COMO IRRIGAR O
CAFÉ EM CONDIÇÕES
DE ESCASSEZ DE
ÁGUA?
PROF. DR. ANDRÉ LUÍS TEIXEIRA FERNANDES
PRÓ-REITOR DE PESQUISA, PÓS ...
QUADRO ATUAL
1. CLIMA DESFAVORÁVEL (BALANÇO HÍDRICO)
EVAPOTRANSPIRAÇÃO >> PRECIPITAÇÃO (CHUVA)
SituaSituaççãoão comparadacomparada dede escassezescassez dede ááguagua nono mundomundo
Fonte : Souce : Word Meterological...
Quantidade de água disponível
Estados Unidos:
600 L por habitante
dia
Estados Unidos:
600 L por habitante
dia
Sertão:
10 L...
Nos últimos 50 anos o consumo
global de água aumentou de
1.060 km3
/ano para 4.130
km3
/ano.
SituaSituaçção Mundialão Mund...
Atualmente a população
mundial consome cerca de
50% dos recursos hídricos
acessíveis, estima-se que em
2025 este consumo s...
QUADRO ATUAL
2. BAIXA RESERVAÇÃO DE ÁGUA
QUADRO ATUAL
3. PRIORIDADES PARA UTILIZAÇÃO DA ÁGUA (LEI FEDERAL 9.433/2007, “Lei das Águas”)
A bacia hidrográfica é a uni...
QUADRO ATUAL
4. CAFEICULTURA ATUAL (PREÇOS AUMENTANDO...)
Vale a pena investir em genética, fertilizantes, construção de b...
Diante do quadro atual, vale a
pena investir em irrigação?
Vai ter água para irrigar?
solo = - 0,1 a - 2 atm
raíz = - 1 a - 10 atm
folhas = - 5 a - 40 atm
ar = - 100 a - 1000 atm
Transpiração do cafeeiro
...
Irrigação do cafeeiro
• CONFLITOS PELO USO DA ÁGUA
• PREOCUPAÇÃO AMBIENTAL
• COBRANÇA PELO USO DA ÁGUA
• BAIXA DISPONIBILIDADE DE ÁGUA
MÉTODOS D...
ESTRATÉGIAS PARA MANEJO DA IRRIGAÇÃO
Irrigação total – toda água necessária para atender a ET é
proveniente da irrigação.
...
Max R$/ha
Lâmina de água (mm)
Produtividade(kg/ha)
(a)
Lâmina de água (mm)
Receitabruta
ecusto($/ha)
(b)
Lâmina de água (m...
Possíveis soluções
UTILIZAÇÃO DE SISTEMAS MAIS EFICIENTES NA APLICAÇÃO DE ÁGUA
Ea = 85% Ea = 95%
Possíveis soluções
SISTEMAS ALTERNATIVOS??
GARRAFAS
“PET”
Possíveis soluções
SISTEMAS ALTERNATIVOS??
BAMBU
32
Investimento????
Aquisição e manutenção por 15 anos de um projeto de irrigação por gotejo em
café: 1,5 sacas/ha/ano
Média ...
GOTEJAMENTO EM SUBSUPERFICIE
Gotejadores
ss
10 cm
 Dados da área experimental:
Gotejamento enterrado - 2005
Cultura: Café Arábica
Variedade: IAPAR 59
Espaçamento: 3,30 x 0...
GOTEJO ENTERRADO
Possíveis soluções
IRRIGAÇÃO COM DÉFICIT????
Possíveis soluções
IRRIGAÇÃO COM DÉFICIT????
Será que o déficit hídrico é
sempre prejudicial ao cafeeiro?
(I) Isso vai depender de cada fase particular do ciclo da cul...
Efeitos gerais do déficit hídrico
Redução do crescimento (vegetativo e reprodutivo) da parte
aérea;
Promoção do cresciment...
Fonte: Kobayashi (2007)
FECHAMENTO E ABERTURA DA ÁGUA
O manejo através do Estresse Hídrico tem a intenção de IMITAR A
NATUREZA. Baseando-se no aco...
FECHAMENTO E ABERTURA DA ÁGUA
Com 10 dias de irrigação
observa-se a florada
uniformizada em ≅ 80%
Sincronização de florada com sublâmina
Presidente Olegário/MG
Final de setembro:
Temperatura de 33oC
Possíveis soluções
FONTES DE ÁGUA
SUBTERRÂNEAS??
Possíveis soluções
ÁGUAS RESIDUÁRIAS
 Efluentes industriais
 Efluentes agroindustriais e da
criação de animais em
confin...
Possíveis soluções
EFLUENTES AGROINDUSTRIAIS
•vinhaça  destilação do mosto fermentado:
910 L por tonelada de cana moída o...
Possíveis soluções
EFLUENTES DA AGROPECUÁRIA:
•suinocultura: média diária de 5 -10 L
por cabeça
• bovinos de corte: média...
ETE Experimental do Dep. Eng. Agrícola - DEA/UFV
Fertirrigação do cafeeiro com esgoto doméstico bruto e tratado
Água limpa...
