Padronização é essencial para a difusão do vídeo

732 views

Published on

Muitas companhias estão se tornando empresas estendidas. Essas organizações globais em rede são constituídas de funcionários internos, fornecedores, parceiros, prestadores de serviços e clientes. As melhores possuem uma estrutura flexível projetada para se mover rapidamente diante da pressão da concorrência e de um ambiente empresarial em mudança. Para que a produtividade seja maximizada, organizações precisam de equipes de projeto que possam montar todas as partes de uma empresa de forma rápida, frequentemente em diversos locais geográficos, e, em seguida, desmontar e realocar a empresa, como dita o mundo empresarial. O processo de tomada de decisões e a comunicação devem ser tão distribuídos e dinâmicos quanto a mão de obra. Para que seja eficaz, esse tipo de colaboração necessitará de um novo meio: vídeos difundidos.

Published in: Business
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
732
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Padronização é essencial para a difusão do vídeo

  1. 1. Padronização é essencial para adifusão do vídeoJulho de 2012Preparado por:Zeus Kerravala
  2. 2. 2© 2012 ZK ResearchInfluência e insight através das mídias sociaisZK ResearchUma divisão da KerravalaConsultingzeus@zkresearch.comCelular: 301-775-7447Escritório: 978-252-5314Influência e insightatravés das mídiassociaisPadronização é essencial para a difusão do vídeopor Zeus KerravalaJulho de 2012º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º º ºIntrodução: A colaboração cria uma vantagem competitivaMuitas companhias estão se tornando empresas estendidas. Essas organizações globaisem rede são constituídas de funcionários internos, fornecedores, parceiros, prestadores deserviços e clientes. As melhores possuem uma estrutura flexível projetada para se moverrapidamente diante da pressão da concorrência e de um ambiente empresarial emmudança. Para que a produtividade seja maximizada, organizações precisam de equipesde projeto que possam montar todas as partes de uma empresa de forma rápida,frequentemente em diversos locais geográficos, e, em seguida, desmontar e realocar aempresa, como dita o mundo empresarial. O processo de tomada de decisões e acomunicação devem ser tão distribuídos e dinâmicos quanto a mão de obra. Para que sejaeficaz, esse tipo de colaboração necessitaráde um novo meio: vídeos difundidos.Para munir os funcionários com colaboração e comunicação mais eficientes, empresasde TI instalaram uma grande variedade de aplicativos (veja a Figura 1, abaixo). Amaioria das empresas ainda não percebeu o grande potencial da colaboração. Issoacontece porque as ferramentas legadas de comunicação e de colaboração sãoimplantadas e gerenciadas de forma independente, deixando o peso do gerenciamentode integração para o usuário.A comunicação e colaboração unificadas (UCC) melhoram a gestão e a eficácia dacolaboração em tempo real ao tornar toda a empresa mais ágil e mais preparada parasoluções rápidas. A UCC oferece todas as ferramentas de colaboração para funcionáriosjuntas em uma única interface de gerenciamento, permitindo que o usuário alterne entre osvários modos de comunicação com base em suas preferências de forma contínua.Figura 1: As necessidades de comunicação da empresa extendidaFonte: ZK Research, 2012
