Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Avanços Tecnológicos Na Pesquisa Cafeeira por J B Matiello Eng Agr Mapa Procafé Agrocafe 2010

7,106 views

Published on

Avanços Tecnológicos Na Pesquisa Cafeeira por J B Matiello Eng Agr Mapa Procafé Agrocafe 2010

Published in: Education, Technology, Business
  • DOWNLOAD THAT BOOKS INTO AVAILABLE FORMAT (2019 Update) ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... Download Full PDF EBOOK here { http://bit.ly/2m77EgH } ......................................................................................................................... Download Full EPUB Ebook here { http://bit.ly/2m77EgH } ......................................................................................................................... Download Full doc Ebook here { http://bit.ly/2m77EgH } ......................................................................................................................... Download PDF EBOOK here { http://bit.ly/2m77EgH } ......................................................................................................................... Download EPUB Ebook here { http://bit.ly/2m77EgH } ......................................................................................................................... Download doc Ebook here { http://bit.ly/2m77EgH } ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... ................................................................................................................................... eBook is an electronic version of a traditional print book that can be read by using a personal computer or by using an eBook reader. (An eBook reader can be a software application for use on a computer such as Microsoft's free Reader application, or a book-sized computer that is used solely as a reading device such as Nuvomedia's Rocket eBook.) Users can purchase an eBook on diskette or CD, but the most popular method of getting an eBook is to purchase a downloadable file of the eBook (or other reading material) from a Web site (such as Barnes and Noble) to be read from the user's computer or reading device. Generally, an eBook can be downloaded in five minutes or less ......................................................................................................................... .............. Browse by Genre Available eBooks .............................................................................................................................. Art, Biography, Business, Chick Lit, Children's, Christian, Classics, Comics, Contemporary, Cookbooks, Manga, Memoir, Music, Mystery, Non Fiction, Paranormal, Philosophy, Poetry, Psychology, Religion, Romance, Science, Science Fiction, Self Help, Suspense, Spirituality, Sports, Thriller, Travel, Young Adult, Crime, Ebooks, Fantasy, Fiction, Graphic Novels, Historical Fiction, History, Horror, Humor And Comedy, ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... .....BEST SELLER FOR EBOOK RECOMMEND............................................................. ......................................................................................................................... Blowout: Corrupted Democracy, Rogue State Russia, and the Richest, Most Destructive Industry on Earth,-- The Ride of a Lifetime: Lessons Learned from 15 Years as CEO of the Walt Disney Company,-- Call Sign Chaos: Learning to Lead,-- StrengthsFinder 2.0,-- Stillness Is the Key,-- She Said: Breaking the Sexual Harassment Story That Helped Ignite a Movement,-- Atomic Habits: An Easy & Proven Way to Build Good Habits & Break Bad Ones,-- Everything Is Figureoutable,-- What It Takes: Lessons in the Pursuit of Excellence,-- Rich Dad Poor Dad: What the Rich Teach Their Kids About Money That the Poor and Middle Class Do Not!,-- The Total Money Makeover: Classic Edition: A Proven Plan for Financial Fitness,-- Shut Up and Listen!: Hard Business Truths that Will Help You Succeed, ......................................................................................................................... .........................................................................................................................
