O espaço Natural Brasileiro Clima.

1,552 views

Published on

Disciplina: GEOGRAFIA
~ 3ª ano "B".

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,552
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
49
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

O espaço Natural Brasileiro Clima.

  1. 1. O Espaço Natural Brasileiro:
  2. 2. A tropicalidade As principais característica do clima no Brasil, em virtude de sua posição geográfica, são determinadas pela tropicalidade. Entre elas, podemos citar: as diferenças de isolação recebidas pelas varias regiões do pais, as elevadas temperaturas na maior parte do território, os regimes pluviométricos (chuva de verão) e o mecanismo das massas de ar em nosso pais (domínio de massas de ar quente e úmido).
  3. 3. A quantidade de luz solar (insolação) recebida pelas varias regiões do pais durante o ano não é uniforme. Na áreas mais próximas do equador, e essa incidência de luz solar e mais ou menos constantes durante todo ano, por isso há poucas diferenças na duração dos dias e das noites nas quatros estações do ano. Porém, à medida que nos aproximamos das regiões subtropicais e temperadas, essas diferenças vão ficando cada vez maiores: no inverno, as noites são mais longas; no verão, os dias durão mais.
  4. 4. Movimento De Translação O Movimento de translação é que a terra realiza ao redor do sol com os outros planetas. O tempo que a terra demora para dar uma volta completa ao redor do sol é chamada ano. O ano civil, adotado por convenção, tem 365 dias como ano sideral ou o tempo real de translação, é de 365 dias e 6 horas, a cada 4 anos, temos um ano com 366 dias chamado bissexto.
  5. 5. Uma das principais consequências do movimento de translação da terra é a existência das estações do ano, que são oposta nos dois hemisférios em virtude da inclinação do eixo terrestre. No dia 21 de junho os raios solares chegam verticalmente ao paralelo 23 27’LN (trópico de câncer) . No dia 21 de Dezembro, os raios de sol caem verticalmente sobre o tropico de capricórnio (23 27’LS). É o solstícios de Verão no hemisfério sul, com o dia mais longo do ano é o inicio do verão nesse hemisfério. No hemisfério norte, acontece a noite mais longa. -
  6. 6. Os Elementos do Clima No Brasil O mecanismo das massas de ar no Brasil As massas de ar constituem o principal elemento determinante dos climas brasileiros, porque podem mudar bruscamente o tempo nas áreas onde atuam. O Brasil sofre a influência de praticamente todas as massas de ar que atuam na América do Sul, exceto as que têm origem no oceano Pacífico (Oeste).
  7. 7. As massas de ar que interferem nos climas do Brasil O Brasil é influenciado predominantemente pelas massas de ar quente e úmido.
  8. 8. Massa equatorial continental (mEc) Originária da Amazônia ocidental – área de baixa latitude e muito rios – a mEc é uma massa de ar quente, úmido e instável. É a que exerce maior influência no Brasil: Atinge praticamente todas as regiões durante o verão no hemisfério sul, provocando chuvas. Na Amazônia, as elevadas temperaturas e as altas taxas de umidade, decorrentes da atuação dessa massa de ar, são responsáveis pelos elevados índices pluviométricos da região.
  9. 9. - De ar quente e úmido, a mTa origina-se no Atlântico sul. Formadora dos ventos alísios de sudeste, atua na faixa litorânea brasileira, que se estende da região Sul à região Nordeste, e é praticamente constante no decorrer do ano. No litoral das regiões Sul e Sudeste, o encontro da mTa com as áreas elevadas da serra do Mar provoca as chuvas orográficas ou de montanha.
  10. 10. Massa de ar quente e úmido, a meã origina-se próximo do arquipélago português dos açores, na África. Durante a primavera e o verão no litoral das regiões Norte e Nordeste. Conforme avança pelo interior do país.
  11. 11. Tem Origem Na Depressão Do Chaco (Paraguai), Zonas De Altas Temperaturas, Tem Pouca Umidade, Com Isso É Uma Massa De Ar Quente E Seco. Ele Atua No Brasil Principalmente Na Região Centro-oeste E No Oeste Das Regiões Sul E Sudeste, Por Isso Há De Haver Longos Períodos De Tempo Quente Seco, Provoca Um Bloqueio Atmosférico que impede a chegada de ar frio. E
  12. 12. - A Chuva é um tipo de precipitação não superficial, Ocorre quando o vapor da água na atmosfera atinge seu ponto de saturação. outros Dois Tipos de precipitação não superficial são a neve e granizo. Além dessas precipitações não superficiais, temos também as condensações superficiais são elas: O Nevoeiro ou neblina, o orvalho e geada. Duas conjugações são fatores para a chuva, a queda de temperatura, e o vapor da água chegar ao seu ponto de saturação ou de seu limite. A Chuva Pode-se formar de três maneiras:
  13. 13. CHUVA DE MONTANHA OU OROGRÁFICA *a chuva de montanha ou orográfica ocorre com a ascensão do resfriamento do ar, quando este tem que ultrapassar barreiras.
  14. 14. CHUVA CONVECTIVA OU DE CONVECÇÃO chuva convectiva ou de convecção ocorre quando ar, em ascensão vertical, entra em contato com camadas mais frias, se condensa e se precipita
  15. 15. CHUVA FRONTAL Resulta com o choque de uma massa de ar mais frio com uma massa de ar quente.
  16. 16. Temperat ura° Em Quase 95% de nosso território, temos médias térmicas* superiores a 18 C, como decorrência da Tropicalidade.
  17. 17. -
  18. 18. - Quanto mais próximo a grandes massas líquidas, menor será a variação da temperatura (maritimidade), e menor a amplitude térmica. - Quanto mais distante a grandes massas líquidas, maior será a variação da temperatura, ou seja, maior a amplitude térmica (continentalidade). Por isso climas continentais são caracterizados por possuírem grandes variações de temperatura.
  19. 19. o São porções de água que se deslocam nos oceanos, como verdadeiros rios, com condições próprias de temperatura, salinidade e pressão. O Brasil sofre influência de duas correntes marítimas quentes: a corrente do Brasil (no sentido sul) e a corrente das Guianas (no sentido norte), que contribuem para a existência de climas quentes.

×