Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Argumentos do evolucionismo
<ul><li>Inicialmente, a implantação do evolucionismo foi possível devido aos inúmeros argumentos, a seu favor fornecidos e...
Argumentos do Evolucionismo Anatomia Comparada
 
Argumentos de Anatomia Comparada <ul><li>Os argumentos anatómicos baseiam-se na existência de : </li></ul><ul><li>órgãos a...
Argumentos de Anatomia Comparada: Órgãos Homólogos
Órgãos Homólogos
Órgãos Homólogos
Órgãos Homólogos <ul><li>Surgem por divergência evolutiva. </li></ul><ul><li>Traduzem adaptações de um grupo de organismos...
Órgãos Homólogos
Argumentos de Anatomia Comparada: Órgãos Análogos
Órgãos Análogos
Órgãos Análogos <ul><li>Surgem por convergência evolutiva. </li></ul><ul><li>São provas de adaptação de organismos diferen...
Órgãos Homólogos
Argumentos de Anatomia Comparada: Órgãos Vestigiais
Órgãos Vestigiais
Órgãos Vestigiais <ul><li>São órgãos que tiveram significado morfofuncional num antepassado, mas que no presente têm uma f...
Órgãos Homólogos
Argumentos do Evolucionismo Argumentos Paleontológicos
Argumentos Paleontológicos <ul><li>A Paleontologia é o estudo dos fósseis e estes podem corresponder a formas já extintas ...
Argumentos Paleontológicos Fósseis de formas extintas
Fósseis de formas extintas <ul><li>São fósseis que não têm representantes actuais, contrariando assim a imutabilidade das ...
 
 
 
 
Fósseis de Transição <ul><li>Correspondem a formas que possuíam características intermédias de grupos actualmente existent...
 
“Fósseis vivos” <ul><li>Tratam-se de seres vivos que ao longo de milhões de anos permaneceram inalterados, como representa...
Ex:  Ginko biloba
Nautilus
Argumentos do Evolucionismo Argumentos Embriológicos
Argumentos Embriológicos <ul><li>Com base na comparação das diferentes fases do desenvolvimento embrionário de diferentes ...
Argumentos Embriológicos
Argumentos do Evolucionismo Outros argumentos…
Argumentos biogeográficos <ul><li>Estes argumentos baseiam-se em dois casos distintos: </li></ul><ul><li>Existência de ser...
Argumentos citológicos <ul><li>Consiste na constatação de que todos os organismos são constituídos pelas mesmas unidades b...
Argumentos bioquímicos <ul><li>Os argumentos bioquímicos são baseados no facto de: </li></ul><ul><li>- todos os seres vivo...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Argumentos do Evolucionismo

52,150 views

Published on

Breve apresentação sobre os argumentos do evolucionismo pós-Darwin

Published in: Health & Medicine, Technology
  • Although I couldn’t translate most of this presentation, it looks great!:D Some cool pics there.
    http://www.hollandshirt.info
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here

