Apresentação Fábrica de Softwares baseado em ISO 9001:2008

3,208 views

Published on

Estruturação de uma fábrica de desenvolvimento de softwares baseado em ISO 9001:2008

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
3,208
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
5
Actions
Shares
0
Downloads
104
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Apresentação Fábrica de Softwares baseado em ISO 9001:2008

  1. 1. Sistemática de produção de softwares Linha de produção orientada à ISO9001:2008 Cláudio Testoni Cardozo Orientador: Alexandre Menoncin
  2. 2. Estrutura da Apresentação <ul><li>Apresentação da Empresa </li></ul><ul><li>Problema de Pesquisa </li></ul><ul><li>Objetivo Geral </li></ul><ul><li>Objetivos Específicos </li></ul><ul><li>Justificativa </li></ul><ul><li>Referencial Teórico – Aspectos Centrais </li></ul><ul><li>Procedimentos Metodológicos </li></ul><ul><li>Análise dos Dados e ou Apresentação da Proposta </li></ul><ul><li>Considerações Finais </li></ul><ul><li>Principais Referências Bibliográficas </li></ul>
  3. 3. Apresentação da Empresa A Constat foi fundada em 1991, nasceu para atender à demanda nascente de suporte técnico em ambientes de rede naquela época. Atuou sempre focada em suporte e tecnologia, até meados de 97, quando ingressou no segmento de desenvolvimento de sistemas. E após 18 anos de experiência no mercado de TI, a empresa continua focada em serviços, porém com grande ênfase ao desenvolvimento do Qualitor, além da aplicação constante de metodologias de gestão pela qualidade. Com a aceitação do Qualitor no mercado, a empresa começou a desenvolver canais de exportação do produto para diversos países. Esta demanda gerou uma grande necessidade de aprimoramento dos seus níveis de Qualidade de Software, para tornar os custos de exportação e manutenção viáveis para a mesma.
  4. 4. Problema de Pesquisa Aumentar a qualidade do seu produto de software, sem interromper o seu processo produtivo atual e, ao mesmo tempo, garantir aumento na satisfação dos seus clientes durante esta mudança de processo. Tornar o software Qualitor um produto viável para o mercado, com um selo de garantia fornecido por uma entidade externa e idônea. Que medidas precisam ser tomadas para mudar o processo fabril deste produto, atendendo às exigências de garantia de continuidade do processo fabril e de atendimento?
  5. 5. Objetivo Geral Certificação do processo de produção do software Qualitor, da empresa Constat, na norma NBR ISO 9001:2008
  6. 6. Objetivos Específicos <ul><li>Identificar os itens da norma NBR ISO 9001:2008 que correspondem ao processo de produção de softwares. </li></ul><ul><li>Estabelecer o processo correto de alinhar a linha de produção do software Qualitor à estes itens da norma NBR ISO 9001:2008 </li></ul><ul><li>Investigar, por intermédio de estudo bibliográfico, normas existentes referentes à produção de softwares, linhas de desenvolvimento de sistemas e sistemáticas de avaliação de Qualidade de Software. </li></ul>
  7. 7. Justificativa Atualmente existe uma metodologia reconhecida internacionalmente para certificação de processos de produção de softwares, chamada CMMi ( Capability Maturity Model Integration ). Este modelo é referência no mercado de software. Empresas de grande porte, podemos citar a Microsoft, já adotam o modelo como estratégia para exportação da mão-de-obra brasileira, buscando obter um diferencial competitivo. O CMMi por ser um modelo proprietário, envolve um grande custo para a realização das avaliações do modelo para obter a certificação. Geralmente o custo fica entre R$ 200 mil a R $ 1 milhão dependendo da complexidade do processo, sem contar o tempo que para chegar aos níveis de maturidade mais elevados, leva-se em média 4 a 8 anos . Essas dificuldades contrastam com a realidade das empresas brasileiras que não podem realizar um investimento tão alto na obtenção da certificação. (Fonte: CMMi - http://onnclick.net/)
  8. 8. Justificativa O custo de certificação do processo de produção no modelo CMMi tornou-se muito alto, visto que o mesmo apenas certificaria o processo de produção da empresa Constat, deixando os demais processos empresariais fora do escopo de certificação. Portanto, foi escolhido o processo de certificação da norma brasileira NBR ISO 9001:2008 . Esta norma é amplamente utilizada para avaliação dos sistemas de SGQ (Sistemas de Gestão da Qualidade) das maiores empresas brasileiras, e também é um selo de referência em processos de Qualidade, abrangendo todas as áreas da organização certificada, além da linha de produção. O custo desta certificação varia entre 20 a 40 mil reais e o tempo estimado de certificação de uma empresa na norma NBR ISO 9001:2008 é de 8 a 12 meses. (Fonte: http://www.qualitabrasil.com.br)
