informe publicitário                                                                     de 2008                          ...
2                                                                                                                         ...
3informe publicitário        Aproximadamente 190 mil        veículos passam pela Av. Paralela        todos os diasTrânsito...
6                                                                                                                         ...
7informe publicitário      Localizado no início da Paralela, o      Imbuí tem sofrido uma crescente      expansão imobiliá...
8                                                                                                                         ...
Especial+ paralela
Especial+ paralela
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Especial+ paralela

1,146 views

Published on

Caderno Especial para o Jornal Correio com a

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,146
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
10
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Especial+ paralela

  1. 1. informe publicitário de 2008 alvador, 14 de junho Correio da Bahia - S página 02 Setor imobiliário aposta na Avenida. página 04 Empreendimentos visam preservar o meio ambiente
  2. 2. 2 informe publicitário A Paralela deve ter entre 10 e 20 milhões de m² para serem construídos Correio da Bahia - Salvador, 14 de junho de 2008 PotencialFoto: Juliana Souza A Avenida Paralela atrai, além de empreendimentos residenciais, diversas sedes de empresas Avenida Luís Viana Filho: vetor de crescimento da cidade A Avenida Paralela é a região de Salva- dor que nos últimos anos teve o mais dinâ- Setor imobiliário mico processo de crescimento. A expansão No último Balanço Anual do Mercado Imobili- horizontal da cidade teve início a partir de ário Baiano, a Associação de Dirigentes de Empre- 1950, com uma mudança nos padrões de sas do Mercado Imobiliário da Bahia (Ademi/BA) vida: as pessoas passaram a comprar mais divulgou que, em comparação ao primeiro trimes- aposta na região apartamentos do que casas. Como a área tre de 2007, houve um incremento de 200,78% de central da cidade já está praticamente sem unidades vendidas na cidade. Apenas na Paralela, espaço para novas construções, a Avenida foram comercializadas 1.115 unidades no primei- Paralela mostra-se como o novo vetor para ro trimestre deste ano. o crescimento de Salvador. Ela liga dois ei- Conforme o presidente da Ademi/BA, Walter xos fundamentais da cidade: a região do Barretto, pesquisas de mercado apontam a Aveni- Iguatemi e do Aeroporto, tendo 13.85 km da Luís Vianna Filho como um vetor de crescimen- de extensão. to na cidade. Entre os empreendimentos de maior Salvador é dividida em zonas. Apesar peso para a região estão os lançamentos do Alpha- Foto: Jorge Gauthier da população não utilizar essa classifica- ville I e II e o Le Parc, que também estão próximos ção, ela é importante para entender o pro- a novos empreendimentos, como o Shopping Pa- cesso de crescimento da cidade. O miolo, ralela. Há também outros empreendimentos imo- por exemplo, é assim denominado desde biliários como o Villa Allegro, Tenda, Canto Belo, os estudos do Plano Diretor de Desenvol- Vivai Imbuí e o Manhantan Square. vimento Urbano para a Cidade de Salva- Para o presidente da construtora Cyrela, An- dor (PLANDURB), da década de 70. Este tônio Andrade Júnior, esse é realmente o caminho nome se deve ao fato da região situar-se, por onde a cidade deve crescer. Somente esta em- em termos geográficos, na parte central do presa pretende implementar, ainda, dois novos município. Possui cerca de 120 km, está empreendimentos na Avenida. De acordo com entre a BR 324 e a Avenida Luís Viana Fi- Andrade Júnior, a cidade tem alguns vetores para lho, mais conhecida como Avenida Para- crescer e a localidade é a que abriga os maiores ter- lela, estendendo-se desde a invasão Sara- renos. “A Paralela deve ter entre 10 e 20 milhões mandaia até o limite Norte do município. de