Argumentos do Evolucionismo

  1. 1. Argumentos do evolucionismo
  2. 2. <ul><li>Inicialmente, a implantação do evolucionismo foi possível devido aos inúmeros argumentos, a seu favor fornecidos especialmente pela Paleontologia, Anatomia Comparada, Embriologia e Biogeografia. Mais tarde, após os avanços da Biologia Moderna, argumentos citológicos, bioquímicos e genéticos vieram reforçar esta teoria. </li></ul>
  3. 3. Argumentos do Evolucionismo Anatomia Comparada
  4. 5. Argumentos de Anatomia Comparada <ul><li>Os argumentos anatómicos baseiam-se na existência de : </li></ul><ul><li>órgãos análogos (são órgãos que têm origem, estrutura e posição relativa diferentes desempenhando a mesma função); </li></ul><ul><li>órgãos homólogos (são órgãos que têm a mesma origem, a mesma estrutura básica e posição idêntica no organismo, podendo desempenhar funções diferentes); </li></ul><ul><li>órgãos vestigiais (são órgãos que resultam da atrofia de um órgão primitivamente desenvolvido). </li></ul>
  5. 6. Argumentos de Anatomia Comparada: Órgãos Homólogos
  6. 7. Órgãos Homólogos
  7. 8. Órgãos Homólogos
  8. 9. Órgãos Homólogos <ul><li>Surgem por divergência evolutiva. </li></ul><ul><li>Traduzem adaptações de um grupo de organismos com a mesma origem evolutiva a ambientes variados. </li></ul><ul><li>São o resultado de órgãos sujeitos a pressões selectivas diferentes (conjunto de factores que condicionam a vida dos indivíduos e que os obrigam a evoluir em direcções diferentes). </li></ul>
  9. 10. Órgãos Homólogos
  10. 11. Argumentos de Anatomia Comparada: Órgãos Análogos
  11. 12. Órgãos Análogos
  12. 13. Órgãos Análogos <ul><li>Surgem por convergência evolutiva. </li></ul><ul><li>São provas de adaptação de organismos diferentes a um mesmo meio. </li></ul><ul><li>Não devem ser interpretados como sinal de parentesco entre organismos que os possuem, mas sim como o resultado de uma adaptação ao mesmo ambiente (pressões selectivas semelhantes). </li></ul>
  13. 14. Órgãos Homólogos
  14. 15. Argumentos de Anatomia Comparada: Órgãos Vestigiais
  15. 16. Órgãos Vestigiais
  16. 17. Órgãos Vestigiais <ul><li>São órgãos que tiveram significado morfofuncional num antepassado, mas que no presente têm uma função reduzida ou não evidente. </li></ul><ul><li>Nestas situações, o ambiente actuou no sentido regressivo, privilegiando os indivíduos que iam surgindo com esses órgãos cada vez mais reduzidos. </li></ul><ul><li>Ao longo de milhões de anos tornaram-se rudimentares, vestigiais, isto é, não funcionais. </li></ul>
  17. 18. Órgãos Homólogos
  18. 19. Argumentos do Evolucionismo Argumentos Paleontológicos
  19. 20. Argumentos Paleontológicos <ul><li>A Paleontologia é o estudo dos fósseis e estes podem corresponder a formas já extintas ou a formas vivas. </li></ul><ul><li>Consideram-se três tipos de fósseis: </li></ul><ul><li>- fósseis de formas extintas </li></ul><ul><li>- fósseis de transição ou formas sintéticas </li></ul><ul><li>- “fósseis vivos” </li></ul>
  20. 21. Argumentos Paleontológicos Fósseis de formas extintas
  21. 22. Fósseis de formas extintas <ul><li>São fósseis que não têm representantes actuais, contrariando assim a imutabilidade das espécies, na medida em que levam a admitir que a Terra foi habitada, ao longo do tempo, por formas diferentes de seres vivos. </li></ul>
  22. 27. Fósseis de Transição <ul><li>Correspondem a formas que possuíam características intermédias de grupos actualmente existentes. </li></ul><ul><li>São documentos que permitem concluir que as espécies não são independentes quanto à sua origem, contrariando as ideias fixistas. </li></ul>
  23. 29. “Fósseis vivos” <ul><li>Tratam-se de seres vivos que ao longo de milhões de anos permaneceram inalterados, como representantes de um grupo que viveu no seu tempo. </li></ul><ul><li>Na realidade, houve fixistas que usaram este fósseis como argumentos fixistas… </li></ul>
  24. 30. Ex: Ginko biloba
  25. 31. Nautilus
  26. 32. Argumentos do Evolucionismo Argumentos Embriológicos
  27. 33. Argumentos Embriológicos <ul><li>Com base na comparação das diferentes fases do desenvolvimento embrionário de diferentes organismos, podem estabelecer-se relações de parentesco entre os seres vivos. </li></ul><ul><li>Assim, quanto mais semelhantes forem as fases do desenvolvimento embrionário, mais aparentados estes são, isto é, menor a distância filogenética entre eles. </li></ul>
  28. 34. Argumentos Embriológicos
  29. 35. Argumentos do Evolucionismo Outros argumentos…
  30. 36. Argumentos biogeográficos <ul><li>Estes argumentos baseiam-se em dois casos distintos: </li></ul><ul><li>Existência de seres vivos semelhantes em regiões muito afastadas (não houve divergência evolutiva após a sua separação) </li></ul><ul><li>Ocorrência de grande diversidade de seres vivos em zonas geograficamente próximas (houve divergência evolutiva) </li></ul>
  31. 37. Argumentos citológicos <ul><li>Consiste na constatação de que todos os organismos são constituídos pelas mesmas unidades básicas: as células. A uniformidade dos processos e mecanismos celulares pressupõe também uma unidade evolutiva (ex: as semelhanças entre as estrutura das membranas celulares e os processos de divisão celular) </li></ul>
  32. 38. Argumentos bioquímicos <ul><li>Os argumentos bioquímicos são baseados no facto de: </li></ul><ul><li>- todos os seres vivos serem constituídos pelos mesmos tipos de biomoléculas (proteínas, lípidos, glícidos, ácidos nucleícos, aminoácidos, água e sais minerais); </li></ul><ul><li>- os mecanismos básicos serem idênticos em todos os seres vivos, a nível molecular (código genético, síntese proteica, etc.) </li></ul>

×