Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
QUESTÕES DE CASA – PARTE 01
1) A guerra lrã-Iraque, iniciada em 1980, teve sua origem:
a. num golpe de Estado no Iraque.
b...
a) Líbia – Cuba – Coréia do Norte.
b) Iraque – Cuba – Egito.
c) Irã – Coréia do Norte – Iraque.
d) Líbia – Irã – Egito.
6)...
Assinale a alternativa que indica corretamente o título adequado ao mapa.
A) Geórgia — poços de petróleo.
B) Irã — instala...
tornando-se necessário melhor entender tais fenômenos religiosos. Julgue os itens adiante, relativos a
esse assunto, escre...
16. Os curdos são um povo muçulmano nômade que se dedica à criação de gado e possui um sentido
muito apurado de independên...
d) Coréia do Norte e Turquia.
e) Paquistão e Síria.
(20) O atentado que causou a morte do diplomata brasileiro Sérgio Viei...
Embora de pequena extensão, a região do Oriente Médio é repleta de conflitos de caráter geopolítico.
Assinale a alternativ...
PARTE 02
1) Os conflitos entre judeus (Israel) e árabes (Palestina), já provocaram milhões de mortes.
Dois grupos terroris...
e) A partir da Cisjordânia, o Hezbollah faz incursões a Israel e reivindica a devolução dessa importante
e fértil região.
...
As áreas 1 e 2 citadas pelo premiê palestino estão indicadas no mapa, respectivamente, pelos
algarismos
a) I e II.
b) I e ...
A partir da observação dos mapas, identifique as proposições corretas.
I. O mapa 1 mostra o resultado da proposta dos radi...
13) “No intricado cenário do conflito político no Oriente Médio, nenhuma figura teve mais impacto que
Yasser Arafat,”
Assi...
enfrentado, nas últimas 4 décadas, uma guerra civil e invasões territoriais por parte da Síria e de
Israel.
c) O Líbano te...
Devido à nova dimensão que os conflitos nos territórios palestinos adquiriram no ano de 2007
(situação muito próxima à de ...
a) judaísmo, hinduísmo e islamismo
b) judaísmo, cristianismo e islamismo
c) judaísmo, budismo e islamismo
d) judaísmo, con...
d) a exploração dos proprietários de rebanhos sobre os camponeses definia as relações étnicas.
e) as identificações étnica...
É verdadeiro apenas o que se afirma em
a) I.
b) II.
c) III.
d) I e II.
e) II e III.
5) No continente africano encontramos ...
8) Em 2002, graves conflitos entre muçulmanos e cristãos com mais de 250 mortos abalaram a
Nigéria. O estopim foi a seguin...
11) “A região de Darfur tem sido descrita pela ONU como aquela em que há hoje a pior crise
humanitária do mundo. Milhões d...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Questoes sobre Conflitos Étnicos

5,467 views

Published on

Questoes sobre Conflitos Étnicos

Published in: Education
  • Be the first to comment

Questoes sobre Conflitos Étnicos

  1. 1. QUESTÕES DE CASA – PARTE 01 1) A guerra lrã-Iraque, iniciada em 1980, teve sua origem: a. num golpe de Estado no Iraque. b. na tentativa dos norte-americanos de ocupar a área petrolífera dos dois países. c. na morte do aiatolá Khomeini. d. na disputa fronteiriça entre os dois países, na região do Chat-el-Arab. e. na ameaça da URSS de invadir o Chat-el-Arab. 2) Assinale a alternativa em que são arrolados nomes de países que sofrem forte pressão diplomática, econômica e militar por parte dos Estados Unidos sob a acusação de promoverem o terrorismo internacional e/ou de serem ditaduras. (A) Irã - Nicarágua - Vietnã - Cuba (B) Iraque - Coréia do Sul - Bosnia-Herzegovina - Cuba (C) Iraque - Nicarágua - Líbia - Coréia do Norte (D) Iraque - Coréia do Norte - Líbia - Cuba (E) Ira - Líbia - Coréia do Sul - Cuba 3) Acusado de esconder armas de destruição em massa, o Iraque tornou-se alvo dos Estados Unidos, na luta contra o terror, por causa dos atentados ocorridos em 11 de setembro de 2001 nas cidades de Nova Iorque e Washington. Com relação aos países envolvidos nesse conflito e às novas derivações geopolíticas e econômicas daí resultantes, são feitas as seguintes afirmações. I. A mistura étnica no Iraque é uma preocupação que impede a saída rápida das tropas dos EUA, sob o perigo da eclosão de uma guerra civil. II. Para qualquer tropa invasora, o território iraquiano é bastante inóspito. Contribuem para isso as variações climáticas regionais, com invernos extremamente frios típicos de climas temperados. III. Nos últimos anos, os norte-americanos vinham tentando uma aproximação comercial com o governo de Saddam HUssein. O interesse são as jazidas petrolíferas do país, cujas reservas são maiores do Oriente Médio IV. Os estados Unidos obtiveram dois parceiros estratégicos na sua ofensiva militar contra o Iraque: Reino Unido e a Rússia. O primeiro é um importante aliado desde há muito tempo; já a Rússia, em apoio à luta contra o terrorismo, garantiu o aumento de sua produção petrolífera para compensar as perdas decorrentes do conflito. Quais estão corretas? (A) Apenas I e II. (B) Apenas I e III. (C) Apenas II e III. (D) Apenas I e IV. (E) Apenas III e IV. 4) Há uma área do planeta que deixou de ser incluída nos mapas políticos oficiais. Ela abrange um território historicamente conhecido, desde épocas remotas. Compreende o sudeste da Turquia, o norte do Iraque, o Centro-Oeste do Irã, uma pequena área de terras no norte da Síria e o sudoeste da Armênia. Há muito tempo, os seus habitantes, que formam uma etnia sem Estado do mundo, lutam pela sua independência. Assinale a área descrita. a) Azerbaijão. b) Curdistão. c) Sri Lanka. d) Chechênia. e) Cisjordânia. 5) Os americanos reelegeram George W. Bush para mais quatro anos de mandato nos EUA. Apesar de ter sido um governo bastante controverso, ter rompido com velhas alianças e desrespeitado importantes organismos internacionais, como a ONU, o eleitorado norte-americano apóia a “doutrina Bush” no que diz respeito ao chamado “eixo do mal”. Quais são os principais países que se diz fazerem parte desse “eixo”?