m² para serem construídos. É a principal aveni- A integração da cidade proporcionada da da cidade, a mais larga, com mais verde, próxi- pela construção da Avenida Paralela atrai, ma do aeroporto, do CAB e praias”, disse. Além além de empreendimentos residenciais, disso, Andrade afirma que as facilidades do local diversas sedes de empresas. Essas compa- também atraem os grandes empreendimentos nhias se instalam na região para facilitar como padarias, farmácias, escolas e faculdades. o acesso de seus funcionários como, por Próximo à região também estão previstos, se- exemplo, Construtora Norberto Odebre- gundo o gerente comercial da Norcon, Anderson cht, Serpro (Serviço de Processamento de Barbosa, pelo menos, seis novos empreendimen- Dados da União) e Coelba. tos residenciais, que vão variar de R$ 80 a R$ 170 TRÂNSITO - A extensão da avenida mil. Conforme Barbosa, foram feitos estudos de faz com que vários bairros sejam interli- mercado que verificaram a necessidade de novas gados, facilitando o acesso dos moradores construções na área. As obras devem começar da- a outros cantos da cidade. Conforme a Su- qui a seis meses. São residências voltadas para pú- perintendência de Transportes Públicos blicos que variam da classe A a C. (STP), circulam, por hora, 195 ônibus que transitam entre o período das 4h da ma- nhã até a zero hora, atingindo 75 linhas. Cerca de 1/3 da frota total de veículos da cidade circula pela Avenida Paralela. Atu- expediente almente, essa frota é de aproximadamente de 600 mil veículos incluindo carros, mo- tos, ônibus, micro-ônibus etc. Portanto, Textos Jorge Gauthier, Carla Martins e Bruna Bianca Souza estima-se que o fluxo seja por volta de 190 Encartado no jornal mil veículos por dia. Departamento de Marketing Correio da Bahia. Projeto Gráfico Capa Tel.: (71) 3203-1870 Não pode ser vendido separadamente. João Soares e Vládesk Falcão Jean Ribeiro
  3. 3. 3informe publicitário Aproximadamente 190 mil veículos passam pela Av. Paralela todos os diasTrânsitoMeio ambiente Correio da Bahia - Salvador, 14 de junho de 2008 O projeto de construção da linha dois do metrô terá a Avenida Paralela Foto: Jorge Gauthier como seu ponto principal Planejamento Urbano da Avenida Paralela e orla marítima serão os focos principais de desenvolvimento da cidade de Salvador. Essa é uma das decisões que fazem Vias e viadutos parte de um conjunto de 347 artigos e mais de 150 emendas do PDDU (Plano Diretor de Enquanto diversos empreendimentos imo- Desenvolvimento Urbano) de 2008. O Plano biliários se instalam na região da Paralela, a passou por revisões sobre o uso e a ocupação maior preocupação são os engarrafamentos, já do solo do município, projetando investimen- devem melhorar tos estruturais da cidade para os próximos 20 que o fluxo diário de trânsito tende a aumentar anos. diariamente. Para evitar um colapso total, há Após oito meses de discussão, o projeto previsão de instalação de uma via exclusiva de foi sancionado pelo prefeito João Henrique e ônibus e de viadutos, até que se defina a obra do inicia uma fase de mudanças na cidade. Den- metrô. Entre os projetos, o que está mais próxi- trânsito tre as alterações principais estão previstas a mo de se tornar realidade é a via exclusiva dos liberação da construção de prédios com até ônibus, no trecho que vai da Estação Rodoviária 18 andares na orla e expansões estruturais na até a Avenida Luís Viana Filho (Paralela). A via Avenida Paralela. De acordo com a secretária exclusiva utilizada pelos veículos do transporte do Planejamento de Salvador, Kátia Carmelo, coletivo ganhará mais dois mil metros. o objetivo é trazer mais investimentos para áreas como a Avenida Paralela, que passará a Conforme a Secretaria Municipal de Trans- ser beneficiada com obras do metrô. portes e Infra-Estrutura (Setin), a obra da via Planejado para sair do bairro da Calçada integra a segunda etapa do projeto de melho- chegando até Mussurunga, a linha dois do ria do Complexo Viário do Iguatemi, iniciado metrô promete ser um fator agregador para no final de 2007 