  3. 3. Padronização éessencial para a difusão do vídeo 3© 2012 ZK ResearchInfluência e insight através das mídias sociaisEm conjunto com esta mudança no estilo de trabalho,a UCC evoluiu durante os últimos anos e se encontra àbeira de mais uma grande mudança.Essa transição farácom que a UCC se transforme deuma ferramenta com o foco na tecnologia para umaferramenta de colaboração com foco na experiência dousuário. A parte mais importante dessa mudança éouso difundido de vídeos corporativos. Vídeos podemfornecer uma experiência muito superior e, com otempo, irão tomar o lugar da comunicação por vozcomo o meio de comunicação primário dosfuncionários corporativos. Conforme a mão de obra setorna mais dispersa e organizações buscam agilizarprocessos empresariais, vídeos se tornarão umcomponente importante de qualquer estratégia decolaboração.Empresas que desejam superar a concorrência devementender os vários casos de uso de vídeos e mantê-loscomo uma tecnologia difundida.Seção II: Os crescentes benefícios dovídeoVídeos corporativos foram amplamente introduzidoscomo uma alternativa a viagens executivas (veja aFigura 2, abaixo). No entanto, enquanto as empresasse adequam cada vez mais aos vídeos, a proposta devalor desse meio de comunicação ultrapassou aeconomia de gastos, melhorando produtividade e,finalmente, agilidade e uma vantagem competitivaatravés da modificação de processos existentes. Porexemplo, eventos com vídeos ao vivo aumentam ainteração e participação dos envolvidos, responsáveispor decisões importantes podem usar reuniões porvídeo para reduzir o tempo gasto fora do escritório e asvendas podem aumentar o tempo dedicado a clientesimportantes e em potencial. Vídeos permitem que acomunicação se expanda além do áudio e do materialimpresso. Um meio visual permite que maisinformações sejam exibidas ao participante.Vários empreendedores verticais estão criandoprocessos empresariais com base em vídeos (VEBPs),que se utilizam do meio visual. Alguns exemplos são:compromisso do cliente com varejo, consultasmédicas, especialistas técnicos a qualquer momento,treinamento àdistância e segurança. Conforme o usode vídeos se torna mais difundido, esses casos de usotrarão um crescente e grande número de VEBPs.Organizações que absorverem a comunicação porvídeo e reconstruírem seus processos com essaferramenta irão encontrar novas formas de se destacarda concorrência. As empresas que não aderirem aessa tecnologia irão correr o risco de não acompanharo primeiro grupo, perdendo clientes e funcionáriosrapidamente.Figura 2: Os maiores benefícios da adoção de vídeos61%44%30%21%14%Reduziro orçamento de viagensMelhorara colaboraçãoAcelerara produtividadeHabilitaro treinamentopor vídeoApoio à TI ecológicaFonte: ZK Research, 2012Vídeos podem fornecer umaexperiência muito superior e,com o tempo, irão tomar olugar da comunicação por vozcomo o meio de comunicaçãoprimário dos funcionárioscorporativos.
  4. 4. Padronização éessencial para a difusão do vídeo 4© 2012 ZK ResearchInfluência e insight através das mídias sociaisQuando comparados a sessões colaborativas por voz,vídeos permitem que pessoas tomem decisõesmelhores e mais bem informadas, com base no apoiovisual. Decisões críticas podem ser feitas de maneiramais rápida e ações tomadas imediatamente.Participantes de reuniões têm agora a possibilidade dever a linguagem corporal e as expressões faciais unsdos outros e podem ajustar suas respostasimediatamente em caso de resistência ou confusão.Participantes de eventos se envolvem muito mais esentem um nível mais alto de confiança e lealdade.Existem vários casos de uso de vídeo específicos paraempreendedores verticais. Por exemplo, e-learning (aaprendizagem online) por vídeo utiliza essa ferramentapara treinar estudantes e funcionários em diversoslocais rapidamente e a um custo muito mais baixo doque treinamentos em um local específico. Maisimportante ainda, as pessoas absorvem mais conteúdoquando a informação éapresentada visualmente. Combase em entrevistas individuais com usuários queparticipam de sessões de vídeo regularmente, a ZKResearch estima que, em geral, a taxa de retenção dainformação é38% maior do que somente por vozquando ela étransmitida por vídeo.Figura 3: Os benefícios corporativos do vídeoBenefícios do vídeo Resultados para