  2. 2. a) Líbia – Cuba – Coréia do Norte. b) Iraque – Cuba – Egito. c) Irã – Coréia do Norte – Iraque. d) Líbia – Irã – Egito. 6) O Partido da Justiça e Desenvolvimento (AK) obteve uma convincente vitória nas eleições de ontem (...), dando ao governo a chance de continuar com seu programa de reformas econômicas pró- mercado, mas também preparando o terreno para novas tensões com a elite secular. O resultado é um triunfo moral para o premiê Recep Tayyip Erdogan, que teve de convocar eleições antecipadas depois de uma queda-de-braço com os militares e o establishment em geral que não queriam que ele indicasse um aliado islâmico para ocupar a Presidência. (...) É a primeira vez desde 1990 que curdos terão representação. O fragmento faz referência (A) ao Egito. (B) à Argélia. (C) à Síria. (D) ao Líbano. (E) à Turquia 7) Constituem a maior nação sem estado do planeta, habitando terras montanhosas situadas entra Turquia, Irã, Iraque, Síria e Armênia - região com abundantes reservas petrolíferas. Facções desse povo que habitam o Iraque beneficiaram-se com a invasão norte-americana em 2003 e recentemente participaram da formação do novo governo iraquiano, cujo novo presidente é um representante desse povo. As afirmativas acima referem-se aos: A) sunitas. B) bascos. C) palestinos. D) curdos. E) chechenos. 8) No mapa, está destacada a região habitada pelos ......................, que buscam construir um estado nacional. Assinale a alternativa que completa corretamente a frase. a) Chechenos. b) Ossétios. c) Curdos. d) Tibetanos. e) Palestinos. 9) No mapa encontram-se, em destaque, um país e aspectos de seu território que despertam oposição de países ocidentais.
  3. 3. Assinale a alternativa que indica corretamente o título adequado ao mapa. A) Geórgia — poços de petróleo. B) Irã — instalações nucleares. C) Afeganistão — bases terroristas. D) Paquistão — centros de formação islâmica. E) Iraque — focos de insurgência às tropas estrangeiras no país. 10) O presidente dos EUA, George W. Bush, praticou a doutrina de ação militar preventiva contra inimigos, para justificar a guerra contra o Iraque em 2003. No pós-Guerra Fria, como intervenções norte-americanas: I. Os EUA lideraram a coalização internacional que expulsou tropas iraquianas do Kuait (1991). II. Em conseqüência dos atentados de 11 de setembro de 2001 em Nova Iorque, os EUA derrubaram o governo fundamentalista do Taleban no Afeganistão. III. Em 1995, os EUA enviaram tropas para o Vietnã do Sul no combate contra os comunistas do Vietnã do Norte. IV. A CIA forneceu ajuda ao presidente da Colômbia, Hugo Chávez, ameaçado de perder o cargo por causa de uma greve de funcionários da empresa estatal de petróleo daquele país (2002). Estão corretas: a) Apenas I e III. b) Apenas I e II. c) I, II e IV. d) II, III e IV. e) Apenas II e IV. 11) Povo de maioria muçulmana, ocupando trechos de vários países e que, no início do ano de 2003, foi envolvido na Guerra do Iraque. Esse povo constitui hoje o maior grupo étnico - cerca de 24 milhões de pessoas - sem Estado no mundo. Reivindica a formação de seu próprio país. Trata-se dos: a) bascos. b) curdos. c) chechenos. d) albaneses. e) bósnios. (12) A civilização árabe, predominantemente islâmica, constitui-se de dezenas de estados e nações, totalizando um pouco mais de um bilhão de pessoas. O islamismo é atualmente a religião predominante nas seguintes regiões do mundo, EXCETO: a) A África Saariana b) As ilhas que compõem a Indonésia. c) O Oriente Médio. d) A África Meridional. e) As ex-repúblicas soviéticas da Ásia Central, como o Casaquistão e o Uzbequistão, entre outros. (13) Na construção da nova ordem internacional, verifica-se a crescente influência das religiões, em suas vertentes fundamentalistas. Assim, o Islã e o Judaísmo estão constantemente em evidência,
  4. 4. tornando-se necessário melhor entender tais fenômenos religiosos. Julgue os itens adiante, relativos a esse assunto, escreva a soma dos que estejam corretos. (01) O fundamentalismo é um fenômeno essencialmente islâmico, que se expressa em Israel, no Irã, na Argélia e no Egito. (02) Todo árabe é islâmico. (04) O mundo islâmico inclui Indonésia, Bangladesh e Nigéria, possuindo redutos em países tais como Inglaterra, França, Alemanha e Estados Unidos. (08) Egito, Israel, Jordânia e OLP já aderiram oficialmente ao processo de paz no Oriente Médio. 14) Considere as organizações I e II para assinalar a alternativa correta. I. Organização fundamentalista criada na década de 1980, para lutar contra o domínio soviético no Afeganistão. II. Grupo islâmico de combate a Israel, apoiado por outros, como a Síria e o Irã. Os nomes das organizações I e II, com os respectivos países e/ou regiões em que elas têm a maior expressão, correspondem a: a) Jihad, no Afeganistão, e Hamas, no Líbano. b) Hezbollah, no Iraque, e OLP, na Palestina. c) Al Qaeda, no Afeganistão/Paquistão, e Likud, em Gaza. d) Hamas, na Palestina, e OLP, em Gaza. e) Al Qaeda, no Afeganistão, e Hezbollah, no Líbano. 15) A geografia do país, o espírito de resistência do povo e a história mostram que os Estados Unidos não teriam qualquer chance de vencer uma guerra convencional prolongada com o Afeganistão. Ainda mais por não existirem alvos que, uma vez atingidos, impliquem um golpe definitivo. Sobre o assunto, considere as seguintes afirmações. I. Grande parte do Afeganistão fica situada em planícies pantanosas, sujeitas a inundações provocadas pelas monções de verão. II. O clima registra extremos de temperaturas, com verões muito quentes e invernos frios, além de áreas semi-desérticas. III. O país está totalmente arrasado pela guerra contra os invasores soviéticos e pela luta posterior entre facções rivais. Assinale: a) se todas estiverem corretas. b) se apenas I e II estiverem corretas. c) se apenas I e III estiverem corretas. d) se apenas II e III estiverem corretas. e) se todas forem incorretas. 16) Sobre os curdos, uma etnia perseguida há séculos e um povo sem pátria, assinale o que for correto. 01. É uma etnia dividida, que vive espalhada pelo Iraque, Irã, Armênia, Síria e Turquia. 02. No Iraque, representa 15% da população iraquiana, ocupando a faixa centro-norte do país em direção à fronteira turca. 04. Sob o regime do ditador iraquiano Saddam Hussein, aviões lançaram armas químicas sobre a população curda, levando a ONU a decretar uma zona de exclusão aérea para os aviões de Saddam. Na época houve um êxodo em massa de curdos para o Irã e para a Turquia. 08. A Turquia, que em breve fará parte da União Européia e é fiel aliada dos Estados Unidos, o Irã, que se abre comercialmente e politicamente para o Ocidente, e o Iraque, têm intenções imediatas de ceder parte de seus territórios para a criação do território independente do Curdistão, que abrigará os milhões de curdos que hoje vivem em campos de refugiados. 16. Os curdos são um povo muçulmano nômade que se dedica à criação de gado e possui um sentido muito apurado de independência. 32. O Curdistão é uma nação dispersa por diversos Estados, ou seja, uma nação sem território. 08. A Turquia, que em breve fará parte da União Européia e é fiel aliada dos Estados Unidos, o Irã, que se abre comercialmente e politicamente para o Ocidente, e o Iraque, têm intenções imediatas de ceder parte de seus territórios para a criação do território independente do Curdistão, que abrigará os milhões de curdos que hoje vivem em campos de refugiados.
