Mam 251

4,808 views

Published on

Published in: Education
3 Comments
11 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
4,808
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
385
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
3
Likes
11
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Mam 251

  1. 1. O que é a sociologia?<br />Igor Garcia<br />Mateus Souza<br />Luís Felipe<br />Pedro Dantas<br />Vinícius Junger<br />MAM251 <br />
  2. 2. A sociologia e seu surgimento<br />Europa vivia um dos mais importantes momentos de sua história, a Revolução Francesa e Industrial. Por isso Além disso, ocorria um intenso êxodo rural, ocasionando uma explosão demográfica que resultou em miséria e fome.<br />
  3. 3. A sociologia surgiu como uma resposta intelectual às novas situações colocadas pela revolução industrial e pela revolução francesa, como a situação dos trabalhadores e as transformações tecnológicas, para tentar explicar e melhorar essa nova estruturação, social que o mundo vivia.<br />
  4. 4. Desenvolvimento de uma perspectiva sociológica<br />A sociologia é o estudo da vida social humana, dos grupos e da sociedade. A abrangência do estudo da sociologia é extremamente vasta, incluindo desde analises de encontros ocasionais entre indivíduos na rua até a investigação de processos sociais globais. <br />
  5. 5. Como a sociologia pode ajudar em nossas vidas?<br />Consciência das diferenças culturais<br />A sociologia nos permite ver o mundo social a partir de outros pontos de vista que não são os nossos. Com freqüência, se compreendemos propriamente como os outros vivem, também adquirimos maior conhecimento de quais são seus problemas.<br />
  6. 6. Avaliando os efeitos das políticas<br />A pesquisa sociológica fornece ajuda prática na avaliação dos resultados de iniciativas políticas. Um programa de reforma prática pode simplesmente fracassar em realizar o que seus planejadores buscavam ou pode trazer conseqüências involuntárias e desastrosas.<br />
  7. 7. Auto-esclarecimento<br />A sociologia pode nos fornecer auto-esclarecimento. Quanto mais sabemos por que agimos, como agimos e como se dá o completo funcionamento de nossa sociedade, provavelmente seremos mais capazes de influenciar nossos próprios futuros. Não devemos ver a sociologia com uma ciência que auxilia somente os que fazem política<br /> <br />
  8. 8. O desenvolvimento do pensamento sociológico<br />A sociologia nunca foi uma disciplina em que há um corpo de idéias que todos aceitam como válida. A sociologia diz respeito as nossas vidas e ao nosso próprio comportamento, e estudar nós mesmos é o mais complexo e difícil esforço que podemos empreender.<br /> <br />
  9. 9. Primeiros teóricos<br />O surgimento da industria levou uma enorme migração de camponeses da terra para as fábricas e o trabalho industrial, causando uma rápida expansão das áreas urbanas e introduzindo novas formas de áreas sociais. A ruptura com os modos de vida tradicionais desafiou os pensadores a desenvolverem uma nova compreensão tanto do mundo social como do natural.<br />
  10. 10. Augusto Comte<br /> <br />Foi o inventor da palavra sociologia. Comte geralmente usa o termo Física social, mas alguns de seus rivais intelectuais da época também estavam utilizando esse termo. Usou sociologia para distinguir suas concepções das dos outros. Comte buscou criar uma ciência da sociedade que pudesse explicar as leis do mundo social da mesma forma que a ciência natural explicava o funcionamento do mundo físico. <br />
  11. 11. Émile Durkheim<br />Para Durkheim, a principal preocupação intelectual da sociologia é o estudo de fatos sociais. Para Durkheim, os fatos sociais são meios de agir, pensar ou sentir que são externos aos indivíduos e têm sua própria realidade fora da vida e das percepções das pessoas individuais. De acordo com Durkheim, as pessoas seguem padrões que são gerais a sua sociedade. Os fatos sociais podem forçar a ação humana numa diversidade de maneiras, indo da punição absoluta á rejeição social e a simples incompreensão.<br />
  12. 12. Karl Marx<br />As idéias de Karl Marx contrastam radicalmente com as de Comte e de Durkheim, mas , como esses últimos, ele buscava explicar as mudanças que estavam tendo lugar na sociedade durante a época da Revolução Industrial. <br />
  13. 13. Capitalismo e luta de classes<br />De acordo com Marx, o capitalismo é inerentemente um sistema de classe no qual as relações de classe são caracterizadas pelo conflito. A relação entre as classes é de exploração. Marx acreditava que o conflito de classes em função dos recursos econômicos tornar-se-ia mais agudo com o passar do tempo.<br />
