Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Adm Ope Estrategias De ProduçãO Rev02

4,901 views

Published on

Unidade Curricular do Curso de Administração de Empresas da FGV-RJ EBAPE - Bruno Gomes, Administração de Operações - Tema: Estratégias de Produção

Published in: Education
  • Be the first to comment

Adm Ope Estrategias De ProduçãO Rev02

  1. 1. Administração de Operações Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  2. 2. Planejamento de Aulas Vamos estudar os Principais Paradigmas da Adm. de Operações março abril maio junho Projeto de Visão Geral Planejamento Qualidade Produtos e Serviços & Controle Estratégias Melhorias Tecnologias de Produção Logística em Processo (Automação) Fontes de Consulta (Principais) Slack – Administração da Produção – Parte I – Capítulos 1, 2 e 3; Gaither – Administração da Produção e Operações – Capítulos 1 e 2; Corrêa & Corrêa – Administração de Produção e de Operações - Parte I – Capítulos 1, 2 e 3 Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  3. 3. Estratégia em operações REVISÃO DA AULA PASSADA Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  4. 4. Estratégia em operações “ESCOLHAS ESTRATÉGICAS REFLETEM EM RENÚNCIAS ESTRATÉGICAS” Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  5. 5. Evolução desde Taylor ORIENTADO PARA O PRODUTO X ORIENTADO PARA O CLIENTE Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  6. 6. Conceito Estratégia de Operações “garantir que os processos de produção e entrega de valor ao cliente sejam alinhados com a intenção estratégica da empresa quanto aos resultados financeiros esperados e aos mercados a que pretende servir” Fonte: Corrêa & Corrêa, Administração de Produção e de Operações pág 26 Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  7. 7. Introdução Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  8. 8. Visão Geral SISTEMAS ENTRADAS DE SAÍDAS TRANSFORMAÇÃO externas Legais, sociais, econômicas diretas mercado Produtos e serviços Concorrência, BI, Pesquisas indiretas Recursos primários Impostos, ambiental, social Materiais, pessoal, suprimentos Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  9. 9. DIFERENÇAS PRODUTOS X SERVIÇOS Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  10. 10. Outputs Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  11. 11. GRANDES OBJETIVOS • QUALIDADE • VELOCIDADE • CONFIABILIDADE • FLEXIBILIDADE • CUSTO Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  12. 12. Visão Geral FLUXO SEM FLUXO FLUXO REPETIÇÃO INTERMITENTE EM LINHA Em lotes Linha de Grandes Jobbing (Batch) Montagem Contínuo Projetos (Flow Shop) VOLUME DE PRODUÇÃO BAIXO ALTO VARIEDADE ALTO BAIXO Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  13. 13. Visão Geral Fonte: Slack Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  14. 14. Conceito Estratégia de Operações “garantir que os processos de produção e entrega de valor ao cliente sejam alinhados com a intenção estratégica da empresa quanto aos resultados financeiros esperados e aos mercados a que pretende servir” Fonte: Corrêa & Corrêa, Administração de Produção e de Operações pág 26 Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  15. 15. EMPRESAS MAL ADMINISTRADAS FRACASSAM Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  16. 16. burocracia; imitação; precipitação; arrogância; ganância; Equipe técnica fraca; autoconfiança; planejamento inadequado; indisciplina; visão de curto prazo (imediatismo); experiências inadequadas; recursos escassos; Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  17. 17. EMPRESAS BEM ADMINISTRADAS TAMBÉM PODEM FRACASSAR? Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  18. 18. Motivos... Não perpetuam sua competitividade; Não ouvem as necessidades de seus clientes; e Não investem em novas tecnologias ou novos processos. Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  19. 19. Exemplos... Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  20. 20. Exemplos... Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  21. 21. Mercados Promissores... Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  22. 22. Reflexão Entendendo as Necessidades do Cliente... PORTABILIDADE Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  23. 23. E com a portabilidade surgiram novos sistemas de comunicação sem fio... Novas empresas ... Em novos mercados ... Com novas demandas ... de novos produtos e serviços Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  24. 24. Reflexão ...e oportunidades de novos negócios Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  25. 25. Reflexão ...e oportunidades de novos negócios Em 2006: Nokia(35,1%), Motorola(20,6%), Samsung(12,2%), Sony-Ericsson(7,7%), LG(6,0%) e BenQ(2,4%) Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  26. 26. Reflexão Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  27. 27. Reflexão Quais são os mercados de produção (serviços ou produtos) na telefonia celular? Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  28. 28. Reflexão Qual o percentual de mercado entre pré e pós pagos? Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  29. 29. Reflexão Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  30. 