Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Marcapassos cardiacos - acompanhamento

4,484 views

Published on

Principais estudos sobre seguimento e programação de marcapassos cardiacos

Published in: Health & Medicine
  • Be the first to comment

Marcapassos cardiacos - acompanhamento

  1. 1. Cidio Halperin halperin@arritmias.com.br
  2. 2. Indicações de Marcapassos  Doença do nó sinusal  Bloqueios AV  II Grau  III Grau  Síndromes Neuro-mediadas  Fibrilação atrial c/ baixa resposta  Miocardiopatia Hipertrófica/Dilatada
  3. 3. Tipos de marcapassos I II III IV V Câmara Câmara Resposta a Parâmetros Funções estimulada sentida um evento Programáveis Anti- sentido Taqui O= nenhum O=nenhum O=nenhum O=nenhum O=nenhum A= átrio A=átrio T=deflagrado P=programável P=pulsos V= ventrículo V=ventrículo I=Inibido M=multi- S=choque programável D= A e V D=A e V D=I e T C=Telemetria D=P e S Bidirecional S= A ou V S=A ou V R=biosensor Código NGB do modo de estimulação em marcapassos implantáveis
  4. 4. Marcapasso dupla-câmara: Posicionamento dos Eletrodos Posicionamento de eletrodo atrial Posicionamento de eletrodo ventricular
  5. 5. Avaliação de Marcapassos: Objetivos:  Informações sobre o funcionamento do marcapasso  Informações do aparelho / data do implante  Parâmetros de programação  Longevidade estimada  Monitorização eletrodo
  6. 6. Avaliação de Marcapassos: Informações do aparelho / data do implante  Importante em pacientes sem acompanhamento regular no mesmo centro
  7. 7. Avaliação de Marcapassos: Parâmetros de programação  Como o MP foi programado na última avaliação
  8. 8. Avaliação de Marcapassos: Longevidade estimada  Baseada na voltagem da bateria, impedância do sistema e % de estimulação
  9. 9. Avaliação de Marcapassos: Avaliação eletrodo
  10. 10. Avaliação de Marcapassos: Interface paciente-marcapasso  % do tempo em estimulação ou “sensing” A e V  Limiares de sensibilidade  Limiares de comando  Episódios de alta frequência cardíaca
  11. 11. Avaliação de Marcapassos: % do tempo em estimulação ou “sensing” A e V
  12. 12. Eletrocardiografia de marcapassos onda p QRS  sentida  sentido  estimula  estimulada do
  13. 13. Eletrocardiografia de marcapassos MP ESV E E
  14. 14. Eletrocardiografia de marcapassos P P ondaS P E MP p
  15. 15. Eletrocardiografia de marcapassos MP MP SQRS E E
  16. 16. Eletrocardiografia de marcapassos S S onda QRS p
  17. 17. Avaliação de Marcapassos: Limiares de comando Aumento da longevidade com programação adequada do comando ventricular 10 1.5V, 1.5V 9 2.0V, 1.0V 2.5V, 1.5V 2.5V, 2.5V 8 Longevidade (anos) 3.5V, 3.5V 7 6 5.0V, 5.0V 5 4 3 2 1 100% pacing, 0.4 ms, 600 ohms
  18. 18. Causas de Má Função de Marcapassos Definitivos  Desconhecimento do funcionamento do sistema  Deslocamento de eletrodo  Perfuração miocárdica  Fratura de eletrodo  Aumento do limiar de comando  fibrose, alteração eletrolítica, IAM  Programação inapropriada  Falha de componentes do gerador  Programação “fantasma”
  19. 19. Cidio Halperin halperin@arritmias.com.br

×