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • DOWNLOAD THIS BOOKS INTO AVAILABLE FORMAT (Unlimited) ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... Download Full PDF EBOOK here { https://tinyurl.com/yyxo9sk7 } ......................................................................................................................... Download Full EPUB Ebook here { https://tinyurl.com/yyxo9sk7 } ......................................................................................................................... ACCESS WEBSITE for All Ebooks ......................................................................................................................... Download Full PDF EBOOK here { https://tinyurl.com/yyxo9sk7 } ......................................................................................................................... Download EPUB Ebook here { https://tinyurl.com/yyxo9sk7 } ......................................................................................................................... Download doc Ebook here { https://tinyurl.com/yyxo9sk7 } ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... .............. Browse by Genre Available eBooks ......................................................................................................................... Art, Biography, Business, Chick Lit, Children's, Christian, Classics, Comics, Contemporary, Cookbooks, Crime, Ebooks, Fantasy, Fiction, Graphic Novels, Historical Fiction, History, Horror, Humor And Comedy, Manga, Memoir, Music, Mystery, Non Fiction, Paranormal, Philosophy, Poetry, Psychology, Religion, Romance, Science, Science Fiction, Self Help, Suspense, Spirituality, Sports, Thriller, Travel, Young Adult,
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here

Avanços Tecnológicos Na Pesquisa Cafeeira por J B Matiello Eng Agr Mapa Procafé Agrocafe 2010

  1. 1. AVANÇOS TECNOLÓGICOS NA PESQUISA J. B. Matiello- Eng. Agr. MAPA/Procafé
  2. 2. AVANÇOS DESTACADOS Resultados em 5 setores de estudo: • Genética: Novas variedades, produtivas e resistentes. • Eco-fisiologia: adaptação de C. arabica em regiões quentes. • Implantação de cafezais: novos sistemas de mudas e plantio • Manejo: irrigação suplementar, nutrição, controle de ferrugem, combinação de cultivos e podas • Preparo do café : Despolpa simplificada
  3. 3. Melhoramento genético Variedades produtivas, tolerantes à ferrugem. Variedades com tolerância a Phoma/Ascochyta. Variedades com tolerância ao nematóide M. exigua. Variedades com tolerância a stress hídrico. Variedades/clones com resistência múltipla(BM e F). Produção e testagem de clones, por embriogenese em meio líquido
  4. 4. As novas variedades Cultivares que estão em fase de adaptação ou que já vêm sendo plantadas : • Catucai Amarelo e Vermelho, diversas linhagens • IBC-Palma, 1 e 2 • Sabiá 398 • Acauã • Saira • Azulão • Arara • Japi • Maracatiá • Siriema • Icatu IAC/Procafé 618- Tuiuiu
  5. 5. Resultados de ensaios de competição na Zona da Mata e Espirito Santo
  6. 6. Zona da Mata MG Produção (sacas benef./ha) nas 11 primeiras safras em cafeeiros híbridos com resistência à ferrugem do ensaio em Martins Soares – MG PRODUÇÃO MÉDIA RELATIVO TRATAMENTOS 11 safras (scs/ha) % Catucaí Vermelho 36/6 72,1 a 156 Catucaí Amarelo 24/137 60,2 ab 130 Catuaí Vermelho IAC 44 46,0 b 100