Possíveis soluções
ÁGUAS RESIDUÁRIAS DOMÉSTICAS:
• residências: 100 -160 L por habitante dia
•cada grupo de 10 mil habita...
ESTUDOS DE CASO – SITUAÇÃO
ATUAL
COMPARAÇÃO CAFÉ IRRIGADO X CAFÉ SEQUEIRO
SUL DE MG
OESTE PAULISTA
TRIÂNGULO MINEIRO
FONTE...
60
Local: Serra do Salitre-MG (Cerrado Mineiro)
Altitude: 900m
Coordenada Geográfica:
 46º W
 19º S
Área irrigada po...
 Os gotejadores
formando a faixa
úmida
Gotejamento
superficial
62
Variedade: Catuaí 144
 Frutos vermelhos; planta de porte baixo e vigorosa, maturação média para
tardia; tolerante a s...
DADOS DO PROJETO - CERRADO
Dados climáticos
63
01/jan 30,2 13
02/jan 34,8 6
15/jan 33 4
16/jan 36,7 22
17/jan 33,5 3
18/ja...
DADOS DO PROJETO- CERRADO
64
Observaram-se altas temperaturas durante os meses de janeiro e fevereiro,
chegando a ultrapas...
DADOS DO PROJETO - CERRADO
Manejo da irrigação: reposição das perdas por evapotranspiração e
monitoramento por tensiometri...
66
METODOLOGIA – 3 regiões
• Aspectos visual das plantas, levando-se em consideração o vigor,
tamanho e coloração das folh...
67
 Aspecto visual das plantas
Notas:
1 – ruim
2 – regular
3 – bom
4 – muito bom
5 - excelente
RESULTADOS - CERRADO
68
 Aspecto visual das plantas
RESULTADOS - CERRADO
Gotejamento Sem Irrigacão
69
 Aspecto visual das plantas
RESULTADOS - CERRADO
Gotejamento Sem Irrigacão
70
• Peso de 100 frutos coletados nos ramos produtivos
localizados no terço médio da planta
RESULTADOS – CERRADO
10%
71
• Número de frutos com defeito
RESULTADOS - CERRADO
•OBS: foram avaliados 10 frutos de cada repetição
72
• Número de frutos com defeito
RESULTADOS - CERRADO
Gotejamento Sem Irrigacão
73
• Avaliação do número de internódios nos ramos produtivos
localizados no terço médio da planta
RESULTADOS - CERRADO
74
• Avaliação do número de internódios nos ramos produtivos
localizados no terço médio da planta
RESULTADOS - CERRADO
Got...
75
• Avaliação do número de internódios nos ramos produtivos
localizados no terço médio da planta
RESULTADOS - CERRADO
Got...
76
Local: Garça, SP
Altitude: 630m
Coordenada Geográfica:
 22º 9’ 13” S
 49º 40’ 29” W
Área total: 242ha
Área irrig...
 Os gotejadores
formando a faixa
úmida
Gotejamento
superficial
78
Variedade: Mundo Novo
 Vigoroso; frutos vermelhos e de maturação média; peneira 17. As linhagens IAC 388-6, IAC
388-1...
DADOS DO PROJETO Dados climáticos e irrigação
79
Novembro, 20013
Data Temperatura Média (°C) Chuva (mm) Irrigação (mm)
01/...
DADOS DO PROJETO Dados climáticos e irrigação
80
Janeiro, 2014
Data
Temperatura Média
(°C)
Chuva (mm) Irrigação (mm)
01/ja...
81
 Aspecto visual das plantas
Notas:
1 – ruim
2 – regular
3 – bom
4 – muito bom
5 - excelente
RESULTADOS – ALTA PAULISTA
82
 Aspecto visual das plantas
RESULTADOS – ALTA PAULISTA
Gotejamento Sem Irrigacão
83
 Aspecto visual das plantas
RESULTADOS – ALTA PAULISTA
Gotejamento Sem Irrigacão
84
• Peso de 100 frutos coletados nos ramos produtivos
localizados no terço médio da planta
RESULTADOS – ALTA PAULISTA
44%
85
• Número de frutos com defeito
RESULTADOS – ALTA PAULISTA
86
• Número de frutos com defeito
RESULTADOS – ALTA PAULISTA
Gotejamento Sem Irrigacão
87
• Avaliação do número de internódios nos ramos produtivos
localizados no terço médio da planta
RESULTADOS – ALTA PAULIS...
88
• Avaliação do número de internódios nos ramos produtivos
localizados no terço médio da planta
RESULTADOS – ALTA PAULIS...
89
Local: Campo do Meio, Sul de MG
Altitude: 860m
Coordenada Geográfica:
 21º 6’ 1” S
 45º 56’ 15” W
Área total: 610...
 Os gotejadores
formando a faixa
úmida
Gotejamento
superficial
91
Variedade: Catucaí Vermelho
 Frutos vermelhos; arquitetura variável com cafeeiros cônicos, bem abertos e compactos;
f...
