Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Iii enob 2011 ctl salvador

3,340 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Iii enob 2011 ctl salvador

  1. 2. <ul><li>Abertura </li></ul><ul><li>Dom Emanuel D’Able do Amaral </li></ul><ul><li>pontos: </li></ul><ul><li>A vida do Oblato a partir e base no batismo, citação de João Paulo II (o dia mais importante de nossa vida) Comemoramos o nascimento e outros , mas esquecemos do mais importante. </li></ul><ul><li>Visita entre os Oblatos e Mosteiros. </li></ul><ul><li>Até o próximo Capítulo Geral, esse será o Estatuto; o qual deverá receber contribuições de todos , pela vida prática e avaliação dos próprios Oblatos. </li></ul><ul><li>Precisam estar bem unidos Monges, Monjas e Oblatos, nessa Grande Família que é a Beneditina, através da RB que levou muitas pessoas à santidade. </li></ul><ul><li>Dinâmica Diária: </li></ul><ul><li>7:00 – Laudes; 7:30 – café; 8:00 – palestra; 9:30 – intervalo; 10:00 – debates em grupo; 11:00 – celebração eucarística; 12:00 – almoço; 14:00 – lectio divina; 15:00 – palestra; 16:30 – intervalo; 17:00 – debate em grupos; 18:00 – vésperas; 18:30 – jantar; 19:30 – recreação; 21:00 – completas – adoração Santíssimo Sacramento; 22:00 – silêncio – descanso. </li></ul>
  2. 3. 1ª Palestra Dom Gregório Paixão Tema: Contribuição do Oblato na Vida da Igreja Local 2ª Palestra Dom Matias Fonseca de Medeiros Tema: Teologia da Oblação 3ª Palestra Dom João Evangelista Kovas Tema: Elaboração do Novo Estatuto 4ª Palestra Dom Abade Filipe da Silva Tema: Oblação, Oferta a Deus e aos Irmãos 5ª Palestra Madre Abadessa Vera Lucia Parreiras Horta Tema: O Oblato entre o céu e a terra, cidadãos do 8º dia
  3. 4. <ul><li>Todo o trabalho do encontro, palestras e debates serão impressos e entregues aos participantes, através da Coordenação Geral, num livro; </li></ul><ul><li>Dom Gregório Paixão: </li></ul><ul><ul><li>História mitológica de Ezeldo, citando o sonho de Zeus, que através do sopro criou Géia (Terra). E entre eles, para melhor administrar criou um grande espelho que refletia tudo o que acontecia. Um dia Géia, levantou um pouco alto seu bastão e quebrou o espelho, o espelho da verdade e que se espalhou pela terra em pedaços. Muitos foram achando esses pedaços e “achava que tinha encontrada a verdade”. Trazendo a história para o nosso momento, quem restaurou o espelho foi Jesus. </li></ul></ul><ul><ul><li>O Mosteiro é a fonte e o mundo o campo de trabalho; </li></ul></ul><ul><ul><li>É melhor viver no mundo com a cabeça no Mosteiro, do que no Mosteiro com a cabeça no mundo – frase de Madre Teodora. </li></ul></ul><ul><ul><li>Convite de São Bento: a nada antepor ao amor de Cristo. A nada ensinar do que não tenha praticado. </li></ul></ul><ul><ul><li>Na missa: dinâmica do empresário e dois empregados seus. </li></ul></ul>
  4. 5. <ul><li>Dom Matias : </li></ul><ul><ul><li>A Oblação é uma via em busca da santificação. Logo... é tudo muito simples. </li></ul></ul><ul><ul><li>O sacrifício da cruz foi a máxima oblação. Em Hebreus, cita-se o cumprimento dos sacrifícios através de Jesus. </li></ul></ul><ul><ul><li>Provocar, na escuta, um movimento de obediência ao Evangelho. </li></ul></ul><ul><ul><li>O cristão deve fazer aqui e agora a oblação a Deus, através de: oração, obras de apostolado, a solidariedade c/os necessitados, o testemunho da fé e a renúncia a si mesmo. </li></ul></ul><ul><ul><li>Qual é o seu carisma? Espiritualidade cristã – “crescer no Espírito de Jesus e deixar-se levar por Jesus” – Anselm Grum. Como São Paulo diz: “eu vivo, mas é Cristo que vive”. Fundamento comum: Jesus Cristo. </li></ul></ul><ul><ul><li>O caminho da perfeição passa pela cruz – São Gregório. </li></ul></ul><ul><ul><li>Cuide das “coisas do alto” mais do que das coisas onde vive. </li></ul></ul><ul><ul><li>“ Olhos da fé” – São Lucas: “não estava nosso coração ardente pelo caminho...”