Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Xv agrocafé 2014 joão ramalho ebda

982 views

Published on

Xv agrocafé 2014 joão ramalho ebda

Published in: Education
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Xv agrocafé 2014 joão ramalho ebda

  1. 1. XV AGROCAFÉ Março 2014
  2. 2. “QUINTAIS AGROFLORESTAIS: ALTERNATIVA DE SEGURANÇA ALIMENTAR” PROGRAMA PARA CONVIVÊNCIA TRANSFORMADORA NO SEMI-ÁRIDO
  3. 3. Chapada Diamantina, Maio de 2012 Ibicoara - BA Ibicoara - BA
  4. 4. EDUCAÇÃO / FORMAÇÃO PARA AUTONOMIA SEM MONOCULTIVO, MAS, POLICULTIVO COM GRANDE DIVERSIDADE SAF’s – CONSÓRCIOS DE CULTURAS ANUAIS, ARBUSTIVAS E ARBÓREAS INTEGRAÇÃO AGRICULTURA E PECUÁRIA (ALIMENTAÇÃO PARA AS FAMÍLIAS, FORRAGEM PARA OS ANIMAIS, MADEIRA, PLANTAS ADUBADEIRAS E DE OUTRAS UTILIDADES) RECUPERAÇÃO E PROTEÇÃO DOS RECURSOS NATURAIS – MATAS CILIARES E NASCENTES  ARTICULAÇÃO REGIONAL E TERRITORIAL PARA A COMERCIALIZAÇÃO DO EXCEDENTE CAFEICULTURA COMO PROPOSTA ESTRUTURANTE
  5. 5. 10m x 10m - Essências florestais e fruteiras de grande porte. Abacateiros, jaqueiras, cedros, 5m x 5m - Fruteiras de médio porte. Pitanga, banana, gliricídea, amora 2,5m x 2,5m - Café 40 m 40 m Exemplo de arranjo para sistema agroflorestal com Café:
  6. 6. KIT QUINTAIS AGROFLORESTAIS -INDIVIDUAIS •50 Mudas •03 Caixas Meliponeas •02 Rolos de Arame Farpado •Ferramentas Diversas •Estacas e Mourões•Bombonas: de 200L/20L
  7. 7. KIT QUINTAIS AGROFLORESTAIS- COLETIVOS 500 KIT S 1 / 10 FAMÍLIAS
  8. 8. A Agricultura Familiar NÃO precisa de uma Cafeicultura, que: *Remunere mal, pois pelo que vimos, o pulo do gato dos preços, está na mão dos especuladores de mercado, que agora de forma “moderna” cartelizada, simulam até que existe cafés estocados, contrariando as ditas infalíveis “leis de mercado” da oferta e procura, tornando ainda mais os Agricultores vulneráveis; *Que desconsidere as relações de gênero- Cadê as mulheres no AGROCAFÉ?; •Através do Monocultivo e incentivos de pacotes tecnológicos para aumento da produtividade, degrade os solos, o meio ambiente e as relações de trabalho, quando na verdade sabemos que isso serve apenas para remunerar: 1)Vendedores de insumos; 2)Compradores de café- atravessadores; 3)Especuladores de Mercado. OBSERVEM QUE ELES, NÃO CORREM NENHUM RISCO DE: SECA, PRAGAS E DOENÇAS, BAIXOS PREÇOS.
  9. 9. A CAFEICULTURA NA AGRICULTURA FAMILIAR, PRECISA DE ?
  10. 10. Manejo do solo como organismo vivo e dinâmico Visão linear Visão sistêmica
  11. 11. PROCESSOS PARTICIPATIVOS
  12. 12. EQUIDADE DE GÊNERO: HOMENS E MULHERES INDEPENDENTES
  13. 13. Troca de experiências camponês a camponês-
  14. 14. 40 m Autonomia: Insumos produzidos na propriedade BIOFERTILIZANTES: E. M. ADUBOS VERDES PREPARADOS HOMEOPÁTICOS
  15. 15. DIVERSFICAÇÃO DA PRODUÇÃO
  16. 16. Preservação dos mananciais hídricos
  17. 17. Favorecimento das trocas e intercâmbios de recursos genéticos Solidariedade em vez de competição
  18. 18. Envolvimento dos camponeses jovens e mulheres nas atividades de intercâmbios de conhecimentos, fortalecimento do ASSOCIATIVISMO E COOPERATIVISMO
  19. 19. Autogestão
  20. 20. A comercialização agroecológica Comercialização Direta ao Consumidor Produto Diferenciado – Isso é sustentabi- lidade; Construção de Redes de produção, beneficiamento e comercialização; Debate sobre a Segurança Alimentar e Nutricional – PAA E PNAE
  21. 21. APOIO A COMERCIALIZAÇÃO Articulação Municipal para estabelecer e consolidar feiras agroecológicas
  22. 22. Acesso aos mercados institucionais PAA E PNAE