a organizaçãoAprendizagem melhorada Pessoas aprendem 200% a mais com vídeo do que somente com vozMaior retenção de conteúdo Uma sessão colaborativa com vídeo permite que seus participantesretenham 28% mais informações do que uma sessão somente comvozDecisões mais rápidas Reuniões com vídeo terminam na hora 73% a mais do que reuniõesapenas com áudioAbsorção de informação maisrápidaSessões com vídeo permitem que seus participantes absorvaminformações 40% mais rápido que ligações de voz tradicionaisMaior difusão O poder de persuasão dos usuários de vídeo é 43% maior do quequando utilizam meios de comunicação impressa ou de áudioComunicação de alto impacto Vídeos aumentam o impacto da comunicação em 67%Fonte: ZK Research, 2012Sessões de vídeos gravadas também podem serusadas para treinamento sob encomenda paraparticipantes que faltaram em uma sessão ou quebuscam uma revisão por não terem entendido ouperdido algum ponto importante.Vivemos na sociedade mais visual de todos os tempos.Muitos sites sociais com o foco no cliente, como oYoutube e o Facebook, tornaram o vídeo umaferramenta comum na sociedade e derrubaram muitasdas objeções a essa tecnologia. Por causa dasmelhorias no processamento de energia e rede, etecnologias de exibição, o número de dispositivosbaseados em vídeos aumentou drasticamente nosúltimos anos. Os dispositivos de hoje possuem umaqualidade superior, um ponto importante paraaumentar a utilização de vídeos.Essa tecnologia possui uma proposta de valor muitoforte e multifacetada. Apesar disso, a adoção devídeos encontrou dificuldades. Esse meio decomunicação era visto como uma tecnologiasuplementar, e não como complementar. Pesquisas daZK Research mostram que, em média, um sistemalegado com vídeo tomava aproximadamente 30-45minutos do tempo da equipe de TI para iniciar umaligação. Esse tempo frustrava os usuários e encobriaos benefícios do vídeo.Além disso, a comunicação por vídeo apresentava umasérie de desafios para a equipe de TI. Com frequência,a equipe de TI tinha que oferecer muitos links WANpara evitar a latência e a instabilidade que degradavama qualidade ou limitavam a resolução, resultando emuma experiência inferior. No entanto, a maior barreirahoje para a adoção difundida de vídeos éa ausênciade interoperabilidade nos sistemas de comunicaçãopor vídeo (veja a Figura 4, abaixo).Enquanto hámilhões de aplicações de vídeo, muitassão implantadas em pontos isolados. Elas não sãointerpolares. Para a comunicação por vídeo, ainteroperabilidade se refere àpossibilidade de qualquersistema ligar para outro, independente do fabricante,disponibilidade de banda, capacidade de umdispositivo em específico ou outros fatores, como acompressão.
  5. 5. Padronização éessencial para a difusão do vídeo 5© 2012 ZK ResearchInfluência e insight através das mídias sociaisFigura 4: As barreiras para uma adoção de vídeo mais ampla65%51%46%39%27%A tecnologia não está difundidaCusto inicialAusência de interoperabilidadeAusência de padrõesSem demanda de usuáriosFonte: ZK Research, 2012Seção III: O caminho para a difusão devídeosPara que haja maior difusão, uma ligação de vídeo deveser tão simples quanto uma ligação de voz. Quandopessoas fazem telefonemas, elas não se preocupam como tipo de telefone ou companhia telefônica que odestinatário da ligação utiliza. Elas simplesmente digitamum número e tudo funciona. O mesmo deve ocorrer comvídeos, seja como uma ferramenta corporativa ou pessoal.Os usuários devem poder se conectar a qualquer outroaparelho de vídeo em qualquer rede, independente dodispositivo. Isso beneficia a comunicação por vídeo dasseguintes formas:O vídeo se tornaráa ferramenta de comunicaçãopreferida: A comunicação corporativa por vídeo éusada primariamente em salas de conferência parapermitir que grupos de indivíduos se comuniquem.Essas reuniões