  5. 5. 16. Os curdos são um povo muçulmano nômade que se dedica à criação de gado e possui um sentido muito apurado de independência. 32. O Curdistão é uma nação dispersa por diversos Estados, ou seja, uma nação sem território. 17) “A Guerra Fria foi um período em que a guerra era improvável, e a paz, impossível. Com essa frase, o pensador Raymond Aron definiu o período em que a opinião pública mundial acompanhou o conturbado relacionamento entre os Estados Unidos e a União Soviética.” (ARBEX JÚNIOR, José. Guerra Fria: terror de estado, política e cultura. 3. ed. São Paulo: Moderna, 1997. p. 7). Assinale a alternativa que NÃO caracteriza as tensões e os conflitos político-ideológicos entre norte- americanos e soviéticos no contexto da Guerra Fria. a) Guerra do Vietnã. b) Guerra da Coréia. c) Crise dos Mísseis em Cuba. d) Ocupação norte-americana no Afeganistão. (18) A foto abaixo retrata a derrubada de uma estátua representando Saddam Hussein em Bagdá, quando da invasão do Iraque pelas tropas dos EUA. Em relação ao recente conflito naquele país, é CORRETO afirmar que: a) O Iraque era governado por um regime fundamentalista, cujas lideranças políticas confundiam-se com as religiosas e tinham em Hussein seu guia espiritual. b) A invasão do Iraque ocorreu após deliberação da ONU, que assim procedeu em represália ao uso de armas de destruição em massa pelo regime iraquiano contra o Ocidente. c) Os EUA invadiram o Iraque ao seu tradicional aliado no Oriente Médio, o Irã, país que mantém uma disputa territorial com seu vizinho (Guerra Irã-Iraque) desde o início da década de 80 do século XX. d) Representa uma das iniciativas do atual governo estadunidense na chamada “Guerra contra o Terror”, ofensiva militar e política que abalou a importância da ONU e do direito internacional. e) Teve pouco impacto interno nos EUA, uma vez que não foi e não tem sido debatido pelas lideranças políticas daquele país. (19) Leia os textos e responda: Sob rígidas sanções da ONU por conta de seu programa nuclear, o governo do país anunciou que atingiu 3.000 centrífugas para enriquecimento de urânio. O país afirma que seu programa visa produzir energia, mas EUA e União Européia temem que o país busque a bomba atômica. Relatório emitido pela AIEA, a Agência Nuclear da ONU menciona que o país tem 2.000 centrífugas e outras 650 em fase de teste. Mergulhado numa grave crise econômica o país aceitou desativar todo o seu programa nuclear até o fim deste ano, informou o principal negociador nuclear dos EUA e secretário assistente de Estado, Christopher Hill, após negociações em Genebra. Em troca o país receberá compensação política e econômica. Os textos referem-se respectivamente a dois países cujos programas nucleares preocupam a comunidade internacional. Os países são: a) Irã e Paquistão. b) Irã e Coréia do Norte. c) Coréia do Norte e Paquistão.
  6. 6. d) Coréia do Norte e Turquia. e) Paquistão e Síria. (20) O atentado que causou a morte do diplomata brasileiro Sérgio Vieira de Mello, alto comissário da ONU para os direitos humanos, relaciona-se diretamente com a) a questão palestina na Faixa de Gaza. b) a tendência pró-Israel da atual política externa brasileira. c) as lutas políticas internas da Arábia Saudita e da Síria. d) a ocupação norte-americana do Iraque. e) as ações terroristas de grupos sediados no Afeganistão. (21) Segundo dados do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, os refugiados chegaram a 9,9 milhões em meados de 2007. O país assinalado no mapa. Observe o mapa-múndi. ACNUR, 2007 (adapatado) Trata-se a) da Síria, que abriga refugiados da Palestina e do Líbano. b) do Paquistão, que abriga refugiados da Índia e da China. c) do Irã, que abriga refugiados do Iraque e do Afeganistão. d) do Iraque, que abriga refugiados da Síria e do Afeganistão. e) da Turquia, que abriga refugiados do Iraque e do Irã 22) Vários foram os momentos na História em que os ideais do Barão Pierre de Cobertin não foram efetivados. Alguns desses momentos que entraram para a História, envolvendo os Jogos Olímpicos, foram consequências diretas da Guerra Fria, a exemplo do ocorrido em (A) 1916, com o cancelamento dessa edição, cuja sede seria a cidade de Berlim, na Alemanha, em razão da ascensão do Partido Nacional Socialista. (B) 1946, em Londres, quando o Japão e a URSS não foram convidados a participar, por terem sido os vencidos na Segunda Guerra Mundial. (C) 1954, na Antuérpia, momento em que o governo norteamericano não permitiu a participação de atletas negros em sua delegação. (D) 1972, em Munique, quando houve a proibição de a delegação da África do Sul participar dos jogos, como represália à política do Apartheid. (E) 1980, nas Olimpíadas de Moscou, em que os Estados Unidos lideraram um boicote em protesto contra a invasão soviética do Afeganistão, no ano anterior. 23) Observe o mapa a seguir para responder à questão.