DADOS DO PROJETO - SUL DE MG
Dados climáticos
92
DADOS DO PROJETO - SUL DE MG
Dados climáticos
93
DADOS DO PROJETO- SUL DE MG
Observaram-se altas temperaturas durante os meses de dezembro,
janeiro e fevereiro, muitas vez...
95
 Aspecto visual das plantas
Notas:
1 – ruim
2 – regular
3 – bom
4 – muito bom
5 - excelente
RESULTADOS – SUL DE MG
96
 Aspecto visual das plantas
RESULTADOS – SUL DE MG
Gotejamento Sem Irrigacão
97
 Aspecto visual das plantas
RESULTADOS – SUL DE MG
Gotejamento Sem Irrigacão
98
• Peso de 100 frutos coletados nos ramos produtivos
localizados no terço médio da planta
RESULTADOS – SUL DE MG
30%
99
• Número de frutos com defeito
RESULTADOS – SUL DE MG
100
• Número de frutos com defeito
RESULTADOS – SUL DE MG
Gotejamento Sem Irrigacão
101
• Número de frutos com defeito
RESULTADOS – SUL DE MG
Gotejamento Sem Irrigação
102
• Avaliação do número de internódios nos ramos produtivos
localizados no terço médio da planta
RESULTADOS – SUL DE MG
103
• Avaliação do número de internódios nos ramos produtivos
localizados no terço médio da planta
RESULTADOS – SUL DE MG
...
104
• Avaliação do número de internódios nos ramos produtivos
localizados no terço médio da planta
RESULTADOS – SUL DE MG
...
SOLUÇÕES INTEGRADAS
 MANEJO INTEGRADO DE BACIAS HIDROGRÁFICAS
CONSTRUÇÃO DE PEQUENAS BARRAGENS
CONSTRUÇÃO DE BACIAS DE ...
SOLUÇÕES INTEGRADAS
RECOMPOSIÇÃO DA COBERTURA VEGETAL, FLORESTAMENTO
RECOMPOSIÇÃO DAS MATAS DE TOPO, DE GALERIA E CILIAR...
Práticas para reduzir perdas
com o stress hídrico
 Preventivas – Adotadas na implantação/formação
das lavouras.
 Correti...
www.uniube.br
OBRIGADO.
andre.fernandes@uniube.br
Fenicafe 2014 andre fernandes como conseguir irrigar em condicoes de escassez de agua
Fenicafe 2014 andre fernandes como conseguir irrigar em condicoes de escassez de agua
Fenicafe 2014 andre fernandes como conseguir irrigar em condicoes de escassez de agua
Fenicafe 2014 andre fernandes como conseguir irrigar em condicoes de escassez de agua
Fenicafe 2014 andre fernandes como conseguir irrigar em condicoes de escassez de agua
Fenicafe 2014 andre fernandes como conseguir irrigar em condicoes de escassez de agua
Fenicafe 2014 andre fernandes como conseguir irrigar em condicoes de escassez de agua
Fenicafe 2014 andre fernandes como conseguir irrigar em condicoes de escassez de agua
Fenicafe 2014 andre fernandes como conseguir irrigar em condicoes de escassez de agua
Fenicafe 2014 andre fernandes como conseguir irrigar em condicoes de escassez de agua
Fenicafe 2014 andre fernandes como conseguir irrigar em condicoes de escassez de agua
Fenicafe 2014 andre fernandes como conseguir irrigar em condicoes de escassez de agua
Fenicafe 2014 andre fernandes como conseguir irrigar em condicoes de escassez de agua
Fenicafe 2014 andre fernandes como conseguir irrigar em condicoes de escassez de agua
Fenicafe 2014 andre fernandes como conseguir irrigar em condicoes de escassez de agua
Fenicafe 2014 andre fernandes como conseguir irrigar em condicoes de escassez de agua
Fenicafe 2014 andre fernandes como conseguir irrigar em condicoes de escassez de agua
Fenicafe 2014 andre fernandes como conseguir irrigar em condicoes de escassez de agua
Fenicafe 2014 andre fernandes como conseguir irrigar em condicoes de escassez de agua
Fenicafe 2014 andre fernandes como conseguir irrigar em condicoes de escassez de agua
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Fenicafe 2014 andre fernandes como conseguir irrigar em condicoes de escassez de agua

1,786 views

Published on

Fenicafe 2014 andre fernandes como conseguir irrigar em condicoes de escassez de agua

Published in: Education
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Fenicafe 2014 andre fernandes como conseguir irrigar em condicoes de escassez de agua

  1. 1. COMO IRRIGAR O CAFÉ EM CONDIÇÕES DE ESCASSEZ DE ÁGUA? PROF. DR. ANDRÉ LUÍS TEIXEIRA FERNANDES PRÓ-REITOR DE PESQUISA, PÓS GRADUAÇÃO E EXTENSÃO - UNIUBE