pela Prefeitura Municipal e os imóveis localizados na Avenida Paralela. que inclui outras intervenções. Há previsão de Para Sergio Teles, assessor da Presidência da instalação de pontes e de uma passarela, além Companhia de Trens de Salvador (CTS), a do prolongamento da via marginal da Avenida construção ainda não tem previsão de início, Tancredo Neves. mas quando o metrô estiver em atividade irá A expectativa da Superintendência de Urba- beneficiar muitos moradores da região. nização da Capital (Surcap) é de que os serviços Foto: Luiz Eduardo Pelosi A intenção de construção da linha dois do transporte metroviário da cidade está previs- no Complexo Viário do Iguatemi sejam concluí- ta no Plano Diretor do município e visa inte- dos até junho deste ano. Parte da pavimentação grar a linha um, que já está em construção e da via está pronta, assim como as fundações ligará a Lapa à Cajazeiras, com outros bairros e superestrutura (laje) da ponte que ficará na em expansão da cidade. “O trânsito em Sal- Avenida Paralela, trecho da pista próximo ao vador necessita de vias estruturantes bem di- Viaduto Luís Eduardo Magalhães. mensionadas que precisam estar associadas a um sistema de transporte de massa (metrô)”, TERCEIRA ETAPA ressalta Kátia Carmelo. Foto: Jorge Gauthier O projeto de construção da linha dois do metrô de Salvador terá a Avenida Paralela A terceira etapa da obra prevê a ampliação como seu ponto principal. Com início na Cal- do mergulho sob a ligação Iguatemi-Paralela, çada, o trem passará pelos bairros de Água que dotará a região de mais três viadutos e de Meninos, Acesso Norte, Imbuí e Mussu- vias de acesso a esses. Com as intervenções, o runga. De acordo com Teles, ainda não há motorista que vier do bairro do Costa Azul ou orçamento de valores nem previsão de início do Hospital Sara, por exemplo, e que pretenda das obras, mas indica que provavelmente as seguir para o Caminho das Árvores, Avenida obras sejam iniciadas após a finalização da Tancredo Neves ou em direção à Estação Ro- primeira etapa. doviária, não precisará mais cruzar com o trá- A Prefeitura indica que, apesar de haver uma circulação de aproximadamente 190 mil fego da Avenida Paralela. Conforme a Setin, a veículos por dia, os impactos no trânsito da previsão é que a obra seja iniciada ainda este Paralela já foram previstos. De acordo com semestre e concluída no prazo de dez meses. O Kátia, as análises foram realizadas conside- projeto pretende permitir a retirada dos blocos rando, inclusive, a elaboração dos planos fun- de concreto em frente ao supermercado Makro. cionais das vias Orlando Gomes, Av. Jorge A barreira é usada, atualmente, para impedir o Amado e Av. Pinto de Aguiar - com suas du- cruzamento de veículos que vêm da Av. Tan- plicações, além de melhoramentos físicos da credo Neves e dos bairros do Costa Azul e Stiep Av. Dorival Caymmi e outras intervenções, e seguem em direção à Estação Rodoviária. que servirão para melhorar a fluidez do tráfe- go da região da Av. Luís Viana Filho.
  4. 4. 6 informe publicitário No Alphaville 1, em alguns casos, é utilizado apenas 50 % do potencial de construção das casas Correio da Bahia - Salvador, 14 de junho de 2008 EmpreendimentosFoto: Divulgação O Alphaville e o Le Parc , situados na Paralela, são exemplos de empreendimentos que buscam Foto: Divulgação preservar o meio ambiente Construções em harmonia com o meio ambiente Desenvolvimento urbano com construções voltadas para a qualidade de moradia, ocu- pação planejada e respeito ao meio ambiente. Em 2002, esse conceito urbanístico foi trazido para Salvador com o lançamento do complexo Imóveis AlphaVille Salvador 1, na Avenida Paralela, pela empresa AlphaVille Urbanismo S/A. Hoje em dia, grande parte dos empreendi- mentos da Paralela possuem essa preocupação ambiental, como o Le Parc Residential Resort, Piscinas infantis, aquecidas, salões de festas incentivam o Manhattan Square e o Vivai Imbuí. com pistas de dança, campos de futebol, qua- No AlphaVille 1, o projeto urbanístico se dra de tênis, churrasqueiras, salas