Produção audiovisual para mídias digitais

5,401 views

Published on

Oficina ministrada para PUBLYTAPE e WTN, para estudantes e especialistas do mercado audiovisual.

Published in: Education

Produção audiovisual para mídias digitais

  1. 1. Maio/2009 Mídias Digitais Produção de conteúdo audiovisual para mídias digitais Cristina Felix Diretora Executiva de Produção e-mail: cfelix@publytape.com.br
  2. 2. Maio/2009 Massificação da banda larga no Brasil - Brasil já tem quase 45 milhões de internautas, com crescimento de 56% entre 2007 e 2008 (Ibope/Netratings) - Banda larga cresceu 48% em um ano (junho de 2007 e junho de 2008), chegando a 10 milhões de conexões, número previsto inicialmente para 2010 (Ibope/Netratings) - Mais de 50 milhões de computadores vendidos no país, no segundo semestre de 2008 – venda mais expressiva do que TVs tradicionais (revista Cross Media) - 950 mil conexões de banda larga por celular 3G, número que deve aumentar consideravelmente nos próximos anos (Accenture consultoria)
  3. 3. Maio/2009 Fonte: Converge Comunicações -Revista Tela Viva
  4. 4. Maio/2009 Fonte: Converge Comunicações -Revista Tela Viva
  5. 5. Maio/2009 Fonte: Converge Comunicações -Revista Tela Viva
  6. 6. Desafios da aplicação multiplataforma Os principais pontos - - Segmentação de público - Estrutura de Alta Definição na ponta inicial do workflow - Criação em linguagem de conteúdo multiplataforma - Controle sobre os direitos autorais das obras e suas adaptações - Métricas apuradas em um curto espaço de tempo - Acompanhamento constante da evolução tecnológica e novas oportunidades de aplicação do seu conteúdo.
  7. 7. Estrutura profissional Produção de conteúdo Integração multiplataforma - câmeras - conversão de formatos - editores - administração de conteúdo - iluminadores - diretores - produtores Marketing - redatores - Integração da comunicação - Marketing em redes sociais - Pesquisa: Target, Quali, Quanti -- Estratégia de lançamentos Equipe de TI -- Promoções segmentadas - programadores - administração de rede e servidor
  8. 8. Estrutura profissional Publicidade: - Ass. Imprensa Jurídica - Search Marketing - contratos - Search Optimization - Promoções culturais - Mail Mkt - Redes Sociais - Mkt Viral Comercial - venda de publicidade - venda de conteúdo
  9. 9. Estrutura tecnológica Produção de vídeo - Equipamentos de gravação HD - Estúdio - lhas de edição - Encoding multiplataforma Estrutura Web - Servidor próprio X CDN (Content Delivery Network) - Equipe de TI / Programadores
  10. 10. WORKFLOW Aplicação de conteúdo audiovisual as multiplataformas 3GP High Definition Tape H.264 .TS H.264
  11. 11. Algumas das MULTIPLATAFORMAS de transmissão Mobile (2G/3G) IPTV DTH A produção em HD permite a produção com excelência Indoor para todas as plataformas.
  12. 12. Maio/2009 Mobile - 2G Produto consumido pelos públicos de classes C/D/E, na maior parte aparelhos com sistema pré-pago, e sua plataforma de transmissão prioriza atender a demanda dos aparelhos mais populares, limitando tecnicamente os conteúdos disponibilizados aos seus usuários a duração máxima de 40 segundos Desafios - Aplicação do conteúdo com duração muito reduzida. - Preservar o conteúdo criativo/editorial do produtor original (quando houver adaptações) e se fazer entender. - A concorrência com o mercado informal de produção. - Target C / D / E: Perfil consumidor de conteúdos mais populares, com menor potencial criativo e cultural, e muitas vezes já explorado por outros veículos. Os conteúdos mais aceitos: ADULTO, ESPORTE e HUMOR Vantagens - É uma tecnologia implantada há mais tempo, portanto, existem mais pesquisas qualitativas disponíveis. -Target menos exigente quanto a qualidade do conteúdo (técnica e editorial), podendo, ser usada como uma plataforma de testes sem sofrer grandes críticas. - Modelo de exibição disponível na grande maioria das operadoras de mobile no Brasil.
  13. 13. Maio/2009 Mobile - 3G Produto mais recente, consumido ainda de forma tímida pelos públicos de classes A/B/C, a cultura ainda está sendo propagada e conflita, constantemente, com a tecnologia e banda larga disponível no Brasil. A concentração de seus consumidores está na região Sudeste, em especial São Paulo e Rio de Janeiro. Desafios - A necessidade de aplicar seu conteúdo a um público concentrado na Região Sudeste (regionalização) - A tecnologia disponível em nosso país ainda é frágil, tornando-se uma deficiência que é aplicada, pelo público consumidor a plataforma/operadora, e consequentemente ao seu produto e/ou marca. - Público mais jovem que está mais “antenada” com a tecnologia 3G. Vantagens - Plataforma mais moderna, sem grande limitação de duração, para exibição do conteúdo. - Maior qualidade na transmissão de áudio e vídeo na utilização do serviço em aparelhos mais modernos. - Target com maior poder aquisitivo. Geração de receita (consumo próprio / pontecial aumentado frente a patrocinadores)
