Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Claudio diniz alves pg - gógol

Slide utilizado na apresentação de meu projeto de graduação na Universidade do Estado de Minas Gerais em dezembro de 2009.

  • Login to see the comments

  • Be the first to like this

Claudio diniz alves pg - gógol

  1. 1. Universidade do Estado de Minas Gerais Escola de Design Cláudio Diniz Alves Orientadora: Joana Alves Design Gráfico - Noite Design Editorial
  2. 2. Quem foi Gógol?  um dos grandes nomes da literatura mundial;  nasceu na Ucrânia em 1.º de abril de 1809;  teatrólogo, romancista e contista;  precursor do realismo fantástico;  autor de obras importantes como: Almas mortas, O nariz, O Diário de um Louco, Noites na Granja Perto de Dikanka ...  fase adulta vivendo na Rússia e viajando pela Europa;
  3. 3. Gógol - Perfil  tinha um espírito observador e uma profunda compreensão da natureza humana;  inovador no plano da linguagem, estilo e gêneros narrativos;  construiu enredos e personagens inusitados: um homem que perde o nariz (que cria vida própria); um comprador de escravos mortos... Monumento a Gógol, São Petersburgo, Rússia
  4. 4. Gógol - Psique  tinha personalidade enigmática, autodestrutiva, insegura;  tinha dificuldades em relações afetivas e amorosas;  era profundamente religioso, moralista e tinha medo patológico da morte e do inferno;  comicidade, escárnio e zombaria são características presentes em suas obras (forma de liberação psicológica). Gógol queima manuscritos da segunda parte de Almas Mortas Detalhe da tela de I. Répin, 1909
  5. 5. Problema  projetar uma caixa comemorativa do bicentenário de Gógol (contendo três livros do escritor);  livros: O Inspetor Geral, O Capote e Táras Bulba. Primeira edição de O Inspetor Geral, 1836
  6. 6. Objetivos gerAl  divulgar a importante obra de Gógol; esPeCÍFiCos  homenagear o autor em virtude das comemorações de seu bicentenário;  tornar mais conhecida a cultura russa e ucraniana ao público brasileiro;  produzir uma publicação com layout atraente, funcional e contemporâneo, mas, que também reflita aspectos da época em que o escritor viveu. Cartaz do Gógol Fest em 2009
  7. 7. Justificativas  Gógol é um dos maiores gênios da literatura universal;  a UNESCO anunciou 2009 como “o ano de Gógol”/vários eventos e exposições comemorativos;  Gógol é um escritor pouco conhecido no Brasil, em contraste com outros autores russos como Dostoiévski e Tolstói;  contemporaneidade dos escritos de Gógol (exemplo: O Inspetor Geral e a corrupção da política no Brasil). Cartaz do Festival Gógol em Paris, 2009
  8. 8. Justificativa - Escolha de Obras  para dar conhecimento dos três tipos de generos literários utilizados por Gógol: Dramaturgia: O Inspetor Geral; Conto: O Capote; Romance: Táras Bulba.  são três obras que enfocam diferentes ângulos da cultura russa e ucraniana: O Inspetor Geral trata da Rússia provinciana; O Capote trata da Rússia urbana; Táras Bulba tem como tema o folclore e os costumes da Ucrânia (séc. 15).
  9. 9. Métodos e Procedimentos  leitura dos três textos do autor;  leitura de duas biografias de Gógol;  coleta de artigos acadêmicos, revistas, sites, jornais sobre Gógol e seu bicentenário;  visita à sede do Grupo Galpão, assitir à peça Diário de um Louco no Palácio das Artes e ao DVD da peça O Inspetor Geral;  pesquisa de layouts de edições antigas (nacionais e internacionais) dos livros do autor;  estudo de arte, história e cultura da Ucrânia e da Rússia;  produção de caderno de processos e de pesquisas;  geração de alternativas;  criação de layout e diagramação; produção gráfica.
  10. 10. Ilustrações  design de superfície em harmonia com as padronagens e imagens decorativas utilizadas nos séculos 15 a 19 em armas, vestuário, publicações e arquitetura.  simbologia da cruz (em vista da marcante religiosidade do autor e do elemento implícito na guerra santa da cristantade ortodoxa narrada em Táras Bulba e vida após a morte em O Capote). Design de Superfície utilizado nas capas: várias cruzes