! </li></ul></ul><ul><ul><li>Quem descobriu Cristo, precisa transmitir! </li></ul></ul>
  5. 6. <ul><li>Dom João Evangelista Kovas : </li></ul><ul><ul><li>Referências na elaboração do estatuto: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>O próprio estatuto anterior de 1981; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Direito canônico – principalmente sobre a parte das associações livres; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Estatuto Italiano – referência. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Questionário – ações e vida dos próprios grupos e Exercício de Discernimento. </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>O novo estatuto busca definir e adequar o que é normativo e espiritual. </li></ul></ul><ul><ul><li>O objetivo da comissão, foi de apresentar uma estrutura de oblatos, preservando a autonomia e da associação, também de estabelecer o mínimo necessário, como a RB, além de encontrar na prática dos diversos grupos o “ser oblato”, a tradição. Deixar claro aquilo que já existia. </li></ul></ul><ul><ul><li>Preservar o que é essencial, texto correto, sem ambigüidade, coerente com o conjunto, foi a preocupação da comissão. </li></ul></ul><ul><ul><li>Com certeza, ser um documento que facilite a vida do Abade na construção de um novo grupo de Oblatos e dos próprios Oblatos. </li></ul></ul><ul><ul><li>É um Estatuto ad-experimento, com 2 anos de aplicação e no 3º ano passar os ajustes/sugestões. </li></ul></ul>
  6. 7. <ul><li>Dom Abade Filipe da Silva: </li></ul><ul><ul><li>O caminho da Oblação pede muito mais. É necessário seguir os passos de Jesus e percorrer o itinerário. Oblato precisa primeiro doar-se a Deus e só depois ir ao encontro dos irmãos. </li></ul></ul><ul><ul><li>A Oblação de Jesus ao Pai - todas as ações desde o nascimento foi doação de Jesus ao Pai, por amor – Mateus, 36-29 </li></ul></ul><ul><ul><li>Jesus antes de sair ao encontro dos homens, se recolhia para ficar com o Pai. Ele sempre encontrava, em qq situação, o momento de oração. </li></ul></ul><ul><ul><li>Jesus se cansa de chamar de volta para o segredo do coração, lugar onde se opera o verdadeiro encontro com Deus – Mt, 6,6 </li></ul></ul><ul><ul><li>É preciso, pois, sair do exterior e retornar ao silêncio. É o caminho do Oblato = viver a arte espiritual deixado por nosso Pai São Bento. </li></ul></ul><ul><ul><li>O Prólogo é um convite à vida interior, além de outros capítulos. </li></ul></ul><ul><ul><li>Específico da Espiritualidade: lectio divina = Deus e caridade fraterna = irmãos. </li></ul></ul><ul><ul><li>Ser discípulo é ser um operário, perito em arte espiritual, experimentado na vida. </li></ul></ul>
