Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Brasil colonial

610 views

Published on

Formação socioeconômica do período colonial.

Published in: Education
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Brasil colonial

  1. 1. A COLÔNIA BRASILEIRA E O DOCE SABORA COLÔNIA BRASILEIRA E O DOCE SABOR DO AÇÚCARDO AÇÚCAR
  2. 2. 1 - O CICLO DO AÇÚCAR  Séc. XVI e XVII (auge).  Nordeste (BA e PE).  Litoral.  Solo e clima favoráveis.  Experiência de cultivo (Açores, CaboVerde e Madeira).  Alto valor na Europa.  Participação de capital holandês: financiamento da produção, transporte, refino e distribuição na Europa.
  3. 3. O Pacto Colonial pode ser definido como um conjunto de regras, leis e normas que as metrópoles impunham às suas colônias durante o período colonial. Estas leis tinham como objetivo principal fazer com que as colônias só comprassem e vendessem produtos de sua metrópole. Através deste exclusivismo econômico, as metrópoles européias garantiam seus lucros no comércio , pois compravam matérias-primas baratas e vendiam produtos manufaturados a preços elevados.
  4. 4. Casa Grande (residência do senhor de engenho e família). Senzala (ambiente insalubre destinado aos escravos). Engenhos (unidade produtiva básica) CASA GRANDE SENZALA
  5. 5. Tipos deTipos de MoinhoMoinho
  6. 6. Plantation Exportação Grandes plantações de um só tipo de produto ou seja monocultura, que seria exportada ou vendida a Portugal. Ex. Cana de Açúcar O MODELO AGRÁRIO E EXPORTADORO MODELO AGRÁRIO E EXPORTADOR Plantation Consumo Interno Plantações de vário tipos de produtos para o consumo e o comércio nas cidades e vilas. Ex: Arroz, feijão, milho, mandioca, algodão e etc....
  7. 7. Outros produtos: ◦ GADO (exploração do interior, couro, tração, carne, leite, pecuária extensiva, trabalho livre). ◦ FUMO (troca por escravos na África). ◦ DROGAS DO SERTÃO: produtos extraídos da floresta amazônica com relativo valor na Europa, tais como anil, guaraná, salsa, corantes, e sobretudo o cacau.
  8. 8. ADMINISTRAÇÃO NASVILAS EADMINISTRAÇÃO NASVILAS E CIDADESCIDADES
  9. 9. –Cuidar das finanças A Coroa Portuguesa havia criado os cargos de Governador-Geral e Capitão Donatário, todos eles cargos de confiança, para controlar seus interesses na América Portuguesa. Em cada Vila ou cidade havia uma Câmara Municipal e sua função era: Participavam da Câmara os chamados HOMENS BONS, eles eram proprietários de terras, que buscavam defender seus próprios interesses. –Arrecadar Impostos; –Nomear Juízes –Julgar crimes –Cuidar de locais públicos como ruas, praças e etc
  10. 10. ExercíciosExercícios 1,2 E 3 Pág.246 E 2471,2 E 3 Pág.246 E 247 Pesquisar: Quais países da África mais vieram escravos para o Brasil.
  11. 11. Por que os Portugueses trouxeram os Africanos para a América Portuguesa? Mudança na Escravidão Colonial
  12. 12. BRASIL COLÔNIA (1500-1822) EscravidãoEscravidão AfricanaAfricana
  13. 13. Fontes de açúcarFontes de açúcar Beterraba Cultivada em regiões de clima frio. Estados Unidos, Canadá, e Europa Cana-de-açúcar Cultivada em regiões de clima quente. África, Índia,América Central e do Sul
  14. 14. BRASIL COLÔNIA (1500-1822) Como Beterraba vira açúcar?Como Beterraba vira açúcar? Não é muito diferente da extração do açúcar da cana. Vejamos: 1.Tirar as folhas e limpar as beterrabas. 2.Depois, elas são cortadas em fatias finas e deixadas em repouso em uma enorme tina com água quente, para extrair o açúcar e outras substâncias. 3.O resultado é um verdadeiro chá de beterraba, que é purificado e filtrado usando cal, gás carbônico e outras técnicas que retiram do chá tudo o que não é água e açúcar. 4.O passo seguinte é levar esse líquido açucarado para uma série de tubos em que parte da água, aquecida com vapor quente, evapora da mistura. Sobra um xarope grosso que vai para a cristalização, ou seja, ele é fervido e tem mais um pouco de água extraída, até que minúsculos cristais de açúcar comecem a surgir espontaneamente. A pouca água que resta é separada em uma centrífuga. 5.Depois, basta secar os grãos de açúcar e o produto está pronto, sendo exatamente o mesmo que o gerado pela cana. Na Europa, o clima favorece mais o cultivo da beterraba, enquanto no Brasil a cana é a matéria-prima mais comum.
  15. 15. BRASIL COLÔNIA (1500-1822)
  16. 16. BRASIL COLÔNIA (1500-1822) CASTIGAR PARA DOMINAR
  17. 17. BRASIL COLÔNIA (1500-1822)
  18. 18. BRASIL COLÔNIA (1500-1822)
  19. 19. BRASIL COLÔNIA (1500-1822)
  20. 20. BRASIL COLÔNIA (1500-1822) Sociedade açucareira: ◦ Senhores. ◦ Escravos. ◦ Patriarcal. ◦ Ruralismo.
  21. 21. BRASIL COLÔNIA (1500-1822)

×