Arquitectura neoclassica em Portugal

7,444 views

Published on

Trabalho realizado pelas alunas Ana Santos, Ana Oliveira e Jéssica Gonçalves no ano lectivo 2010/2011 na Escola Secundária da Portela no âmbito da disciplina de História da Cultura das Artes.

Published in: Education, Travel, Business

Arquitectura neoclassica em Portugal

  1. 1. Arquitectura Neoclássica em Portugal História da Cultura e das Artes 11º ano
  2. 2. Neoclassicismo surge entre 1750 e 1760. Em Portugal, começa a desenvolver-se durante a década de 1770. Durante a segunda metade do século XVIII, Portugal tenta recuperar do catastrófico terramoto de 1755, inventando a arquitectura pombalina.
  3. 3. Portugal Na segunda metade do século XVIII permaneceu absolutista e ao contrario dos ideais iluministas. No século XIX não contribuiu para o desenvolvimento das artes e da Cultura em Portugal. O Barroco e o Rococó prolongou-se e atrasou a entrada do Neoclassicismo.
  4. 4. Neoclassicismo é a diferença entre as duas cidades. - Lisboa : - influências italianas - Porto : desenvolve edifícios de forte influência inglesa. - O carácter funcionalista é uma das características comuns entre os dois pólos. - O norte converte-se ao classicismo romano em detrimento do palladianismo.
  5. 5. O edifício neoclássico português: -três corpos - ornamentado com pilastras -poucas colunas - varandas ou varandins, -arcada no piso térreo -aparelho - balaústres.
  6. 6. Vários edifícios mais simples mas muito marcantes, como a Feitoria Inglesa no Porto ou os banhos de São Paulo em Lisboa .
  7. 8. Arquitectura principais influências: Italiana e Inglesa . Porto primeiro centro da arquitectura Neoclássica. - Hospital de Santo António : John Carr, John Whitehead - A Feitoria Inglesa : John Whitehead - Igreja da Ordem Terceira de São Francisco : António Pinto de Miranda - O palácio dos Carrancas hoje Museu Nacional de Soares Reis : Joaquim da Costa Lima. - Igreja da Ordem da Trindade e a Academia Real da Marinha e Ciências, hoje faculdade de ciências do Porto : Obras portuenses de Carlos Amarante.
  8. 9. Hospital de Santo António : John Carr, John Whitehead
  9. 10. A Feitoria Inglesa : John Whitehead
  10. 11. Igreja da Ordem Terceira de São Francisco : António Pinto de Miranda
  11. 12. O palácio dos Carrancas Museu Nacional de Soares Reis : Joaquim da Costa Lima .
  12. 13. Igreja da Ordem da Trindade faculdade de ciências do Porto : Carlos Amarante .
  13. 14. Lisboa o Neoclassicismo foi tardio. Obra de dois Arquitectos: - José da Costa Silva : Teatro de São Carlos - italiano Francisco Xavier Fabri com Costa e Silva : Palácio da Ajuda. - Italiano Fortunato Lodi: Teatro Nacional de D. Maria II. – Ventura Terra: Assembleia da República , ex convento de S. Bento da Saúde.
  14. 15. Teatro de São Carlos : José da Costa eSilva
  15. 16. Palácio da Ajuda: italiano Francisco Xavier Fabri com Costa e Silva
  16. 17. Teatro Nacional de D. Maria II: Italiano Fortunato Lodi
  17. 18. Assembleia da República, ex convento de S. Bento da Saúde: Ventura Terra:
  18. 19. Projectos Urbanísticos no Porto : - John whitehead – Praça da Ribeira - João Almada e Melo e seu filho Francisco - pavimentou ruas antigas e abriu novas praças.
  19. 20. Praça da Ribeira: John Whitehead
  20. 21. Praça da Ribeira: John Whitehead
  21. 22. Pavimentou ruas antigas e abriu novas praças: João Almada e Melo e seu filho Francisco
  22. 23. Igreja dos Mártires
  23. 24. Conclusão Europa: - surgimento do gosto neoclássico. -Na segunda metade do século XVIII, Portugal recupera do terramoto de 1755, inventando a arquitectura pombalina -> o que condiciona o normal desenvolvimento do Neoclassicismo em Portugal. - O edifício neoclássico português é simples, submetendo tudo ao carácter utilitário, simétrico. O Neoclassicismo em Portugal: durante a década de 1770, com a construção do Picadeiro Real em Lisboa, e Hospital de Santo António no Porto.
  24. 25. Trabalho realizado por: -ANA SANTOS -ANA OLIVEIRA -JÉSSICA GONÇALVES

×