Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Gramaticalidade

Descreve as qualidades de um texto de acordo com Othon M. Garcia, gramaticalidade, inteligibilidade e tipos de frase a se evitar

Related Books

Free with a 30 day trial from Scribd

See all
  • Be the first to comment

Gramaticalidade

  1. 1. Segundo Othon M.Garcia, uma frase, para ser compreensível, deve apresentar: a) gramaticalidade: a frase tem que ter uma articulação sintática para estabelecer a comunicação. Isso significa que a frase deve apresentar sujeito e predicado ou apenas o predicado e que seus elementos têm que estar organizados dentro de certos critérios que permitam a sua compreensão. b) inteligibilidade: quando uma frase não apresenta gramaticalidade ou gramaticalidade precária, significa que a frase pode ser um enunciado incompreensível, ou seja, um conjunto de palavras que, embora isoladamente tenham sentido, no conjunto não têm.
  2. 2. FRASE SEM GRAMATICALIDADE E SEM INTELIGIBILIDADE. FRASE COM GRAMATICALIDADE E COM INTELIGIBILIDADE  Todos os homens são iguais perante a lei.  A ordem social é natural porque decorre de um fator biológico.  Todos os perante iguais homens são a lei.  A porque ordem social fator biológico é natural decorrem de uma.
  3. 3. a) A nula possibilidade engravidado você de ter é praticamente. b) O primeiro dever pelo passado professor de foi português uma descrição objetiva. c) Desde evoluiu que o ser humano e a caminhar de pé aventurou-se, a vertebral coluna não sua sofrer parou de mais. d) O homem de administrar é capaz com competência quase tudo que rodeia o.
  4. 4.  Evitar Redundância ou Pleonasmo, ou seja, repetição desnecessária. A exclusividade do monopólio da empresa Águas da Amazônia impede a concorrência. A unanimidade de todos foi geral. Ele teve uma hemorragia de sangue.
  5. 5.  Elo de ligação  Acabamento final  Número exato  Juntamente com  Em duas metades iguais  Sintomas indicativos  Há anos atrás  Vereador da cidade  Relações bilaterais entre dois países  Outra alternativa  Detalhes minuciosos  A razão é porque  Interromper de uma vez  Anexo (a) junto à carta  De sua livre escolha
  6. 6.  Superávit positivo  Vandalismo criminoso  Todos foram unânimes  Conviver junto  Exultar de alegria  Encarar de frente  Fato real  Multidão de pessoas  Amanhecer o dia  Criação nova  Frequentar constantemente  Empréstimo temporário
  7. 7.  Frase de arrastão: as orações se enfileiram na ordem de sucessão dos fatos. É usada em situações simples, por isso é comum na língua falada (principalmente linguagem infantil e linguagem de adolescentes).Nesse tipo, há a utilização frequente do aí, então, e; Exemplo: Cheguei ao portão da empresa e chamei o porteiro e aguardei até que ele apareceu e me atendeu para a entrevista.
  8. 8.  Frase entrecortada: é a frase curta, incisiva, predominantemente coordenada. Usada frequentemente em narrações e descrições. Na dissertação o seu uso intenso pode também prejudicar a unidade do parágrafo. “Era uma manhã de sol escaldante em Manaus.Chegou a tarde. Lucas foi para casa cansado. A hora do almoço havia chegado. O calor continuava. Almoçou, levantou-se, tomou banho, vestiu-se,saiu para trabalhar novamente no escritório da Sete de Setembro. Pegou o ônibus. Uma hora depois estava lá.”
  9. 9. Frase de ladainha: variante da frase de arrastão, apresenta um tom coloquial e uso frequente do e de que. Então eu falei pra ele ir embora. E ele não foi, e me disse que só sairia de lá se eu falasse com ele. Então eu decidi dar-lhe atenção e nós conversamos e nos entendemos.
  10. 10. Frase labiríntica: frase confusa que precisa ser lida e relida para ser compreendida, porque é cheia de conectivos. Em resumo,é prolixa e cansativa. Hoje, quando no seio de uma família numerosa há um jovem que, por falta de certa vivacidade de espírito e de outros predicados naturais, ou dos que se adquirem pelo esforço e pelo trabalho, não pode granjear os meios de subsistência, e menos ainda de obter qualquer colocação saliente, ou ancião, vencido na vida, para quem a fortuna foi madrasta nas profissões que tentou, sem disposição alguma para o exercício de qualquer mister conhecido e lícito.

×