são normalmente previamenteagendadas e conduzidas com frequência. A difusãodo vídeo significa a expansão do uso em locaisespecíficos para o uso em laptops, tablets, smart-phones e outros dispositivos de vídeo. Isso permitiriaque o vídeo fosse uma ferramenta espontânea decomunicação, jáque os funcionários poderiam falarcom quem desejam a qualquer momento, sempreocupações com a interoperabilidade.O valor do vídeo irácrescer para todos: Ainteroperabilidade iráestimular a difusão do vídeo. AZK Research estima que o uso de sistemascorporativos vápassar da média de 15% para maisde 70%, fornecendo um retorno sobre o investimentodo dinheiro jágasto.Melhor integração com outros aplicativoscolaborativos: Por anos, empresas de software têmcriado funções de voz avançadas, como click-to-call(clicar para fazer chamadas), para aplicativoscorporativos. Apesar dessas funções existirem paravídeo, a indústria de software não estáinvestindomuito nessa área. A razão éque, sem a difusão devídeos, o esforço para integrar funções de vídeo,como click-to-video (ligação de vídeo com um toque),não seria lucrativo o suficiente devido ao seu usolimitado. A difusão de vídeos não agregarávalorsomente para a indústria da comunicação, mastambém para a indústria de TI.Melhor integração com diretórios corporativos eferramentas presenciais: Uma das críticas do vídeoéque não háum diretório para auxiliar usuários acompreender quem possui essa tecnologia. Apesardessa crítica ter fundamento, hápossibilidade deintegração com quase qualquer diretório ou serviço depresença. A difusão do vídeo irácriar estruturasmaiores de diretórios, permitindo que osconsumidores e funcionários identifiquemrapidamente quem estáhabilitado a receberchamadas de vídeo, o que facilitaráesse meio decomunicação.O vídeo em dispositivos móveis: A difusão do vídeosignifica que todos os dispositivos móveis equipadoscom uma câmera podem se conectar a uma reuniãocorporativa. Os usuários podem usar a função de vídeonão apenas no escritório, mas em qualquer lugar.Home office, aeroportos, hotéis — funcionárioscorporativos podem manter contato usando a melhorferramenta de comunicação possível.O primeiro passo para possibilitar a difusão do vídeo éalcançar níveis básicos de interoperabilidade para ligaçõesde vídeo através do desenvolvimento e implantação depadrões. Existem diversos padrões hoje em dia, como oH.264, desenvolvido pelo ITU-T, e o MPEG. Mas nemtodos esses padrões foram adotados por todos osfornecedores — limitando o valor do vídeo.
  6. 6. Padronização éessencial para a difusão do vídeo 6© 2012 ZK ResearchInfluência e insight através das mídias sociaisSeção IV: Padrões obrigatórios e APIsestabelecidas por fornecedoresAlcançar a difusão do vídeo exige o esforço de toda aindústria de tecnologia. Nenhum fornecedor,independente do tamanho de sua participação nomercado, pode conseguir isso sozinho. Uma razãobásica para isso não ter ocorrido éo conceito erradode que padrões sufocam inovações e afetam o valor deprodutos e serviços. Esse pensamento estádistante deser a realidade.A interoperabilidade com base em padrões removegrande parte do risco de implantar a comunicação porvídeo, o que resulta em um estímulo para a adoçãodessa tecnologia. Uma maior adoção irácriar umnúmero significativamente mais alto de clientes comessa tecnologia, gerando mais fornecedores desoluções. Fornecedores de software, provedores desoluções de TI e desenvolvedores que trabalham decasa seriam atraídos pela maior base de instalaçãoproveniente da maior aceitação de vídeos como umaferramenta de colaboração corporativa.A indústria de telefonia celular éum ótimo exemplo.Ligações básicas por telefonema funcionamperfeitamente hoje em dia e criaram uma grandeoportunidade de mercado para fornecedores deaplicativos, sites para dispositivos móveis e