Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Semiótica Narrativa Greimasiana

33,352 views

Published on

Material Didático para Disciplina de Semiótica da Comunicação - aula sobre Greimas.

Published in: Education
  • Be the first to comment

Semiótica Narrativa Greimasiana

  1. 1. SEMIÓTICA GREIMASIANAALGIRDAS GREIMAS:• Linguista russo (1917-1992);• Fundador da ESCOLA DE SEMIÓTICA DEPARIS (décadas de 60 e 80).• Permaneceu mais fiel aos princípios da análiseestrutural (tem por base SAUSSURE EHJELMSLEV)
  2. 2. SEMIÓTICAGREIMASIANA Profa. Caroline Casali UFSM/CESNORS
  3. 3. SEMIÓTICA GREIMASIANA OBJETIVO CENTRAL:estudo do discurso com base na idéia de que uma estrutura narrativa se manifesta em qualquer tipo de texto. (PROJETO SEMIÓTICO)
  4. 4. SEMIÓTICA É A TEORIA DA SIGNIFICAÇÃOOBJETO DA SEMIÓTICA NÃO É O SIGNO, MAS OS SISTEMAS SEMIÓTICOS CADA CIÊNCIA TEM SUA SEMIÓTICA PARTICULARSEMIÓTICA DA COMUNICAÇÃO – ANÁLISE DOS SISTEMAS SEMIÓTICOS DA/NA MÍDIA
  5. 5. Semiótica na MedicinaDesde a Antiguidade, o diagnóstico médico édescrito como a “parte semiótica” da medicina.DIAGNÓSTICO MÉDICO COMO PROCESSODE SEMÊIOSIS - médico grego Galeno dePérgamo (139-199).Aquilo que os antigos designaram como semeióticaainda não era a teoria geral dos signos, mas umade suas áreas específicas, a saber, o aprendizadomédico dos sintomas.
  6. 6. SIGNIFICANTES SIGNIFICADOS SINTOMAS DIAGNÓSTICOFebre, cansaço, dor de cabeça, congestão nasal, tosse seca Diarréia, vômito, boca seca, olhos fundos Seios inchados e doloridos,atraso na menstruação, enjoos, alterações no paladarNáuseas, aversão à claridade, barulho ou cheiro, dor de cabeça
  7. 7. Revisando:SAUSSURE: estuda o signo, e a significação é arelação na estrutura: Se = SIGNO SoHJELMSLEV: estuda a significação enquantorelação (R) entre o plano de expressão (E) e oplano de conteúdo (C) E(R)C (Denotação e Conotação)
  8. 8. GREIMAS PERCEPÇÃO: reação discriminativa entre estímulos. implica relacionamento entre elementos estímulos s comparados. É a mediadora entre o mundo dos dis soci áve i objetos (matéria) e o mundo das significações (forma do conteúdo). SIGNIFICAÇÃO: percepção codificada; codificada transposição de um nível de linguagem a outra.in Charaudeau: maneira pela qual o EU se situa em relação do TU e ao mundo. SENTIDO: possibilidade de transcodificação; sentimento de compreensão. transcodificação Charaudeau, explica que é a possibilidade produzir certo número de frases alternativas , em torno do enunciado considerado.
  9. 9. GREIMAS:SIGNIFICANTES: são “os elementos ou grupos deelementos que tornam possível o aparecimento dasignificação ao nível da percepção”.Liga-se ao mundo sensorial :do visual (gestos, mímica) do táctil (alfabeto braile)do auditivo (música)
  10. 10. GREIMAS:SIGNIFICADO: é a “significação ou significações quesão abrangidas pelo significante”. CONJUNTO SIGNIFICANTE: reunião de significante e de significado.
  11. 11. O MODELO GERATIVO DE ANÁLISE DO DISCURSO – Tem como objetivo explicar a geração de discursos em qualquer sistema semiótico.- O PERCURSO QUE OS ELEMENTOS A SEREMANALISADOS REALIZAM DA IMANÊNCIA ÀMANIFESTAÇÃO, ABRANGEM : - ESTRUTURAS PROFUNDAS: - ESTRUTURAS NARRATIVAS: - ESTRUTURAS DISCURSIVAS:
  12. 12. - ESTRUTURAS PROFUNDAS : definem “a maneirade ser fundamental de um indivíduo ou de umasociedade e determinam as condições de existênciados objetos semióticos”.- ESTRUTURAS SUPERFICIAS : constituem “umagramática semiótica que ordena, em formasdiscursivas, os conteúdos susceptíveis demanifestações”. NÍVEL NARRATIVO- ESTRUTURAS DE MANIFESTAÇÃO : “produzeme organizam os significantes”. NÍVEL DISCURSIVO
  13. 13. PARA GREIMAS:A ESTRUTURA ELEMENTAR DA SIGNIFICAÇÃO SE DÁ PELA ARTICULAÇÃO DE DOIS SEMAS CONTRÁRIOS, ATRAVÉS DO EIXO SEMÂNTICO. Dois pólos extremos manifestam oposição unidos por um mesmo eixo semânticoEIXO SEMÂNTICO = é o denominador comum dosdois termos, a partir do qual de manifesta aarticulação da significação.
