Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Motores

16,130 views

Published on

Published in: Education, Business, Travel
  • DOWNLOAD THIS BOOKS INTO AVAILABLE FORMAT (2019 Update) ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... Download Full PDF EBOOK here { https://soo.gd/irt2 } ......................................................................................................................... Download Full EPUB Ebook here { https://soo.gd/irt2 } ......................................................................................................................... Download Full doc Ebook here { https://soo.gd/irt2 } ......................................................................................................................... Download PDF EBOOK here { https://soo.gd/irt2 } ......................................................................................................................... Download EPUB Ebook here { https://soo.gd/irt2 } ......................................................................................................................... Download doc Ebook here { https://soo.gd/irt2 } ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... ................................................................................................................................... eBook is an electronic version of a traditional print book THIS can be read by using a personal computer or by using an eBook reader. (An eBook reader can be a software application for use on a computer such as Microsoft's free Reader application, or a book-sized computer THIS is used solely as a reading device such as Nuvomedia's Rocket eBook.) Users can purchase an eBook on diskette or CD, but the most popular method of getting an eBook is to purchase a downloadable file of the eBook (or other reading material) from a Web site (such as Barnes and Noble) to be read from the user's computer or reading device. Generally, an eBook can be downloaded in five minutes or less ......................................................................................................................... .............. Browse by Genre Available eBooks .............................................................................................................................. Art, Biography, Business, Chick Lit, Children's, Christian, Classics, Comics, Contemporary, Cookbooks, Manga, Memoir, Music, Mystery, Non Fiction, Paranormal, Philosophy, Poetry, Psychology, Religion, Romance, Science, Science Fiction, Self Help, Suspense, Spirituality, Sports, Thriller, Travel, Young Adult, Crime, Ebooks, Fantasy, Fiction, Graphic Novels, Historical Fiction, History, Horror, Humor And Comedy, ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... .....BEST SELLER FOR EBOOK RECOMMEND............................................................. ......................................................................................................................... Blowout: Corrupted Democracy, Rogue State Russia, and the Richest, Most Destructive Industry on Earth,-- The Ride of a Lifetime: Lessons Learned from 15 Years as CEO of the Walt Disney Company,-- Call Sign Chaos: Learning to Lead,-- StrengthsFinder 2.0,-- Stillness Is the Key,-- She Said: Breaking the Sexual Harassment Story THIS Helped Ignite a Movement,-- Atomic Habits: An Easy & Proven Way to Build Good Habits & Break Bad Ones,-- Everything Is Figureoutable,-- What It Takes: Lessons in the Pursuit of Excellence,-- Rich Dad Poor Dad: What the Rich Teach Their Kids About Money THIS the Poor and Middle Class Do Not!,-- The Total Money Makeover: Classic Edition: A Proven Plan for Financial Fitness,-- Shut Up and Listen!: Hard Business Truths THIS Will Help You Succeed, ......................................................................................................................... .........................................................................................................................
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • DOWNLOAD THAT BOOKS INTO AVAILABLE FORMAT (2019 Update) ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... Download Full PDF EBOOK here { http://shorturl.at/mzUV6 } ......................................................................................................................... Download Full EPUB Ebook here { http://shorturl.at/mzUV6 } ......................................................................................................................... Download Full doc Ebook here { http://shorturl.at/mzUV6 } ......................................................................................................................... Download PDF EBOOK here { http://shorturl.at/mzUV6 } ......................................................................................................................... Download