Desenvolvimento de aplicações para dispositivos móveis módulo i - aula 1

4,314 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
4,314
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
798
Actions
Shares
0
Downloads
129
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Desenvolvimento de aplicações para dispositivos móveis módulo i - aula 1

  1. 1. Módulo I - IntroduçãoCarlos Eugênio Torres Faculdade ChristusEngenheiro de Informática Sistemas de Informaçãohttp://cetorres.com 03/09/2010
  2. 2.  Graduado em Ciência da Computação pela UFC, Brasil (2004); Graduado em Engenharia Informática e de Computadores pelo IST, Portugal (2005); Mais de 10 anos de experiência com desenvolvimento móvel, inclusive internacional, na Vodafone Telecom, Portugal; MBA em Gestão de Projetos pela FGV, Brasil (em andamento); Fundador da Cacira Tecnologia, empresa especializada em soluções para as plataformas web e móvel (http://cacira.com.br).
  3. 3.  Módulo I - Introdução  Dia 03/09 ▪ Conceito de Mobilidade; ▪ História da computação móvel; ▪ Utilidade das aplicações móveis; ▪ Desafios; ▪ Necessidades do mercado;  Dia 17/09 ▪ Características técnicas dos dispositivos móveis; ▪ Principais plataformas de desenvolvimento; ▪ Plataformas mais indicadas para cada solução; ▪ Aplicações móveis e a internet;  Dia 24/09 ▪ Prática: Montagem de um ambiente de programação em uma plataforma de desenvolvimento móvel;  Dia 01/10 ▪ Prática: Desenvolvimento de um mini-projeto de aplicação móvel.
  4. 4.  O que é Mobilidade?  Segundo Reza BFar (2005), mobilidade ou sistemas computacionais móveis são sistemas computacionais que podem facilmente ser movidos fisicamente ou cujas capacidades podem ser utilizadas enquanto eles estão sendo movidos;  Como estes sistemas prevêem tal mobilidade, eles normalmente oferecem recursos e características que não encontramos em sistemas comuns.
  5. 5.  Características  Pequenos em tamanho;  Capacidade de memória e processamento limitada;  Baixo consumo de energia;  Robustez e confiabilidade;  Conectividade limitada;  Curto tempo de inicialização;  Monitoramento de nível de energia para prevenção de perda de dados;  Armazenamento de dados local e/ou remoto, através de conexão com ou sem fio;  Sincronização de dados com outros sistemas.
  6. 6.  A vantagem mais trivial da mobilidade é a possibilidade de acessar dados em qualquer lugar e a qualquer momento. Com sistemas móveis bem planejados, é possível:  Reduzir custos de comunicação;  Reduzir custos de entrada/processamento de dados;  Otimizar o tempo;  Aumentar o faturamento das empresas.
  7. 7.  A computação móvel iniciou em meados de 1992, com a introdução pela Apple no mercado de um dispositivo – um handheld – chamado Newton; Ele chegou com o conceito de tela sensível ao toque e 1 MB de memória total; Mas era muito grande, pesado e caro. Então não muita repercussão.
  8. 8.  Em 1996, a U.S. Robotics lançou o (Palm) Pilot 1000 e 5000, dispositivos que tiveram uma grande aceitação no mercado e lançaram as bases de toda uma plataforma de “Palms” que chegaram a atingir 80% do mercado mundial e existem até hoje. A U.S. Robotics foi adquirida pela 3Com, que depois desvinculou dela a empresa Palm Inc., sendo esta totalmente focada nesta nova plataforma de dispositivos.
  9. 9.  Também em 1996, começaram a surgir dispositivos com o Windows CE 1.0, da Microsoft, como o NEC MobilePro 200 e o Casio A-10. Até o lançamento do Windows CE 3.0 e da plataforma Pocket PC, em 2000, a plataforma Windows CE não teve grande aceitação do mercado. Mas a partir do Sistema Operacional Pocket PC 2000, embutido em dispositivos como o HP Jornada e o Compaq Ipaq, esta plataforma NEC MobilePro 2000 com Windows CE ganhou aceitação do mercado e começou a crescer. HP Jornada com Windows Pocket PC
  10. 10.  E os telefones móveis?  Paralelo ao desenvolvimento de dispositivos de processamento móvel de informações, também avançava a telefonia móvel;  Iniciou bem antes dos primeiros handhelds, em 1973, quando a Motorola criou primeiro telefone realmente móvel e portátil, o Motorola DynaTAC 8000X. Nasceu a primeira geração de celulares analógicos;  Em 1990 surgiu a segunda geração, 2G, já com tecnologia de rede digital. A rede GSM veio logo em seguida, lançada na Finlândia. Melhorou a transmissão de voz, barateou o custo e massificou a utilização de celulares no mundo;
  11. 11.  E os telefones móveis?  Em 2001 apareceu no Japão a rede 3G, digital e de alta velocidade, proporcionando melhor transmissão de dados em conjunto com voz e a tão sonhada vídeo-chamada tornou-se realidade. Surgiram também os primeiros smartphones, mistos de telefone celular e processadores de informação móvel, “Palms”, com múltiplas tecnologias embutidas, como WiFi, GPS, Bluetooth. Hoje é febre mundial;  Em meados de 2009 , surgiu a rede 4G com a promessa de velocidades de transmissão 10 vezes superiores à 3G. Hoje em dia ainda há poucos aparelhos com essa tecnologia e as redes e operadoras ainda estão estudando como aderirem a ela. Com a 4G, acaba a diferença entre voz e dados, tudo vira dados, a transmissão agora toda via internet, utilizando conceitos de VoIP e streaming.
  12. 12.  A empresa Symbiam, formada em 1998 por alguns dos maiores fabricantes de celulares do mundo, entregou ao mercado, juntamente com a PSION, o sistema operacional Symbiam, que roda na maioria dos smartphones e handhelds da Nokia, e detém a maior fatia do mercado europeu atualmente.