  2. 2. QUADRO ATUAL 1. CLIMA DESFAVORÁVEL (BALANÇO HÍDRICO) EVAPOTRANSPIRAÇÃO >> PRECIPITAÇÃO (CHUVA)
  3. 3. SituaSituaççãoão comparadacomparada dede escassezescassez dede ááguagua nono mundomundo Fonte : Souce : Word Meterological Organisation (WMO) , Geneva, 1996; Global Environmental Outlook 2000 (GEO), UNEP, Earthscan, London, 1999 AméricaAmAmééricarica ÁfricaÁÁfricafrica EuropaEuropaEuropa OceaniaOceaniaOceania ÁsiaÁÁsiasiaEUAEUAEUA BrasilBrasilBrasil AustráliaAustrAustr áálialia ChinaChinaChina Oriente MédioOriente MOriente Méédiodio EspanhaEspanhaEspanha JapãoJapãoJapão ItáliaItItáálialia EgitoEgitoEgito LíbiaLLííbiabiaMarrocosMarrocosMarrocos AméricaAmAmééricarica ÁfricaÁÁfricafrica EuropaEuropaEuropa OceaniaOceaniaOceania ÁsiaÁÁsiasiaEUAEUAEUA BrasilBrasilBrasil AustráliaAustrAustr áálialia ChinaChinaChina Oriente MédioOriente MOriente Méédiodio EspanhaEspanhaEspanha JapãoJapãoJapão ItáliaItItáálialia EgitoEgitoEgito LíbiaLLííbiabiaMarrocosMarrocosMarrocos Consumo deConsumo de áágua no Mundogua no Mundo
  4. 4. Quantidade de água disponível Estados Unidos: 600 L por habitante dia Estados Unidos: 600 L por habitante dia Sertão: 10 L por habitante dia Sertão: 10 L por habitante dia Quantidade de água disponível
  5. 5. Nos últimos 50 anos o consumo global de água aumentou de 1.060 km3 /ano para 4.130 km3 /ano. SituaSituaçção Mundialão Mundial
  6. 6. Atualmente a população mundial consome cerca de 50% dos recursos hídricos acessíveis, estima-se que em 2025 este consumo será por volta de 75%. SituaSituaçção Mundialão Mundial
  7. 7. QUADRO ATUAL 2. BAIXA RESERVAÇÃO DE ÁGUA
  8. 8. QUADRO ATUAL 3. PRIORIDADES PARA UTILIZAÇÃO DA ÁGUA (LEI FEDERAL 9.433/2007, “Lei das Águas”) A bacia hidrográfica é a unidade de planejamento A água é um bem de domínio público A água é um recurso natural limitado A água é um recurso dotado de valor econômico A gestão deve sempre proporcionar o uso múltiplo Uso prioritário para consumo humano e dessedentação de animais, em casos de escassez A gestão dos recursos hídricos deve ser descentralizada, dela participando o Poder Público, os usuários e as comunidades
  9. 9. QUADRO ATUAL 4. CAFEICULTURA ATUAL (PREÇOS AUMENTANDO...) Vale a pena investir em genética, fertilizantes, construção de barragens, implantação de novas áreas com tecnologia apropriada para déficit hídrico, sistemas de irrigação? Os preços do café vão continuar subindo?
  10. 10. Diante do quadro atual, vale a pena investir em irrigação? Vai ter água para irrigar?
  11. 11. solo = - 0,1 a - 2 atm raíz = - 1 a - 10 atm folhas = - 5 a - 40 atm ar = - 100 a - 1000 atm Transpiração do cafeeiro A transpiração é um processo biofísico pelo qual a água que passou pela planta, fazendo parte de seu metabolismo, é transferida para a atmosfera preferencialmente pelos estômatos, obedecendo uma série de resistências desde o solo, passando pelos vasos condutores (xilema), mesófilo, estômatos e finalmente indo para a atmosfera. + - IRRIGAÇÃO: CONTINUAR A FOTOSSÍNTESE, QUANDO HÁ TEMPERATURA, EM FASE FENOLÓGICA IMPORTANTE DO CAFÉ.
  12. 12. Irrigação do cafeeiro
  13. 13. • CONFLITOS PELO USO DA ÁGUA • PREOCUPAÇÃO AMBIENTAL • COBRANÇA PELO USO DA ÁGUA • BAIXA DISPONIBILIDADE DE ÁGUA MÉTODOS DE IRRIGAÇÃO QUE PROPORCIONEM MAIOR EFICIÊNCIA NA APLICAÇÃO DE ÁGUA DEVE-SE PREFERIR PROJETOS QUE GARANTAM BOA APLICAÇÃO DE ENGENHARIA, ACOMPANHADOS DE TÉCNICAS DE MANEJO E GERENCIAMENTO.
  14. 14. ESTRATÉGIAS PARA MANEJO DA IRRIGAÇÃO Irrigação total – toda água necessária para atender a ET é proveniente da irrigação. Irrigação suplementar – a água necessária ao atendimento da ET é proveniente, em parte, da irrigação e, em parte, da precipitação efetiva. Irrigação com déficit – atende-se somente uma fração da ET da cultura. Pode ser praticada com irrigação total ou suplementar. Irrigação de “salvação” – o objetivo é irrigar apenas em um período relativamente curto ou num estádio do cultivo.
