Aspectos da apropriação
 artística da tecnologias
          móveis
O fluxo da comunicação existente hoje é
realizado através de uma participação massiva




                  Baseda nas esco...
Com a participação de grupos, empresas e
                indivíduos
Devemos considerar de que forma as relações
                   privadas não implicam em pensamentos a respeito
           ...
As tecnologias locativas
      estabelecem um nova
definição de espaço público
              e de interação
capacidades das redes



maximização do potencial de troca



estabelecimento de formas de colaborações



emergência de u...
Nas produções audiovisuais contemporâneas,
   a vida é constantemente capturada, em uma
     explosão de filmes “baseados e...
As cameras de vídeo cada vez mais portáteis,
  associadas às tecnologias de transmissão,
 possibilitaram a emergência de i...
É necessário compreender um processo que vem
 acontecendo há algum tempo, com incontáveis
mudanças sociais, culturais e te...
Somos mais do que apenas testemunhas



                     Em um período de poucos anos nós
                     vimos a...
o meio em si, não
pode mais ser
identificado
enquanto tal




         Jean   Baudrillard
Giselle Beiguelman
A emeregência de uma sociopatia: a possibilidade de, em
um mundo que todo mundo “tuba” e publica-se em ...
Poderiam os artistas das novas mídias serem mais do
que apenas “testers” da indústria que estariam fazendo
um trabalho de ...
“Através de meus projetos, espero que as pessoas possam reexaminar as suas
          relações com as redes e sistemas e os...
Subversive (Mobile) Storytelling

                                   Brian House
                                   Knifea...
The Transborder Immigrant Tool Project


                                                                                 ...
Re-circuiting the Social: Sound Tactics For Urban Public Space


                                                         ...
Será que hoje em dia caminhamos em
direção a modelos distópicos que
impedimento da sociabilidade?



O espaço público, con...
A tecnologia redesenha
os diversos âmbitos
da vida coletiva,
estimulando formas de
pensar melhor a trama de
relações possí...
“Locative Media” é um termo que tem
                                                                                      ...
O conceito de locative media está
relacionado também com um novo
dimensionamento da idéia de
sitespecific e que introduz o...
um sistema que se infiltra (de forma
transparente) em situações reais,
produzindo conexões no ambiente social
público, per...
O conceito de locativo que nos
interessa, se refere à organização dos
elementos em jogo em um trabalho em
relação a locaçõ...
Tecnologias que teimam em nos fazer
                     ‘espiões de nós mesmos e do outro’



                       Ques...
Rodrigo Minelli Figueira
we-make-money-not-art   http://www.flickr.com/photos/nearnearfuture/2616609738/sizes/o/

             nako    http://www.fli...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Mídias locativas: conceitos, participação social e desenvolvimento laboratorial

1,815 views

Published on

Aqui, os curadores do Vivo arte.mov apresentam os principais conceitos que norteiam o festival e seus desdobramentos, nas áreas de formação, estímulo à criação e difusão de obras no campo das chamadas artes locativas, com ênfase no impacto das tecnologias móveis no espaço público.