de muscula- caracteriza pela preparação da infra-estrutura ção, spinning, pilates, aeróbica, bar, home the- dos lotes de terrenos para construções e no ather, brinquedoteca, praça gourmet e quadra qualidade de vida desenvolvimento dos critérios de urbanização de squash são apenas alguns dos confortos ofe- das edificações. A concepção do projeto é fo- cada no planejamento da estrutura física dos recidos pelos condomínios e prédios de luxo lotes, com a intenção de haver o mínimo de que se instalam na região da Paralela. O bairro impacto ambiental. se tornou um dos metros quadrados mais de- Segundo Fabio Valle, diretor comercial da sejados da metrópole baiana. AlphaVille Urbanismo S/A, no momento da O Residencial Le Parc, por exemplo, preparação dos terrenos, em alguns casos são usados apenas 50 % do potencial de construção, que será instalado em um terreno de 100 mil em virtude da preocupação com a preserva- m², além de todas essas mordomias, reforça ção e recuperação dos remanescentes de Mata a necessidade de se investir em qualidade de Atlântica da região. “Desde o projeto inicial até vida. Com o conceito de “residencial resort”, a ocupação, passando pela execução das obras defende que a casa deve ser um local de lazer e utilização de tecnologias ambientais, nós nos “inigualável”. A idéia é disponibilizar serviços preocupamos em preservar o meio ambiente do local das construções”, ressalta Valle. para que a pessoas se sintam completamente Na preparação dos terrenos, a empresa amparadas em suas residências. Para isso, são constrói as galerias de águas pluviais (impede disponibilizados serviços pay-per-use como eventuais alagamentos), o sistema próprio lavanderia, personal trainner, sapataria, babá, de tratamento do esgoto, e entrega os lotes faxineira, aluguel de filmes, manutenção de limpos e com vegetação forrageira, assegura Valle. “O nosso maior cuidado é orientar a computadores, serviço de buffet e congelados, construção seguindo normas que respeitem o decoração de festas, entre outros. padrão de preservação das áreas verdes, desde Os imóveis da região estão prontos para a orientação da altura máxima à permeabili- atender perfis mais exigentes de público. Al- dade do solo”, indica Valle. A altura máxima guns acompanham a tendência de projetos das construções residenciais, por exemplo, é arquitetônicos que reúnem o conceito vindo de oito metros, com o intuito de não produzir áreas de sombra nem dificultar a circulação dos de Nova York de multiplicidade integrando ventos. Seguindo a intenção de ofertar mais moradia, escritório, lazer e serviços, no mesmo espaços de construção aliada com a preserva- lugar. ção ambiental, em 2006 também foi lançado o O Manhattan Square, que será construído projeto Alphavile 2. na Paralela, está entre os empreendimentos Já no Le Parc Residential Resort a preocu- pação com o meio ambiente também é uma com conceito mix use. Serão oito torres, sendo questão forte. O empreendimento tem uma duas empresariais e seis residenciais. A idéia área total de 100 mil m2, composta por 18 torres é disponibilizar todo o conforto possível para com 1.138 apartamentos, clube privativo e uma que as pessoas possam trabalhar e ao mesmo área de área verde preservada que equivale a tempo estar perto da família, descansar depois 22% da área onde o condomínio está sendo do almoço ou até mesmo passear pelo centro Foto: Divulgação construído. “Nós pensamos em tudo. Loca- lização, área verde, ventilação cruzada, etc”, de compras do empreendimento. explica Antônio Andrade Júnior, presidente da construtora Cyrela.