  7. 7. Produção (scs/ha) média das 8 primeiras safras (ordenadas) em cafeeiros de novas variedades com resistência à ferrugem – Martins Soares-MG, 2009. PRODUÇÃO MÉDIA – 2002-09, 8 safras VARIEDADES (scs/ha) Catucaí amarelo 24/137 101 Icatu 3696 sel Car. sel Varg. Tuiuiu 93 Palma 2 (cv 520 112 MG 3.13) 92 Catucaí 785 90 Tupi 89 HK 29/74 , Saira 88 Sarchimor amarelo/ Arara 87 Sabiá 398 86 Catucaí amarelo 20/15 cv 479 85 Topázio MG 1189 83 MN IAC 376-4 82 Oeiras 74 Catuai amarelo 74 68 Acaiá 474/19 65 Obatã 63 Iapar 59 49
  8. 8. Espirito Santo Produção (sacas benef./ha) nas 5 primeiras safras, em cafeeiros híbridos com resistência à ferrugem do ensaio em Mal Floriano, ES, 2009 Produtividade Cultivares / Linhagens Média 5 safras ,2005-09 Catucaí Amarelo 2 SL 50,2 Catucaí Amarelo 24/137 cv. 250 49,7 Catucaí Vermelho 785-15 48,4 Catucaí Vermelho 19/08 cv.380 44,8 Catucaí Vermelho 24/137 44,5 Catucaí-açu Amarelo 44,3 Catuaí Amarelo IAC-39 43,7 Sarchimor Amarelo-Arara 43,4 Catuaí Vermelho IAC-81 42,0 Catuaí Vermelho IAC-99 41,9 Topázio 38,1 IAPAR-59 37,1 Obatã 36,1 Caturra Amarelo 33,4 Paraíso 16,1
  9. 9. Produtividade, em sacas/ha, em 7 safras, de cafeeiros do campo de observação com a linhagem catucai 785/15, Martins Soares, MG, 2009 Produtividade (scs/ha) Anos Safra 2003 79 2004 80 2005 170 2006 56,5 2007 111,4 2008 130,7 2009 104,2 Média 104,6
  10. 10. Espirito Santo Produtividade (sacas/ha), em 6 safras e nº de ramos mortos nos ponteiros em cafeeiros de 3 variedades de café. Marechal Floriano-ES – 2007. PRODUTIVIDADE (sacas/ha) Nº de ramos pont. VARIEDADES 2002 2003 2004 2005 2006 2007 Média mortos/pl. (Ago/04) Catucaí Vermelho F4 56 76 94 31 48 51 59,3 2,8 Catucaí Amarelo 2SL 68 81 112 45 51 64 70,2 0,3 Catuaí Vermelho/44 62 49 102 39 51 55 59,7 2,9
  11. 11. Resultados de ensaios de competição no Sul de Minas e Triângulo Mineiro
  12. 12. Sul de Minas Produção das 5 primeiras safras, das 8 progênies mais produtivas e com resistência à ferrugem, avaliadas no ensaio 3-29, em Varginha, MG, durante os anos de 2005 a 2009. Progenies Produção média, em 5 safras, 2005-09 Sarchimor Amarelo Arara, cv 418 45,7 IBC-Palma 1, cv 324 38,2 Sabiá 398 cv 649 38,0 Catucai V. 24/137 cv 235 38,0 Catucai A.. 20/15 cv 479, cv 527 36,9 HK 29/74, Saira, cv 557 36,8 Catucai A. 24/137 cv 388 36,7 Catuai Amarelo IAC 66/69 36,0
  13. 13. Triangulo-MG Produção de café, na média das 4 primeiras safras, em 17 seleções mais produtivas de cafeeiros, no campo de observação, na Fda Sto Antonio, Coromandel-MG, 2009 Itens Produção Média 4 safras (2006-09) Scs/ha IBC-Palma 1 c. 460 88 Catucai Vermelho 20/15 cv 12 86 Catucai Vermelho 70 82 IBC 20 cv 20, Obatã 80 Sabiá 398 IBC 5, 27-16 79 Acauã 52 78 Sarchimor Amarelo-Arara 70 HK 29-74, c 336-677-11 Saira 68 Catucai Amarelo 30/2 62 Catucai Vermelho 36/6 c 366 59 Catucai Amarelo 20/15 c 479 cv 19 58 Acaiá 474-19-10 56 Catuai Vermelho IAC 144 50
  14. 14. Enfolhamento em cafeeiros após stress hídrico Martins Soares – MG, 2006 Enfolhamento Materiais em ensaio (nº médio de folhas/ramo) Catucai 36/6 cv. 366 9,1 Catucai amarelo 30/2 4,5 Acauã, novo 7,9