Published in: Business, Technology
  • Be the first to comment

Mídias locativas: conceitos, participação social e desenvolvimento laboratorial

  1. 1. Aspectos da apropriação artística da tecnologias móveis
  2. 2. O fluxo da comunicação existente hoje é realizado através de uma participação massiva Baseda nas escolhas em rede de muitos
  3. 3. Com a participação de grupos, empresas e indivíduos
  4. 4. Devemos considerar de que forma as relações privadas não implicam em pensamentos a respeito da construção de um espaço compartilhado Ao mesmo tempo, podemos nos perguntar se a necessidade de participação na vida pública seria uma espécie de sindrome cultural
  5. 5. As tecnologias locativas estabelecem um nova definição de espaço público e de interação
  6. 6. capacidades das redes maximização do potencial de troca estabelecimento de formas de colaborações emergência de uma nova expressividade o conceito de mídia locativa
  7. 7. Nas produções audiovisuais contemporâneas, a vida é constantemente capturada, em uma explosão de filmes “baseados em histórias verdadeiras”, que aumentam em quantidade e qualidade e permitem uma multiplicidade de visões
  8. 8. As cameras de vídeo cada vez mais portáteis, associadas às tecnologias de transmissão, possibilitaram a emergência de impulsos de extroversão, sinceridade, assim como da banalidade do comportamento humano
  9. 9. É necessário compreender um processo que vem acontecendo há algum tempo, com incontáveis mudanças sociais, culturais e tecnológicas que nos permitem fazer tal afirmação
  10. 10. Somos mais do que apenas testemunhas Em um período de poucos anos nós vimos a produção, distribuição e a presença das tecnologias audiovisuais ficar cada dia mais próxima de nossa vida cotidiana Somos todos sujeitos e atores deste tipo de transformação
  11. 11. o meio em si, não pode mais ser identificado enquanto tal Jean Baudrillard
  12. 12. Giselle Beiguelman A emeregência de uma sociopatia: a possibilidade de, em um mundo que todo mundo “tuba” e publica-se em dois clicks, as pessoas tornaram-se capazes de fabricar a história antes de que ela aconteça
  13. 13. Poderiam os artistas das novas mídias serem mais do que apenas “testers” da indústria que estariam fazendo um trabalho de experimentação, barato, para as grandes corporações? Estariam estes apenas dando funcionalidade a técnicas que de outra forma seriam apenas promessas vazias? Armin Medosch
  14. 14. “Através de meus projetos, espero que as pessoas possam reexaminar as suas relações com as redes e sistemas e os comportamentos que eles perpetuam.” O acesso baseado na localização muda a maneira como a mídia foi concebida, na medida em que o espaço geográfico e de informação desempenham um papel não só na sua entrega, mas também no seu significado e no potencial de interação. Jonah Brucker-Cohen O principal trunfo de mídias portáteis como iPods e celulares é que você pode acessar tanto a Internet como outras formas de mídia pessoal em qualquer localização física, sem depender de um computador. Portanto, a principal mudança no modo como as pessoas trocam experiências e se comunicam uns com os outros está ligada ao fato de que o dispositivo sabe a sua localização e torna possível personalizar ainda mais essa interação tendo como base seu entorno. Ademais, estes dispositivos permitem o acesso instantâneo às informações de qualquer locação acessível por rádio, e pode ainda customizar essa interação conforme se move no espaço.
  15. 15. Subversive (Mobile) Storytelling Brian House Knifeandfork Inspirado na teoria e na prática de grupos como Oulipo, Fluxus, Situationistas, Forced Entertainment, e Infocom, o grupo Knifeandfork usa mensagens de texto para inserir uma realidade imaginária na realidade da vida cotidiana.
  16. 16. The Transborder Immigrant Tool Project Brett Stalbaum Usa telefones celulares e os agora onipresentes dispositivos GPS que os mesmos contêm para produzir uma ferramenta de segurança que possa ser usada pelos imigrantes que cruzam os desertos para encontrar vários recursos de segurança, incluindo os fornecidos pela Patrulha da Fronteira Americana e grupos humanitários. O projeto Transborder Immigrant Tool busca alavancar telefones celulares baratos e os agora onipresentes dispositivos GPS que os mesmos contêm para produzir uma ferramenta de segurança que possa ser usada pelos imigrantes que cruzam os desertos para encontrar vários recursos de segurança, incluindo os fornecidos pela Patrulha da Fronteira Americana e grupos humanitários. Uma geografia virtual pode potencialmente marcar novas trilhas e rotas mais seguras através deste deserto do real. Tecnologias geoespaciais tais como dados do GPS (Sistema de Posicionamento Global) e do GIS (Sistema de Informação Geográfica) têm permitido um relacionamento humano inteiramente novo com a paisagem, incluindo algoritmos que mapeiam trilhas sugeridas para as verdadeiras pessoas que fazem extensos passeios a pé seguirem.