  5. 5. 7informe publicitário Localizado no início da Paralela, o Imbuí tem sofrido uma crescente expansão imobiliáriaImbuí Correio da Bahia - Salvador, 14 de junho de 2008 No Imbuí, o valordas unidades varia de R$ 80.000,00 Foto: Jorge Gauthier a R$ 250.000,00. O bairro reúne serviços diversos. Imbuí é um dos principais focos imobiliários da capital Criado no final da década de 1970, o bair- ro do Imbuí cresceu com o desenvolvimento da região da Paralela e se tornou uma das moradias mais cobiçadas da capital. Com o Serviços são crescimento, o bairro se tornou um dos focos do mercado imobiliário de Salvador. São vários os fatores que influenciam as pes- soas no momento da compra de um imóvel. Mas, Hoje, além dos condomínios residenciais, sem dúvidas, a facilidade do local e os serviços o Imbuí conta com shoppings, bancos, clíni- decisivos para oferecidos pesam bastante. A Paralela reúne to- cas, escolas, faculdades e todos os serviços dos esses atributos. O que era antes um local va- básicos. A proximidade de uma das princi- zio, cheio de terrenos baldios, se transformou hoje pais avenidas da cidade, a Paralela, e de regi- em um dos vetores de crescimento da cidade. escolha da moradia ões consideradas centrais, como o Iguatemi Os grandes investimentos que se instalaram e a Avenida Tancredo Neves impulsionam o na região não foram para lá por acaso. São mui- interesse das construtoras para o desenvol- tos serviços à disposição para os moradores. Na vimento do bairro. área de educação estão no bairro a Unifacs, FTC, Com um clima de cidade pequena, o Im- Jorge Amado, Colégio Villa Lobos, Don Bosco, buí é um dos endereços mais procurados entre outros. No setor de saúde há diversas far- pela classe média. A oferta de novas mora- mácias e Hospitais. Existem também diversos su- dias na região é crescente. Como exemplo permercados, centros de compras, grandes lojas as quatro torres de 12 pavimentos do Vivai de móveis e eletrodomésticos, feirão de veículos, Imbuí que será construído em um terreno de etc. 8.470m² na Rua Sapolnik. Para o designer de games, Mariano Maia, que O mercado de imóveis usados oferece morava em Jauá, e mudou-se para o bairro, a pro- alternativas de preços com grande variação, ximidade a Faculdade de Ciências e Tecnologia de acordo com o perfil do edifício. É possí- (FTC) foi decisiva para compra do imóvel. As vel encontrar unidades de dois quartos em vias de acesso, área verde, segurança, tranqüi- prédio sem elevador por até cerca de R$ 80 lidade e o custo de vida também foram citados mil. Já com infra-estrutura completa, o preço por ele. “No bairro nós encontramos de tudo, far- pode chegar a R$ 250 mil. mácias, padarias, posto de gasolina, bancos... Há Além dos preços compatíveis com a clas- algum tempo atrás as pessoas ainda achavam o se média, o atrativo do bairro é a urbaniza- bairro distante, mas a tendência é crescer para o lado de cá”, disse. ção e a oferta de serviços. Supermercados e Já o engenheiro mecatrônico, Bruno Andrade, shoppings, além de farmácias e o comércio que mora há setes anos na Paralela, resolveu ins- de rua que oferecem ao morador a possibili- talar sua empresa de informática conjecturando dade de não sair do bairro para realizar suas o crescimento do da região. Ele atende pessoas compras. Foto: Jorge Gauthier físicas e jurídicas e resolveu investir também no A facilidade de acesso à avenidas expres- setor de segurança eletrônica. “Eu percebi que a sas como a Paralela e a Otávio Mangabeira Paralela era carente desse tipo de serviço. Hoje permitem o percurso rápido até as diversas atendo metade do bairro”, sintetizou. faculdades, como FTC, Jorge Amado, FIB e A paulista e administradora Marlene Cicília- o campus de Pituaçu da Universidade Ca- to decidiu comprar um apartamento na Paralela, tólica. Para o ensino básico e fundamental pois imagina que por conta destes fatores o cres- existem muitas opções na própria região. cimento acelerado da região vai valorizar os imó- As praças são as principais opções de lazer veis. “Daqui há alguns anos se eu quiser vender para as crianças que moram no Imbuí. Para para comprar uma casa, vai ser mais fácil. Sempre os adultos, as barraquinhas com diversas es- morei em casas”, disse Ela também citou como pecialidades gastronômicas, localizadas na motivos para a escolha do imóvel o novo shop- Avenida dos Colibris e os cinemas dos shop- ping e as vias expressas da região que facilitam o pings Caboatã e Imbuí Plaza são as preferên- acesso a qualquer lugar. cias de lazer dentro do bairro.