  14. 14. IPTV Sistema de transmissão de vídeo, através de um protocolo IP para um “set top box, que converte o sinal em vídeo analógico para exibição em televisores. As plataformas podem ser abertas (pacotes) ou fechadas (pay-per-view). Sistema em evolução no mercado internacional, e pouco avançado no Brasil devido as dificuldades legislativas impostas e a tecnologia de banda larga pouco avançada. Variedades Chegou no Dicas da Videon Semana BBC Adult Swin TV Cultura TNT SESCTV WTN Documentár ios TV Escola Negócios Treinamento s
  15. 15. Maio/2009 DTH Plataforma de exibição via satélite LINEAR, o sistema DTH (Direct To Home) vem crescendo de forma mais animadora no Brasil, se tornando um potencial concorrente ao modelo da TV a Cabo. No ano passado seu crescimento foi de 18,05% entre o segundo e o terceiro trimestre, alterando a fatia do mercado de TV a Cabo a menos de 60% pela primeira vez, desde o seu lançamento. Desafios - A concentração do formato DTH em poucas operadoras, por questões tecnológicas e políticas. A Telefônica atualmente é a TOP1 do segmento, com uma base de assinantes de mais de 428mil usuários. - A regionalização do formato. - A falta de informação para o público de massa, consumidor de programação linear tradicional, que tem grande potencial para migrar para o modelo DTH. Vantagens - Plataforma linear que pode preservar o seu produto, para exibição, sem limitação de duração e com sinal de áudio e vídeo digital. - Os investimentos no modelo DTH estão em crescente. - Métricas de audiência mais rápidas e precisas, sem intervenção de institutos de pesquisa terceirizados. Esses números irão girar entre você (detentor do conteúdo) e as operadoras.
  16. 16. Maio/2009 INDOOR Veículo com potencial de exibição para um grande número de pessoas, e que poderá ser segmentado ao perfil dos consumidores do produto que você idealizou. O sistema de administração da grade de programação na sua maioria, é digital, via web. Desafios - Adaptação do seu conteúdo a um modelo, na maior parte das vezes, sem áudio, e de pouco tempo para absorção do público (transeuntes) com CRIATIVIDADE e IMPACTO . - Métricas completamente dependentes do administrador do veículo, e pesquisas de opinião muito muito subjetivas, dificultando o prospect comercial junto a patrocinadores com uma linha mais tradicional e conservadora. Vantagens - A administração da grade, via internet, agiliza a atualização do conteúdo e informações. - Segmentação do conteúdo a determinado público. - Mídias estratégicas em veículos de massa: ÔNIBUS, TÁXI, BARCAS, TRENS, METRÔ. O público não tem opção, e acaba se envolvendo com o conteúdo.
  17. 17. WEB TV Veículo de transmissão via internet, com livre acesso a sua programação, no formato “on demand”, e com mecanismos de interatividade que aproximam o idealizador do conteúdo com seu público. É o modelo digital, atualmente, de maior penetração, visto que o Brasil é um dos cinco países com maior número de usuários da ferramenta no mundo. Não exige concessão de canal, diminuindo o tempo de implantação e a burocracia acerca de um processo tradicional de TVs. Desafios - A necessidade do avanço da banda larga no Brasil, proporcionando uma transmissão de maior qualidade ao seu usuário. - A concorrência com o mercado informal, e os portais de vídeo com apelo ao público jovem (em especial). - Adaptar a linguagem de um produto audiovisual ao perfil do consumidor da web, como por exemplo, o tempo médio, a rejeição a publicidade “gratuita”, a interatividade e etc. - A necessidade de buscar profissionais cada vez mais especializados no segmento, principalmente no que diz respeito ao marketing e publicidade no ambiente web. Vantagens - As métricas precisas (data, hora, local, tempo médio) e ágeis que podem ser administradas pelo próprio idealizador/produtor do conteúdo stravés de ferramentas gratuitas e de credibilidade no mercado. (Ex.: Google Analytics) - Crescimento do investimento no mercado publicitário. - Mecanismos de interatividade e, por conseqüência, o aumento de audiência (Como exemplo: promoções culturais, blogs, participação em quiz aumentando a afinidade com seu público e e etc).