  17. 17. Re-circuiting the Social: Sound Tactics For Urban Public Space Mark Shepard Sh ep a r d chama a atenção para a forma como temos usados os fones de ouvido como uma espécie de desculpa para nos movermos pela cidade sem a n e c e ssi d a d e d e n o s e n vo l ve rmo s e nos responsabilizarmos por aquilo que acontece à nossa vo lta. Em ef ei to para ele o iPod é uma ferramenta de organização do espaço, do tempo e das fronteiras em torno do corpo no espaço público. No entanto, até que ponto esta prática espacial urbana contribui para um afastamento ou recuo do morador urbano moderno em relação ao espaço público distanciando-o dos encontros e atritos lá encontrados? O Tactical Sound Garden [TSG] Toolkit é uma plataforma de software de fonte aberta para cultivar "ambientes sonoros participativos" públicos dentro de cidades contemporâneas. Ele conta com a cultura da comunidade urbana trabalhando para firmar um ambiente participativo onde novas práticas espaciais para a interação social dentro de ambientes tecnologicamente mediados podem ser exploradas e avaliadas. Tratando do impacto de dispositivos de áudio móveis como o iPod, o projeto examina as gradações da privacidade e publicidade dentro do espaço público contemporâneo. O Toolkit permite que qualquer pessoa que viva dentro de densas áreas que oferecem acesso sem-fio 802.11 (WiFi) possa instalar um "ambiente sonoro participativo" para uso público. Usando um dispositivo móvel habilitado para rede sem-fio (PDA, laptops, celulares), os participantes "introduzem" sons dentro de um ambiente de áudio posicional. Estas introduções são traçadas sobre as coordenadas de um local físico por um mecanismo de áudio 3D comum aos ambientes de jogos – revestindo um ambiente acústico construído numa área aberta sobre um espaço urbano específico. Usando fones de ouvido conectados a um dispositivo habilitado para WiFi, os participantes são levados através de ambientes sonoros participativos virtuais à medida que eles se movem pela cidade.
  18. 18. Será que hoje em dia caminhamos em direção a modelos distópicos que impedimento da sociabilidade? O espaço público, conforme é redesenhado pela tecnologia, ganha novos sentidos, numa sociedade de petições online. Suas urgências não são mais apenas físicas, uma vez que a paisagem urbana se utiliza crescentemente de imagens, dispositivos imateriais, redes de conexão, serviços locativos e mediações técnicas de todo tipo.
  19. 19. A tecnologia redesenha os diversos âmbitos da vida coletiva, estimulando formas de pensar melhor a trama de relações possíveis hoje em dia, conforme cidades, comunidades e, enfim, toda a sociedade convertem-se em espaços fluidos, em movimento constante de rearticulação sob impacto de tecnologias portáteis e ubíquas cada vez mais diversas.
  20. 20. “Locative Media” é um termo que tem sido utilizado para designar projetos de artistas, grupos ou ativistas que se utilizam de dispositivos de comunicação móvel (telefones, laptops, palms, etc) e de localização (GPS) em obras que buscam explorar a relação entre as pessoas e o espaço em que vivem. O termo locative media surge, para propor uma abordagem mais positiva de LOCATIVE ARTS tecnologias capazes de localizar seu usuário, procedimento que implica em Deslocamentos da tecnologia no espaço urbano formas potenciais de vigilância ampla e irrestrita.(Medosch) As chamadas artes locativas estão simultaneamente abrindo novos caminhos para o engajamento no mundo e mapeando seus próprios domínios. (Hemment) A suposta novidade dos projetos baseados em localizações específicas [sob a idéia de locative media] parece estar na maneira como estendem o conceito de mídia de modo a incluir além das próprias pessoas, o espaço, e seus elementos constitutivos. The term seems to have been coined by Karlis Kalnins as a category to denote processes and works originated at the Locative Media Lab, an international network of people working with some of the technologies mentioned.
  21. 21. O conceito de locative media está relacionado também com um novo dimensionamento da idéia de sitespecific e que introduz o ‘site’ como um espaço de possibilidades não materiais, mas que apontam para espaços efetivos A idéia de site-specific locativo atualizaria assim uma visão do ‘context-specific’, como um uso da tecnologia que serviria de ‘interface’ para contextos não-tecnológicos. Essa interface preencheria gaps, falhas operando como ponte e não como instância separadora.
  22. 22. um sistema que se infiltra (de forma transparente) em situações reais, produzindo conexões no ambiente social público, permitindo o fluxo crítico de questões que permeiam um determinado contexto. Esse tipo de ‘interface’ permitiria vir à tona formas de conscientização, instrumentalizando o público/usuário de forma inclusive a integrá-lo no espaço urbano Não sendo conteúdo, é uma proposta de mediação mínima, de eliminação de obstáculos. Funcionariam,como modelos de veículos intersticiais, ‘fronteiras compartilhadas’.(PLAZA)
  23. 23. O conceito de locativo que nos interessa, se refere à organização dos elementos em jogo em um trabalho em relação a locações e estratégias específicas. Para que contexto esses elementos apontam em termos de mobilidade, trânsito, impermanência, mudanças espaço-temporais? Interessa nesse conceito que ele englobe enfrentamentos com contextos que possuem características próprias, incluindo espaços reais e seus conflitos.
  24. 24. Tecnologias que teimam em nos fazer ‘espiões de nós mesmos e do outro’ Questionando e experimentando novas formas e usos não previstos para estas, não apenas produzindo mais (arte) mídia, mas fazendo-o de modo crítico.
  25. 25. Rodrigo Minelli Figueira
  26. 26. we-make-money-not-art http://www.flickr.com/photos/nearnearfuture/2616609738/sizes/o/ nako http://www.flickr.com/photos/alexnako/257891909/sizes/o/ Trebor Scholz http://www.flickr.com/photos/treborscholz/402404792/sizes/l/ sector7F http://www.flickr.com/photos/sector7f/350059854/sizes/o/ cromacom http://www.flickr.com/photos/croma/460035080/sizes/o/ http://www.flickr.com/photos/21393228@N06/2514782769/sizes/l/ cicero silva kazys http://www.flickr.com/photos/kazys/2584372154/sizes/l/

×