MESA: Desenvolvimento de Software em Startups Praticas, dicas e aplicabilidade nesse ambiente de Inovação

493 views

Published on

Moderação na Campus Party 2 em Recife 2013 da MESA: Desenvolvimento de Software em Startups Praticas, dicas e aplicabilidade nesse ambiente de Inovação. Onde podemos sentar a academia, representada pelo Prof. Dr. Hermano Perrelli, Pro-reitor de Planejamento da UFPE e coordenador do grupo de pesquisa de projetos GP2. Marcel Pinheiro, co-fundadador de um rede social de concursos e Thiago Atianesio da Fan Studios

MESA: Desenvolvimento de Software em Startups Praticas, dicas e aplicabilidade nesse ambiente de Inovação

  1. 1. Adm. Eduardo Freire www.facebook.com/frameworkgp @eduardofreire MESA: Desenvolvimento de Software em Startups Praticas, dicas e aplicabilidade nesse ambiente de Inovação
  2. 2. AGENDA • Alinhamentos • Inovação • Discussões • …..
  3. 3. Nosso time Hermano Perrelli Igor Costa Marcel Pinheiro Thiago Atianesio
  4. 4. 1910 s 1950s 1960s 1970s 1980s 1990 s 2000s (1861–1919) The Gantt Chart developed by Henry Laurence Gantt (1950s) The Critical path method (CPM) invented (1958) The Program Evaluation and Review Technique (PERT) method invented (1969) Project Management Institute (PMI) established (1975) PROMPTII methodology created by Simpact Systems (1986) Six Sigma Methodology (1987) First PMBOK Guide published (1989) PRINCE method derived from PROMPTII is published by the U.K. Government (2000) Portfolio Management Techniques (1995) Agile Project Management (1960s) Earned Value Management (EVM) Evolução do Gerenciamento de Projetos Mantendo-se atualizando nos tempos
  5. 5. ANTES… (….. David A. Owens, Phd
  6. 6. UMA QUESTÃO… INOVAÇÃO OU MUDANÇA?
  7. 7. O QUE É INOVAÇÃO? • Novo • Nova mudança • Nova mudança que é positiva • Nova mudança que é positiva e implementada
  8. 8. #dica INOVAÇÃO: O que NÓS fazemos com eles MUNDANÇA: O que ELES fazem com a gente
  9. 9. Sua “Grande Idéia” não cria obrigações para os outros com a Mudança.
  10. 10. PONTO MAIS IMPORTANTE SOBRE INOVAÇÃO VENDER SUAS IDEIAS
  11. 11. POR ENQUANTO… …) David A. Owens, Phd
  12. 12. •Índice •Sumário Executivo •Declaração de Escopo •EAP e Dicionário •Organização do Projeto (com papéis e responsabilidades) •Cronograma Detalhado •Orçamento •Plano de gerenciamento do escopo do projeto •Plano de gerenciamento do cronograma •Plano de gerenciamento de custos •Plano de gerenciamento da qualidade •Plano de gerenciamento das comunicações •Plano de gerenciamento de pessoal •Plano de gerenciamento de riscos •Plano de gerenciamento de aquisições •Controle Integrado de Mudança •Sistema de gestão da configuração •Aprovações e assinaturas BUROCRÁTICO DEMAIS PARA SER ASSIMILADO POR ALGUMAS ORGANIZAÇÕES….
  13. 13. Por onde começar?
  14. 14. Fazejamento?
  15. 15. O que de fato funciona?
  16. 16. Quais lições aprendidas?
  17. 17. Teoria + Prática e/ou Teoria X Prática?
  18. 18.
  19. 19. Abordagem experimental: • Compartilhar processos. • Incetivar a propriedade coletiva de idéias. • Permitir que as equipes aprendam umas com as outras.
  20. 20. “A humildade exprime, uma das raras certezas de que estou certo: a de que ninguém é superior a ninguém” Paulo Freire

×