Successfully reported this slideshow.
Your SlideShare is downloading. ×

Ditadura militar no Brasil - resumo

Ad
Ad
Ad
Ad
Ad
Ad
Ad
Ad
Ad
Ad
Upcoming SlideShare
Ditadura militar
Ditadura militar
Loading in …3
×

Check these out next

1 of 16 Ad
Advertisement

More Related Content

Slideshows for you (20)

Viewers also liked (20)

Advertisement

Similar to Ditadura militar no Brasil - resumo (20)

Recently uploaded (20)

Advertisement

Ditadura militar no Brasil - resumo

  1. 1. DITADURA MILITAR NO BRASIL Do golpe à redemocratização (1964-1985) Prof. Cecília Chagas
  2. 2. POR QUE OS MILITARES TOMARAM O PODER EM 1964 NO BRASIL ? Para restaurar a disciplina e a hierarquia nas forças armadas e evitar a possibilidade de implantação de uma ditadura comunista, seguindo assim a Doutrina de Segurança Nacional da Escola Superior de Guerra, que era contrária a revoluções populares como a que aconteceu em Cuba, em 1959.
  3. 3. Os militares tomam o poder...
  4. 4. QUE MEDIDAS AUTORITÁRIAS FORAM TOMADAS PELOS MILITARES NOS PRIMEIROS ANOS NO PODER? • FORTALECIMENTO DO PODER EXECUTIVO (PRESIDENTE); • PRISÕES E TORTURA DE OPOSITORES; • SUSPENSÃO DOS DIREITOS POLÍTICOS DA POPULAÇÃO; • CASSAÇÃO DE MANDATOS; • BIPARTIDARISMO (ARENA e MDB).
  5. 5. O QUE ERA O ATO INSTITUCIONAL (AI) ? Instrumento jurídico excepcional através do qual os governos militares tomaram medidas contrárias à Constituição em vigor, com os isso os militares davam uma imagem de legalidade a medidas ilegais.
  6. 6. POR QUE O PERÍODO APÓS O AI-5 (1968) FOI CHAMADO DE “ANOS DE CHUMBO” ? Porque o AI-5 foi o ato mais repressor de todos, limitando muito as liberdades civis e políticas. O objetivo era conter as manifestações contra a ditadura militar. Aumentaram então as prisões, torturas, desaparecimentos, assassinatos e exílio de opositores ao governo.
  7. 7. ... juventude contra a ditadura...
  8. 8. A “LINHA DURA” NO PODER ! Essas manifestações ganharam força quando os militares “linha dura” tomaram o controle do governo, impedindo eleições diretas para presidente em 1967 como queriam o presidente Castelo Branco e os militares “moderados”. Quem assumiu a presidência foi o general “linha dura” Costa e Silva.
  9. 9. GUERRILHEIROS: a oposição armada Após o AI-5, parte da oposição, impedida de se manifestar, resolve lutar contra o governo através de ações de guerrilha. Surgiram vários grupos que realizavam sequestros de autoridades, assaltos a bancos e outras ações violentas a fim de derrubar o governo. Forma derrotados rapidamente pelo governo.
  10. 10. “Os anos de chumbo”
  11. 11. O “MILAGRE ECONÔMICO” E O DISCURSO UFANISTA DOS MILITARES • O milagre econômico foi o crescimento econômico com grandes obras pelo país e investimentos privados com capital nacional e estrangeiro; • Apoiados no crescimento econômico e no sucesso da seleção de futebol na Copa de 1970, o governo passou a propagandear a ideia nacionalista de amor ao Brasil Grande: “BRASIL, AME-O OU DEIXO!”
  12. 12. OS ÚLTIMOS DEZ ANOS DA DITUDURA • Como foi o processo de abertura política com Ernesto Geisel e João Figueiredo após os governos linha dura de Costa e Silva e Emilio G. Médici? • Como foi a redemocratização do país a partir da eleição do primeiro presidente civil em 21 anos, Tancredo Neves?
  13. 13. GOVERNO GEISEL: o retorno dos moderados • Retirada dos “linha dura” de altos postos do governo; • Ações autoritárias para garantir do MDB nas eleições de 1976; • Crescimento da oposição: MDB, movimentos populares e movimento sindical. Importante participação da Igreja Católica; • Início da crise internacional do Petróleo (1977): fim do “milagre econômico”.
  14. 14. GOVERNO FIGUEIREDO: a transição lenta e gradual para a democracia • Fim do AI-5, do bipartidarismo e anistia para os presos e exilados políticos e para os crimes políticos dos militares; • Militares radicais da linha dura tentam impedir a abertura com ações violentas; • Movimento das Diretas-Já: população vai às ruas pedir eleições diretas para presidente. Ainda assim, as eleição de 1984 foram indiretas.
  15. 15. Movimento “diretas-já”

×