Tema rejopod plaidoyer

254 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
254
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
71
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Tema rejopod plaidoyer

  1. 1. REPÚBLICA DA GUINÉ-BISSAU COORDENAÇÃO NACIONAL SEMINÁRIO DE PLAIDOYER COM OS RESPONSÁVEIS DE MEDIA Apresentação: Jornalista Cipriano Domingos Sanca ABRIL DE 2010
  2. 2. O que é PLAIDOYER? “Plaidoyer” é um processo que permite suscitar apoio, de construir consenso e de entreter um clima favorável e propício a volta de uma causa ou de uma questão específica através de um conjunto de acções bem planificadas e organizadas, feitas por um grupo de indivíduos ou de organizações que trabalham em concertação. (Definição do UNFPA). Para a REJOPOD, Plaidoyer corresponde a um conjunto de estratégias que visam criar um ambiente técnicoprofissional favorável à produção jornalística, influenciar e obter compromissos e apoios de gestores de empresas de media para a divulgação de informações sobre as questões de população e do desenvolvimento. Nesta perspectiva, as estratégias da REJOPOD passam pela realização de plaidoyer e assinatura de Memorandos de Entendimento com os Media para a mediatização das actividades dos PTA’s; do reforço de capacidades institucionais dos órgãos através de formação de Jornalistas e apoio em materiais e equipamentos de estúdio e de reportagem motivando a inclusão nas agendas de repórteres dos problemas da população, do género, dos direitos humanos, da saúde sexual e reprodutiva, do planeamento familiar, da prevenção das IST e do VIH/SIDA, etc, no sentido de incentivar o debate público, criar consensos, propiciar mudanças sociais, politicas e procedimentos e apoiar a sustentabilidade e visibilidade dos compromissos internacionais assumidos em matéria da população e do desenvolvimento. O tema principal deste encontro de plaidoyer é: Que Parcerias para uma informação junto da população? Contem quatro sub-temas, nomeadamente: a) Que papel da Rede para uma parceria bem sucedida? b) Porquê trabalhar com os Media? Como trabalhar com os Media? c) Que beneficiam os Media nas parcerias multilaterais para o Serviço Público dos órgãos? d) O que deverá beneficiar de mais atenção dos Media? Onde e Como colectar a informação? Porquê a escolha desse tema? O objectivo principal da criação da REJOPOD é a promoção do bem-estar da população e a defesa dos seus direitos sociais e reprodutivos através de informação e de sensibilização. Aliás, a criação desta Rede temática é uma das estratégias da implementação do Plano de Acção da Conferencia Internacional sobre a População e Desenvolvimento “CIPD” realizado no Cairo/Egipto em 1994, pelas Nações Unidas. Com o apoio do Fundo das Nações Unidas para a População “UNFPA”, a REJOPOD formalizou-se em Maio de 1996, aquando do seminário de formação de Jornalistas em matéria de população no âmbito da restituição do seminário de Dakar/Senegal realizado em Setembro de 1995. E, a 8 de Setembro de 2008, adquiriu a sua personalidade jurídica (Livro nº14-S-A/2008) como uma organização legalmente constituída na República da Guiné-Bissau. Assim sendo, no quadro do 5º Programa da Cooperação entre o Governo e UNFPA (2008-2012), contemplam-se as actividades da REJOPOD no PTA “Apoio ao Desenvolvimento de Capacidades do Comité Técnico de Implementação e de Seguimento do DENARP e dos OMD” do qual beneficia dos fundos do UNFPA através de um Memorando de Acordo que se assina anualmente entre as partes (REJOPOD, Direcção-Geral do Plano e UNFPA) para a execução dessas mesmas actividades.
  3. 3. A REJOPOD é PIVOT dos Media no âmbito do Programa de Cooperação entre o Governo e UNFPA. Por isso se propôs neste encontro compreender o papel da Rede nesta parceria. Ou seja, a escolha do tema “Que parcerias para uma informação junto da população”? significa para a REJOPOD sinergias e contribuições de parceiros para levar e trazer informação da população onde quer que ela esteja. Antes, para isso, é preciso ressaltar aqui o apego de alguns parceiros e/ou individualidades na execução das suas actividades sobre o chamado “Dever dos Media” – o de informar e de buscar informação. Pois, não é entendida a situação dos Media, digo, a situação financeira e material bem como o acesso as fontes de informação. Alias, os Media em observância as disposições legais, não têm a obrigatoriedade de informar tudo, porquê? Porque há valores que devem imprimir o interesse jornalístico aos factos ou de adquirirem a qualidade de uma informação, de um lado, e do outro, porque a informação nos Media tem custos e os custos assumem-se. Portanto, a REJOPOD foi criada para apoiar na disseminação de informação sobre os problemas da população e do desenvolvimento mormente a CIPD com ênfase no Programa de Cooperação entre o Governo e UNFPA. “Que papel da Rede para uma parceria bem sucedida”? Porquê que o UNFPA trabalha com os Media? Como é que o UNFPA trabalha com os Media? Que beneficiam os Media nas parcerias multilaterais para o Serviço Público dos órgãos (públicos, privados e comunitários)? O que deverá beneficiar de mais atenção dos Media na execução dos PTA’s? Onde colectar a informação, nas conferências de imprensa ou nos eventos? Como colectar a informação, a reboco de organizadores? Porque não o patrocínio de produções jornalísticas? Como poderão os Media ter acesso e beneficiar dos fundos contemplados nos PTA’s? São entre estas e outras perguntas que propomos para a reflexão e debate neste encontro de plaidoyer com os responsáveis de Media com o único propósito de obter compromissos que sirvam de apoio ao trabalho do dia-a-dia dos Jornalistas em relação aos problemas da população e do desenvolvimento. Para abordar o sub-tema “Que papel da Rede para uma parceria bem sucedida”? Seria bom retroceder-se definindo o que é uma Rede? Qual é o papel de uma rede? O que é a parceria? O que significa uma parceria bem sucedida? Perguntas estas que serão o fio da meada para compreendermos melhor o papel da Rede de Jornalistas em Matéria de População e Desenvolvimento para uma parceria bem sucedida. Portanto, define-se a Rede como uma aliança ou um agrupamento de indivíduos ou organizações dispostas a ajudarem-se mutuamente ou a colaborarem para atingir um objectivo comum. O papel da Rede, neste caso, da REJOPOD é o de coordenar, apoiar, alertar, interpelar e manter o interesse jornalístico as questões da população e desenvolvimento influenciando deste modo a diversificação no tratamento de géneros redactoriais. Outrossim, contribuir na criação de um ambiente favorável entre os Media e parceiros no domínio da população e desenvolvimento, motivar e reforçar as competências dos membros da REJOPOD e ter a capacidade de negociar como os Media e parceiros para uma larga disseminação de informação ao grande público. Quanto a parceria, entende-se como um acordo formal ou informal entre as pessoas ou instituições para trabalharem em conjunto ou para atingirem realizações e objectivos comuns através de recursos financeiros, técnicos e humanos. Portanto, uma parceria bem sucedida significa benefício mútuo entre as partes, e, no caso da REJOPOD, baseia-se na performance dos resultados e indicadores em função dos objectivos e actividades realizadas e fundos disponibilizados. Muito obrigado. Bissau, Abril de 2010 Preparado por: Jornalista Cipriano Domingos Sanca Coordenador Nacional da REJOPOD

×