  15. 15. Produção cultivares de café em 2007, plantadas sob regimes de sequeiro e sob irrigação por gotejamento, no município de Coromandel, MG. 2007 Produção Ganho de produção (litros por planta) Cultivar pela irrigação Sequeiro Irrigado (%) Catucaí amarelo 2SL porte médio c.o. 7 cv 50 8,3 13,9 67,9 Catucaí amarelo 24/137 precoce cv900 (3.27) 9,2 9,4 2,6 Catucaí vermelho 36/6 470 cv 488 (3.27) 5,4 6,0 12,1 Catucaí vermelho 20/15 cv 885 (3.27) 4,2 8,4 99,4 Catucaí amarelo planta nova, frutos miúdos. 5,2 9,1 74,3 Catucaí amarelo 2SL 446, tardio, cv788 (3.27) 7,0 9,0 29,5 Acauã , tardio, cv 1087 (3.27) 4,8 6,6 38,2 Catucaí amarelo 20/15 479 cv 1106 (3.27) 7,3 7,6 4,5 Catucaí amarelo 3 SM cv937 (3.27) 4,8 9,3 92,7 Catucaí roxinho cv61 cv237(3.27) 7,3 9,1 24,1 Catucaí vermelho, precoce, 24/137 co3 cv81 5,8 8,1 40,1 Sarchimor Amarelo cv 418 (3.25) 6,5 10,3 59,9 Obatã vermelho 565 (3.25) 3,2 10,3 222,3
  16. 16. Produção (litros/planta) das 4 primeiras safras (2003-2006) e a qualidade de semente das progênies Siriema selecionadas em Coromandel e Varjão de Minas, MG - 2007. Produção (litros/planta) Planta Matriz 2003 2004 2005 2006 Média 4/12 Coromandel 7,0 11,7 12,0 14,0 11,2 4/20 Coromandel 7,0 8,0 13,0 13,5 10,4 6/38 Coromandel 8,0 12,2 14,0 11,5 11,4 8/10 Coromandel 7,0 10,0 9,0 13,0 9,8 12/6 Coromandel 9,0 - 16,0 15,0 13,3 13/36 Coromandel 12,0 17,0 17,0 19,5 16,4 14/32 Coromandel 9,0 - 15,0 19,0 14,3 19/7 Coromandel 5,0 12,8 14,0 16,0 12,0 20/5 Coromandel 8,0 11,4 9,0 11,0 9,9 5/14 Varjão 12,0 9,0 15,0 11,0 11,8 6/5 Varjão 9,0 8,0 10,0 12,0 9,8 6/32 Varjão 14,0 5,0 11,0 11,0 10,3 6/33 Varjão 10,0 7,0 10,5 12,0 9,9 7/17 Varjão 12,0 11,0 9,5 12,0 11,1 7/40 Varjão 17,0 13,0 20,0 12,0 15,5 10/1 Varjão 11,0 9,0 11,5 10,5 10,5 10/6 Varjão 11,0 9,0 12,5 12,0 11,1 10/14 Varjão 9,0 10,0 9,0 11,0 9,8 10/18 Varjão 13,0 10,0 15,0 12,5 12,7 11/13 Varjão 16,0 6,0 18,0 13,0 13,3 19/3 Varjão 9,0 9,0 11,0 14,5 10,9 Média 10,3 9,9 12,2 12,7 11,3
  17. 17. Arara – E. Mendes
  18. 18. Catucai 19/8 Japi, Mal Floriano-ES
  19. 19. Catucai amarelo 2SL Varginha
  20. 20. Acauã novo Varginha
  21. 21. Catucai V 20/15 Varginha
  22. 22. Acauã 65 Coromandel
  23. 23. Sabiá 398, Pirapora
  24. 24. Catucai A, 3 SM c 15, Piraporora
  25. 25. Catucai A, 3 SM c 15, Piraporora
  26. 26. Adaptação de C. arabica em região quente: Pirapora-MG, 520 m alt., ta. média 24,6 graus C., 6 pivôs, 480 ha, Catuai V. IAC 144 • 2003 – 1,5 ano = 12 scs/ha • 2004 - 2,5 anos = 89 scs/ha • 2005 – 3,5 anos = 78 scs/ha • 2006 – 4,5 anos = 67,3 scs/ha • 2007 – 5,5 anos = 68 scs/ha • 2008 – 6,5 anos = 42 scs/ha • 2009 - 7,5 anos = 70 scs/ha MÉDIA 6 safras = 69 scs/ha
  27. 27. Produtividade inicial (4 primeiras safras) em cafeeiros de variedades arábica e Robusta-Conillon, em região quente. Pirapora-MG, 2009. Esp. 3,6x0,7 m. VARIEDADES PRODUTIVIDADE ( sacas/ha) 2006 2007 2008 2009 MÉDIA Catuaí V. IAC/144 76,0 82 18 64 60 Catucaí Amarelo 3/5 82,6 68 36 72 62 Catucaí Amarelo FG 78,4 91 48 64 70 IBC - Palma 1 82,0 98 16 80 69 IBC - Palma 2 62,0 92 18 80 63 Acauã C. 363 64,0 95 50 58 67 Topázio 80,0 80 56 56 67 Conillon – 1 haste 62,4 85 56 60 65 Conillon – 3 hastes 74,6 96 70 74 77 Catuaí V./144 AD. 156,0 130 30 95 103 Palma 2 - adensado 121,0 145 32 85 99