  23. 23.  RECUPERAÇÃO, CONSERVAÇÃO E AUMENTO DA FERTILIDADE DO SOLO, MELHOR APROVEITAMENTO DA ÁGUA DISPONÍVEL (economia e produção de ÁGUA) e MAIOR RESILIÊNCIA .  PRODUÇÃO LIMPA, DIVERSIFICADA E SUSTENTÁVEL  SEGURANÇA ALIMENTAR, DO AGRICULTOR E DO REBANHO, GERAÇÃO DE TRABALHO E RENDA (MULHERES, JOVENS E ADULTOS)  PERMANÊNCIA NO CAMPO DAS FAMÍLIAS COM QUALIDADE  BENEFICIAMENTO E COMERCIALIZAÇÃO DOS PRODUTOS (PAA, PNAE, FEIRAS LIVRES), MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA  MAIOR EFICIÊNCIA DO SISTEMA DE PRODUÇÃO – MELHOR APROVEITAMENTO DA ÁREA, PORQUE EM POLICULTIVO ENFIM, MENOR VULNERABILIDADE A SECA E BAIXOS PREÇOS; RESULTADOS ESPERADOS
  24. 24. Quintais Agroflorestais e a Cafeicultura Familiar  O Programa Quintais Agroflorestais, não deve e não pode ser apenas uma estratégia isolada de produção, mas uma articulação de estratégias e políticas públicas, como: Cisternas de consumo e produção; criação de animais adaptados (caprinos,bovinos,aves,etc ) para retroalimentar o sistemas, ou seja, o quintal produz a reserva alimentar e o animal adubo em forma de biofertilizantes; Agroindústrias familiares; PAA e PNAE; Feiras Livres; Artesanato e atividades não agrícolas associadas e Turismo Rural; Promotor de encontros solidários de troca de sementes crioulas e outros insumos e Por fim do resgate da cultura camponesa com vista á plena autonomia.
  25. 25. Viabilização da Reforma Agrária através de uma Agricultura Sustentável...
  26. 26. 29/3/2014 29 Agricultoras e agricultores experimentadores através da cultura agrícola, buscando a autonomia e manutenção das tradições
  27. 27. Comunidade Terra Mater, Ibicoara – BA.
  28. 28. Sr. Anatalino, Seabra– BA.
  29. 29. Armazenamento e Transporte de Material
  30. 30. Capacitações para técnicos coordenadores regionais Capacitações para técnicos Região de Senhor do Bonfim Capacitações para técnicos Região de Jequié Capacitações para técnicos Região de JacobinaLuciano Gallo Capacitações para agricultores – Região Jequié Capacitação para agricultores DRP – Região Jequié Capacitação para agricultores , região de Juazeiro Capacitação para agricultores, região de Juazeiro Capacitação para agricultores, região de Jacobina, município de Saúde Capacitações: técnicos e agricultores
  31. 31. Distribuição de materiais e mudas
  32. 32. Implantação dos Quintais Antes Depois
  33. 33. Implantação dos Quintais Antes Depois
  34. 34. Implantação dos Quintais Quintais implantados no município de Casa Nova.
  35. 35. Inicio da implantação do quintal, Agricultor do Município de Iramaia Inicio da implantação do quintal, Agricultora do Município de Maracás Implantação dos Quintais
  36. 36. Implantação dos Quintais Implantação do quintal, PA Gibóia, região Senhor do Bonfim
  37. 37. Implantação dos Quintais Implantação do quintal, Agricultora do PA Gibóia, região Senhor do Bonfim
  38. 38. Implantação dos Quintais Implantação do quintal, agricultores do município de Ponto Novo.
  39. 39. Implantação dos Quintais Implantação do quintal, agricultores do município de Paraíso, região de Jacobina.
  40. 40. Implantação de quintal, Agricultor do Município de Jacobina. Implantação dos Quintais Técnico assiste agricultor na implantação do quintal, município de Saúde. Quintal implantado no município de Mirangaba.
  41. 41. Implantação dos Quintais Quintal implantado no município de Seabra.Quintal implementado em parceria com o movimento social, município de Seabra.
  42. 42. Quintal implantado no município de Boninal Leucena, quintal implantado no município de Boninal Implantação dos Quintais
  43. 43. Quintal implantado no município de Andaraí, região Chapada Diamantina. Implantação dos Quintais
  44. 44. Implantação dos Quintais
  45. 45. Implantação dos Quintais
  46. 46. Obrigado! Fotos Fontes: EBDA, SABIÁ, CAATINGA, TERRAMATER, Web. diretor.agricultura@ebda.ba.gov.br João Bosco Cavalcanti Ramalho Diretor Executivo de Agricultura EBDA www.ebda.ba.gov.br

×