  7. 7. Embora de pequena extensão, a região do Oriente Médio é repleta de conflitos de caráter geopolítico. Assinale a alternativa que localiza corretamente um desses conflitos. (A) I corresponde à fronteira da Turquia com o Iraque, habitada pelos Curdos que, há muitos anos, lutam pela criação de seu Estado, o Curdistão. (B) II corresponde à Israel, cuja presença é contestada por vários países vizinhos, com destaque para o Líbano, de onde partem ataques do grupo islâmico Hezbolá. (C) III corresponde ao Irã que, desde a revolução islâmica xiita em 1979, é um dos principais adversários dos Estados Unidos na região. (D) IV corresponde ao Afeganistão, dominado pelo grupo islâmico Taleban até 2005, tendo sido afastado do poder com a invasão do país pelos Estados Unidos. (E) V corresponde ao Mar Morto, uma das áreas de maior concentração de reservas de petróleo do planeta, cujo controle é considerado estratégico para os Estados Unidos. 24) A situação gerada pela invasão norte-americana no Iraque trouxe à tona os conflitos entre as comunidades xiita e sunita, hoje envolvidas em discussões e em atos de violência recíproca. A respeito da divisão entre xiitas e sunitas é correto afirmar que A) se relaciona com os conflitos entre os árabes e não árabes a respeito das obrigações morais dos crentes. B) surgiu a partir das divergências entre árabes e não árabes islamizados a respeito da validade da prática da usura. C) surgiu da discussão entre os clérigos muçulmanos a respeito da oportunidade da expansão além da Ásia. D) se relaciona diretamente com as divergências a respeito do direito de sucessão do governo dos muçulmanos. E) faz parte das divergências a respeito do tratamento dado às mulheres no seio da comunidade islâmica. 25) Observe o mapa. GABARITO - 1) D 2) D 3) D 4) B 5) A 6) E 7) D 8) C 9) B 10) B 11) B 12) D 13) FFVV 14) E 15) D 16) VVVFFVFFV 17) d 18) d 19) b 20) d 21) c 22) e 23) a 24) D 25) A
  8. 8. PARTE 02 1) Os conflitos entre judeus (Israel) e árabes (Palestina), já provocaram milhões de mortes. Dois grupos terroristas árabes, que atuam na região, aterrorizam o mundo com seus ataques. Estamos nos referindo: a) IRA e ETA b) Hamas e Hezbollah c) GIA e OLP d) Curdos e Chechenos e) Farc e PCC 2) Os conflitos entre árabes e judeus, não se restringem apenas a Israel (judeu) e Palestina (árabe). Os judeus brigam com mais dois vizinhos, numa luta sangrenta de vários anos. a) Arábia Saudita e Iraque b) Síria e Líbano c) Irã e Turquia d) Jordânia e Indonésia e) Egito e Líbano 3) Os acordos de paz do Oriente Médio foram iniciados por Rabin e Arafat, representando, respectivamente: a) OLP e Israel b) Israel e OLP c) Israel e IRA d) Israel e ETA 4) Os conflitos entre árabes e judeus, já duram vários anos, sem solução. São assinados acordos de paz, nunca cumpridos. Em 1979, Anuard Sadat foi assassinado por um fanático muçulmano que não aceitava o acordo que ele havia firmado com o governo israelense. Era o então presidente a) da Síria b) do Líbano c) do Iraque d) do Egito e) da Jordânia 5) A causa de mais uma disputa no Oriente Médio, entre judeus e palestinos, ocorre pelo controle de uma cidade considerada sagrada para grandes religiões monoteistas que têm grande contingente de seguidores na região. Qual é a cidade e que religiões `consideram uma "cidade santa". a) A cidade é Meca e é considerada sagrada pelo islamismo e pelo judaísmo. b) A cidade se chama Palestina, que é considerada santa pelos judeus, muçulmanos e cristãos. c) O nome da cidade é Israel, que é considerada santa pelos judeus e cristãos. d) A cidade é Jerusalém, que é considerada santa pelos judeus, muçulmanos e cristãos. e) A cidade se chama Belém, e é considerada santa pelos judeus e muçulmanos. 6) Observe o texto que aborda a recente crise no Líbano: Como ensina a Geografia Política, entregar território significa derrota política; ao vencedor, as terras (e não as batatas). Acossado internamente e assistindo a uma possível conexão xiita Irã-Hezbollah, via Síria, Israel tratou de agir. (Carta Capital na Escola, setembro, 2006.) Sobre o cenário geopolítico do Oriente Médio abordado pela matéria, podemos inferir que: a) O grupo Hezbollah reivindica a devolução das Colinas de Golan ao Líbano, ocupadas por Israel desde a Guerra dos Seis Dias, em 1973. b) A conexão religiosa mencionada no texto, envolve o Irã, Líbano e a Síria, três países de maioria xiita. c) O Hezbollah é produto da ocupação israelense no sul do Líbano em 1982 e atua na região com freqüentes ataques à Israel. d) Ao lado do Hammas, o Hezbollah é um grupo palestino que tem sua base na Faixa de Gaza.
  9. 9. e) A partir da Cisjordânia, o Hezbollah faz incursões a Israel e reivindica a devolução dessa importante e fértil região. 7) A disputa que se trava no Oriente Médio entre Israel e Líbano e um confronto geopolítico que ha. mais de meio século perdura na definição das fronteiras entre os Estados envolvidos. Em 28 de junho de 2006, o exercito israelense atacou a Faixa de Gaza e prendeu vários ministros da Autoridade Nacional Palestina na Cisjordânia, sob a alegação de resgatar um soldado seqüestrado por extremistas palestinos. Na verdade, o convívio entre israelenses e palestinos tem raízes históricas, em que pesam elementos definidores do espaço, tais como estado, nação, fronteiras e territórios. Com base em seus conhecimentos e nas informações acima sobre Israel e os Territórios Palestinos, é correto afirmar que a) a independência de Israel permitiu que os judeus fossem retirados do território que ocupavam e formassem um estado na Faixa de Gaza e na Cisjordânia, motivando protesto por parte dos árabes. b) a ONU aprovou, em 1947, a divisão da Palestina, então administrada pelos britânicos, em um estado árabe e outro judeu, possibilitando a criação de Israel, em 1948. c) os palestinos ficaram sem território e passaram a viver em acampamentos, apesar de receberem apoio político externo, sobretudo dos EUA. d) a Organização para Libertação da Palestina (OLP) foi fundada, em 1964, com o objetivo de obter a soberania dos palestinos sobre a região, ainda que permanecessem sob o domínio de Israel. e) a Autoridade Nacional Palestina (ANP) foi criada em 1993, pelo Acordo de Oslo. Alem disso, estava prevista a devolução dos territórios da Faixa de Gaza e da Cisjordânia para controle libanês. (8) Observe o texto e o mapa a seguir: A partir de amanhã, soldados e policiais de Israel desarmados vão passar de porta em porta nos assentamentos judaicos (...) e notificar os moradores de que a permanência em suas casas depois desta quarta-feira será ilegal e que serão retirados à força. O plano envolve a transferência de 8.500 pessoas, 38 sinagogas e 48 túmulos. A região em questão, alvo de disputas entre palestinos e judeus desde 1967, e devolvida em agosto à Autoridade Palestina, está representada com o número: a) 1 b) 4 c) 2 d) 3 e) 2 e 3 (9) A questão está relacionada ao depoimento do premiê Palestino Mahmmoud Abbas e ao mapa do Estado de Israel, apresentados a seguir. “A saída de Israel é um passo histórico que não deveria terminar em...1.., mas continuar na.2... e no resto da terra pré- 1948.”