  28. 28. Produtividade, em 3 safras, da variedade Sabiá 398, em ensaio com diversas variedades, comparativo com o padrão e outros materiais em competição, Pirapora-MG, 2009 Produtividade ( scs/ha) Materiais do ensaio 2007 2008 2009 Média Sabiá 398 90 53 90 77 60 Catuai V. IAC 144 36 56 51 Icatu 2944, cv 859, cv 190 102 33 96 77 Acaiá 474;19 73 36 78 62
  29. 29. Produção, nas 6 primeiras safras, em cafeeiros Catuaí e Conillon em 2 pisos altitudinais. Mutum, 240m e Martins Soares, 740m – 2005. Produção (scs/ha) Tratamentos Variedades Locais 2000 2001 2002 2003 2004 2005 Média 6 safras Mutum 56,0 14,0 50,0 35,0 52 15 37 Catuaí Martins Soares 84,0 30,0 42,0 16,0 56 50 46 Mutum 140,0 88,0 87,0 120,0 72 54 93 Conillon Martins Soares 94,0 27,0 120,0 80,0 39 54 70 Mutum=240m alt M. Soares=740m alt
  30. 30. Manejo: novos sistemas de plantio Super-adensamento, para ciclos curtos Mudas de raiz nua Pantio direto de sementes Mudas de bandeja Plantio com recipientes Novo sistema de enxertia
  31. 31. Produção média (scs/ha), de 7 safras, em 3 variedades e 3 sistemas de plantio, em Martins Soares – MG, 2009. Sistemas de Espaçamento Variedades 2,0 x 0,5m 1,30 x 0,25m 1,0 x 0,5m Média Acaiá 49,4 71,7 52,7 58,1 Catuaí 44 52,3 75,3 72,9 66,8 Catucaí 785/15 72,2 102,3 90,3 89.9 Média 59,3 83,3 71,9
  32. 32. Produção das 5 primeiras safras, em sacas/ha, em cafeeiros sob diferentes espaçamentos adensados e efeito de recepas em ciclos curtos, Martins Soares – MG, 2009. Espaçamentos 2005 2006 2007 2008 2009 Média 1,30 x 0,25 m 156,0 77,0 53,4 150,5 65,6 101,5 1,0 x 0,5 m 124,8 51,2 60,5 121,2 69,7 85,4 2,0 x 0,5 m 83,7 41,1 43,1 93,6 36,5 59,6 1,30 x 0,25 m (recepa após 1a safra) 156,0 0,0 23,8 108,2 42,8 66,2 1,30 x 0,25 ( Recepa após 3ª Safra 156,0 77,0 53,4 0 66,6 70,6
  33. 33. Produtividade, na primeira safra, de plantas de café em diferentes tipos de mudas/plantio, Martins Soares,MG – 2009. Produção (Scs/ha) TRATAMENTOS 2007 2008 2009 Média Mudas de sacolinha 44,8ab 103,2 b 63,3 b 70,47ab Mudas de tubete 55,4a 112,0 ab 79,6 a 79,13 a Mudas de raiz nua 47,7ab 123,9 a 82,6 a 80,10 a Semeio direto em gavetas 18,7c 118,9 a 66,7 b 59,27 b Semeio direto nas covas 22,8c 94,2 c 86,0 a 65,77 b
  34. 34. Sacola Plantio direto Raiz- nua
  35. 35. Parâmetros de crescimento(altura das plantas) e primeira produção em cafeeiros sob diferentes sistemas de mudas e plantio, Pirapora-MG, 2009 Altura das plantas (cm) Produção 2009 Sistemas de mudas/plantio (scs/ha) Aos 7 meses Aos 18 meses de campo de campo Raiz nua, sob sombra de 65 1,45 63 mamoeiros Raiz nua, sob sombra inicial 61 1,40 61 de palha Raiz nua, pleno sol 53 1,15 58 Semeio direto, sombra de 67 1,54 66 mamoeiros
  36. 36. Enxertia Arábica x Conillon Arábica Conillon Arábica Conillon
  37. 37. Enxertia Arábica x Conillon Arábica Conillon Arábica Conillon
  38. 38. Enxertia Arábica x Conillon Arábica Conillon Arábica Conillon
  39. 39. Corte de ambos os caules aproximadamente 1,0 cm
  40. 40. União dos caules com fita biodegradável
  41. 41. 30 dias após a enxertia. As mudas serão levadas Para o campo
  42. 42. Irrigação suplementar • Resultados de aumento de produtividade (média de 40%, em 4 safras) • Em razão do suprimento de água, na diferenciação floral e na pré-florada • Com uso de pouca água (média de 130 mm/ano).