EPUB Ebook here { http://shorturl.at/mzUV6 } ......................................................................................................................... Download doc Ebook here { http://shorturl.at/mzUV6 } ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... ................................................................................................................................... eBook is an electronic version of a traditional print book that can be read by using a personal computer or by using an eBook reader. (An eBook reader can be a software application for use on a computer such as Microsoft's free Reader application, or a book-sized computer that is used solely as a reading device such as Nuvomedia's Rocket eBook.) Users can purchase an eBook on diskette or CD, but the most popular method of getting an eBook is to purchase a downloadable file of the eBook (or other reading material) from a Web site (such as Barnes and Noble) to be read from the user's computer or reading device. Generally, an eBook can be downloaded in five minutes or less ......................................................................................................................... .............. Browse by Genre Available eBooks .............................................................................................................................. Art, Biography, Business, Chick Lit, Children's, Christian, Classics, Comics, Contemporary, Cookbooks, Manga, Memoir, Music, Mystery, Non Fiction, Paranormal, Philosophy, Poetry, Psychology, Religion, Romance, Science, Science Fiction, Self Help, Suspense, Spirituality, Sports, Thriller, Travel, Young Adult, Crime, Ebooks, Fantasy, Fiction, Graphic Novels, Historical Fiction, History, Horror, Humor And Comedy, ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... .....BEST SELLER FOR EBOOK RECOMMEND............................................................. ......................................................................................................................... Blowout: Corrupted Democracy, Rogue State Russia, and the Richest, Most Destructive Industry on Earth,-- The Ride of a Lifetime: Lessons Learned from 15 Years as CEO of the Walt Disney Company,-- Call Sign Chaos: Learning to Lead,-- StrengthsFinder 2.0,-- Stillness Is the Key,-- She Said: Breaking the Sexual Harassment Story That Helped Ignite a Movement,-- Atomic Habits: An Easy & Proven Way to Build Good Habits & Break Bad Ones,-- Everything Is Figureoutable,-- What It Takes: Lessons in the Pursuit of Excellence,-- Rich Dad Poor Dad: What the Rich Teach Their Kids About Money That the Poor and Middle Class Do Not!,-- The Total Money Makeover: Classic Edition: A Proven Plan for Financial Fitness,-- Shut Up and Listen!: Hard Business Truths that Will Help You Succeed, ......................................................................................................................... .........................................................................................................................
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • porfavor me manda o meu trabalho er pra amanha por favor carolpires3001@gmail.com por favorxinho
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • bostaaaaaaaaaaaaaaaaaa
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • manda no meu email... katiapatricia000@hotmail.com
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here

Motores

  1. 1. OPERAÇÕES E PROCESSOS MECÂNICOS Prof. MSc. Leandro Barradas Pereira Engenheiro Agrônomo MOTORES Etec “Sebastiana Augusta de Moraes” – 028 - Andradina Março 2011
  2. 2. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>MOTOR  conjunto de mecanismo que transforma energia calorífica ou térmica contida no combustível em energia mecânica, utilizada sob a forma de trabalho. </li></ul><ul><li>Os primitivos tratores possuíam motor a vapor </li></ul><ul><li>-muitos pesados </li></ul><ul><li>-constante fornecimento de água e combustível </li></ul><ul><li>-eram mais utilizados como motores estacionários </li></ul><ul><li>-pouco usados para trabalhos de tração e implementos </li></ul>
  3. 3. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul>
  4. 4. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>Descoberta e construção de motores de combustão interna </li></ul><ul><li>-usados nos tratores </li></ul><ul><li>-tratores grandes e muito pesados </li></ul><ul><li>Aperfeiçoamento das indústrias de metais </li></ul><ul><li>-evolução na construção dos motores </li></ul><ul><li>-motores leves, de alto rendimento </li></ul><ul><li>-construção devidamente projetada </li></ul>