  7. 8. <ul><li>Dom Abade Filipe da Silva: </li></ul><ul><ul><li>Nossa responsabilidade nos Mosteiros é de mostrar a todos a vida interior, de silêncio. Esta missão não pode ser somente das monjas, devemos ser portadores da profecia na ação, no olhar, no acolhimento, no silêncio e na escuta. A vida interior é fazer uma oferta da face de Cristo. </li></ul></ul><ul><ul><li>O olhar diz muito na pessoa. Imagina o olhar voltado para Deus? Esse olhar que impressiona, como vemos nos casais enamorados? Busque aquele olhar que reza pela pessoa. </li></ul></ul><ul><ul><li>A Oblação não é de um momento, de um dia, não basta dizer, é preciso viver com constância e caridade consigo mesmo. Pessoas que não se aceita. Um mundo c/muitos sofrimentos. Experiências negativas, falta de reconhecimento, traição. Então é preciso fazer um resgate ao caminho de Deus. A Oblação é um caminho de perfeição. Não é de status. Precisa transformar, fazer melhor entre os irmãos. </li></ul></ul><ul><ul><li>Duas ciladas: a) idéia conciliar de uma Igreja para o mundo e o envolvimento social; b) o papel da interioridade cristã tem sido assumido pela psicologia e pela psicanálise. São importantes, como ferramentas de apoio à vida religiosa, não centro! </li></ul></ul><ul><ul><li>O valor central, é todo dia, descobrir um pouquinho de Deus consigo, pois esse trabalho, ninguém pode fazer por você. </li></ul></ul>
  8. 9. <ul><li>Madre Abadessa Vera Lucia Parreiras Horta: </li></ul><ul><ul><li>Ficarmos atentos ao congresso internacional em 2013, sobre “a escuta, ouvinte, oblato no mundo”, que ocorrerá em Roma. </li></ul></ul><ul><ul><li>O ser oblato em momentos de uma mudança de época, cabe a questão: “ O que diz ele?” versículo 12 do prólogo e o versículo 19? </li></ul></ul><ul><ul><li>Cuidado com a sociedade líquida que vivemos: tudo se dissolve, muito rápido, inclusive para contextos de vida. </li></ul></ul><ul><ul><li>Preocupações de uma época de mudanças: a natureza que grita, a força da juventude minada por vários fatores, como a imposição do 3º sexo; ouvido seletivo, o que escutamos? O que e com quem dividimos a preciosidade da existência? </li></ul></ul><ul><ul><li>Nossas tradições culturais não têm mais a fluidez como em nossos tempos. </li></ul></ul><ul><ul><li>Três requisitos constante no cap 4: a) desejo sincero de procurar a Deus; b) espiritualidade beneditina; c) a atenção com a missão do Mosteiro. </li></ul></ul><ul><ul><li>Temos exemplos próximos de pessoas que seguiram a Palavra de Deus e quanto mais estivermos próximos e participantes deles e seus eventos: João Paulo II, Sant’Ana Galvão, Irmã Dulce. </li></ul></ul>
  9. 10. <ul><li>Madre Abadessa Vera Lucia Parreiras Horta: </li></ul><ul><ul><li>Estamos acostumados a ouvir sobre a escuta, mesmo que não haja regra para anúncio, desde o prólogo é todo marcado para escuta e a resposta é através de atitudes cristãs. </li></ul></ul><ul><ul><li>O futuro da nossa espiritualidade está diretamente ligado com a lectio divina – segundo Abade Primaz. </li></ul></ul><ul><ul><li>A Oblação é propor uma estabilidade num mundo de instabilidade. Com a dificuldade de vida nas famílias de hoje, então a perseverança é muito importante, inclusive na solidão. </li></ul></ul><ul><ul><li>O tempo é que, através da paciência, desenvolveremos a estabilidade, tendo como missão o movimento de amor, pela estabilidade trinitária. </li></ul></ul><ul><ul><li>Cristão é colaborador de Deus. Escuta e estabilidade que se traduz em serviços. </li></ul></ul><ul><ul><li>Trabalhar , conforme Dom Filipe, o zelo bom. Garoto em Olinda cobrou do pai a barba feita, antes de sair de casa. </li></ul></ul>

×