  43. 43. DISPONIBILIDADE DE ÁGUA NO SOLO (mm) MÉTODO THORTHWAITE & MATHER - VARGINHA - MG 250 200 150 100 50 0 mm -50 -100 -150 -200 -250 -300 Balanço hídrico típico para a região 2006 2007 2008 2009
  44. 44. Produtividade em cafeeiros submetidos ou não à irrigação suplementar, no período de indução floral e outros períodos críticos , Varginha-MG, 2009. Produtividade nas safras/anos ( Scs/ha) Tratamentos 2006 2007 2008 2009 M Testemunha., sem irrigação 60,3 a 8,6 b 68,0 a 47,7 b 46,1 Irrigação suplementar, mai-jun e 63,4 a 55,2 a 68,0 a 72,1 a 64,7 ago-set Irrigação só na granação, 30 mm 60,7 a 24,1 b 77,0 a 49,9 b 52,9 veranico jan Irrigação suplementar aplicada: Em 2005, 60 mm em mai-jun e30 mm em ago-set; em 2006 , 110 mm em mai-jun e 80 mm em ago-set; em 2007, 150 mm de maio-jun e 150 mm em ago- set em 2008, 40 mm em maio; e em 2009, 50 mm em junho. Fonte: Paiva, Garcia, Matiello, Padilha, Junior e Andrade, Anais do 35º CBPC, Mapa/Procafé2009, p. 72.
  45. 45. Níveis de deficits hídricos críticos nos anos e perda percentual de safra em cafeeiros, sem irrigação em relação aos irrigados. Varginha-MG, 2007 Níveis Sacas beneficiadas/ha Acrésci final de Anos Períodos críticos mos deficits (%) (mm) Testemunha Irrigado 2000 10/ maio – 10/nov 217 --- --- --- 2001 30/maio – 30/set 226 10 31 201 2002 30/maio – 10/nov 252 68 88 29 2003 30/jun – 5/out 180 19 54 184 2004 25/Ago – 30/set 95 84 88 5 2005 30/Ago – 15/out 25 42 54 28 2006 15/maio – 15/set 291 82 82 --- 2007 25/mar - 370 29 61 110 Média 47,7 65,4 37
  46. 46. Adubação racional Definição de níveis mais adequados (menores) no uso do potássio, nutriente caro, importado, 60-80 ppm no solo Função do acumulo em profundidade Exclusão da parcela de nutrientes para vegetação no cálculo da adubação em lavouras estabilizadas Função da reciclagem
  47. 47. Produção de café, na 1ª. safra útil após as adubações, e teores de K no solo, em ensaio de doses de K2O, Martins Soares – MG, 2004. Teores de K no Teores de Ca eMg no solo Produção solo (ppm) em 2004(cmolc/dm3) 2004 Tratamentos (scs/ha) 2003 2004 Ca Mg 100 kg de K2O/ha/ano como Kcl 50,8 b 198 125 2,0 0,6 200 kg de K2O/ha/ano como Kcl 56,9 b 242 210 2,0 0,7 400 kg de K2O/ha/ano como Kcl 51,9 b 220 240 2,0 0,8 Testemunha, sem K 65,6 a 70 39 2,0 0,6 CTC do solo= 11 eq mg ou cmolc/dm3 Fonte: Matiello et alli – Anais 30ºCBPC, MAPA/PROCAFE, 2004, p.35.
