Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
OS TRÊS
CRIVOS
(...) Certa feita, um
homem esbaforido
achegou-se ao grande
filósofo e sussurrou-lhe
aos ouvidos:
- Escuta, Sócrates ... Na
condição de teu amigo,
tenho alguma coisa muito
grave para dizer-te, em
particular ...
- Espera! ... - ajuntou o
sábio prudente. Já passaste
o que vais me dizer pelos
três crivos?
- Três crivos? -
perguntou o ...
- Sim, meu caro
amigo, três crivos.
Observemos se sua
confidência passou
por eles.
O primeiro, é o crivo
da verdade. Guardas
absoluta certeza, quanto
àquilo que pretendes
comunicar?
- Bem, - ponderou o
interlocutor - assegurar
mesmo não posso ... Mas
ouvi dizer e ...então...
- Exato. Decerto peneiraste o
assunto pelo segundo crivo, o
da bondade. Ainda que não
seja real o que julga saber,
será pe...
Hesitando o homem
replicou:
- Isso não ...
Muito pelo contrário...
- Ah! - tornou o sábio -
então recorramos ao
terceiro crivo, o da
utilidade, e notemos o
proveito do que tanto te
aflige.
- Útil?!... - aduziu o
visitante ainda
agitado - Útil não
é ...
- Bem - rematou o filósofo
num sorriso - se o que tens a
confiar não é verdadeiro,
nem bom e nem útil,
esqueçamos o proble...
não te preocupes com
ele, já que nada valem
casos sem edificação
para nós!...
Aí está, meu amigo,Aí está, meu amigo,
a lição de Sócrates,a lição de Sócrates,
em questão deem questão de
maledicência......
Do Espírito Irmão X
Psicografado por
Francisco C. Xavier
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Os tres crivos

344 views

Published on

"As imagens de ilustração utilizadas são materiais de circulação na internet. Por favor, em caso de violação de direito autoral entre em contato o quanto antes."

Published in: Spiritual
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Os tres crivos

  1. 1. OS TRÊS CRIVOS
  2. 2. (...) Certa feita, um homem esbaforido achegou-se ao grande filósofo e sussurrou-lhe aos ouvidos:
  3. 3. - Escuta, Sócrates ... Na condição de teu amigo, tenho alguma coisa muito grave para dizer-te, em particular ...
  4. 4. - Espera! ... - ajuntou o sábio prudente. Já passaste o que vais me dizer pelos três crivos? - Três crivos? - perguntou o visitante, espantado.
  5. 5. - Sim, meu caro amigo, três crivos. Observemos se sua confidência passou por eles.
  6. 6. O primeiro, é o crivo da verdade. Guardas absoluta certeza, quanto àquilo que pretendes comunicar?
  7. 7. - Bem, - ponderou o interlocutor - assegurar mesmo não posso ... Mas ouvi dizer e ...então...
  8. 8. - Exato. Decerto peneiraste o assunto pelo segundo crivo, o da bondade. Ainda que não seja real o que julga saber, será pelo menos bom o que queres me contar?
  9. 9. Hesitando o homem replicou: - Isso não ... Muito pelo contrário...
  10. 10. - Ah! - tornou o sábio - então recorramos ao terceiro crivo, o da utilidade, e notemos o proveito do que tanto te aflige.
  11. 11. - Útil?!... - aduziu o visitante ainda agitado - Útil não é ...
  12. 12. - Bem - rematou o filósofo num sorriso - se o que tens a confiar não é verdadeiro, nem bom e nem útil, esqueçamos o problema e ...
  13. 13. não te preocupes com ele, já que nada valem casos sem edificação para nós!...
  14. 14. Aí está, meu amigo,Aí está, meu amigo, a lição de Sócrates,a lição de Sócrates, em questão deem questão de maledicência...maledicência...
  15. 15. Do Espírito Irmão X Psicografado por Francisco C. Xavier

×