outrasfunções avançadas. De fato, a inovação em telefoniacelular ocorre tão rapidamente que usuáriosnormalmente trocam de aparelho assim que seuscontratos terminam. Isso acontece porque os padrõese a interoperabilidade aumentam o valor de toda aindústria — consumidores, fornecedores de hardware,empresas de software e prestadores de serviços têmbenefícios.O obstáculo do sucesso da difusão do vídeo não ésomente a falta de interoperabilidade. Ainteroperabilidade permite que dispositivos de vídeo seconectem a aplicativos, mas a comunicação por vídeoprecisa se tornar parte da cultura do local de trabalho.Então, enquanto padrões da indústria desenvolvidospor criadores de padrões de credibilidade possibilitamuma interoperabilidade básica, háum outrocomponente necessário para o sucesso da difusão dovídeo.Esse segundo elemento são as APIs estabelecidaspelos fornecedores. Cada fornecedor deve oferecerrecursos acima do padrão. Essa funcionalidadesuperior pode oferecer recursos adicionais quemelhoram a experiência geral do usuário. Isso tambémpermite a integração com aplicativos de terceiros efunções específicas de fornecedores.Figura 5: Os dois componentes da difusão do vídeoPadrões do setor• Ligações básicas• Diretóriode mensagensAPIs defornecedores• Recursos avançados• Integração deaplicativosVídeodifundidoFonte: ZK Research, 2012
  7. 7. Padronização éessencial para a difusão do vídeo 7© 2012 ZK ResearchInfluência e insight através das mídias sociaisAs informações a seguir tratam de como padrõesobrigatórios e APIs estabelecidas por fornecedorespodem funcionar.Padrões da indústria desenvolvidos por criadoresde padrões de credibilidadeIsso estabeleceria um conjunto comum de funçõesconsideradas básicas para toda a indústria. No mundoda telefonia, esses padrões são os componentes quepermitem ligações, mensagens de texto e de voz. Paravídeos, a lista a seguir contém o que considera-seinteroperabilidade básica:Estabelecimento da chamada de vídeoTérmino da chamada de vídeoServiço de mensagensHandshake, para determinar uma resolução devídeo de qualidadeO desenvolvimento de padrões deve ser feito porempresas de credibilidade, independentes eimparciais, como a Internet Engineering Task Force(IETF). Isso garante o mais alto nível de objetividade emotivação para produzir o que émelhor para aindústria.Isso, obviamente, sóalcançaráo sucesso se a maioriados fornecedores da indústria de vídeo concordar emadotar esses padrões e continuar a desenvolvê-loscomo funções novas e necessárias.Interfaces de programação de aplicativos (APIs)específicas de um fornecedorFornecedores devem fornecer um amplo conjunto deAPIs abertas para atrair um maior número deparceiros. Isso permite que desenvolvedores deaplicativos, programadores que trabalham de casa eoutros parceiros de tecnologia interoperem com osistema de vídeo e criem serviços que agregam valorpara a plataforma de vídeo. Usando a analogia datelefonia celular, todos os fornecedores de celularesseguem um conjunto de padrões para possibilitarligações, mas outras empresas criam aplicativosespecíficos para cada telefone. As funcionalidades aseguir seriam viabilizadas através de APIs defornecedores:Aplicativos click-to-videoIntegração de vídeos em aplicativos corporativos,como as ferramentas CRM e ERPSoftware de gerenciamentoMelhor funcionalidade para adicionar novasfunçõesAplicativos verticais que dependem de vídeos paraagregar valorFunções de segurançaCada fornecedor teráseu próprio conjunto de APIsdependendo de seu público-alvo, poder histórico demercado, market share, etc. É importante observar queAPIs devem ser acompanhadas por uma rede dedesenvolvedores que podem fornecer suporte técnico,serviços de testes e colaboração com outrascompanhias que desejam alavancar o ROI e entendera funcionalidade nova. Isso émuito comum no mundodo software