11- Analise as seguintes afirmações relacionadas a desenvolvimento
estruturado.
I. Um DFD é composto por dois elementos gr...
Problema:

A atividade de levantamento de requisitos funcionais até o final da década
de 70 era feito utilizando-se uma de...
Proposta da Análise Estruturada

Definir especificações funcionais que sejam:

 Gráficas — compostas por vários diagramas,...
Definição:

Um diagrama de fluxo de dados (DFD) é uma técnica gráfica que descreve o
fluxo de informação e as transformaçõ...
Componentes:


           Um produtor ou consumidor de informações que resida fora dos
           limites do sistema a ser...
Exemplo:
I. Um DFD é composto por dois elementos gráficos. Um representa o fluxo de
dados e os processos e o outro, o dicionário de...
Power Dicas


Lembre-se:

1 – Um DFD não é um fluxograma !

2 – Análise estruturada != Projeto Estruturado != Programação ...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

ResoluçãO Cgu Ti (Amostra) 2006

1,581 views

Published on

Published in: Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,581
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
164
Actions
Shares
0
Downloads
28
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

ResoluçãO Cgu Ti (Amostra) 2006

  1. 1. 11- Analise as seguintes afirmações relacionadas a desenvolvimento estruturado. I. Um DFD é composto por dois elementos gráficos. Um representa o fluxo de dados e os processos e o outro, o dicionário de dados. II. Um diagrama de fluxo de dados - DFD é uma especificação em rede de um sistema e mostra os componentes ativos do sistema e as interfaces de dados entre eles. III. Um processo pode transformar dados, modificando a informação contida nos dados. IV. Um dicionário de dados em um DFD é desenhado como um par de linhas paralelas. A identificação do nome do arquivo encontra-se entre as duas linhas. Indique a opção que contenha todas as afirmações verdadeiras. a) I e II b) II e III c) III e IV d) I e III e) II e IV
  2. 2. Problema: A atividade de levantamento de requisitos funcionais até o final da década de 70 era feito utilizando-se uma descrição textual, uma narração do que o usuário queria. Conseqüências: Documentação Monolítica ● ● Redundância ● Ambigüidade ● Difícil Manutenção quot;A análise estruturada, como todos os métodos de análise de requisitos de software, é uma atividade de construção de modelos. Usando uma notação que é própria ao método de análise estruturada, criamos modelos que retratam o fluxo e o conteúdo da informação (dados e controle), dividimos o sistema em partições funcionais e comportamentais e descrevemos a essência daquilo que deve ser construído. A análise estruturada não é um método único aplicado consistentemente por todas que a usem. Ao contrário, é um amálgama que se desenvolveu ao longo de quase 20 anosquot;. - Pressman
  3. 3. Proposta da Análise Estruturada Definir especificações funcionais que sejam: Gráficas — compostas por vários diagramas, apoiados por material textual ● detalhado que, em muitos casos, serve melhor como material de referência do que o corpo principal da especificação. Particionadas — de modo a que partes individuais da especificação possam ● ser lidas independentemente de outras. De redundância mínima — para que as alterações dos requisitos do usuário ● possam ser incorporadas em apenas uma parte da especificação. Suas principais ferramentas são: Diagrama de Contexto ● ● Diagrama de Fluxo de Dados (DFD) ● Dicionário de Dados (DD) ● Especificação de processos ● Diagrama de Entidade-Relacionamento
  4. 4. Definição: Um diagrama de fluxo de dados (DFD) é uma técnica gráfica que descreve o fluxo de informação e as transformações que são aplicadas à medida que os dados se movimentam da entrada para a saída. O diagrama de fluxo de dados pode ser usado para representar um sistema ou software em qualquer nível de abstração. O nível 0 do DFE também chamado modelo fundamental do sistema ou modelo de contexto: representa o elemento software global como uma única bolha e dados de entrada e a saída indicados por setas que chegam e saem, respectivamente Processos adicionais (bolhas) e fluxos de informações são representados quando o DFD de nível 0 é dividido em partições para revelar mais detalhes.
  5. 5. Componentes: Um produtor ou consumidor de informações que resida fora dos limites do sistema a ser modelado. Um transformador de informações que resida dentro dos limites do sistema a ser modelado. Um item de dado ou coleção de itens de dados; a seta indica a direção do fluxo de dados. Um repositório de dados que são armazenados para serem usados em um ou mais processos; pode ser tão simples quanto um buffer ou uma fila ou tão sofisticado quanto um banco de dados relacionai. (Também são representados por elipses)
  6. 6. Exemplo:
  7. 7. I. Um DFD é composto por dois elementos gráficos. Um representa o fluxo de dados e os processos e o outro, o dicionário de dados. FALSA – Vimos que um DFD é composto por 4 elementos gráficos. II. Um diagrama de fluxo de dados - DFD é uma especificação em rede de um sistema e mostra os componentes ativos do sistema e as interfaces de dados entre eles. CORRETA III. Um processo pode transformar dados, modificando a informação contida nos dados. CORRETA IV. Um dicionário de dados em um DFD é desenhado como um par de linhas paralelas. A identificação do nome do arquivo encontra-se entre as duas linhas. FALSA – Vimos que um dicionário de dados não faz parte de um DFD e sim que trata-se de uma das ferramentas usadas na análise estruturada.
  8. 8. Power Dicas Lembre-se: 1 – Um DFD não é um fluxograma ! 2 – Análise estruturada != Projeto Estruturado != Programação Estruturada

×