  10. 10. As áreas 1 e 2 citadas pelo premiê palestino estão indicadas no mapa, respectivamente, pelos algarismos a) I e II. b) I e III. c) I e IV. d) II e III. e) III e IV. (10) Analise a imagem a seguir. Depois de 38 anos, em agosto de 2005, chegou ao fim a ocupação israelense na Faixa de Gaza. Com base no mapa e nos conhecimentos sobre o tema, considere as afirmativas a seguir. I. A retirada da população judia dos assentamentos da faixa de Gaza está relacionada ao Plano de Paz, elaborado com o objetivo de mitigar os ataques terroristas a Israel. II. Apesar da forte oposição de grupos radicais religiosos à retirada da população israelense da faixa de Gaza, a maioria da população daquele país foi a favor do ato. III. Compõe um dos focos das estratégias do Plano de Paz a retirada da população judia da cidade de Jerusalém. IV. Ao longo do tempo, a permanência da minoria judaica na faixa de Gaza tornou-se problemática em decorrência da presença de mais de um milhão de palestinos na região. Estão corretas apenas as afirmativas: a) I e II. b) II e III. c) III e IV. d) I, II e IV. e) I, III e IV. (11) A seqüência de mapas define a territorialização proposta por opiniões divergentes sobre os Estados palestino e israelense.
  11. 11. A partir da observação dos mapas, identifique as proposições corretas. I. O mapa 1 mostra o resultado da proposta dos radicais palestinos, que não reconhecem a determinação da ONU da existência de um Estado de Israel. II. O mapa 2 mostra a divisão do território aceitável pelo governo palestino e próxima da proposta dos moderados, que tem Jerusalém dividida e como capital da Palestina. III. O mapa 3 mostra a divisão aceitável sob o ponto de vista do governo israelense, que se nega a dividir Jerusalém e avança na Cisjordânia, pela margem do rio Jordão. Percebe-se que, além de questões político-religiosas, há também questões estratégicas, a exemplo do controle da escassa água numa região árida. IV. O mapa 4 mostra uma proposta dos israelenses moderados, pela qual o território não precisa ser dividido, havendo o convívio dos dois povos no mesmo espaço. Está(ão) correta(s) apenas as proposição(ões): a) II e IV b) II, III e IV c) II e III d) I, II e III e) IV (12) A imagem acima focaliza manifestantes palestinos protestando contra o assassinato do xeque Ahmed Yassin, destacado líder palestinos. Um fator preponderante que deu origem às tensões e lutas entre palestinos e israelenses é apresentado na seguinte alternativa: a) diáspora palestina ocorrida a partir de 1945, acarretando a migração de palestinos para os kibutzin israelenses. b) movimento sionista surgido a partir de 1917, definindo a Palestina como o “lar nacional” de judeus e palestinos. c) fundação da Organização para a Libertação da Palestina na década de 1950, iniciando o processo de luta liderado por Yasser Arafat. d) partilha da Palestina aprovada pela Organização das Nações Unidas na década de 1940, provocando rejeição pelos países árabes.
  12. 12. 13) “No intricado cenário do conflito político no Oriente Médio, nenhuma figura teve mais impacto que Yasser Arafat,” Assinale a alternativa que caracteriza corretamente o líder palestino que faleceu em 2004 e a questão palestina. a) O líder demonstrou ao longo de toda a sua atuação, cujo início se deu a partir de meados dos anos 60, a meta de atingir os seus objetivos por intermédio de ações pacíficas. b) O governo de Ariel Sharon, que evidenciou interesse especial em estabelecer relações diplomáticas com o líder em questão, opunha-se apenas a entrega de Jerusalém aos palestinos defendida por Yasser Arafat. c) A posição do governo George W. Bush foi a de exercer o seu poder de influência, estimulando uma solução negociada entre as duas partes. d) Pouco antes de morrer, Arafat manifestou publicamente apoio à linha de ação do grupo Hamas, isto é, a destruição do inimigo: Israel. e) A assinatura do acordo de Oslo foi o ponto alto de sua liderança e marcou os maiores avanços diplomáticos para a criação do Estado Árabe Palestino. 14) Provocada pelos palestinos nos territórios ocupados por Israel (Faixa de Gaza e Cisjordânia), a violenta repressão das forças de segurança de Israel ao movimento desgasta a imagem do país e mobiliza a opinião pública mundial em favor da causa palestina. O texto acima refere-se: a) ao Tratado de Maastricht. b) à Intifada. c) ao fim do apartheid. d) à rebelião armada em Chiapas. e) à caçada ao terrorista Osama bin Laden. 15) Leia as frases seguintes, sobre as dificuldades para a paz entre Israel e a Palestina. I. Destino de 3 milhões de refugiados palestinos dispersos pelos países vizinhos. II. Controle do rio Jordão a partir das Colinas de Golã, que estão sob domínio da Síria. III. Fim da Intifada, movimento de judeus pela aceitação do Acordo de Oslo. IV. Definição da situação de Jerusalém, apontada como capital por judeus e considerada sagrada pelos palestinos. V. Presença de colônias judaicas em áreas destinadas ao Estado palestino. Está correto o que se afirma em: a) I, II e IV, apenas. b) I, III e V, apenas. c) I, IV e V, apenas. d) II, III e IV, apenas. e) II, III e V, apenas. 16) A charge a seguir se refere à guerra no Líbano. Considerando a charge e outros conhecimentos sobre o tema, assinale a alternativa correta. a) A guerra ocorreu em julho de 2006, quando Israel, com a finalidade de destruir o poderio bélico do Hamas, atacou o Líbano, matando centenas de civis. b) A população libanesa sofreu recentemente com mais uma guerra, sendo que o país já havia