  5. 5. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>O motor está constituído pelos seguintes sistemas: </li></ul><ul><li>sistema de arrefecimento  encarregado de manter a temperatura normal de funcionamento do motor </li></ul><ul><li>-a combustão da mistura explosiva em seu interior e atrito das peças produzem temperaturas elevadas que esse sistema deve controlar </li></ul>
  6. 6. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>O motor está constituído pelos seguintes sistemas: </li></ul><ul><li>sistema de arrefecimento </li></ul><ul><li>- sistema de arrefecimento a água  bomba d’água, radiador, ventilador e condutos de água e termostato </li></ul><ul><li>- sistema de arrefecimento a ar  alhetas de refrigeração, condutos de ar, turbina e termostato </li></ul>
  7. 7. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>O motor está constituído pelos seguintes sistemas: </li></ul><ul><li>sistema de arrefecimento </li></ul>
  8. 8. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>O motor está constituído pelos seguintes sistemas: </li></ul><ul><li>sistema de lubrificação  reduz o atrito entre as peças em movimento no motor, mediante uma película de óleo lubrificante entre elas, ajudando o sistema de arrefecimento a manter a temperatura normal de funcionamento do motor </li></ul><ul><li>sistema de alimentação  fornece o combustível ao motor, de acordo com as necessidades de seu consumo </li></ul>
  9. 9. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>O motor está constituído pelos seguintes sistemas: </li></ul><ul><li>sistema de alimentação </li></ul><ul><li>-motor a explosão </li></ul>combustível  tanque reservatório  carburador (filtro de ar) carburador: misturar combustível com o ar na proporção adequada para formar a mistura que será admitida (succionada) e se inflamará no interior do cilindro
  10. 10. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>O motor está constituído pelos seguintes sistemas: </li></ul><ul><li>sistema de alimentação </li></ul><ul><li>-motor a explosão </li></ul>
  11. 11. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>O motor está constituído pelos seguintes sistemas: </li></ul><ul><li>sistema de alimentação </li></ul><ul><li>-motor a explosão </li></ul><ul><li>-tanque no mesmo nível ou abaixo do carburador  alimentação por meio da bomba de gasolina </li></ul><ul><li>-tanque reservatório acima do motor  alimentação para o carburador se dá por gravidade </li></ul>
  12. 12. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>O motor está constituído pelos seguintes sistemas: </li></ul>SISTEMA DE ALIMENTAÇÃO 1. tanque de combustível 2. bomba de gasolina 3. filtro de gasolina 4. carburador 5. filtro de ar 6. tubulações e tubos flexíveis
  13. 13. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>O motor está constituído pelos seguintes sistemas: </li></ul><ul><li>sistema de alimentação </li></ul><ul><li>-sistema diesel </li></ul>tanque reservatório  copo de se d imentação  filtro de combustível  bomba de alimentação  bomba de transferência ou injetora  bico injetor
  14. 14. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>O motor está constituído pelos seguintes sistemas: </li></ul><ul><li>sistema de alimentação </li></ul><ul><li>-sistema diesel </li></ul>1. tanque de combustível 13. filtro de combustível 14. bomba injetora 16. Bicos injetores 16 14 1 13
  15. 15. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>O motor está constituído pelos seguintes sistemas: </li></ul><ul><li>sistema de alimentação </li></ul><ul><li>-sistema diesel </li></ul>
  16. 16. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>O motor está constituído pelos seguintes sistemas: </li></ul><ul><li>sistema de conjunto móvel  constituído pelos elementos que transformam o movimento retilíneo alternado em do pistão em movimento circular no virabrequim </li></ul>
  17. 17. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>O motor está constituído pelos seguintes sistemas: </li></ul><ul><li>sistema de conjunto móvel </li></ul>
  18. 18. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>O motor está constituído pelos seguintes sistemas: </li></ul><ul><li>Sistema elétrico  constituído pelo sistema de partida, permitindo por o motor em funcionamento </li></ul>
  19. 19. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>O motor está constituído pelos seguintes sistemas: </li></ul><ul><li>sistema elétrico </li></ul><ul><li>- sistema de ignição  fornece centelha elétrica para as velas de ignição, ocorrendo a combustão da mistura ar-combustível </li></ul><ul><li>- sistema de carga  mantém a bateria constantemente com carga para alimentar os diferentes sistemas e elementos </li></ul>
  20. 20. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>O motor está constituído pelos seguintes sistemas: </li></ul><ul><li>sistema elétrico </li></ul>