e écada vez mais popular na área dacomunicação.O uso de APIs protege o valor de funçõesdiferenciadas do fornecedor de soluções. Assim, épossível controlar as funções disponíveis através daAPI e, através de termos de licenciamento, quem podeacessar esses APIs. Isso ajuda o fornecedor aconverter em dinheiro seus investimentos feitos emfunções que agregam valor.Para atingir a difusão do vídeo, éimportante que osfornecedores de soluções para vídeos estejam abertose baseados nos padrões para maximizar o valor dessatecnologia. Os termos "aberto" e "padrões" sãofrequentemente usados como sinônimos, massignificam coisas bem diferentes:Estar aberto significa criar a habilidade para queparceiros terceiros, como clientes, fornecedores desoftware e parceiros de tecnologia possaminteragir como as soluções de vídeo através de umconjunto de APIs.Estar baseado em padrões significa construirprodutos que seguem um grupo de protocolos ouespecificações tecnológicas definidas por umaentidade neutra e imparcial. Se todos osfornecedores seguirem os padrões, ainteroperabilidade serágarantida.É importante observar que alguns fornecedores usamos padrões com uma "implantação melhorada", queadiciona extensões particulares que interrompem ainteroperabilidade.Devido àdiferença, épossível estar fechado ebaseado nos padrões ou aberto e não baseado nospadrões. Por fim, fornecedores de soluções para vídeodevem se esforçar para se tornarem abertos ebaseados nos padrões.
  8. 8. Padronização éessencial para a difusão do vídeo 8© 2012 ZK Research: uma divisão da Kerravala ConsultingTodos os direitos reservados. A reprodução ou redistribuição em qualquer forma, sem a permissão prévia expressa da ZK Research, éexpressamente proibida.Caso tenha perguntas, comentários ou deseje receber mais informações, escreva para zeus@zkresearch.com.Seção V: conclusão e recomendaçõesA era do vídeo finalmente chegou. Após anos como umnicho, uma ferramenta corporativa sofisticada, acomunicação por vídeo estáse tornando rapidamenteuma ferramenta de produtividade corporativa comum.Para que o valor dessa tecnologia seja compreendidopor inteiro, a indústria de vídeo deve se comprometerem criar interoperabilidade, construída com aberturaempresarial e padrões industriais. Isso iráabrir ocaminho para a difusão do vídeo aumentardrasticamente o valor para os clientes, fornecedores eoutros membros do sistema de vídeo.Para alcançar a utopia - ter a possibilidade de fazerligações de vídeo de qualquer sistema para qualquersistema -, a indústria do vídeo deve determinar eimplantar um conjunto de padrões criados porentidades imparciais e com credibilidade. Tambémsignifica que os fornecedores de soluções devemoferecer um amplo conjunto de APIs específicas eabertas. Com base nisso, a ZK Research faz asseguintes recomendações para a indústria:Clientes não devem desistir do poder deescolha: Ao revisar soluções para vídeos, insistaem soluções abertas e com base em padrões.Esteja ciente de que existe uma diferença entreser aberto e estar baseado em padrões, e exijaque sua seu fornecedor de soluções tenha as duascaracterísticas.Os fornecedores de soluções de vídeoprecisam se comprometer em oferecerinteroperabilidade com base em padrões: Nãosiga o pensamento convencional que diz queprender os clientes ajuda a proteger a base.Interoperabilidade irácausar a explosão domercado de vídeo; e, então, o diferencial estaránas funções melhoradas e nos ambientesterceiros, e não nas funções restritas.Todo o ambiente do vídeo deve se concentrarem criar processos empresariais habilitadospara vídeos: É hora de valorizar a comunicaçãopor vídeo e torná-la um componente importantedos processos empresariais colaborativos e dosque envolvem clientes. A comunicação por vídeopode agregar uma camada extra de valor. É horade alavancar essa tecnologia.

×