  13. 13. enfrentado, nas últimas 4 décadas, uma guerra civil e invasões territoriais por parte da Síria e de Israel. c) O Líbano teve a sua economia afetada com a guerra que começou com a retirada das tropas sírias e o descontentamento do Hizbollah com a situação econômica do país. d) As pontes, o aeroporto e as rodovias foram destruídos pelos ataques do Irã ao Líbano, matando centenas de pessoas e deixando povos sem comunicação. e) O Oriente Médio é uma região com grandes reservas de petróleo e o ataque de Israel ao Líbano teve como objetivo destruir os poços do país, provocando uma crise mundial. 17) O Oriente Médio é, historicamente, zona de tensões entre povos, nações e países. Em 2006, ocorreram conflitos armados nas fronteiras de Israel, Palestina e Líbano, envolvendo exército e grupos armados. Sobre os conflitos, analise as afirmações seguintes. I. O grupo Hamas, acusado por Israel pela morte e seqüestro de soldados na região da Faixa de Gaza, é um movimento que luta pela formação do Estado Independente da Palestina e se opõe à existência do Estado de Israel. II. O grupo Hezbollah luta pela desocupação israelense nos territórios de Gaza e Golã e pela demarcação de Jerusalém como território independente, devido à sua importância religiosa para católicos, judeus e muçulmanos. III. Além dos conflitos de ordem histórica, religiosa e política, a região apresenta tensões decorrentes da escassez de recursos hídricos, como o interesse no controle das nascentes do rio Jordão. IV. Uma das zonas de tensão é a fronteira do Líbano, onde se encontram as nascentes do rio Jordão, área estratégica para o acesso e controle da água doce disponível na região. Estão corretas as afirmações: a) I e III, apenas. b) I e IV, apenas. c) II e III, apenas. d) III e IV, apenas. e) II e IV, apenas. 18) Leia o texto e responda a questão. Abu Zeid sabia que jamais poderia retornar a Damasco, a capital síria. Desde então, pai e filha só se encontraram uma vez, na Jordânia. Desde que Israel capturou essa área, cerca de 17 mil sírios moram no local em uma espécie de limbo. A maioria recusa uma oferta de cidadania israelense, mas eles são proibidos de visitar a Síria pelos dois países, já que estes continuam em estado de guerra. A partir dos conhecimentos sobre as principais fontes de conflito entre Israel e os países vizinhos, pode-se concluir que a matéria trata a) do sul do Líbano, ocupado por Israel desde a década de 1980, sob ataque constante da milícia síria Hizbollah. b) do vale do rio Jordão, onde se situa a cidade de Jerusalém e ocupada por Israel desde sua fundação, mesmo com maioria da população de origem síria. c) das Colinas de Golan, reivindicada pela Síria, porém sob domínio israelense desde a Guerra dos Seis Dias, em 1967. d) da Faixa de Gaza, enclave sírio ao norte de Israel, que foi incorporado ao território de Israel quando este foi criado em 1948. e) da Península do Sinai, faixa semi-desértica que Israel tomou da Síria em 1973, cuja devolução é um dos entraves ao processo de paz na região. (19) A Folha Online publicou, em 10/7/2007, a seguinte notícia: O premiê italiano Romano Prodi pediu nesta terça-feira mais apoio da comunidade internacional para o presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas. O pedido veio após uma reunião entre os dois líderes em Ramallah, na Cisjordânia. Para Prodi, apenas a ajuda humanitária não é suficiente para dar “esperança aos palestinos”. “Este é o momento de dar esperança aos palestinos”, afirmou o premiê em uma entrevista coletiva após sua reunião em Ramallah. Ele disse também que seu governo buscará novas vias de apoio ao presidente da ANP. A reunião, de cerca de uma hora e meia, tratou da situação dos territórios palestinos (...)
  14. 14. Devido à nova dimensão que os conflitos nos territórios palestinos adquiriram no ano de 2007 (situação muito próxima à de uma guerra civil), identifique as afirmações corretas sobre a atual situação vivida na Palestina. I. O governo palestino até os atuais conflitos era exercido por uma coalização entre o Hamas e o Fatah. II. O Fatah quer um governo islâmico para a palestina e sofre a oposição do Hezbollah. III. O presidente da ANP, Mahmoud Abbas, é membro do Fatah. IV. A Autoridade Nacional Palestina inclui Cisjordânia, Faixa de Gaza e os territórios do sul do Líbano. V. Israel não quer que os territórios do sul do Líbano fiquem com os palestinos e isso desencadeou uma guerra civil entre o Fatah e o Hamas. Estão corretas: a) I e V. b) I e III. c) III e V. d) II e V. e) III e IV. (20) Atenção! Analise as informações constantes no gráfico abaixo para responder a questão. As nascentes do rio Jordão se localizam no encontro de fronteiras entre Israel, Síria e Líbano. O Jordão flui em direção ao sul, passando pelo lago Tiberíades e desaguando no Mar Morto. Em relação aos recursos hídricos dessa região, é INCORRETO afirmar que a) o projeto hídrico de Israel e a oposição da Síria a esse projeto foi um dos motivos da Guerra dos Seis Dias. b) as nascentes do Jordão situam-se nas Colinas de Golã, que foram ocupadas por Israel durante a Guerra dos Seis Dias, perdurando essa ocupação até hoje. c) uma parcela maior dos recursos hídricos do rio Jordão era reivindicada pelo Estado Palestino e pela Jordânia. d) o aqüífero pouco volumoso da planície costeira ocidental do território israelense contrasta com o volumoso lençol subterrâneo do platô central, situado no território da Cisjordânia. e) as águas do rio Jordão, no trecho em que ele corta o norte da península do Sinai, foram objeto de disputa entre Israel e Egito, a qual teve fim com o acordo de Camp David. 21) “Em pleno seculo XXI, as religioes continuam tendo grande influência no contexto social e cultural de diversos países e em amplas regiões do planeta. O poder da fé é de tal magnitude que é capaz de influir em aspectos políticos, sociais e econômicos de nações cujas autoridades, leis ou fronteiras são fortemente delimitadas por questões religiosas. Além disso, variados conflitos no mundo nos últimos tempos têm sua origem em divergências religiosas. (...) Jerusalém é a cidade sagrada de três grandes religiões (...). Os três credos têm em Jerusalém marcos básicos de sua doutrina e de sua historia. O texto acima apresenta Jerusalém como a cidade sagrada de três religiões. São elas:
  15. 15. a) judaísmo, hinduísmo e islamismo b) judaísmo, cristianismo e islamismo c) judaísmo, budismo e islamismo d) judaísmo, confucionismo e islamismo e) judaísmo, xintoísmo e islamismo 22) A pretensão do Islã de criar Estados islâmicos e tornar-se uma nova força mundial, exigindo uma unidade entre religião e política nos países por ele governados, pode ser designada como b) fundamentalismo. e) laicização. a) racionalismo. d) modernismo. c) positivismo. 23) Leia o texto: ... a existência de país supõe um território. Mas a existência de uma nação nem sempre é acompanhada da posse de um território e nem sempre supõe a existência de um Estado. Pode-se falar, portanto, de territorialidade sem Estado, mas é praticamente impossível nos referirmos a um Estado sem território. (Milton Santos, O Brasil, 2000) Das palavras de Milton Santos, podemos deduzir: a) Nação, Estado e território são categorias excludentes. b) Não existe nação sem Estado. c) A categoria território é imprescindível à existência de um Estado. d) As fronteiras delimitam os territórios, mas não os Estados. e) Um Estado é sempre composto por uma única nação. 24) A civilização árabe, predominantemente islâmica, constitui-se de dezenas de estados e nações, totalizando um pouco mais de um bilhão de pessoas. O islamismo é atualmente a religião predominante nas seguintes regiões do mundo, EXCETO: a) A África Saariana b) As ilhas que compõem a Indonésia. c) O Oriente Médio. d) A África Meridional. e) As ex-repúblicas soviéticas da Ásia Central, como o Casaquistão e o Uzbequistão, entre outros. 25) Cite o nome das regiões ocupadas por Israel na Guerra dos Seis Dias de 1967 bem como os países que perderam esses territórios. 26) Qual o nome e a origem do movimento fundamentalista que deu origem a quase todos os movimentos políticos muçulmanos do Oriente Médio? 1 – B 2 – B 3 – B 4 – D 5 – D 6 – C 7 – B 8 – D 9 – D – 10- D 11 – D 12 – D 13 – E 14 – B 15 – C 16 – B 17 – A 18 – C 19 – B 20 – E 21 – B 22 – B 23 – C 24 - D 25 – FAIXA DE GAZA (EGITO), PENÍNSULA DO SINAI (EGITO), CISJORDÂNIA (JORDÂNIA) E COLINAS DE GOLÃ (SÍRIA). 26 – IRMANDADE ISLÂMICA - EGITO PARTE 03 1) Leia o trecho do artigo de Demétrio Magnoli. As etnias hutus e tutsis foram inventadas pelo poder colonial europeu, que encontrou uma sociedade organizada em torno de um rei de caráter sagrado, cuja autoridade se baseava numa aristocracia de proprietários de rebanhos (os tutsis) que subordinava a massa de camponeses (os hutus). Toda sociedade ligava-se por laços de dependência pessoal, que asseguravam certa coesão. Tudo começou com o censo, que registrou as duas “etnias”. Em 1926, o governo colonial emitiu documentos de identidade com rótulos “tutsi” e “hutu”. Manuais vulgares repetem, até hoje, narrativas históricas que opõem as etnias, usando, para tanto, razões científicas. MAGNOLI, D. O país das cotas e do genocídio. Folha de S. Paulo, 19 ago. 2005. Ilustrada. [Adaptado]. O autor discute a relação entre os dois grupos envolvidos no conflito ocorrido em 1994, em Ruanda. Sobre a emergência desse conflito contemporâneo, pode-se afirmar que a) o desacordo era anterior ao colonialismo, pois historicamente tutsis e hutus disputavam a posse da terra. b) a distinção entre tutsis e hutus reforçou a oposição ao domínio colonial europeu. c) o discurso histórico desqualificou a sacralidade da figura real, induzindo os grupos à rivalidade.
  16. 16. d) a exploração dos proprietários de rebanhos sobre os camponeses definia as relações étnicas. e) as identificações étnicas, patrocinadas por ação governamental, fermentaram o conflito e o massacre. 2) Observe as afirmações: I. quase a metade dos 700 milhões de habitantes dessa região do planeta vive em extrema pobreza, com renda abaixo de um dólar por dia; II. de cada dez pessoas portadoras do vírus HIV no mundo, cerca de sete vivem nessa região do planeta; III. a história recente dessa região registra grande número de guerras civis e golpes de Estado. Os conflitos étnicos e religiosos estão associados, na maioria dos casos, à disputa pelas riquezas naturais regionais. As afirmações contêm a problemática de países localizados a) no Magreb africano. b) no Golfo Pérsico. c) na África Subsaariana. d) na América Central. e) nas Antilhas. 3) A noção jurídica de genocídio foi criada em 1946, no processo de Nuremberg, para designar o extermínio sistemático dos judeus pelos nazistas. Logo se estendeu também ao extermínio dos índios do continente americano. O termo genocídio remete à idéia de “raça” e ao desejo de exterminar fisicamente um grupo étnico. O termo etnocídio, por sua vez, foi criado há alguns anos para designar não apenas a destruição física, mas principalmente a destruição da cultura de um povo. Com base no texto acima e nos conhecimentos de Geografia, assinale a alternativa INCORRETA. a) Genocídio e etnocídio são processos que ocorrem nas regiões do globo onde impera a miscigenação devido à elevada heterogeneidade racial e cultural. b) O genocídio e o etnocídio ocorreram na América, mas, em muitas regiões, não houve a eliminação física das raças nativas e nem o desaparecimento completo das suas culturas. c) O genocídio pode ser uma estratégia planejada pelo Estado ou por facções políticas armadas e pode resultar da irrupção repentina de conflitos civis, como se verificou recentemente em Ruanda, na África. e) O etnocídio pode ocorrer também devido a mudanças culturais impostas e/ou induzidas de forma pacífica, por meio do proselitismo religioso, do comércio, da miscigenação e da difusão de tecnologias. e) Um exemplo contemporâneo de práticas de genocídio e etnocídio está nas perseguições à nação curda, que, não possuindo território autônomo, distribui-se entre Turquia, Iraque e outros países. 4) Um professor apresentou os mapas ao lado numa aula sobre as implicações da formação das fronteiras no continente africano. Com base na aula e na observação dos mapas, os alunos fizeram três afirmativas: I - A brutal diferença entre as fronteiras políticas e as fronteiras étnicas no continente africano aponta para a artificialidade em uma divisão com objetivo de atender apenas aos interesses da maior potência capitalista na época da descolonização. II - As fronteiras políticas jogaram a África em uma situação de constante tensão ao desprezar a diversidade étnica e cultural, acirrando conflitos entre tribos rivais. III - As fronteiras artificiais criadas no contexto do colonialismo, após os processos de independência, fizeram da África um continente marcado por guerras civis, golpes de estado e conflitos étnicos e religiosos.