  15. 15. Max R$/ha Lâmina de água (mm) Produtividade(kg/ha) (a) Lâmina de água (mm) Receitabruta ecusto($/ha) (b) Lâmina de água (mm) Receitalíquida($/ha) (c)
  16. 16. Possíveis soluções UTILIZAÇÃO DE SISTEMAS MAIS EFICIENTES NA APLICAÇÃO DE ÁGUA Ea = 85% Ea = 95%
  17. 17. Possíveis soluções SISTEMAS ALTERNATIVOS?? GARRAFAS “PET”
  18. 18. Possíveis soluções SISTEMAS ALTERNATIVOS?? BAMBU
  19. 19. 32
  20. 20. Investimento???? Aquisição e manutenção por 15 anos de um projeto de irrigação por gotejo em café: 1,5 sacas/ha/ano Média de aumento de 10 sacas/ha na média de 4 anos por fazenda. 2005 2012
  21. 21. GOTEJAMENTO EM SUBSUPERFICIE Gotejadores ss 10 cm
  22. 22.  Dados da área experimental: Gotejamento enterrado - 2005 Cultura: Café Arábica Variedade: IAPAR 59 Espaçamento: 3,30 x 0,50m Local: Fazenda Santa Bárbara Município: Monte Carmelo - MG Proprietário: Afonso Simonis Captação: córrego (Fe total: 3,0ppm)
  23. 23. GOTEJO ENTERRADO
  24. 24. Possíveis soluções IRRIGAÇÃO COM DÉFICIT????
  25. 25. Possíveis soluções IRRIGAÇÃO COM DÉFICIT????
  26. 26. Será que o déficit hídrico é sempre prejudicial ao cafeeiro? (I) Isso vai depender de cada fase particular do ciclo da cultura (II) A seca pode, e é, importante para sincronizar a florada e quebrar a dormência dos botões florais
  27. 27. Efeitos gerais do déficit hídrico Redução do crescimento (vegetativo e reprodutivo) da parte aérea; Promoção do crescimento radicular; Redução das taxas de fotossíntese; Aumento das taxas de respiração de manutenção e de fotorrespiração; Consequências: queda de folhas, escaldadura, queda da produção, etc.
  28. 28. Fonte: Kobayashi (2007)
  29. 29. FECHAMENTO E ABERTURA DA ÁGUA O manejo através do Estresse Hídrico tem a intenção de IMITAR A NATUREZA. Baseando-se no acompanhamento do histórico de temperatura da Região Oeste da Bahia, usa-se os seguintes parâmetros: • Para o fechamento da água quando a TEMPERATURA MINIMA chegar abaixo de 13ºC. • Para a abertura da água quando a TEMPERATURA MINIMA estiver acima de 15ºC. Sempre respeitando o limite máximo de 04 de setembro, afim de evitar TEMPERATURAS MÁXIMAS acima dos 35ºC durante a florada.
  30. 30. FECHAMENTO E ABERTURA DA ÁGUA Com 10 dias de irrigação observa-se a florada uniformizada em ≅ 80%
  31. 31. Sincronização de florada com sublâmina
  32. 32. Presidente Olegário/MG
  33. 33. Final de setembro: Temperatura de 33oC
  34. 34. Possíveis soluções FONTES DE ÁGUA SUBTERRÂNEAS??
  35. 35. Possíveis soluções ÁGUAS RESIDUÁRIAS  Efluentes industriais  Efluentes agroindustriais e da criação de animais em confinamento  Águas residuárias domésticas
  36. 36. Possíveis soluções EFLUENTES AGROINDUSTRIAIS •vinhaça  destilação do mosto fermentado: 910 L por tonelada de cana moída ou 13 L por litro de álcool •processamento do leite  3 L por litro de leite processado •produção de queijo  3 - 4 L por litro de leite processado e 5 -10 L de soro para cada quilo de queijo; •matadouros de bovinos  300 - 400 L por animal abatido
  37. 37. Possíveis soluções EFLUENTES DA AGROPECUÁRIA: •suinocultura: média diária de 5 -10 L por cabeça • bovinos de corte: média diária de 150 L por tonelada viva •lavagem de frutos do cafeeiro: 1 L por litro de café lavado •despolpa de frutos do cafeeiro: 4 L por litro de café despolpado
  38. 38. ETE Experimental do Dep. Eng. Agrícola - DEA/UFV Fertirrigação do cafeeiro com esgoto doméstico bruto e tratado Água limpa + adubação química Fertirrigação com esgoto doméstico