  6. 6. 8 informe publicitário Apesar das muitas décadas de existência, a arquitetura do CAB ainda é considerada moderna Correio da Bahia - Salvador, 14 de junho de 2008 Comércio e serviços Foto: Lázaro Sérgio/Agecom Cerca de 30 prédios administrativos compõem o CAB, que reúne todas as secretarias do Estado e mais outros prédios. Centro do poder da Bahia está situado na região Parte do centro do poder do estado daBahia está concentrado no CAB (Centro Ad- Paralela também cresceministrativo da Bahia). O complexo de prédioscom arquitetura moderna, projetados pelo ar-quiteto João Filgueiras Lima, está localizadoàs margens da Avenida Luís Viana Filho (Pa- comercialmenteralela), distante cerca de 25 km do centro da Foto: Divulgaçãocidade. A sua construção foi iniciada no finalda década de 70 tendo como objetivo principala reunião de todas as secretarias e órgãos esta-duais numa única área. Antes de ser instalado na área da Paralela,o bairro do Comércio era o centralizador dasfunções administrativas e financeiras do esta-do. O comércio era considerado o coração dacidade de Salvador até meados do século XX.No entanto, a partir da década de 60, foi ini-ciado um processo de descentralização, culmi-nando com a criação do Centro Administrativoda Bahia (CAB). Nesta época a região passoupor uma mudança de zoneamento, passandoa funcionar apenas como área comercial. A implementação do CAB instaurou umanova dinâmica à região, com o objetivo de de-safogar o centro tradicional da cidade e causouuma nova expansão. São cerca de 30 prédiosque compõem o CAB, estão a Governadoria, aAssembléia Legislativa, TRE (Tribunal Regio-nal Eleitoral) e o Tribunal de Justiça do Estado. Apesar do grande número de empreen- tendo em vista os moradores da região,Desde então, vários empreendimentos foramconstruídos nas suas proximidades, possibili- dimentos residenciais na região, a Paralela será o terceiro maior shopping de Salvadortando, por exemplo, a instalação da nova ro- também é um vetor de crescimento comercial e tem inauguração prevista para março dedoviária e do Shopping Iguatemi. da cidade. As novas unidades habitacionais 2009. Moradora do bairro do Imbuí, a secretária do local atraem investimentos em lojas, servi- Cerca de R$ 250 milhões foram inves-parlamentar, Adriana Seixas, trabalha no CAB ços e até mesmo shoppings centers de grande tidos no local, que contará com nove me-há três anos. Ela indica que acha muito satisfa- porte. gastores e quatro âncoras. Setenta por cen- Foto: Divulgaçãotória a dinâmica que foi instalada nas proximi- De acordo com Vicente Matos, presidente to das lojas já foram locadas. Redes comodades do complexo do poder baiano. “Para a da Sindicato da Indústria da Construção do C&A, Riachuello, Leader, Casa & Video,nossa rotina de trabalho é muito bom ter quase Estado da Bahia (Sinduscom-BA), há uma McDonalds e Insinuante já estão confirma-todas as secretarias de governo em um único tendência de crescimento do comércio. “No das. Um cinema com seis salas, das compa-ambiente. A atitude de reunir grande parte das final desta avenida, na região da primeira ró- nhias UCI e Oriente Filmes, também farásedes administrativas do estado em uma única tula do aeroporto, há um vetor de crescimento parte do centro de compras que está sen-região proporcionou uma maior dinamização da área comercial”, explica. Hoje já é possível do feito pelas construtoras Capemisa e W.das decisões políticas estaduais. O fato dos ór- notar pontos de comércio no local como a Le Barreto.gãos funcionarem próximos fisicamente con- Biscuit e o AutoShopping Itapoan. “Estamos investindo em um empreen-tribuiu para que a comunicação passasse a ser Embora não esteja localizado no final da dimento com total viabilidade econômica,feita de forma mais eficaz”, afirma Adriana. Além de trazer benefícios políticos, a insta- Av. Luís Viana Filho, uma das grandes ex- que atenderá públicos das classes A atélação do Centro Administrativo numa área de pectativas de crescimento comercial no lo- D, que moram em áreas circunvizinhas ecrescimento urbano emergente também favo- cal é o Shopping Paralela, que vem sendo ainda não são atendidos por shoppings dereceu o desenvolvimento de bairros próximos construído entre a Faculdade de Tecnologia grande porte”, comenta Walter Barreto, di-como, por exemplo, Sussuarana, São Rafael e e Ciências (FTC) e o Condomínio Alphaville. retor da W. Barreto. O Paralela Shoppingparte do Cabula. Os moradores dessas locali- Planejado pelo arquiteto Fernando Peixoto, o será o único centro de compras de grande Foto: Divulgaçãodades passaram a usufruir da infra estrutura centro comercial terá mais de 120 mil metros porte em um grande raio da região, quedo CAB, como por exemplo, através do uso quadrados e 350 lojas, distribuídas em dois atinge não só a Paralela, mas vai até o mu-das suas vias de acesso e do sistema de ônibus pavimentos. O empreendimento, construído nicípio de Lauro de Freitas.gratuito que circula entre os prédios.

×