  9. 9. Referencial Teórico “ Dentro da família de normas ISO 9000, as normas 9001, 9002 e 9003 podem ser utilizadas como requisitos entre clientes e fornecedores, sendo que a ISO 9003 cobre as atividades de inspeção e ensaio final, a ISO 9002 as atividades de produção e serviços associados, e a ISO 9001 todo o ciclo de vida de um produto ou serviço como os de software, que inclui as fases de projeto (engenharia, projetos lógico e físico), desenvolvimento (programação) e serviços associados (manutenção e atualização de versões)” WEBER, Kival C., ROCHA, Ana Regina C. , NASCIMENTO, Célia J. Qualidade e Produtividade em Software. São Paulo: Makron Books, 2001. “ Dentro da série ISO 9000, o padrão ISO9001 para qualidade de sistemas tem maior aplicação ao desenvolvimento de software.” PRADO, Professor. Disponível em: (http://www2.dem.inpe.br/ijar/CicoloVidaSoftPrado.html). Acesso em: 22/10/2009.
  10. 10. Procedimentos Metodológicos O estudo e levantamento de informações da Constat foi realizado no período compreendido pelo Relatório de Estágio. Neste período, foi realizado o levantamento dos processos adotados pela organização em questão e a sua análise quanto à aderência aos requisitos da norma NBR ISO 9001:2008. Também foram realizadas análises comparativas referentes aos resultados obtidos pela organização, após a certificação da organização quanto à sua conformidade com a NBR ISO 9001:2008.
  11. 11. Apresentação da proposta Requisitos da norma NBR ISO 9001:2008
  12. 12. Apresentação da proposta Requisitos da norma NBR ISO 9001:2008
  13. 13. Organização dos processos Macro-fluxo do processo de produção de softwares
  14. 14. Organização dos processos Item 7.3.1: Planejamento do projeto e desenvolvimento
  15. 15. Organização dos processos Item 7.3.2: Entradas de projeto e desenvolvimento
  16. 16. Organização dos processos Item 7.3.3: Saídas de projeto e desenvolvimento As saídas dos projetos de desenvolvimento consistem na elaboração e posterior entrega do projeto ao cliente. Este processo é representado pela elaboração da especificação conceitual e técnica do software a ser desenvolvido, ou alteração em software já existente. Esta especificação conceitual possui alguns pré-requisitos a serem cumpridos para que seja válida, tanto para a norma NBR ISO 9001:2008 quanto para o processo de engenharia de softwares:
  17. 17. Organização dos processos Item 7.3.4: Análise crítica de projeto e desenvolvimento Viabilidade técnica: Por se tratar de um processo de desenvolvimento tecnológico, é necessário identificar se a solicitação realizada é tecnicamente viável, se as tecnologias e utilizadas pela empresa são capazes de suprir esta requisição; Viabilidade estratégica: Ao realizar alterações em um produto de software, é necessário analisar se o novo sistema ou alteração em sistema já existente está compatível com a proposta do mesmo. Viabilidade comercial: Também é necessário avaliar o perfil do cliente que está solicitando a alteração, especialmente quando oriundo de solicitações externas ao planejamento estratégico. Uma solicitação de alteração na maioria das vezes é resultado de uma necessidade ou fraqueza que o cliente identifica no sistema, e que a mesma pressupõe uma dificuldade para o cliente melhorar ou ampliar os seus processos.
  18. 18. Organização dos processos Item 7.3.5: Verificação de projeto e desenvolvimento
  19. 19. Organização dos processos Item 7.3.6: Validação de projeto e desenvolvimento
  20. 20. Resultados
  21. 21. Resultados
  22. 22. Resultados
  23. 23. Resultados
  24. 24. Resultados
  25. 25. Considerações finais Na empresa estudada pode-se verificar que o processo de desenvolvimento de produtos já era realizado sob o regimento de algumas metodologias, mesmo antes da adoção da NBR ISO 9001:2008, pois a empresa já possuía um histórico de crescimento cultural em programas de qualidade. A implementação do SGQ - NBR ISO 9001:2008 na empresa analisada contempla o aperfeiçoamento dos fatores críticos de sucesso: planejamento, aceite do cliente, monitoramento, comunicação e gerência conciliadora. Concluí-se que a implementação do requisito controle de projetos e desenvolvimento em conformidade com a NBR ISO 9001:2008, pode propiciar o aperfeiçoamento de alguns fatores críticos de sucesso, principalmente o planejamento e a qualidade dos produtos, refletindo-se na satisfação dos clientes e auxiliando no crescimento da organização.
  26. 26. Principais referências bibliográficas ABNT, ABNT NBR ISO 9001:2008, Sistemas de gestão da Qualidade , 2008. ANTONIONI, José. Qualidade em software : manual de aplicação da ISO-9000 . São Paulo: Makron Books, 1995. JURAN, J. M.; GRYNA Frank M. Controle da qualidade - ciclo dos produtos: do projeto à fabricação. São Paulo: Makron Books, 1992. v. 3. KOTLER, Philip.  Administração e Marketing . 5. ed. São Paulo: Atlas, 1998. KRUGLIANSKAS, Isak. Engenharia simultânea: organização e implantação em empresas brasileiras. In: Simpósio Nacional de Gestão da Inovação Tecnológica, São Paulo. Anais... São Paulo: Editora da USP, 1992. p. 47-52. STORCH, Mirian Mirdes. Proposta de avaliação de qualidade de produtos de software utilizando a norma ISO/IEC 9126 . 2000. 82 f. Trabalho de conclusão de curso (Bacharelado em Ciências da Computação) – Centro de Ciências Exatas e Naturais, Universidade Regional de Blumenau. VERITAS, Bureal, Brasil. Relatório de auditoria de recertificação da Constat na norma ISO NBR 9001:2008 . Porto Alegre, RS, 2009.

×