Quadro reus

357 views

Published on

Quadro de réus do mensalão

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
357
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
49
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Quadro reus

  1. 1. AP 470 - Quadro de réus por crime Quadrilha ou bando José Dirceu, Delúbio Soares, José Genoíno, Sílvio Pereira (acordo judicial), Marcos Valério, Ramon Hollerbach,(Código Penal, art. 288 - Associarem-se mais Cristiano de Mello Paz, Rogério Tolentino, Simonede três pessoas, em quadrilha ou bando, para Vasconcelos, Geiza Dias, José Roberto Salgado, Ayanna o fim de cometer crimes. Pena - reclusão, de um a três anos.) Tenório, Vinícius Samarane, Kátia Rabello, Pedro Henry Neto, Pedro Corrêa, João Cláudio Genu, Enivaldo Quadrado, Breno Fischberg, Carlos Alberto Quaglia, Valdemar Costa Neto, José Janene (falecido), Jacinto Lamas e Antônio de Pádua de Souza Lamas. Corrupção passiva João Paulo Cunha, Henrique Pizzolato, Pedro Corrêa, José Janene (falecido), Pedro Henry Neto, João Cláudio Genú, (Código Penal, art. 317 - Solicitar ou Valdemar Costa Neto, Jacinto Lamas, Bispo Rodrigues, receber, para si ou para outrem, direta ou Roberto Jefferson, Emerson Palmieri, Romeu Queiroz e indiretamente, ainda que fora da função ou antes de assumi-la, mas em razão dela, José Rodrigues.vantagem indevida, ou aceitar promessa detal vantagem. Pena – reclusão, de 2 (dois) a 12 (doze) anos, e multa.) Corrupção ativa José Dirceu, Delúbio Soares, José Genoíno, Marcos Valério, Ramon Hollerbach, Cristiano de Mello Paz, Rogério (Código Penal, art. 333 - Oferecer ou Tolentino, Simone Vasconcelos, Geiza Dias e Anderson prometer vantagem indevida a funcionário Adauto Pereira.público, para determiná-lo a praticar, omitirou retardar ato de ofício. Pena – reclusão, de 2 (dois) a 12 (doze) anos, e multa.) Lavagem de dinheiro João Paulo Cunha, Henrique Pizzolatto, Marcos Valério, Ramon Hollerbach, Cristiano de Mello Paz, Rogério (Art. 1º da Lei nº 9.613/1998 - Ocultar ou Tolentino, Simone Vasconcelos, Geiza Dias, Kátia Rabello, dissimular a natureza, origem, localização, José Roberto Salgado, Vinícius Samarane, Pedro Corrêa,disposição, movimentação ou propriedade debens, direitos ou valores provenientes, direta José Janene (falecido), Pedro Henry Neto, João Cláudio ou indiretamente, de infração penal. Pena: Genú, Enivaldo Quadrado, Breno Fischberg, Carlos Albertoreclusão, de 3 (três) a 10 (dez) anos, e multa) Quaglia, Valdemar Costa Neto, Jacinto Lamas, Antônio de Pádua de Souza Lamas, Bispo Rodrigues, Roberto Jefferson, Emerson Palmieri, Romeu Queiroz, Anita Leocádia Costa, Professor Luizinho, João Magno, Anderson Adauto Pereira, José Luiz Alves, Paulo Roberto Galvão da Rocha, Duda Mendonça e Zilmar Fernandes Silveira. Peculato João Paulo Cunha, Marcos Valério, Ramon Hollerbach, Cristiano de Mello Paz, Henrique Pizzolato e Luiz (Código Penal, art. 312 - Apropriar-se o Gushiken. funcionário público de dinheiro, valor ou qualquer outro bem móvel, público ou particular, de que tem a posse em razão docargo, ou desviá-lo, em proveito próprio oualheio. Pena - reclusão, de dois a doze anos, e multa.)
  2. 2. Gestão fraudulenta de instituição José Roberto Salgado, Ayanna Tenório, Vinícius Samarane financeira e Kátia Rabelo. (Art. 4º da Lei 7.492/1986 – Dos CrimesContra o Sistema Financeiro Nacional. Gerirfraudulentamente instituição financeira. Pena - Reclusão, de 3 (três) a 12 (doze) anos, e multa) Evasão de divisas Duda Mendonça, Zilmar Fernandes Silveira, Marcos Valério, Ramon Hollerbach, Cristiano de Mello Paz, (Art. 22, caput, e parágrafo único, da Lei Simone Vasconcelos, Geiza Dias, Kátia Rabello, José7.492/1986 – Dos Crimes Contra o Sistema Roberto Salgado e Vinícius Samarane. Financeiro Nacional. Art. 22. Efetuar operação de câmbio não autorizada, com o fim de promover evasão de divisas do País:Pena - Reclusão, de 2 (dois) a 6 (seis) anos, e multa. Parágrafo único. Incorre na mesma pena quem, a qualquer título, promove, semautorização legal, a saída de moeda ou divisa para o exterior, ou nele mantiver depósitos não declarados à repartição federal competente.)

×