  39. 39. Possíveis soluções ÁGUAS RESIDUÁRIAS DOMÉSTICAS: • residências: 100 -160 L por habitante dia •cada grupo de 10 mil habitantes: 11,6 a 18,5 L/s de águas residuárias •ou seja, cidade com 20 mil habitantes: potencial para atender 20 a 30 hectares de irrigação com a água contida em seus esgotos
  40. 40. ESTUDOS DE CASO – SITUAÇÃO ATUAL COMPARAÇÃO CAFÉ IRRIGADO X CAFÉ SEQUEIRO SUL DE MG OESTE PAULISTA TRIÂNGULO MINEIRO FONTE: ENG. AGRÔNOMO CARLOS SANCHEZ DEPTO. AGRONÔMICO NETAFIM BRASIL
  41. 41. 60 Local: Serra do Salitre-MG (Cerrado Mineiro) Altitude: 900m Coordenada Geográfica:  46º W  19º S Área irrigada por gotejamento: 170ha Sistema de Irrigação: Gotejamento combinado com NutrirrigaçãoTM CERRADO MINEIRO
  42. 42.  Os gotejadores formando a faixa úmida Gotejamento superficial
  43. 43. 62 Variedade: Catuaí 144  Frutos vermelhos; planta de porte baixo e vigorosa, maturação média para tardia; tolerante a seca; peneira média 16 Espaçamento: ◦ Entre linhas: 3,5 m ◦ Entre plantas: 0,5 m Densidade: ◦ 5.700 plantas/ha Plantio: Fevereiro de 2008 (6 anos) Cerrado mineiro
  44. 44. DADOS DO PROJETO - CERRADO Dados climáticos 63 01/jan 30,2 13 02/jan 34,8 6 15/jan 33 4 16/jan 36,7 22 17/jan 33,5 3 18/jan 28,3 22 20/jan 33,6 26 21/jan 32,4 2 23/jan 29,5 97 24/jan 30,5 7 32,25 202 jan/14 DATA TEMP. MAX CHUVA CHUVA 15/fev 31,5 1 16/fev 29,7 6 17/fev 31,4 30 30,9 37 fev/14 DATA TEMP. MAX
  45. 45. DADOS DO PROJETO- CERRADO 64 Observaram-se altas temperaturas durante os meses de janeiro e fevereiro, chegando a ultrapassar 36º C As chuvas foram abaixo das médias históricas durante os meses de janeiro e principalmente fevereiro Média de chuvas ( 2008 a 2013 ) − Janeiro: 239 mm − Fevereiro: 142 mm  Janeiro 2014: Tmax: 36º C / Chuva 202 mm ( 15,5% abaixo da média )  Fevereiro 2014: Tmax: 31,5º C / Chuva 37 mm ( 74% abaixo da média )
  46. 46. DADOS DO PROJETO - CERRADO Manejo da irrigação: reposição das perdas por evapotranspiração e monitoramento por tensiometria 65 Dripnet PC 16250 Gotejador Superficial Tipo de irrigação 1,0 L/h Vazão dos gotejadores 6 anos Sistema em funcionamento
  47. 47. 66 METODOLOGIA – 3 regiões • Aspectos visual das plantas, levando-se em consideração o vigor, tamanho e coloração das folhas e enfolhamento geral. Foram atribuídas notas de 1 a 5 (1 – ruim; 5 – excelente) • Peso de 100 frutos coletados nos ramos produtivos localizados no terço médio da planta • Número de frutos com defeito • Avaliação do número de internódios nos ramos produtivos localizados no terço médio da planta  Parâmetros avaliados − Comparativo do cafeeiro irrigado por gotejamento e sem irrigação − Número de repetições: 05
  48. 48. 67  Aspecto visual das plantas Notas: 1 – ruim 2 – regular 3 – bom 4 – muito bom 5 - excelente RESULTADOS - CERRADO
  49. 49. 68  Aspecto visual das plantas RESULTADOS - CERRADO Gotejamento Sem Irrigacão
  50. 50. 69  Aspecto visual das plantas RESULTADOS - CERRADO Gotejamento Sem Irrigacão
  51. 51. 70 • Peso de 100 frutos coletados nos ramos produtivos localizados no terço médio da planta RESULTADOS – CERRADO 10%
  52. 52. 71 • Número de frutos com defeito RESULTADOS - CERRADO •OBS: foram avaliados 10 frutos de cada repetição
  53. 53. 72 • Número de frutos com defeito RESULTADOS - CERRADO Gotejamento Sem Irrigacão
  54. 54. 73 • Avaliação do número de internódios nos ramos produtivos localizados no terço médio da planta RESULTADOS - CERRADO
  55. 55. 74 • Avaliação do número de internódios nos ramos produtivos localizados no terço médio da planta RESULTADOS - CERRADO Gotejamento Sem Irrigacão
