Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Eclesiastes

248 views

Published on

seminário básico de teologia

Published in: Education
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Eclesiastes

  1. 1. INSTITUTO DE ENSINO TEOLÓGICO DE PETRÓPOLIS EXTENSÃO POSSE “Vaidade de vaidades! – diz o pregador, vaidade de vaidades! É tudo vaidade.” Ec 1. 2
  2. 2. ECLESIASTES TÍTULO DO LIVRO Bíblia hebraica:(Qohélet)= Pregador O título Qohélet significa pregador (aquele que tem a função cultica de presidir ou “pregar” na assembleia “Qahal”
  3. 3. ECLESIASTES Apesar de algumas posições contrárias. A maioria das pessoas concorda que o autor do livro deveria ser Salomão. As experiências, argumentos e conclusões apresentados requerem um autor como Salomão, pessoa de grande sabedoria, riqueza, fama, sucesso nos negócios e paixão por mulheres. Palavras do pregador, filho de Davi, rei em Jerusalém: Ec 1. 1 AUTOR
  4. 4. ECLESIASTES Considerando Salomão como autor, o livro deve ter sido escrito no final do seu reinado, sendo fruto da sua maturidade intelectual. Como Salomão reinou de 970 a.C. à 930 a.C. Esse livro deve ter sido escrito aproximadamente por volta de 935 a. C. CENÁRIO HISTÓRICO
  5. 5. ECLESIASTES Politicamente, o reino de Salomão foi um oásis de paz e prosperidade. Religiosamente, esse período representou um período singular de unidade religiosa. A construção do Templo reforçou a centralidade do culto. Porém, No final do Reinado, Salomão, foi repreendido por ter construído “altares” para satisfazer às suas mulheres estrangeiras. CENÁRIO POLÍTICO E RELIGIOSO
  6. 6. ECLESIASTES O objetivo do escritor foi demonstrar, científica e filosoficamente, a futilidade da vida sem Deus e mostrar a satisfação e a alegria de viver na percepção da soberania divina. O livro é uma exposição dramática das arrogantes reivindicações do naturalismo. OBJETIVO DO LIVRO
  7. 7. ECLESIASTES O Livro de Eclesiastes rejeita a eficácia da mera sabedoria humana para interpretar a vida. O termo “debaixo do Sol” (27 vezes) refere-se ao ponto de vista do homem natural que não considera a revelação divina. O autor expõe a futilidade da filosofia de vida baseada apenas na sabedoria natural e mostra como, mesmo em alto grau, a sabedoria, riquezas e prazeres da vida resultam em total desilusão se procurados como fim em si mesmos. Ele compara essa busca com o “correr atrás do vento” (Ec 1. 14, 17) O NATURALISMO REJEITADO
  8. 8. ECLESIASTES O Livro de Eclesiastes rejeita a eficácia da mera sabedoria humana para interpretar a vida. O termo “debaixo do Sol” (27 vezes) refere-se ao ponto de vista do homem natural que não considera a revelação divina. O autor expõe a futilidade da filosofia de vida baseada apenas na sabedoria natural e mostra como, mesmo em alto grau, a sabedoria, riquezas e prazeres da vida resultam em total desilusão se procurados como fim em si mesmos. Ele compara essa busca com o “correr atrás do vento” (Ec 1. 14, 17) O NATURALISMO REJEITADO
  9. 9. OBRIGADO Até a próxima aula
  10. 10. OBRIGADO Até a próxima aula

×