  21. 21. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>O motor está constituído pelos seguintes sistemas: </li></ul><ul><li>-sistema de transmissão  conduzir a força do motor às partes movidas ou pontos de utilização </li></ul><ul><li>-sistema de direção e locomoção </li></ul><ul><li>-sistema de armação  serve de sustentação e ligação das várias partes </li></ul>
  22. 22. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>Peças do motor: </li></ul><ul><li>BLOCO, CABEÇOTE E CÁRTER </li></ul>
  23. 23. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>Peças do motor: </li></ul><ul><li>BLOCO </li></ul>
  24. 24. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>Peças do motor: </li></ul><ul><li>BLOCO </li></ul><ul><li>-orifícios denominados cilindros, que são tubos abertos nas duas extremidades </li></ul><ul><li>-no interior dos cilindros deslizam os pistões, também denominados êmbolos </li></ul><ul><li>-um bloco pode ter 1 cilindro (monocilíndrico), 2, 3, 4, 6 ou mais cilindros (policilíndricos) </li></ul>
  25. 25. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>Peças do motor: </li></ul><ul><li>BLOCO </li></ul>
  26. 26. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>Peças do motor: </li></ul><ul><li>BLOCO </li></ul><ul><li>-a posição do cilindro pode ser: </li></ul><ul><li>-horizontal (deitada) </li></ul><ul><li>-vertical (em pé ou em linha) </li></ul><ul><li>-em “V” (inclinada) </li></ul><ul><li>-radiais (dispostos em torno de um cárter circular) </li></ul>
  27. 27. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>Peças do motor: </li></ul><ul><li>BLOCO </li></ul>
  28. 28. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>Peças do motor: </li></ul><ul><li>BLOCO </li></ul><ul><li>-pistão – um para cada cilindro – é fechado na parte superior e aberto na parte inferior </li></ul><ul><li>-na parte lateral externa do pistão estão os anéis de segmento ou molas de segmento </li></ul><ul><li>-há 2 tipos de anéis de segmento: </li></ul><ul><li>- anéis de compressão  impede a passagem dos gases de compressão e os queimados para o cárter </li></ul>
  29. 29. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>Peças do motor: </li></ul><ul><li>BLOCO </li></ul><ul><li>- anéis de lubrificação, ou de óleo ou raspadores de óleo  raspa o óleo que fica na parede do cilindro, removendo-o para o cárter </li></ul><ul><li>-o número de anéis de segmento é variável  mais comum é 2 ou 3 anéis de compressão e 1 ou 2 anéis de óleo </li></ul>
  30. 30. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>Peças do motor: </li></ul><ul><li>BLOCO </li></ul>A. anéis de compressão B. anéis de lubrificação
  31. 31. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>Peças do motor: </li></ul><ul><li>BLOCO </li></ul><ul><li>-molas de segmento  são colocadas no pistão, dentro do cilindro, com um certo afastamento entre as extremidades </li></ul><ul><li>-separação evita que as molas de segmento se quebrem ou impeçam o movimento do pistão quando o motor se aquece, provocando dilatação dos anéis de segmento </li></ul>
  32. 32. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>Peças do motor: </li></ul><ul><li>BLOCO </li></ul><ul><li>-pino do pistão  localizado no interior do pistão, que o prende à biela </li></ul><ul><li>-biela  fixa ao eixo de manivelas, conhecido por virabrequim ou árvore de manivelas </li></ul><ul><li>-pistão, a biela e o virabrequim funcionam como um conjunto, provido de movimento </li></ul>
  33. 33. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>Peças do motor: </li></ul><ul><li>BLOCO </li></ul><ul><li>-as bielas dividem-se em 3 partes: </li></ul><ul><li>- pé  é a parte que se acopla ao pistão por intermédio do pino </li></ul><ul><li>- corpo  constitui a parte média da biela </li></ul><ul><li>- cabeça  parte inferior da biela que a fixa ao virabrequim </li></ul>
  34. 34. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>Peças do motor: </li></ul><ul><li>BLOCO </li></ul>1. pistão 2. pino do pistão 6. biela 8. bronzinas 13. anéis de segmento 8 6 2 13 1 6 8
  35. 35. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>Peças do motor: </li></ul><ul><li>BLOCO </li></ul><ul><li>-o virabrequim apóia-se nas extremidades pelos mancais fixos </li></ul><ul><li>-as bielas são presas ao cotovelo do eixo </li></ul><ul><li>-o eixo não fica em contato direto com os mancais do bloco e da biela </li></ul><ul><li>-há entre eles os casquilhos ou moentes, existindo folga entre elas por onde circula óleo lubrificante </li></ul>
  36. 36. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>Peças do motor: </li></ul><ul><li>BLOCO </li></ul><ul><li>-o virabrequim possui na extremidade posterior o volante e na dianteira uma roda dentada, engrenando diretamente ou por intermédio de correntes ao eixo de comando de válvulas ou eixo de ressaltos </li></ul><ul><li>-este eixo possui os ressaltos ou camos, um para cada válvula de cada cilindro. </li></ul>
