Saúde Mental

36,850 views

Published on

dissertação sobre a função do CAPS.
Por Ana Paola Leão

Published in: Education

Saúde Mental

  1. 1. <ul><ul><ul><ul><ul><li>SAÚDE MENTAL </li></ul></ul></ul></ul></ul>
  2. 2. CAPS <ul><li>O processo de reforma psiquiátrica introduziu no Brasil uma série de modificações na assistência prestada ao portador de transtorno mental. </li></ul>
  3. 3. CAPS <ul><li>O CAPS foi inaugurado em março de 1986 na cidade de São Paulo, como serviços substitutivos ao hospital psiquiátrico: </li></ul><ul><li>CAPS (Centro de Atenção Psicossocial); </li></ul><ul><li>NAPS (Núcleo de Atenção Psicossocial). </li></ul>
  4. 4. CERSAM <ul><li>Em Belo Horizonte, os serviços substitutivos ao hospital psiquiátrico foram criados na década de 90 e denominados Centro de Referência à Saúde Mental (CERSAM). Foram concebidos para os atendimentos de urgência e crises, privilegiando os casos mais graves. </li></ul>
  5. 5. CERSAM <ul><li>Os CERSAMs atuam de forma regionalizada (atendendo a uma determinada área de abrangência) e hierarquizada (trabalhando com toda rede de serviços de saúde), incluindo centros de saúde, centros de convivência, hospitais gerais, hospitais psiquiátricos e demais serviços. </li></ul>
  6. 6. <ul><li>CAPS são instituições destinadas a acolher os pacientes com transtornos mentais, estimular sua integração social e familiar, apoiá-los em suas iniciativas de busca de autonomia, oferecer-lhes atendimento médico e psicológico. </li></ul>CAPS
  7. 7. <ul><li>Sua característica principal é procurar integrá-los a um ambiente social e cultural concreto, designado como seu território, o espaço da cidade onde se desenvolve a vida quotidiana de usuários e familiares. </li></ul>CAPS
  8. 8. <ul><li>Os CAPS (Centro de Atenção Psicossocial), NAPS (Núcleo de Apoio Psicossocial), e CERSAMs (Centro de Referência à Saúde Mental), são serviços substitutivos do modelo hospitalocêntrico, que têm surgido no país e íntegra à rede do Sistema Único de Saúde, o SUS. </li></ul>SERVIÇOS SUBSTITUTIVOS
  9. 9. MISSÃO <ul><li>Os CAPS têm a missão de dar um atendimento diuturno às pessoas que sofrem com transtornos mentais severos e persistentes, num dado território, oferecendo cuidados clínicos e de reabilitação psicossocial, com objetivo de substituir o modelo hospitalocêntrico, evitando internações e favorecendo o exercício da cidadania e da inclusão social dos usuários e de suas famílias . </li></ul>
  10. 10. <ul><li>Prestar atendimento em regime de atenção diária; </li></ul><ul><li>Gerenciar os projetos terapêuticos oferecendo cuidado clínico eficiente e personalizado; </li></ul><ul><li>Promover inserção social através de ações intersetoriais que envolvam educação, trabalho, esporte, cultura e lazer; </li></ul>Os CAPS visam:
  11. 11. Os CAPS visam : <ul><li>Dar suporte e supervisionar a atenção à saúde mental na rede básica: PSF e PACS; </li></ul><ul><li>Regular a porta de entrada da rede de assistência em saúde mental de sua área; </li></ul><ul><li>Coordenar junto com o gestor local as atividades de supervisão de unidades hospitalares psiquiátricas que atuem no seu território; </li></ul><ul><li>Manter atualizada a listagem dos pacientes de sua região que utilizam medicamentos para a saúde mental; </li></ul>
  12. 12. <ul><li>Consultórios para as atividades individuais; </li></ul><ul><li>Salas para as atividades grupais; </li></ul><ul><li>Espaço de convivência; </li></ul><ul><li>Oficinas; </li></ul><ul><li>Refeitório; </li></ul><ul><li>Sanitários; </li></ul><ul><li>Área externa para oficinas, recreação e esportes. </li></ul>Os CAPS deverão contar com os seguintes recursos físicos:
  13. 13. <ul><li>Preferencialmente, aquelas com transtornos mentais severos e/ou persistentes, incluindo os transtornos relacionados às substâncias psicoativas (álcool e outras drogas) e também crianças e adolescentes com transtornos mentais. </li></ul><ul><li>Para ser atendido, basta procurar diretamente esse serviço ou ser encaminhado pelo PSF ou qualquer serviço de saúde, indo preferencialmente na região onde mora. </li></ul>As pessoas que podem ser atendidas pelo CAPS:
  14. 14. O CAPS oferece atendimentos: <ul><li>Intensivos – diário em situações de crise ou dificuldades intensas no convívio social e familiar. Pode ser feito atendimento domiciliar se necessário; </li></ul><ul><li>Semi-intensivo - O usuário pode ser atendido em até 12 dias no mês. Quando não está em crise e pode relacionar-se socialmente de forma satisfatória, mas ainda necessita de acompanhamento. Pode ser feito atendimento domiciliar; </li></ul>
  15. 15. O CAPS oferece atendimentos: <ul><li>Não-intensivo – O usuário não precisa de suporte contínuo para viver em seu território para realizar atividades na família e/ou trabalho. Pode ser atendido até três dias no mês. Também pode ser domiciliar. </li></ul>
  16. 16. <ul><li>Atendimento individual; </li></ul><ul><li>Atendimento em grupo – Oficinas, grupos terapêuticos, atividades esportivas, suporte social, grupos de leitura, debate e confecções de jornal; </li></ul><ul><li>Atendimento para a família; </li></ul>O CAPS oferece algumas atividades terapêuticas como:
  17. 17. O CAPS oferece algumas atividades terapêuticas como: <ul><li>Atividades comunitárias – Atividades desenvolvidas em conjunto com as associações de bairro ou outras instituições existentes na comunidade. Por exemplo: festas comunitárias, caminhadas com grupos da comunidade, participação em eventos e grupos dos centros comunitários; </li></ul><ul><li>Assembléias ou reuniões de Organização do Serviço – Feita semanalmente e reúne técnicos, usuários, familiares e outros convidados, que juntos discutem, avaliam e propõe encaminhamentos para o serviço. </li></ul>
  18. 18. Oficinas terapêuticas <ul><li>São umas das principais formas de tratamento oferecido pelo CAPS. Essas oficinas são atividades realizadas em grupos com a presença e orientação de um ou mais profissionais, monitores e/ou estagiários . Podem ser oficinas: </li></ul>
  19. 19. Oficinas terapêuticas <ul><ul><ul><li>Expressivas – Expressão plástica, verbal, corporal, musical, teatro e fotografia; </li></ul></ul></ul>
  20. 20. Expressão Plástica
  21. 21. Oficinas terapêuticas <ul><li>Oficinas geradoras de renda: culinária, marcenaria, costura, fotocópia, venda de livros, fabricação de velas, artesanato em geral, cerâmica, bijouterias, brechó, etc... </li></ul><ul><li>Oficinas de alfabetização. </li></ul>Por: Ana Paola Leão

×