  14. 14. A concepção materialista da história<br />A mudança social é estimulada primeiramente por influências econômicas. Marx acreditava na inevitabilidade de uma evolução dos trabalhadores, que poderia derrubar o sistema capitalista e introduzir uma nova sociedade na qual não haveria classe. O sistema econômico se encontraria sob a propriedade comunal e uma sociedade mais humana do que esta que conhecemos no presente seria estabelecida. Marx acreditava que, na sociedade do futuro, a produção seria mais avançada e eficiente do que a produção sob o capitalismo.<br />
  15. 15. Max Weber<br />Seus escritos cobriram os campos da economia, do direito, da filosofia e da história comparativa, como também da sociologia. Weber acreditava que a sociologia deveria se concentrar na ação social e não nas estruturas. De acordo com Weber, os indivíduos têm a habilidade de agir livremente e de moldar o futuro.<br />
  16. 16. Racionalização<br />Weber acreditava que as pessoas estavam se afastando das crenças tradicionais fundadas em superstição, na religião, no costume e em hábitos ancestrais. Na sociedade industrial, havia pouco espaço para sentimentos e para fazer coisas pela simples razão de terem sido reintegradas por gerações. O desenvolvimento da ciência, da tecnologia moderna e da burocracia foi descrito por Weber como racionalização.<br />
  17. 17. Perspectivas sociológicas mais recentes<br />Os primeiros sociólogos buscavam explicar o funcionamento das sociedades em geral e a natureza da mudança social a partir de métodos de análise. Porém, mesmo concordando com o tema da análise (a sociedade), eles normalmente tomavam a análise a partir de diferentes perspectivas. Três das mais recentes perspectivas teóricas são o Funcionalismo, a abordagem de conflito e o interacionismo simbólico.<br /> <br />
  18. 18. Funcionalismo<br />De acordo com essa abordagem, a disciplina da sociologia deveria investigar a relação das partes da sociedade uma com as outras e com a sociedade como um todo. Uma analogia orgânica compara a sociedade com um organismo vivo, sendo que para analisarmos o coração, temos também que entender sua relação com o resto do corpo, como o sangue , as veias e as artérias e até mesmo o pulmão.<br />
  19. 19. Porém o funcionalismo tende a personificar a sociedade e transforma as pessoas em um habitante genérico. Deste modo acaba-se dando características de um grupo dominante, à sociedade por completo e assim cometendo erros ao lidar com os cidadãos das cidades.<br />
  20. 20. Abordagem de conflito<br />Enfatiza a importância de estruturas diversas dentro da sociedade e nas questões de poder, desigualdade e luta entre elas. Eles tendem a ver a sociedade como sendo composta de grupos distintos que perseguem seus próprios interesses. Os teóricos de conflito examinam as tensões entre grupos dominantes e desfavorecidos dentro da sociedade e tentam compreender como as relações de controle são estabelecidas e perpetuadas.<br />
  21. 21. Interacionismo Simbólico<br />O interacionismo simbólico dirige nossa atenção ao detalhe da interação interpessoal e a como esse detalhe é usado para dar sentido ao que o s outros dizem e fazem. Visto que os humanos vivem num universo ricamente simbólico, este método contribui para a percepção profunda da natureza de nossas ações na vida cotidiana.<br />
  22. 22. Conclusão<br />Ser um sociólogo é estar consciente das diferenças entre modos de vidas que nós tomamos por normais e aqueles de outros grupos humanos. Tendo sempre em mente que mesmo que os seres humanos tenham muito em comum, há muitas variações entre diferentes sociedades e culturas.<br /> <br />
  23. 23. BIBLIOGRAFIA<br />http://psycholoco.files.wordpress.com/2009/02/ateu.jpg<br />http://www.yale.edu/sociology/faculty/pages/smith/book_durkheimLRG.jpg<br />http://virgiliosolano.files.wordpress.com/2009/06/deyj.jpg<br />http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/9/9f/Simbolo_JKD.jpg<br />http://www.treehugger.com/satoyama-rice-japan.JPG<br />http://tarrytownkids.files.wordpress.com/2010/01/lol-kids.jpg<br />http://static.howstuffworks.com/gif/houston-city-guide-ga-1a.jpg<br />http://sorayaromano.files.wordpress.com/2008/07/conflito.jpg<br />http://scrapetv.com/News/News%20Pages/Health/images-2/Emo-Kids.jpg<br />http://scrapetv.com/News/News%20Pages/Everyone%20Else/images-2/che-guevara-and-fidel-castro.jpg<br />http://www.phillwebb.net/topics/society/Durkheim/Durkheim2.jpg<br />

×