Logística Empresarial Armazenagem E Embalagem

30,147 views

Published on

Slides da Aula de Administração FGV
Prof. Bruno Gomes
Aula sobre Armazenagem e Embalagens

Published in: Education, Business, Technology
2 Comments
6 Likes
Statistics
Notes
  • muito obrigado
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Muito bom os conteúdos que estão relacionados no slideshare, serve para uma boa aprendizagem.
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total views
30,147
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
5,892
Actions
Shares
0
Downloads
889
Comments
2
Likes
6
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Logística Empresarial Armazenagem E Embalagem

  1. 1. Logística Empresarial Administração de Empresas 6º Período Log. Empresarial - Bruno Gomes
  2. 2. Resumo Introdução ao Conceito de Logística Logística Empresarial (ótica acadêmica e empresarial) Globalização e Comércio Internacional Infra-Estrutura (portos, terminais e tecnologias subjacentes) Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos Previsão de Demanda (técnicas e sistemas) Processamento de Pedidos Sistemas de Informação (identificação, rastreamento, sistemas integrados) Log. Empresarial - Bruno Gomes
  3. 3. Resumo Estoques Transporte Armazenagem e Manuseio Embalagens (sistemas inteligentes) Projeto de Sistema Logístico (fatores quantitativos e qualitativos) Localização e Planejamento de Rede Log. Empresarial - Bruno Gomes
  4. 4. Cronograma de Aulas Log. Empresarial - Bruno Gomes
  5. 5. Bibliografia Sugerida Log. Empresarial - Bruno Gomes
  6. 6. Bibliografia Sugerida BOWERSOX, Donald – Gestão da Cadeia de Suprimentos e Logística. Rio de Janeiro: ELSEVIER, 2007 BALLOW, Ronald – Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos / Logística Empresarial. Porto Alegre: BOOKMAN, 2006 TAYLOR, David – Logística na Cadeia de Suprimentos, uma perspectiva gerencial. São Paulo: PEARSON, 2006 NOVAES, Antonio – Logística e Gerenciamento da Cadeia de Distribuição. Rio de Janeiro: ELSEVIER, 2007 FLEURY, Paulo – Logística Empresarial, A Perspectiva Brasileira. São Paulo: ATLAS, 2000 SOUZA, Gueibi – Métodos Simplificados de Previsão Empresarial – Rio de Janeiro: CIÊNCIA MODERNA, 2008 MARTINS, Petrônio – Administração da Produção – São Paulo: SARAIVA, 2005 Log. Empresarial - Bruno Gomes
  7. 7. Bibliografia Complementar CHOPRA, Sunil; MEINDL, Peter. Gerenciamento da cadeia de suprimentos. São Paulo: Prentice Hall, 2003. CHRISTOPHER, M. Logística e gerenciamento da cadeia de suprimentos – criando redes que agregam valor. 2ª ed.. São Paulo: Thomson (Cengage), 2007. PIRES, Silvio R. I.. Gestão da cadeia de suprimentos: conceitos, estratégias, práticas e casos. São Paulo: Atlas, 2004. SIMCHI-LEVI, David et al.. Cadeia de suprimentos: projeto e gestão – conceitos, estratégias e estudos de casos. Porto Alegre: Bookman, 2003. Log. Empresarial - Bruno Gomes
  8. 8. Introdução Armazenagem
  9. 9. Conceito Armazenagem Centros de Distribuição Terminais de Consolidação Instalações de Fracionamento Cross-dockings
  10. 10. Introdução Qual a relação entre Armazenagem e Previsibilidade de Demanda?
  11. 11. Introdução Qual a relação entre Armazenagem e Estoque?
  12. 12. Introdução Qual a relação entre Armazenagem e Sistemas de Transporte?
  13. 13. Introdução Por que se decide implementar na cadeia um Centros de Armazenamento ou de Distribuição?
  14. 14. Introdução Para obter: Benefício Econômico e/ou Benefício de Serviço
  15. 15. Armazenamento Benefícios Econômicos Quando ocorrem? Quais são? Relacionado - DESPESA
  16. 16. Armazenamento 1 – Consolidação e fracionamento de carga; 2 – Separação; 3 – Estocagem Sazonal; 4 – Logística reversa
  17. 17. Armazenamento 1 - Consolidação e fracionamento de carga “Redução do custo de transporte uma vez que se usa a capacidade do armazém para agrupar cargas” Fábrica A Cliente Fábrica B Consolidação A B C Fábrica C
  18. 18. Armazenamento 2 - Separação Reconfiguração do frete da origem para o destino - Cross-docking Cliente Fábrica A A Fábrica B Centro Distribuição B Fábrica C C
  19. 19. Armazenamento 2 - Separação Reconfiguração do frete da origem para o destino - Composição Cliente W Fábrica A A B D Ponto de Cliente X Fábrica B Composição em transito B C A Fábrica C Produto D Cliente Y A B