  17. 17. É verdadeiro apenas o que se afirma em a) I. b) II. c) III. d) I e II. e) II e III. 5) No continente africano encontramos focos de guerras civis e entre países. No chamado Chifre da África, nos últimos anos, foram registrados violentos conflitos entre (A) países pela definição de fronteiras, envolvendo Burundi e Ruanda. (B) países pelo acesso à água, por parte do Egito e do Sudão. (C) brancos e negros na África do Sul. (D) lideranças locais na Somália. (E) grupos étnicos em Ruanda. 6) A Etiópia, um dos países mais pobres do planeta, está recebendo ajuda do Programa Alimentar Mundial (PAM). Essa operação humanitária foi lançada para socorrer milhões de vítimas da seca, mas os etíopes correm o risco de perder essa ajuda, pois estão em conflito por uma faixa de fronteira com a Eritréia há mais de dois anos. A Etiópia e a Eritréia localizam-se: a) no noroeste da África. b) na África Central. c) no nordeste da África. d) na África Austral. e) no sul da África 7) A descolonização e as lutas pela libertação nacional dos países africanos imprimiram, após a segunda Guerra Mundial, uma nova divisão territorial no continente africano. Considere esse processo de descolonização e analise as afirmativas. I. A dominação imperialista da Europa sobre o território africano foi denunciada pelo filósofo e escritor Sartre, considerado a grande voz da consciência européia anticolonialista. II. A Frente de Libertação Argelina foi a principal organização que, lutando pela independência da Argélia, conseguiu libertá-la do colonizador português. III. As guerras de independências das colônias portuguesas revelaram a fragilidade do sistema econômico e social da metrópole que, à época, encontrava-se sob o governo de Salazar. IV. A Conferência de Bandung, em 1955, da qual participaram os países recém-liberados da dominação colonial, representou um importante estímulo para o processo de descolonização de países africanos. V. A libertação de Angola deu-se por via pacífica, tendo sido selada, em 1974, pelo Acordo de Alvor, celebrado entre o Movimento Popular de Libertação de Angola e o governo português. As afirmativas que estão corretas são as indicadas por: a) I, II e III. d) II, III e IV. b) I, III e IV. e) III, IV e V. c) I, IV e V.
  18. 18. 8) Em 2002, graves conflitos entre muçulmanos e cristãos com mais de 250 mortos abalaram a Nigéria. O estopim foi a seguinte declaração de uma jornalista sobre a realização do concurso de Miss Mundo no país: O que Muhammad (profeta Maomé) acharia disso? Com toda a honestidade, ele provavelmente escolheria uma delas (misses) para ser sua esposa. Isioma Daniel, jornalista do This Day. Assinale a alternativa que relaciona corretamente o episódio com os processos de globalização e fragmentação. 9) No mapa, destaca-se uma região da África Ocidental ameaçada pela fome. Assinale a alternativa que contém a identificação dos três países assinalados, respectivamente, com os números 1, 2 e 3 e as causas que provocaram acentuada queda na produção de alimentos. (A) Marrocos, Angola, Sudão; enchentes, AIDS, queimadas. (B) Camarões, Costa do Marfim, Serra Leoa; seca, terremotos, doenças. (C) Senegal, Guiné, Argélia; pragas, tsunamis, furacões. (D) Gabão, Congo, Zaire; erosão, chuvas, desnutrição. (E) Mauritânia, Mali, Níger; seca, pragas, guerras. 10) O genocídio que teve lugar em Ruanda, assim como a guerra civil em curso na República Democrática do Congo, ou ainda o conflito em Darfur, no Sudão, revelam uma África marcada pela divisão e pela violência. Esse estado de coisas deve-se, em parte, A) às diferenças ideológicas que perpassam as sociedades africanas, divididas entre os defensores do liberalismo e os adeptos do planejamento central. B) à intolerância religiosa que impede a consolidação dos estados nacionais africana, dividida nas inúmeras denominações cristãs e muçulmanas. C) aos graves problemas ambientais que produzem catástrofes e aguçam a desigualdade ao perpetuar a fome, a violência e a miséria em todo o continente. D) à herança do colonialismo, que introduziu o conceito de Estado-nação sem considerar as características das sociedades locais. E) às potências ocidentais que continuam mantendo uma política assistencialista, o que faz com que os governos locais beneficiem-se do caos.
  19. 19. 11) “A região de Darfur tem sido descrita pela ONU como aquela em que há hoje a pior crise humanitária do mundo. Milhões de pessoas sofrem de fome e de desnutrição. Segundo o Programa Mundial de Alimentação da ONU, dois milhões de pessoas precisarão de ajuda alimentar para sobreviver. Estima-se que 50 mil pessoas tenham sido mortas, mais de um milhão deslocadas de suas casas e 200 mil forçadas a fugir para os países vizinhos. Milhares de mulheres e meninas foram estupradas. Trata-se do resultado direto das ações do próprio governo, que declarou guerra à sua própria população. Desde o ano passado, milicianos armados (conhecidos como janjaweed), que são controlados pelo governo, protagonizam uma guerra contra civis não árabes.” (Fonte: Folha de São Paulo, 18 de setembro de 2004) O país em que ocorrem os problemas denunciados no texto é: a) Burundi; d) República Centro-Africana; b) Gabão; e) Congo. c) Sudão; 12) O continente africano continua sendo palco de vários conflitos. A guerra civil na República Democrática do Congo (RDC) é um dos exemplos mais recentes. De um modo geral, pode-se atribuir como causa(s) dos conflitos: (A) a rivalidade étnica e a disputa pelos recursos minerais. (B) a dívida externa contraída do FMI (Fundo Monetário Internacional). (C) os recursos naturais, como o petróleo e o carvão mineral. (D) a ascensão do processo agrícola e industrial. (E) a disputa de territórios e a alta do dólar. 13) De abril a julho de 1994, em Ruanda, país do centro da África, o agravamento do conflito entre as etnias tútsi e hutu culminou na morte de mais de 800 mil pessoas, muitas vitimadas por golpes de facão. O genocídio cometido por grupos fanatizados, como bem mostrou o filme Hotel Ruanda (rodado em 2004), não foi impedido por nenhuma das potências contemporâneas, Estados Unidos ou países da Comunidade Européia, porque (A) as nações economicamente desenvolvidas manifestam, tradicionalmente, desinteresse pela história e pelas riquezas da África negra. (B) a precariedade dos meios de comunicação e de informação impediu que fosse conhecido o que se passava em Kigali, a capital de Ruanda. (C) o princípio internacional e democrático de não-intervenção na política interna dos países livres pautou o seu comportamento. (D) havia dificuldade de uma ação militar eficaz, dada a lentidão do deslocamento de tropas no terreno irregular da África. (E) a história de Ruanda é pouco determinante para o equilíbrio político interno e para as relações internacionais das nações desenvolvidas. GABARITOS 1 – E 2 – C 3 – A 4 – E 5 – D 6 – C 7 – B 8 – B 9 – E 10 – D 11 – C 12 – A 13 - E

×