  56. 56. 75 • Avaliação do número de internódios nos ramos produtivos localizados no terço médio da planta RESULTADOS - CERRADO Gotejamento Sem Irrigacão
  57. 57. 76 Local: Garça, SP Altitude: 630m Coordenada Geográfica:  22º 9’ 13” S  49º 40’ 29” W Área total: 242ha Área irrigada: 79ha Sistema de Irrigação: Gotejamento combinado com fertirrigação ALTA PAULISTA
  58. 58.  Os gotejadores formando a faixa úmida Gotejamento superficial
  59. 59. 78 Variedade: Mundo Novo  Vigoroso; frutos vermelhos e de maturação média; peneira 17. As linhagens IAC 388-6, IAC 388-18 e IAC 388-17-1 apresentam ramos laterais mais longos  Espaçamento ◦ Entre linhas: 3,8m ◦ Entre plantas: 0,6m Densidade: ◦ 4629 plantas/ha Plantio: Janeiro, 2006 ( 08 anos) INTRODUÇÃO – ALTA PAULISTA
  60. 60. DADOS DO PROJETO Dados climáticos e irrigação 79 Novembro, 20013 Data Temperatura Média (°C) Chuva (mm) Irrigação (mm) 01/nov 29 0 2,1 02/nov 30 0 0,0 03/nov 30 0 0,0 04/nov 30 15 0,0 05/nov 28 0 3,2 06/nov 27 0 0,0 07/nov 28 0 0,0 08/nov 29 0 0,0 09/nov 29 0 0,0 10/nov 29 0 0,0 11/nov 31 2 0,0 12/nov 30 0 0,0 13/nov 31 0 2,1 14/nov 31 0 0,0 15/nov 30 0 0,0 16/nov 30 0 2,1 17/nov 30 0 0,0 18/nov 29 0 0,0 19/nov 30 0 0,7 20/nov 29 0 0,0 21/nov 30 35 2,5 22/nov 28 51 0,0 23/nov 28 0 0,0 24/nov 28 0 0,0 25/nov 29 41 0,0 26/nov 29 0 0,0 27/nov 29 0 0,0 28/nov 30 0 2,1 29/nov 30 0 0,0 30/nov 30 0 0,0 29 144 14,7 Dezembro, 2013 Data Temperatura Média (°C) Chuva (mm) Irrigação (mm) 01/dez 30 0 0,0 02/dez 31 0 0,0 03/dez 32 0 1,8 04/dez 32 0 0,0 05/dez 33 0 2,1 06/dez 32 0 0,0 07/dez 32 0 0,0 08/dez 32 0 0,0 09/dez 33 27 0,0 10/dez 29 53 0,0 11/dez 30 0 0,0 12/dez 31 0 2,1 13/dez 32 0 0,0 14/dez 30 0 0,0 15/dez 30 0 0,0 16/dez 33 0 0,0 17/dez 32 0 2,1 18/dez 30 0 0,0 19/dez 30 0 0,0 20/dez 30 0 0,0 21/dez 29 0 0,0 22/dez 29 0 0,0 23/dez 28 36 2,1 24/dez 28 0 0,0 25/dez 29 0 0,0 26/dez 29 0 0,0 27/dez 30 0 0,0 28/dez 30 18 0,0 29/dez 30 0 0,0 30/dez 28 11 0,0 31/dez 28 0 0,0 30 145 10,15
  61. 61. DADOS DO PROJETO Dados climáticos e irrigação 80 Janeiro, 2014 Data Temperatura Média (°C) Chuva (mm) Irrigação (mm) 01/jan 29 0 0,0 02/jan 30 0 0,0 03/jan 31 0 0,0 04/jan 31 0 0,0 05/jan 31 0 0,0 06/jan 30 0 1,4 07/jan 30 0 0,0 08/jan 30 0 0,0 09/jan 28 27 0,0 10/jan 30 53 2,1 11/jan 30 0 0,0 12/jan 30 0 0,0 13/jan 28 0 0,0 14/jan 28 0 0,0 15/jan 29 0 0,0 16/jan 29 0 0,0 17/jan 29 0 1,0 18/jan 30 0 4,0 19/jan 31 0 0,0 20/jan 31 0 0,0 21/jan 30 0 0,0 22/jan 30 0 0,0 23/jan 31 36 0,0 24/jan 31 0 0,0 25/jan 29 0 0,0 26/jan 29 0 0,0 27/jan 30 0 0,0 28/jan 32 18 0,0 29/jan 33 0 0,0 30/jan 33 11 3,5 31/jan 32 0 0,0 30 145 12,00 Fevereiro, 20014 Data Temperatura Média (°C) Chuva (mm) Irrigação (mm) 01/fev 33 0 0,0 02/fev 33 0 0,0 03/fev 34 0 0,0 04/fev 34 0 0,0 05/fev 35 0 3,5 06/fev 36 0 0,0 07/fev 36 0 3,5 08/fev 36 0 0,0 09/fev 36 0 0,0 10/fev 37 0 0,0 11/fev 37 6 0,0 12/fev 36 0 0,0 13/fev 34 0 2,1 14/fev 33 5 0,0 15/fev 30 0 0,0 16/fev 30 17 0,0 17/fev 31 0 3,1 18/fev 31 0 0,0 19/fev 32 0 0,0 20/fev 32 0 0,0 21/fev 31 33 2,8 22/fev 31 0 0,0 23/fev 31 12 0,0 24/fev 27 11 2,1 25/fev 26/fev 27/fev 28/fev 28 84 17,1
  62. 62. 81  Aspecto visual das plantas Notas: 1 – ruim 2 – regular 3 – bom 4 – muito bom 5 - excelente RESULTADOS – ALTA PAULISTA
  63. 63. 82  Aspecto visual das plantas RESULTADOS – ALTA PAULISTA Gotejamento Sem Irrigacão
  64. 64. 83  Aspecto visual das plantas RESULTADOS – ALTA PAULISTA Gotejamento Sem Irrigacão
  65. 65. 84 • Peso de 100 frutos coletados nos ramos produtivos localizados no terço médio da planta RESULTADOS – ALTA PAULISTA 44%