  13. 13.  A computação móvel pode ser aplicada a praticamente todas as atividades e/ou os segmentos de negócio que lidam com informações. É preciso apenas descobrir como. Isto porque todo mundo que trabalha nestas atividades/segmentos se desloca, em maior ou menor grau. Entre algumas das aplicações possíveis, podemos destacar:  Consultas de informações e relatórios, de forma online ou offline;  Processos de venda (automação da equipe de vendas externa);  Processos de contagem/inventário em geral;  Processos de ordens de serviço em campo;  Gerenciamento de informações, contatos, ERPs, CRMs.
  14. 14.  Apesar de todos os benefícios que a mobilidade pode trazer, existem desafios e barreiras que precisam ser transpostos para viabilizar certas soluções que usam aplicações móveis:  Custo do hardware. Para certas aplicações, são demandados certos dispositivos que têm um custo ainda relativamente elevado;  Baixo poder de processamento. Como os dispositivos móveis tem reserva de energia limitada, para garantir uma autonomia de uso razoável, a saída é cortar em poder de processamento das CPUs. Isto faz com que não seja prático realizar certos processamentos mais pesados nos dispositivos móveis;
  15. 15.  Pouca infra-estrutura de comunicação. A rede de comunicação de dados existente (WI-FI, 3G, GSM/GPRS ou EDGE) ainda não está nem confiável, nem abrangente o suficientemente para certos tipos e arquiteturas de aplicações; Mão-de-obra insuficiente. Ainda há pouca gente no mercado preparada para desenvolver soluções móveis da maneira correta; Interoperabilidade. A comunicação de sistemas móveis com sistemas já existentes nas empresas é um grande desafio, principalmente porque tais sistemas muitas vezes não foram construídos considerando este tipo de interação; Cultura. Tanto as empresas de desenvolvimento quanto os usuários ainda não têm uma cultura de acessar informações de forma móvel. Talvez porque não saibam que já podem.
  16. 16.  O mercado de aplicações e dispositivos móveis está em crescimento acelerado; Há fortes necessidades para soluções:  Corporativas;  Para venda em lojas de aplicações móveis;  Conectadas com a computação em nuvem;  Conectadas a redes sociais;
  17. 17.  Segundo a consultoria Gartner, líder mundial em pesquisa e aconselhamento sobre tecnologia, as 10 maiores necessidades para aplicações móveis até 2012 são:  Transferência de fundos: serviço permite a operação de transferência de dinheiro utilizando o Short Message Service (SMS). Seu custo menor, maior velocidade e conveniência - comparados com os serviços tradicionais de transferência - têm um forte apelo para usuários nos mercados em desenvolvimento, mas há desafios em termos de regulamentação e riscos operacionais;
  18. 18.  Serviços com base na localização (LBS): fazem parte dos serviços sensíveis ao contexto, um serviço que, segundo o Gartner, deverá ser um dos que causarão maior impacto nos próximos anos. A consultoria prevê crescimento na base de usuários, em termos globais, de 96 milhões em 2009 para mais de 526 milhões em 2012; Pesquisa Móvel: tem como principal objetivo impulsionar oportunidades de venda e de marketing nos telefones móveis, mas precisa melhorar a experiência dos usuários de pesquisa móvel para que as pessoas retornem;
  19. 19.  Navegação móvel: tecnologia amplamente disponível, presente em mais de 60% dos aparelhos vendidos em 2009. Esse número que, segundo o Gartner, deverá aumentar para aproximadamente 80% em 2013; Monitoramento móvel da saúde: serviço pode ajudar governos, instituições de saúde e usuários de serviços de saúde a reduzir os custos relacionados a doenças crônicas e melhorar a qualidade de vida de seus pacientes;
  20. 20.  Pagamento móvel: serviço está nesta lista graças ao número de partes interessadas (operadoras móveis, bancos, comerciantes, fornecedores de equipamentos, reguladores e consumidores) e do crescente interesse dos mercados desenvolvidos e em desenvolvimento. Em virtude das muitas opções de tecnologias e modelos de negócio, o pagamento móvel será um mercado altamente fragmentado; Near Field Communication Services (NFC): permite a transferência de dados sem contato entre dispositivos compatíveis, bastando colocar um próximo ao outro, cerca de 10 centímetros. Seu maior desafio é chegar a um acordo comercial entre operadoras móveis e provedores de serviços;
  21. 21.  Propaganda Móvel: gasto total com propaganda móvel em 2008 foi de US$ 530,2 milhões, e o Gartner acredita que esse valor chegue a US$ 7,5 bilhões em 2012. O serviço será uma forma importante de as empresas lucrarem com conteúdo móvel, oferecendo aplicações e serviços gratuitos aos usuários finais; Mensageiro instantâneo móvel: problemas de preço e funcionalidade têm dificultado a adoção de mensageiros instantâneos móveis. Aresenta uma oportunidade para a propaganda móvel e para as redes sociais; Música Móvel: mercado de música móvel tem sido decepcionante até agora. Por outro lado, não se pode diminuir do serviço. A consultoria observou esforços de vários players em termos de modelos inovadores, como pacotes de equipamentos ou serviços, para solucionar questões de preço e funcionalidade;
  22. 22. FIMdúvidas?

×