‘GLOBAL CITY 2.0’ - REDE INFORMAL GLOBAL DE ‘MOVIMENTOS CÍVICOS DE CIDADE’ E UMESPAÇO DE REFLEXÃO SOBRE POTENCIAL E LIMITA...
A iniciativa que o CIDADES PELA RETOMA apresenta ao PAINEL ‘DEMOCRACIA’ doMOVIMENTO MILENIO (organizado pelo EXPRESSO e MI...
MAIS INFORMAÇÃO[blogue] http://globalcity.blogs.sapo.pt/[movimento ‘Cidades pela Retoma’] http://noeconomicrecoverywithout...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Global city 2 expresso final

664 views

Published on

‘GLOBAL CITY 2.0’ - REDE INFORMAL GLOBAL DE ‘MOVIMENTOS CÍVICOS DE CIDADE’ E UM
ESPAÇO DE REFLEXÃO SOBRE POTENCIAL E LIMITAÇÕES DESTAS (NOVAS) FORMAS DE
‘DEMOCRACIA DE PROXIMIDADE’
CONTRIBUTO DO MOVIMENTO ‘CIDADES PELA RETOMA’ PARA PAINEL ‘DEMOCRACIA’ DO
MOVIMENTO MILENIO (http://www.movimentomilenio.com/)

Published in: Education, Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
664
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
96
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Global city 2 expresso final