30. Reflexão Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  31. 31. Reflexão As estratégias de Operação pré e pós devem ser diferentes por região!!!! Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  32. 32. Reflexão Qual a melhor operadora? Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  33. 33. ANATEL O Índice de Desempenho no Atendimento (IDA) tem como finalidade incentivar as prestadoras a aperfeiçoar seus processos de atendimento de reclamações, tornando-as mais eficazes na resolução de problemas apontados pelos usuários dos serviços. O Índice leva em consideração a capacidade da prestadora de atender as demandas no prazo de cinco dias, de diminuir a quantidade de reclamações, de reduzir pendências e de evitar reincidências. Assim, quanto melhor o desempenho no atendimento às metas estabelecidas pela Anatel, maior o índice obtido pela prestadora. Fonte: www.anatel.gov.br Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  34. 34. ANATEL Fonte: www.anatel.gov.br Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  35. 35. ANATEL Fonte: www.anatel.gov.br Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  36. 36. Visão Geral Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  37. 37. ANATEL Fonte: www.anatel.gov.br Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  38. 38. ANATEL Fonte: www.anatel.gov.br Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  39. 39. ANATEL Fonte: www.anatel.gov.br Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  40. 40. GRANDES OBJETIVOS • QUALIDADE • VELOCIDADE • CONFIABILIDADE • FLEXIBILIDADE • CUSTO Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  41. 41. O MERCADO EM 2008 Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  42. 42. O MERCADO EM 2009??? O MERCADO EM 2009 ????????? Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  43. 43. O MERCADO EM 2009??? Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  44. 44. Reflexão Qual foi a estratégia inicial das empresas de telecom celular? Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  45. 45. Reflexão Fonte: Valor Econômico 23/12/2004 Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  46. 46. Reflexão Fonte: Valor Econômico 30/01/2006 Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  47. 47. Reflexão Qual a próxima estratégia???? Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  48. 48. Adm Operações O que podemos falar sobre: VOLUME, VARIEDADE E VARIAÇÃO DA DEMANDA? FABRICA NOKIA LOJA DA OI DISTRIBUIDOR TERCEIRIZADO Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  49. 49. Futuro Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  50. 50. Introdução Previsibilidade = Previsão = Ato ou efeito de Prever Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  51. 51. Introdução Previsibilidade = Tendências + Componentes + Histórico + Técnicas Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  52. 52. Componentes Ft = (Bt Onde: Ft = quantidade prevista Bt = nível básico de demanda Demanda média de longo prazo Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  53. 53. Componentes Ft = (Bt x St Onde: Ft = quantidade prevista Bt = nível básico de demanda St = fator sazonalidade Ex. Brinquedos no Natal, chocolate na Páscoa Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  54. 54. Componentes Ft = (Bt x St x T Onde: Ft = quantidade prevista Bt = nível básico de demanda St = fator sazonalidade T = índice de tendência do componente Ex. venda de computadores na década de 90, iphone, ipod Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  55. 55. Tendência do componente Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  56. 56. Componentes Ft = (Bt x St x T x Ct Onde: Ft = quantidade prevista Bt = nível básico de demanda St = fator sazonalidade T = índice de tendência do componente Ct = fator cíclico Ex. 3 a 5 anos a economia muda o cenário Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  57. 57. Componentes Ft = (Bt x St x T x Ct x Pt Onde: Ft = quantidade prevista Bt = nível básico de demanda St = fator sazonalidade T = índice de tendência do componente Ct = fator cíclico Pt = fator promoção Ex. queimas de estoque, leve 2 pague 1 Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  58. 58. Componentes Ft = (Bt x St x T x Ct x Pt) + I Onde: Ft = quantidade prevista Bt = nível básico de demanda St = fator sazonalidade T = índice de tendência do componente Ct = fator cíclico Pt = fator promoção I = quantidade irregular ou aleatória Sem explicação macro Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  59. 59. Previsibilidade Por que é importante estudar e entender a previsibilidade de demanda? Qual o impacto na administração da produção? Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  60. 60. Estratégia da Produção Fundamentando um pouco mais o Case Telecom com o Papel da Estratégia na Administração da Produção segundo Kim Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  61. 61. Reflexão Invenção x Inovação Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração
  62. 62. Estratégia do Oceano Azul A ESTRATÉGIA DO OCEANO AZUL Como criar novos mercados e tornar a concorrência irrelevante Bruno Gomes FGV-RJ – Curso de Administração

×