  66. 66. 85 • Número de frutos com defeito RESULTADOS – ALTA PAULISTA
  67. 67. 86 • Número de frutos com defeito RESULTADOS – ALTA PAULISTA Gotejamento Sem Irrigacão
  68. 68. 87 • Avaliação do número de internódios nos ramos produtivos localizados no terço médio da planta RESULTADOS – ALTA PAULISTA
  69. 69. 88 • Avaliação do número de internódios nos ramos produtivos localizados no terço médio da planta RESULTADOS – ALTA PAULISTA Gotejamento Sem Irrigacão
  70. 70. 89 Local: Campo do Meio, Sul de MG Altitude: 860m Coordenada Geográfica:  21º 6’ 1” S  45º 56’ 15” W Área total: 610ha Área irrigada: 600ha Sistema de Irrigação: Gotejamento combinado com fertirrigação SUL DE MG
  71. 71.  Os gotejadores formando a faixa úmida Gotejamento superficial
  72. 72. 91 Variedade: Catucaí Vermelho  Frutos vermelhos; arquitetura variável com cafeeiros cônicos, bem abertos e compactos; folhas novas de coloração bronze; maturação semelhante ao Catuaí; peneira média 16 Espaçamento: ◦ Entre linhas: 3,4m ◦ Entre plantas: 0,6m Densidade: ◦ 4.901 plantas/ha Plantio: Novembro, 2008 (5 anos) SUL DE MG
  73. 73. DADOS DO PROJETO - SUL DE MG Dados climáticos 92
  74. 74. DADOS DO PROJETO - SUL DE MG Dados climáticos 93
  75. 75. DADOS DO PROJETO- SUL DE MG Observaram-se altas temperaturas durante os meses de dezembro, janeiro e fevereiro, muitas vezes ultrapassando 40º C As chuvas foram abaixo das médias históricas durante os meses de janeiro e fevereiro  Janeiro: Tmax: 37º C / Chuva 85mm  Fevereiro Tmax: 38º C / Chuva 43mm 94
  76. 76. 95  Aspecto visual das plantas Notas: 1 – ruim 2 – regular 3 – bom 4 – muito bom 5 - excelente RESULTADOS – SUL DE MG
  77. 77. 96  Aspecto visual das plantas RESULTADOS – SUL DE MG Gotejamento Sem Irrigacão
  78. 78. 97  Aspecto visual das plantas RESULTADOS – SUL DE MG Gotejamento Sem Irrigacão
  79. 79. 98 • Peso de 100 frutos coletados nos ramos produtivos localizados no terço médio da planta RESULTADOS – SUL DE MG 30%
  80. 80. 99 • Número de frutos com defeito RESULTADOS – SUL DE MG
  81. 81. 100 • Número de frutos com defeito RESULTADOS – SUL DE MG Gotejamento Sem Irrigacão
  82. 82. 101 • Número de frutos com defeito RESULTADOS – SUL DE MG Gotejamento Sem Irrigação
  83. 83. 102 • Avaliação do número de internódios nos ramos produtivos localizados no terço médio da planta RESULTADOS – SUL DE MG
  84. 84. 103 • Avaliação do número de internódios nos ramos produtivos localizados no terço médio da planta RESULTADOS – SUL DE MG Gotejamento Sem Irrigacão
  85. 85. 104 • Avaliação do número de internódios nos ramos produtivos localizados no terço médio da planta RESULTADOS – SUL DE MG Gotejamento Sem Irrigacão
  86. 86. SOLUÇÕES INTEGRADAS  MANEJO INTEGRADO DE BACIAS HIDROGRÁFICAS CONSTRUÇÃO DE PEQUENAS BARRAGENS CONSTRUÇÃO DE BACIAS DE CAPTAÇÃO AO LONGO DAS ESTRADAS (INFILTRAÇÃO, MINIMIZAR A EROSÃO) CAPTAÇÃO DE ÁGUAS PLUVIAIS
  87. 87. SOLUÇÕES INTEGRADAS RECOMPOSIÇÃO DA COBERTURA VEGETAL, FLORESTAMENTO RECOMPOSIÇÃO DAS MATAS DE TOPO, DE GALERIA E CILIARES ÁGUA SUBTERRÂNEA UTILIZAÇÃO DE SISTEMAS DE IRRIGAÇÃO DE MAIOR EFICIÊNCIA.
  88. 88. Práticas para reduzir perdas com o stress hídrico  Preventivas – Adotadas na implantação/formação das lavouras.  Corretivas – Adotadas anualmente, na condução dos cafezais.  Complementares – Fazer barragens e poços, em nível local ou regional e usar sistemas de irrigação de salvação.
  89. 89. www.uniube.br
  90. 90. OBRIGADO. andre.fernandes@uniube.br

×