Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
SOCIOLOGIA Tema II Sociedade e indivíduo DIVERSIDADE CULTURAL
DIVERSIDADE CULTURAL
 
CULTURA MUÇULMANA
CULTURA MASAI
 
Cultura Esquimó
 
multiplicidade variedade heterogeneidade pluralidade Diversidade  Cultural
<ul><li>A diversidade de culturas pode ser lida como uma ameaça, ou como uma oportunidade que rasga novos horizontes sobre...
O dia 21 de Maio assinala a aprovação da Declaração Universal da UNESCO sobre a Diversidade Cultural que ocorreu em 2001. ...
<ul><li>A Declaração Universal sobre a Diversidade Cultural (UNESCO, 2001), reconhece a diversidade cultural como sendo um...
Interculturalismo <ul><li>O  interculturalismo refere-se  à  interacção  entre  culturas  de  uma  forma recíproca,  favor...
<ul><li>O interculturalismo propõe-se promover os seguintes objectivos: </li></ul><ul><li>•  Compreender  a  natureza  plu...
Etnocentrismo <ul><li>etnocentrismo é a total rejeição de culturas diferentes </li></ul><ul><li>o etnocentrista observa a ...
Relativismo Cultural <ul><li>O relativismo cultural é um movimento que se centra na tolerância em relação à divergência cu...
<ul><li>Em resumo, os etnocentristas rejeitam as culturas que não sejam a sua e fecham-se na sua própria cultura, recusand...
Racismo <ul><li>O racismo não é uma teoria científica, mas um conjunto de opiniões pré concebidas onde a principal função ...
Xenofobia <ul><li>Xenofobia (do grego ξένος, xénos: &quot;estrangeiro&quot;; e φόβος, phóbos: &quot;medo </li></ul><ul><li...
Chauvinismo <ul><li>Chauvinismo (do francês chauvinisme) é o termo dado a todo tipo de opinião exacerbada, tendenciosa, ou...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