  1. 1. ‘GLOBAL CITY 2.0’ - REDE INFORMAL GLOBAL DE ‘MOVIMENTOS CÍVICOS DE CIDADE’ E UMESPAÇO DE REFLEXÃO SOBRE POTENCIAL E LIMITAÇÕES DESTAS (NOVAS) FORMAS DE‘DEMOCRACIA DE PROXIMIDADE’CONTRIBUTO DO MOVIMENTO ‘CIDADES PELA RETOMA’ PARA PAINEL ‘DEMOCRACIA’ DOMOVIMENTO MILENIO (http://www.movimentomilenio.com/)IDEIAAproveitando o facto de 2011 ser o ‘ano Europeu do Voluntariado para promovermais cidadania activa’ (http://europa.eu/volunteering/), e do crescente reconhecimento dascidades e da condição urbana da humanidade, como elementos vitais para o nosso futuro esustentabilidade comum, ‘CIDADES PELA RETOMA’ assume-se como um movimentoinformal de cidadãos e um desafio público por uma reflexão colectiva sobre o papel dascidades , em particular num momento histórico com importantes evidências de crise(económica, mas não só) e de mudança de paradigma – na verdade, de uma verdadeiratransição histórica.Pretende-se que este movimento se afirme como um ponto de encontro de cidadãosinteressados e de experiências inovadoras (‘boas práticas’) nos mais diversos domínios deintervenção e actuação em cidades (cidadania, tecnologia, economia, urbanismo, ambiente,coesão e inclusão social, cultura e cosmopolitismo), para que as suas propostas, práticas,métodos e resultados possam florescer e inspirar outras experiências, aprofundar diálogos,estimular aprendizagens colectivas, no fundo potenciar o papel das cidades como motoresefectivos do desenvolvimento das regiões e do País.O ‘CIDADES PELA RETOMA’ (http://noeconomicrecoverywithoutcities.blogs.sapo.pt/) teve asua génese inicial de mobilização nas redes virtuais e sociais mas procura dar origem ainiciativas reais em diferentes cidades, visando a organização de SESSÕES DEREFLEXÃO/ACÇÃO SOBRE COMO PODEM E DEVEM AS CIDADES (E AS SUASCOMUNIDADES) DESENVOLVER-SE E ORGANIZAR-SE PARA RESPONDER A ESTE MOMENTODE TRANSIÇÃO. Estas sessões de reflexão pretendem desenhar uma ‘AGENDA LOCAL PARAA RETOMA’ que deverá identificar iniciativas ou projectos de acção no curto, médio e longoprazo, a diferentes escalas (das escalas dos grandes sistemas urbanos e metropolitanos, àsescalas de cada bairro, rua, habitação) num conjunto de domínios chave que tenhampotencial de geração de esperança: de emprego, de animação da actividade económica esocial, de organização espacial e funcional das cidades. Este esforço deverá sercomplementado com a análise e observação de experiências relevantes a nível nacional einternacional (mobilizando para isso os ‘saberes técnicos e científicos’), com a valorizaçãodos esforços cívicos locais relevantes e que já estão no terreno e a utilização demecanismos de comunicação e informação para uma forte mobilização colectiva em tornodesta ‘agenda local para a retoma’ (http://agendalocalpelaretoma.blogs.sapo.pt/).
  2. 2. A iniciativa que o CIDADES PELA RETOMA apresenta ao PAINEL ‘DEMOCRACIA’ doMOVIMENTO MILENIO (organizado pelo EXPRESSO e MILLENNIUM BCP) é o projecto‘GLOBAL CITY 2.0’ - REDE INFORMAL GLOBAL DE ‘MOVIMENTOS CÍVICOS DE CIDADE’ e umESPAÇO DE REFLEXÃO sobre o POTENCIAL DESTAS FORMAS EMERGENTES DE‘DEMOCRACIA DE PROXIMIDADE’.O ‘GLOBAL CITY 2.0’ é uma oportunidade de criar uma plataforma de diálogo econhecimento entre diferentes ‘movimentos cívicos de cidade’ a nível local, nacional einternacional, tirando partida das novas tecnologias. Para além disso, pretende funcionarcomo um espaço de partilha de experiências e de aprendizagem colectiva, com potencialelevado por envolver movimentos cívicos de diferentes países e culturas. Por último, oprojecto é uma oportunidade para mobilizar saberes técnicos e científicos paraaprofundar o conhecimento sobre esta forma de ‘democracia de proximidade’ e sobrea importância das cidades como instrumento e palco da reinvenção da democracia.BENEFÍCIOS DO PROJECTOIdentificam-se os seguintes benefícios/potenciais do projecto:• Dar visibilidade a dinâmicas cívicas locais;• Permite estimular o envolvimento dos cidadãos na vida colectiva local;• Estimular aprendizagens e diálogos entre diferentes movimentos, sobretudo os de maior proximidade física;• Criar condições para um maior escrutínio público das actuações cívicas locais;• Aprofundar conhecimento (técnico-científico) sobre ‘movimentos cívicos de cidade’ACTIVIDADESComo primeiro passo desta rede está já a produzir-se um mapa de ‘blogues [ou sites] deruas, bairros, vilas ou cidades’ promovidos por cidadãos ou grupos (formais ou informais)de cidadãos que gostam de pensar de forma colectiva sobre o futuro das suas cidades(http://globalcity.blogs.sapo.pt/).Como segundo passo, está a desenvolver-se um esforço de mobilização de instituições epersonalidades nacionais e internacionais (investigadores, profissionais das cidades,artistas, jornalistas e cidadãos interessados) para apoiar a divulgação das iniciativas (emparticular o mapa de ‘movimentos cívicos de cidade’) e a reflexão sobre o potencial elimitações deste tipo de dinâmicas cívicas.Num último momento, irá procurar sistematizar-se conhecimento sobre a realidade dosmovimentos cívicos de cidade a nível nacional e internacional, procurando identificartendências/ problemas tipo, agendas de preocupação, modelos organizativos e formas decomunicação.DESAFIO DE MOBILIZAÇÃOO movimento ‘Cidades pela Retoma’ aproveita esta oportunidade para convidar todos ospotenciais interessados – organizações ou indivíduos (investigadores, profissionais dascidades, artistas, jornalistas e demais cidadãos interessados), a manifestar interesse emparticipar no desenvolvimento desta iniciativa global.
  3. 3. MAIS INFORMAÇÃO[blogue] http://globalcity.blogs.sapo.pt/[movimento ‘Cidades pela Retoma’] http://noeconomicrecoverywithoutcities.blogs.sapo.pt/e http://www.facebook.com/CidadespelaRetoma[email] globalcitytwopointzero@gmail.com ou cidadespelaretoma@gmail.comSUBSCRITORES DA PROPOSTAJosé Carlos Mota, Rodrigo Cardoso, Miguel Barbot, João Seixas, Gonçalo Santinha, RuiMatoso, Catarina Rodrigues, Vítor Silva, Clara Nubiola

×