cotidiano do Brasil, lembrando-se muito de sua infância e adolescência vividas nas fazendas de seu pai. 'O Mamoeiro'-1925 óleo/tela 67 x 70cm
  8. 9. <ul><li>Em 1928, inaugurou a chamada fase antropofágica com sua famosa obra &quot;O Abaporu&quot;. </li></ul><ul><li>Este movimento, liderado por Oswald, propunha a &quot;deglutição&quot; da cultura européia, transformando-a em algo bem brasileiro, e a figura do &quot;Abaporu&quot; idealizava o processo da deglutição. </li></ul><ul><li>Esta fase da pintura de Tarsila intitulada Antropofágica é a mais importante de sua carreira. </li></ul>
  9. 10. Temos como exemplo dessa fase os quadros: &quot;Abaporu&quot;, 1928; &quot;O Lago&quot;, 1928; &quot;O Ovo&quot; ou &quot;Urutu&quot;, 1928;
  10. 11. &quot;A Lua&quot;,1928; &quot;Cartão Postal&quot;, 1929
  11. 12. E &quot;Antropofagia&quot;, 1929.
  12. 13. Em 1933, depois de visitar a ex-URSS, pintou o quadro &quot;Operários&quot;. Assim, mais uma vez precursora, Tarsila iniciou a pintura com temas sociais no Brasil. 'Operários'-1933 óleo/tela 150 X 205cm,
  13. 14. Nos anos cinqüenta a artista retomou as paisagens e as cores brasileiras que tanto a caracterizaram e voltou à pintura pau-brasil, agora intitulada neo pau-brasil. Tarsila fez duas grandes exposições em Paris nos anos vinte (1926 e 1929), com grande sucesso. Expôs no Brasil individualmente pela primeira vez em 1929.
  14. 15. Até seu falecimento, participou de diversas exposições no Brasil e em vários lugares do mundo. Inovou sempre e contribuiu para mudar o rumo das artes do Brasil, junto com o grupo modernista brasileiro, mas mesmo dentro do grupo, sempre foi precursora, sendo assim considerada um dos artistas de maior importância na arte brasileira. 'Manteau Rouge'-1923 óleo/tela 73 x 60cm

×