DIVERSIDADE CULTURAL

15,034 views

Published on

DIVERSIDADE CULTURAL

  1. 1. SOCIOLOGIA Tema II Sociedade e indivíduo DIVERSIDADE CULTURAL
  2. 2. DIVERSIDADE CULTURAL
  3. 4. CULTURA MUÇULMANA
  4. 5. CULTURA MASAI
  5. 7. Cultura Esquimó
  6. 9. multiplicidade variedade heterogeneidade pluralidade Diversidade Cultural
  7. 10. <ul><li>A diversidade de culturas pode ser lida como uma ameaça, ou como uma oportunidade que rasga novos horizontes sobre a dimensão humana e sobre a sua capacidade criadora. </li></ul><ul><li>Pode ser vista como um elemento perturbador ou como um factor de enriquecimento. </li></ul><ul><li>Pode ser vista como um foco de tensões e conflitos ou como uma fonte estimulante de descobertas. </li></ul>
  8. 11. O dia 21 de Maio assinala a aprovação da Declaração Universal da UNESCO sobre a Diversidade Cultural que ocorreu em 2001. Esta declaração eleva a diversidade cultural à categoria de “património comum da humanidade”, “tão necessária para a humanidade como a biodiversidade biológica para os organismos vivos” e cuja defesa é um imperativo ético indissociável do respeito à dignidade individual. Símbolo do Alto Comissariado para a Imigração e Diálogo Intercultural (ACIDI, I.P)
  9. 12. <ul><li>A Declaração Universal sobre a Diversidade Cultural (UNESCO, 2001), reconhece a diversidade cultural como sendo um “património comum da humanidade» e permite-nos comparar o conceito de diversidade cultural com o de biodiversidade. </li></ul><ul><li>Os sistemas ecológicos mantêm-se e desenvolvem-se precisamente por causa da variação nos seus elementos. </li></ul><ul><li>A perda de um implica transformações que são muitas vezes catastróficos para todos os outros. </li></ul><ul><li>Do mesmo modo, a diversidade cultural é aquilo que tem contribuído ao longo dos séculos para a permanência, evolução e viabilidade das culturas. </li></ul>
  10. 13. Interculturalismo <ul><li>O interculturalismo refere-se à interacção entre culturas de uma forma recíproca, favorecendo o seu convívio e integração assente numa relação baseada no respeito pela diversidade e no enriquecimento mútuo. </li></ul><ul><li>A expressão também define um movimento que tem como ponto de partida o respeito pelas outras culturas, superando as falhas de relativismo cultural, ao defender o encontro, em pé de igualdade, entre todas elas. </li></ul>
  11. 14. <ul><li>O interculturalismo propõe-se promover os seguintes objectivos: </li></ul><ul><li>• Compreender a natureza pluralista da nossa sociedade e do nosso mundo </li></ul><ul><li>• Promover o diálogo entre as culturas </li></ul><ul><li>• Compreender a complexidade e riqueza das relações entre diferentes culturas, tanto no plano individual como no comunitário </li></ul><ul><li>• Colaborar na busca de respostas aos problemas mundiais que se colocam nos âmbitos sociais, económicos, políticos e ecológicos </li></ul>
  12. 15. Etnocentrismo <ul><li>etnocentrismo é a total rejeição de culturas diferentes </li></ul><ul><li>o etnocentrista observa a sua cultura em função da sua própria cultura, olhando para a sua cultura como uma cultura melhor, uma cultura padrão, uma cultura superior a todas as restantes </li></ul><ul><li>- o etnocentrista tenta ao máximo distanciar-se das restantes culturas e tenta não contactar com elementos de outras culturas, pois não aceita outra cultura que não a dele, não compreende aspectos culturais diferentes e fecha-se na sua própria cultura, originando algumas posturas claramente negativas como a xenofobia, o racismo e o chauvinismo. </li></ul>
  13. 16. Relativismo Cultural <ul><li>O relativismo cultural é um movimento que se centra na tolerância em relação à divergência cultural, não promove o diálogo e o intercâmbio entre valores culturais, preferindo fechar as portas a novas culturas, ou seja, as culturas alheias são indiferentes a quem apoia esta ideologia e, apesar de as respeitar, não tenta interagir com outras culturas. </li></ul><ul><li>Por este motivo, volta a verificar-se o racismo nos defensores do relativismo cultural, assim como o isolamento e a estagnação. </li></ul>
  14. 17. <ul><li>Em resumo, os etnocentristas rejeitam as culturas que não sejam a sua e fecham-se na sua própria cultura, recusando a partilha de valores culturais, o que origina atitudes como o racismo, a xenofobia ou o chauvinismo </li></ul><ul><li>os apologistas do relativismo cultural acreditam que todas as culturas são boas, mas que cada uma deve viver no seu espaço, preservá-la e não contactar com as outras </li></ul><ul><li>e os intercultura listas não só aceitam todas as culturas, como as colocam em pé de igualdade e fomentam a abertura cultural e a implementação do diálogo intercultural </li></ul>
  15. 18. Racismo <ul><li>O racismo não é uma teoria científica, mas um conjunto de opiniões pré concebidas onde a principal função é valorizar as diferenças biológicas entre os seres humanos, em que alguns acreditam ser superiores aos outros de acordo com sua matriz racial. </li></ul><ul><li>A crença da existência de raças superiores e inferiores foi utilizada muitas vezes para justificar a escravidão, o domínio de determinados povos por outros, e os genocídios que ocorreram durante toda a História da humanidade e ao complexo de inferioridade, se sentindo, muitos povos, como sendo inferiores aos europeus. </li></ul>
  16. 19. Xenofobia <ul><li>Xenofobia (do grego ξένος, xénos: &quot;estrangeiro&quot;; e φόβος, phóbos: &quot;medo </li></ul><ul><li>é o medo irracional, aversão ou a profunda antipatia em relação aos estrangeiros, a desconfiança em relação a pessoas estranhas ao meio daquele que as julga ou que vêem de fora do seu país </li></ul><ul><li>xenofobia pode ter como alvo não apenas pessoas de outros países mas de outras culturas, subculturas ou sistemas de crenças. </li></ul><ul><li>O medo do desconhecido pode ser mascarado no indivíduo como aversão ou ódio, gerando preconceitos. </li></ul>
  17. 20. Chauvinismo <ul><li>Chauvinismo (do francês chauvinisme) é o termo dado a todo tipo de opinião exacerbada, tendenciosa, ou agressiva em favor de um país, grupo ou ideia. </li></ul><ul><li>Associados ao chauvinismo frequentemente identificam-se com expressões de rejeição radical a seus contrários, desprezo às minorias, narcisismo </li></ul>

×