Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Hymenoptera

1,110 views

Published on

Características morfológicas e filogenéticas.

Published in: Science
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Hymenoptera

  1. 1. HYMENOPTERA (125.000 spp.)
  2. 2. CARACTERÍSTICAS Peças bucais dos adultos são projetados ventralmente e podem ser picador-sugador ou mastigador. Olhos compostos grandes. Antenas longas, multiarticuladas e quase sempre recurvadas dorsalmente. Cabeça hipognata ou prognata. Tórax mais largo que o abdômen. Pernas cursoriais, 3 pares semelhantes. Tarsos geralmente pentâmeros. Quando presentes possuem 4 asas, as posteriores possuem hâmulos e as anteriores possuem tégula. Abdômen com o 1º segmento incorporado ao tórax. Alguns possuem acúleos modificados, em forma de ferrão associado a um aparato de veneno.
  3. 3. CARACTERÍSTICAS REPRODUTIVAS Possuem ovipositor e em alguns casos transforma-se em ferrão. São holometábulos. Na maioria o sexo é determinado pela fecundação do ovo.
  4. 4. IMPORTÂNCIA Alguns são prejudiciais como as formigas saúvas, cuja sua mordida fere e logo após ejacula o veneno. Abelhas, vespas e formigas introduzem pelo ferrão substâncias peçonhentas. Porém, existem certamente mais benefícios para o homen, como por exemplos, os hymenopteras que fazem polinização cruzada das flores, aumentando a produção de sementes e frutos. Além disso, exercem grande papel no controle biológico (populações de afídeos, lepidopteras...) por causas do hábito parasitório e predatório que possuem.
  5. 5. HYMENOPTERA APÓCRITASYMPHYTA
  6. 6. CIMBICIDAE
  7. 7. SYMPHYTA  Tórax trisegmentado.  Nervação alar completa nos adultos, porém algumas espécies (1mm a 2 mm) tenham apenas uma nervura dividida ou nehuma.  Maior parte é fitófaga.  Abdômen largamente ligado ao tórax. Forma um grupo parafilético.  Trocânter com 2 segmentos.
  8. 8. ESTÁGIO LARVAL  Eruciforme.  3 pares de pernas no tórax, portando garras apicais.  Possui também falsas pernas abdominais sem hâmulos.  1 par de ocelos.  Larvas que não possuem falsas pernas habitam caules, frutos, madeira ou folhas.
  9. 9. CARACTERÍSTICAS REPRODUTIVAS  Ovipositor bem desenvolvido.  Ovos são depositados nos tecidos das plantas. Climas temperados, tem apenas uma geração por ano, onde passam o inverno como larva já crescida ou como pupa no interior de um casulo. Algumas espécies podem necessitar de mais de um ano para completar o desenvolvimento.
  10. 10. SUPERFAMÍLIAS  SIRICOIDEA  TENTHREDINOIDEA (também conhecida como SAWFLY).
  11. 11. PERGIDAE
  12. 12. FAMÍLIA PERGIDAE  3ª maior família, possui cerca de 268 espécies na América do Sul.  Apresentam antenas de 6 a 9 segmentos (cerradas, ramificadas, plumosas ou clavadas).  Tíbias anteriores são simples.  São responsáveis pela morte de animais de produção (ovinos, suínos e bovinos), Perreyia Lepida, através de substâncias que causam intoxicação.  Larva também conhecida como “mata porcos”.
  13. 13. FAMÍLIA PAMPHILIIDAE  Adultos de pequeno a grande porte ( 7 a 15 mm).  Segmentos antenais de 18 a 24 artículos.  Em algumas subfamílias só possuem um simples flagelo, pois segmentos não são produzidos.  Asas com nervação bem desenvolvida.  Tíbias posteriores sem esporas especializadas.  Larvas sem falsas pernas abdominais.  Alimentam-se de coníferas e dicotiledôneas incluindo rosas).
  14. 14. Acantholyda sp.
  15. 15. FAMÁLIA ARGIDAE  Família pequena.  Indivíduos de tamanho médio a pequeno.  Facilmente reconhecido pela antena ( forma de U ou Y).  Geralmente possuem cor preta ou coloração escura.  Larvas alimentam- se de árvores silvestres.
  16. 16. Arge scapularis sp.
  17. 17. FAMÍLIA CIMBICIDAE Grandes, robustos. Antenas clavadas. Insetos adultos raramente voam. Permanecem juntos aos ovos até a ocorrer a eclosão das larvas, protegendo-as também enquanto estão no 1º estádio. Larvas mais desenvolvidas, quando excitadas, encurvam e elevam a extremidade do abdômen em atitude ameaçadora, expelido pela boca um líquido esverdeado.
  18. 18. Zaraea sp.
  19. 19. FAMÍLIA TENTHREDINIDAE Os adultos lembram vespas. Possuem coloração brilhante. Podem ser encontrados em folhagens ou flores.  São de tamanho médio ou pequeno (20 mm) Larvas eruciformes e a maioria se alimenta da porção superficial das folhas. Quando se alimentam permanecem encurvada sobre a folha. Em climas bem definidos, há em geral uma geração por ano. Passa o inverno em forma de pupa ou casulo. Larvas se alimentam de várias espécies de árvores e arbustos. Em muitas espécies os dois gêneros apresentam coloração diferente.
  20. 20. FAMÍLIA SIRICIDAE Insetos bem grandes, 2,5 cm ou mais. As larvas escavam madeira (caules de coníferas). Placa córnea em forma de lança em ambos os sexos, no último térgito abdominal. Fêmea com um longo ovipositor. Empupação ocorre na cavidade escavada pela larva.
  21. 21. FAMÍLIA XIPHYDRIIDAE  Tem tamanho moderado (12 a 20 mm).  Possui uma forma cilindríca, assemelha-se aos siricídeos, mas sem placa córnea no ápice do abdômen. As larvas escavam madeira morta e em decomposição.
  22. 22. FAMÍLIA ORUSSIDAE Grupo pequeno de insetos raros.  Ovipositor longo e fino. Adultos semelhantes ao siricideos, mas consideravelmente menores (8 a 14 mm). Larvas conhecidas como parasitas de coleopteras que escavam madeira (Bupréstidae).
  23. 23. Referências bibliográficas http://delta-intkey.com/britin/hym/www/pamphili.htm British Insects: the Families of Hymenoptera - L. Watson and M. J. Dallwitz. Evolution of the insects - D. Grimaldi e M.S. Engel. Insetos imaturos - C. Costa, S. Ide e C. E. Simonka. Estudo dos insetos – D. J. Borror e D. M. DeLong. D. L. Raymundo (2008) Programa de pós- graduação em Ciências Veterinárias, UFRGS.

×