  14. 14. QUADRADO SEMIÓTICO: revela as oposiçõesdos eixos semânticos, apresentando dois tipos derelações:1. Contradição: relação que existe entre doistermos da categoria binária; oposição entre apresença e a ausência de um sema.1. Contrariedade: dois semas de um eixosemântico são contrários se um deles implica ocontrário do outro (Vida – Morte). Os dois semaspressupõem um ao outro.
  15. 15. S = EIXO SEMÂNTICO S1 (Asserção) Relação S2 Negação entre contrários complementaridade complementaridadeRelação deimplicação Relação de implicação Relação entre contraditórios S2 Não-negação S1 Não-asserção S = EIXO SEMÂNTICO
  16. 16. EVIDENTE Relação entre SER contrários PARECER SEGREDO MENTIRAcomplementaridade complementaridade Não-PARECER Não-SER NEUTRO Relação entre contraditórios
  17. 17. Greimas propôs a seguinte trama narrativa:alguém (SUJEITO) deseja alcançar algo (objeto devalor), na jornada é ajudado por algo/alguém(ajudante), e é atrapalhado por algo/alguém(oponente); dois outros elementos estão em cena: odestinateur: quem ou o quê empurrou o herói para oobjetivo, e o receptor: quem ou o quê recebe o objetode valor uma vez que este é conquistado.Sujeito: persegue o objetoAjudante: actante que dará auxílioOponente: actante que cria obstáculosObjeto de valor: elemento central (desejo)Destinador: remetenteDestinatário: quem recebe o objeto
  18. 18. ESQUEMA DISNEYA Branca de Neve (sujeito)deseja ser feliz (objeto de valor)é ajudada pelos 7 anões (ajudantes)atrapalhada pela bruxa (oponente)encontra o princípe (destinateur)e casa-se com ele (casamento/receptor)
  19. 19. NOVA: o sujeito mulher quero objeto de valor que é afelicidade e o destinadordesse objeto é a revista(quem manipula a mulher,atribuindo a elacompetência, o destinadordoa ao sujeito os valoresmodais do querer-fazer, dodever-fazer, do saber-fazere do poder-fazer). O homemé quem recebe o objeto devalor da mulher que é afelicidade (destinatário).
  20. 20. PLAYBOY: o sujeitohomem quer o objeto devalor que é o prazer e odestinador desse objetoé a revista (quemapresenta a mulher paraque o homem tenhaprazer – ele não quer amulher, ele quer oprazer que a revista ofaz querer através damulher). A mulher aqui éa ajudante na narrativa.
  21. 21. MANIPULAÇÃO EM GREIMAS : consiste naação de um sujeito sobre o outro, levando-o aexecutar um programa dado. Os sujeitos só agemporque manipulados. E a manipulação é própria dequalquer processo comunicativo. O importante é com- vencer, isto é, não só vencer o outro, mas obrigá-lo a partilhar de nossa vitória.
  22. 22. PROCESSO DE MANIPULAÇÃOO sujeito manipulador articula um fazerpersuasivo , que pode apoiar-se em : MODALIDADES DO PODER MODALIDADES DO SABER
  23. 23. MODALIDADES DO PODER :• TENTAÇÃO [quando o manipulador tenta o manipulado com objeto de valor positivo]EX: se você afastar a amiga, terá seu marido de volta.• INTIMIDAÇÃO/AMEAÇA [quando isso ocorre a partir de doação negativa].EX: continue agindo assim e perderás teu marido.
  24. 24. MODALIDADES DO SABER :• SEDUÇÃO [quando o manipulador busca encantar com juízo positivo]EX: nós sabemos, amiga leitora, que você é capaz de virar o jogo e reconquistar teu marido.• PROVOCAÇÃO [quando manipulador provoca com juízo negativo].EX: tu és incapaz de reconquistar teu marido.
  25. 25. DISCURSO POLÍTICODISCURSO RELIGIOSODISCURSO ESCOLARDISCURSO JORNALÍSTICO(a) Revista temática(b) Jornal diário(c) Telejornal
  26. 26. EXERCÍCIO:INVENTAR UM PRODUTO E CRIAR UMANÚNCIO DE VENDA DESTE PRODUTO APARTIR DE UMA DAS ESTRATÉGIAS DEMANIPULAÇÃO DE GREIMASTENTAÇÃO - poderINTIMIDAÇÃO - poderSEDUÇÃO - saberPROVOCAÇÃO - saber LEMBRE DE ALIAR A ESTRATÉGIA AO PRODUTO E AO PÚBLICO A QUEM O PRODUTO SE DESTINA.

×