  18. 18. Cases – Perfis específicos Mail marketing - Base cadastrada de 250 mil emails específicos no nicho médico, fonte de parcerias com sociedade e conselhos regionais de medicina. - Taxa média de retorno em e-mail marketing: 5% - Maior tempo médio de exibição dentro da grade de programação WTN com 8 (oito) minutos, e por consequencia a maior taxa de aproveitamento com 85% de exibição de seus episódios.
  19. 19. Cases – Perfis específicos Marketing viral - Programa com o grupo DeZnecessários com uma edição dinâmica dos melhores momentos durante o Pocket Show realizado semanalmente no Rio de Janeiro, e disponibilização de esquetes humorísticas na íntegra de todos os participantes do grupo DeZnecessários e seus convidados. - “Traficante Gay” – Case viral com mais de dois milhões de acessos no youtube, apresentado e aplaudido em todas as aparições do grupo em seu stand up. - Repercussão: Parte do elenco já faz parte do programa Pânico na TV com personagens fixos e consolidados, duas entrevistas ao Programa do Jô (TV Globo), duas temporadas de sucesso recentes na casa de espetáculos Vivo Rio, início da turnê com o espetáculo pelo Brasil após 2 anos de apresentações ininterruptas do grupo no Pueblo Bar/SP. - WTN Humor: distribuição de peças virais para os 15 principais portais de vídeo da internet.
  20. 20. Cases – Perfis específicos Promoção cultural A promoção: As bandas publicariam músicas de sua autoria em uma rádio virtual da WTN, e abrimos o espaço para votação popular. A premiação: A banda mais votada, ao longo de um mês, seria convidada para uma participação no programa WTN Show, ancorado pelo músico Vinny, e gravaria duas músicas em nossos estúdios no formato acústico. O lançamento da promoção: - Primeiros três dias: mais de 40 mil votos - Após o terceiro dia de lançamento: Ativação de cadastro por email (mailling de pertinência) Resultado positivo da promoção: - 120 mil votos - Crescimento de 400% no número de visitas no WTN Show - Vencedor: Banda Veroz, de São Paulo, com 45 mil votos. - O programa gravado com a banda VEROZ foi a terceira maior audiência da programação em 2008.
  21. 21. Cases – Perfis específicos Públicos de nicho - Maior audiência de toda a programação da WTN em 2008. - Divulgação em comunidades, foruns e blogs do meio teatral e artístico pelo apresentador do programa, o ator e produtor cultural: Augusto Garcia. - O programa se transformou numa referência dentro principais festivais culturais, em especial os teatrais em todo país, sendo convidado constantemente para cobrir uma agenda super ativa de cultura brasileira. - Divulgação: Mail Mkt - Investimento em publicidade: NENHUM (0 reais) - Top 3 WTN: 380.000 visitas / mês - Rede Colaborativa:
  22. 22. Aspectos comerciais Quem está na web: Os 10 maiores anunciantes do Brasil
  23. 23. Por que estar presente na Web - 75% dos internautas assistem a vídeos on-line, um aumento de 36% em relação ao ano passado (PriceWaterhouseCoopers) - O brasileiro é o internauta que fica mais tempo conectado no mundo: 22hs e 26min (ibope / netratings) - Os internautas são 47% mais engajados em anúncios que são exibidos em vídeos online em comparação com a TV tradicional. (Simmons) - A Internet foi o meio com maior crescimento em investimento, se comparado o 1º semestre de 2008 com o mesmo período de 2007 (intermeios) (Tela Viva 2008)
  24. 24. O conteúdo e suas “multiaplicações” Geração de receita a partir de conteúdo High Quality Grátis Ads Plataforma própria Pago PPV Conteúdo Fee B2B - Multiplataforma Ad Os consumidores são 47% mais engajados em anúncios em vídeos online em comparação com a TV (Simmons) Revenue PPV – EM 2010, o aluguel e compra de vídeo online Share vai representar 40% do total de vendas. (Parks Associates)
  25. 25. Monetização na web Plataforma mais eficaz e direcionada ao público alvo - Custos de transmissão reduzidos - Oferta de conteúdo On Demand - Perfil de público x Produto - Canal direto de compra (e-commerce) - Licenciamento: DVD DEZnecessários (WTN Humor) - Pay Per Download WTN Fight
  26. 26. Algumas conclusões - A internet possibilita a exploração comercial de públicos de nicho (Long Tail). - Qualquer que seja o modelo de negócio, ele só será bem sucedido com uma ampla compreensão do público-alvo e a elaboração de um produto de qualidade (intelectual e técnica) - A integração com outras plataformas é importante na formação do modelo comercial. - A televisão tradicional continua sendo um veículo muito relevante no meio massivo (tempo médio de 4h e 42min mensais), porém, com uma queda crescente junto ao público mais jovem. Paralelamente a web vem se destacando em função de sua segmentação e eficácia.
  27. 27. Maio/2009 Mídias Digitais Produção de conteúdo audiovisual para mídias digitais Cristina Felix Diretora Executiva de Produção e-mail: cfelix@publytape.com.br

×