  20. 20. Armazenamento 2 - Separação Reconfiguração do frete da origem para o destino - Montagem Vendedor A Vendedor B Centro Distribuição Centro de do fornecedor Montagem Vendedor C principal
  21. 21. Armazenamento 3 - Estocagem Sazonal
  22. 22. Armazenamento 4 - Logística Reversa A) Gerenciamento de devoluções; B) Revenda; C) Reciclagem; D) Descarte. Devoluções ou Danos impactam no desempenho logístico POS VENDA / POS CONSUMO
  23. 23. Introdução Logística Reversa
  24. 24. Introdução Planeja, opera e controla o fluxo e as informações logísticas correspondentes, do retorno dos bens de pós-venda e de pós-consumo ao ciclo de negócios ou ao ciclo produtivo, por meios dos canais de distribuição reversos, agregando-lhes valor de diversas naturezas: econômico, ecológico, legal, logístico, de imagem corporativa, entre outros.
  25. 25. “ É a área da logística empresarial que planeja, opera e controla o fluxo e as informações logísticas correspondente, do retorno dos bens de pós – vendas e de pós-consumo ao ciclo de negócio ou ao ciclo produtivo, por meio dos canais de distribuições reversos, agregando valores a natureza: econômico, ecológico, legal, logístico, de imagem coorporativa, entre outros” (Leite,2003)
  26. 26. •Fatores econômicos •Reintegração de matéria-prima secundárias (redução de custo). •Fatores Tecnológicos •Tratamento econômico de resíduos em todo ciclo reverso •Descarte, captação, desmontagem, separação e reciclagem ou transformação. •Fatores Logísticos •Planejamento, organização e controle do fluxo entre os elos da cadeia •Fontes primárias, proc. Intermediário, Controle de reciclagem e usuários finais
  27. 27. •Fatores ecológicos •Aumento de sensibilidade ecológica (governo, empresa, sociedade). •Fatores Legais •Regulamentação, promoção, educação e incentivos ao retorno de materiais •Motivados por: •Redução de custo governamentais •Pressões de grupos sociais, político ou ambientais.
  28. 28. • Pós-venda: se ocupa de bens de sem uso ou com pouco uso, devolvidos por razão comercias, erros nos processamentos de pedidos, garantia do fabricante, defeitos de funcionamento, avarias no transportes ou na movimentação, entre outros bens devolvidos sem ou com pouco uso, por diferentes motivos, a sua própria cadeia de distribuição direta. •Revista, livros, cd’s, computadores, eletrônicos entre outros
  29. 29. •Pós-consumo: se refere a problemas causados em fim de vida útil, bens usados com possibilidade de reutilização ou descartes pela sociedade, e resíduos industriais em geral. Os produtos-alvo desta área são constituídos por materiais tais como: ferro/aço, plásticos, alumínio, óleos lubrificantes, entre outros.
  30. 30. Estudo de Caso -- Reciclagem do Alumínio Estudo de Caso Reciclagem do Alumínio •Número do alumínio e localização de plantas no Brasil • 165 mil empregos diretos e indiretos • R$ 3 bilhões de faturamento anual • R$ 1 bilhão de impostos pagos anualmente • 52 latas consumidas por habitante por ano • 12 Fábrica em todo o país • Mais de R$ 3 bilhões já investidos no país desde 1989.
  31. 31. Estudo de Caso -- Reciclagem do Alumínio Estudo de Caso Reciclagem do Alumínio •Índice de Reciclagem de Latas de Alumínio
  32. 32. Armazenamento Benefícios de Serviço Quando ocorrem? Quais são? Relacionado - RECEITA
  33. 33. Armazenamento 1 – Estoque Ocasional; 2 – Estoque de linha completa; 3 – Serviços com valor agregado
  34. 34. Armazenamento Classificação de Propriedade A)Particulares B) Públicos C) Terceirizados
  35. 35. Armazenamento Projeto de Armazenagem Quais fatores avaliar?
  36. 36. Armazenamento Projeto de Armazenagem • Escolha do Local • Análise do Mix de Produtos • Expansão • Manuseio • Layout • Dimensionamento • Sistemas de Gerenciamento • Auditorias • Segurança • Prevenção de Acidentes (inclusive ambientais)
  37. 37. Introdução Embalagem
  38. 38. Introdução Um pouco de história
  39. 39. Introdução Um pouco de história
  40. 40. Introdução Por que se investir em novas tecnologias de embalagem de produtos?
  41. 41. Introdução Descartável X Impacto Ambiental
  42. 42. Introdução Embalagens Inteligentes ou Ativas
  43. 43. Embalagens Dimensões (tamanho) Custo Design Marca Informações Tecnologias Manuseio Durabilidade

×