  48. 48. Demanda de nutrientes NPK para a produção e vegetação de cafeeiros, correspondentes a uma saca de café por hectare Demanda, em kg Nutrientes Vegetação Produção Total N 3,60 2,60 6,20 P2O5 0,38 0,23 0,61 K2O 2,90 3,00 5,90
  49. 49. K (mg/dm3) 0 50 100 150 200 250 300 0- 15 15 -3 0 30 -4 5 Área Virgem 45 -6 0 60 -7 5 2 anos 75 -9 90 0 -1 4 anos 10 05 5- 12 Profundidade (cm) 12 0 0- 13 11 anos 13 5 5- 15 0
  50. 50. Trincheira em lavoura de catuai aos 11 anos de idade
  51. 51. •2,0 X 0,5
  52. 52. Novos sistemas de controle da ferrugem • Via pivô ou gotejo • Via canhão
  53. 53. Infecção e desfolha em cafeeiros sob tratamentos com fungicida Flutriafol, via pivô-Lepa, Pirapora-MG,2009. % fls. infectadas por Desfolha - % Tratamentos testados ferrugem (julho/09) (junho/09) 1- Impact, 5 l/ha, aplicado Pivô- 14 39 Lepa 2- Epoxiconazole, 2 apl. foliares, 32 62 0,6 l/ha/apl 3- Testemunha 87 93
  54. 54. Quadro 5. 97: Efeito da aplicação com canhão-atomizador na infeção e desfolha pela ferrugem do cafeeiro – Realeza – MG. Tratamentos % de infeção (jun) % de desfolha (jul) a) Com canhão-atomizador 1) Sphere – 0,9 l/ha, 2 apl (fev-mar) 20,9 33,0 2) Impact – 1,5 l/ha, 2 apl. 20,5 35,2 3) Ópera – 1,5 l/ha , 2 apl. 22,6 38,1 4) Garant – 3 kg/ha , 2 apl. 79,4 86,5 b) Com costal manual 1) Sphere, idem 4,3 15,3 2) Impact, idem 3,7 19,0 3) Ópera, idem 5,2 23,4 4) Garant, idem 54,0 58,4 Testemunha 95,6 92,0 Fonte: Matiello, Freitas e Gouvêa, Anais 30º CBPC, Mapa/Procafé, 2004, p. 9-10.
  55. 55. Podas no manejo de Cafezais • Definição de tecnologias para o sistema safra zero ( época, ciclos, variedades, nutrição, controle fito-sanitário). • Re-equilibrio entre a parte aérea e o sistema radicular, em regiões com deficit hídrico.
  56. 56. Colheita e preparo • Colheita mecanizada do Conillon • Despolpamento simplificado
  57. 57. Percentagem de frutos café conilon colhidos pela KTR, derrubados no chão e remanescentes nos cafeeiros, em 2 situações de condução de cafeeiros, Pirapora-MG, 2008. - % de frutos colhidos Tipo de Pela Derriçados Total Remanes- condução da máquina no chão derriçado centes nos lavoura pés 1 haste/pl 51,5 13,0 64,5 35,5 3-4 hastes/pl 36,5 56,5 93,0 7,0
  58. 58. Tempo médio de secagem, em dias para atingir a umidade de 12%, e bebida em amostras de café em 6 tipos de preparação no pós colheita, Reduto-MG, 2009. TRATAMENTOS TEMPO DE SECA BEBIDA (Dias para atingir (Numero de Xícaras) a umidade final Dura Dura Rio de 12%) fermentada 1- Café da roça, sem 18 6 - 2 lavar/separar 2- Idem 1, debulhado no 16 5 3 terreiro 3- Café cereja natural 17 5 1 2 4- Café cereja debulhado no 13 6 2 - terreiro 5- Café cereja despolpado 13 8 - - 6- Café bóia debulhado 12 5 - 3
  59. 59. CONTATO 35 – 3214-1411 (Fundação Procafé) 21- 2233-8593 (Rio de Janeiro) jb.matiello@yahoo.com.br

×