  11. 11. Antigo e Contemporâneo aspectos de época: papel (old natural, da Finepapers, com visual  envelhecido), uso de fita como marcador, capa flexível e tipografia (serifada, unciais, capitulares e baseadas em tipo russo antigos).  elementos contemporâneos: layout da capa, o posicionamento dos fólios e página editorial, aberturas das seções em O Capote, marcação dos personagens em O Inspetor Geral e uso do vazado na numeração dos capítulos em Táras Bulba. The Serif: algarismos elzeverianos (ascendentes e descendentes em números). Caracteristica de escrita antiga em tipografia atual.
  12. 12. Tipografia fonte baseada na tipografia do alemão Justus Walbaum (contemporâneo de Gógol) (tipografia baseada em escrita uncial russa antiga) (tipografia contemporânea com serifa, Lucas Fonts) (fonte baseada em escrita russa antiga)
  13. 13. O Inspetor Geral  sátira implacável da relação dos habitantes de uma cidade provinciana com as autoridades. O tema, foi extraído do ditado russo “A culpa não é do espelho se a cara é torta”. Considerada a primeira comédia realista;  palavras-chave: corrupção, hipocrisia, caricatura, estelionato e deboche). Cenas da peça O Inspetor Geral, Grupo Galpão Belo Horizonte, 2003
  14. 14. O Inspetor Geral  paleta de cores: Preto AmArelo ouro sujeira egoísmo coisas escondidas riqueza orgulho alegria (humor)  recurso gráfico utilizado: marcadores de texto para distinguir personagens e falas.
  15. 15. Táras Bulba  romance épico de cunho nacionalista narra as sangrentas batalhas entre ucranianos e poloneses no século 15. Narra de maneira vívida a vida dos cossacos;  palavras-chave: guerra, épico, sangue, nacionalismo e traição. Cena do filme Táras Bulba: Ucrânia, 2009
  16. 16. Táras Bulba  paleta de cores: Vermelho violência Preto barbarismo funeral guerra morte sangue ação coragem  recurso gráfico utilizado: escrita uncial agressividade gótica russa (séc. 15) pra capitulares e numeração dos capítulos.
  17. 17. O Capote  um pobre empregado de escritório toma a grande decisão de mandar fazer um capote novo. Ainda na mesa do alfaiate, o capote torna-se o sonho da sua vida, mas na noite em que o estreia roubam-no numa rua sombria;  palavras-chave: baixa auto-estima, urbano, assédio moral, pobreza e exploração. Cenas do filme O Capote: EUA, 1959
  18. 18. O Capote  paleta de cores: CiAno frio Preto gelo noite miséria CinzA opressão tristeza decadência inverno  recurso gráfico utilizado: diminuição cimento progressiva do tamanho do parágrafo inicial de cada sessão do livro (referência à decadência, Akaki Akakiévitch depressão, opressão e humilhação/ Akaki Akakiévitch na última parte orcorre o contrário: Akaki Akakiévitch fortalecimento do protagonista). Akaki Akakiévitch Akaki Akakiévitch
  19. 19. Embalagem objeto funcional e não descartável;   objeto decorativo e de proteção;  pode ser facilmente incluída em uma estante de livros. roxo igreja profundidade mistério espiritualidade misticismo teologia
  20. 20. Dimensões e Extensão 13 cm O Capote: 48 páginas; Táras Bulba: 172 páginas; 18 cm O Inspetor Geral: 192 páginas.
  21. 21. Táras Bulba - Capítulo e Capitular
  22. 22. Táras Bulba - Corpo de Texto
  23. 23. O Inspetor Geral - Abertura de Ato
  24. 24. O Inspetor Geral - Corpo de Texto
  25. 25. O Capote - Abertura de Sessão
  26. 26. O Capote - Corpo de Texto
  27. 27. Capas
  28. 28. Capas e Lombadas
  29. 29. Lombadas
  30. 30. Agradecimentos JoAnA AlVes pela orientação e dedicação; mArio sAntiAgo pelo apoio e valiosas dicas; mAriAnA misk e DAnielA luz; luizA BArCelos, Annelize e equiPe; AmPlis e AnA mAriA; Aos ColegAs De ClAsse pela convivência e ajuda nos 4 anos de curso; A ADemir morAis, CAleBe gArCiA e VAnDerlei riCCio; A toDos os Presentes em minhA APresentAção.

×