  37. 37. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>Peças do motor: </li></ul><ul><li>BLOCO </li></ul><ul><li>-as válvulas são elementos do sistema de distribuição que permitem a entrada ou a saída dos gases nos cilindros </li></ul><ul><li>-podem ser acionadas diretamente pela árvore do comando de válvulas, através dos tuchos </li></ul>
  38. 38. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>Peças do motor: </li></ul><ul><li>BLOCO </li></ul>ENGRENAGENS DE DISTRIBUIÇÃO DO MOTOR 2. de acionamento do regulador 3. do eixo de comando de válvulas 5. do virabrequim 7. de impulsão de bomba de óleo
  39. 39. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>Peças do motor: </li></ul><ul><li>BLOCO </li></ul><ul><li>-normalmente, cada cilindro possui 2 válvulas: </li></ul><ul><li>-admissão ou entrada </li></ul><ul><li>-escape ou descarga </li></ul><ul><li>-as válvulas podem também ser movidas diretamente pelos ressaltos ou por uma haste que aciona o balancim, abrindo-as ou fechando-as </li></ul><ul><li>o balancim ou balanceiro funciona com o mesmo princípio da gangorra </li></ul>
  40. 40. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>Peças do motor: </li></ul><ul><li>BLOCO </li></ul>motor de 4 cilindros mostrando a ordem das válvulas de admissão e escape ACIONAMENTO DAS VÁLVULAS 2 e 3. válvulas 4. mola da válvula 8. suporte do balancim 9. eixo do balancim 14. balancim
  41. 41. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>Peças do motor: </li></ul><ul><li>BLOCO </li></ul><ul><li>-as válvulas possuem 4 partes: </li></ul><ul><li>- cabeça  parte superior, podendo ser plana, convexa ou côncava </li></ul><ul><li>- haste  parte inferior e em seu torno há uma mola, que mantém a válvula fechada, tendo em sua extremidade as ranhuras </li></ul>
  42. 42. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>Peças do motor: </li></ul><ul><li>BLOCO </li></ul><ul><li>-as válvulas possuem 4 partes: </li></ul><ul><li>- margem  espessura que apresenta a válvula entre a cabeça e a contra-sede, para evitar que por efeito do calor se deforme ou queime </li></ul><ul><li>- contra-sede  parte da válvula que se apóia sobre a sede e veda a passagem dos gases </li></ul>
  43. 43. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>Peças do motor: </li></ul><ul><li>BLOCO </li></ul><ul><li>-quando não há o balancim o ressalto atua sobre o pé da válvula, não diretamente, mas através de um tucho </li></ul>
  44. 44. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>Peças do motor: </li></ul><ul><li>CABEÇOTE </li></ul>
  45. 45. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>Peças do motor: </li></ul><ul><li>CABEÇOTE </li></ul><ul><li>-nele está localizada a câmara de compressão ou combustão, que fecha o cilindro pela parte superior </li></ul><ul><li>-se o motor é de explosão, há em cada câmara de compressão, uma vela de ignição para cada cilindro e se o motor é do sistema diesel, há um injetor </li></ul>
  46. 46. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>Peças do motor: </li></ul><ul><li>CABEÇOTE </li></ul>
  47. 47. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>Peças do motor: </li></ul><ul><li>CÁRTER </li></ul>
  48. 48. <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>Peças do motor: </li></ul><ul><li>CÁRTER </li></ul><ul><li>-é uma capa protetora inferior do motor e serve de reservatório do óleo lubrificante do motor </li></ul>
  49. 49. <ul><li>2. DEFINIÇÕES </li></ul><ul><li>Ciclo: é o conjunto de transformações a que está sujeita a massa gasosa, no interior do cilindro, desde a sua admissão até a sua eliminação para o exterior </li></ul><ul><li>PONTOS MORTOS  são pontos máximos que o pistão atinge em seu deslocamento </li></ul><ul><li>-ponto morto inferior e ponto morto superior </li></ul><ul><li>-curso  é a distância entre esses pontos </li></ul>
  50. 50. <ul><li>2. DEFINIÇÕES </li></ul><ul><li>Curso: é, portanto, o espaço percorrido pelo pistão </li></ul><ul><ul><li>-como o pistão está ligado ao virabrequim pela biela, quando ele se movimenta percorrendo um curso, o virabrequim descreve meia volta </li></ul></ul><ul><ul><li>-esse percurso circular é denominado tempo </li></ul></ul><ul><ul><li>-logo, um curso equivale a um tempo </li></ul></ul><ul><ul><li>quando o pistão vai de um ponto morto ao outro o eixo de manivelas percorre meia volta (180º) </li></ul></ul>
  51. 51. <ul><li>2. DEFINIÇÕES </li></ul><ul><li>-o ciclo de um motor pode ser feito em 2 ou 4 tempos, conforme as transformações da massa gasosa no interior do cilindro se realizem em uma ida e uma volta do pistão ou duas idas e dois regressos do pistão </li></ul><ul><li>-o ciclo de um motor de 2 tempos se completa em uma volta do virabrequim (360º) </li></ul><ul><li>-o ciclo de um motor de 4 tempos se completa em duas voltas do virabrequim (720º) </li></ul>
  52. 52. <ul><li>2. DEFINIÇÕES </li></ul><ul><li>-nos motores de mais de um cilindro o ciclo se completa em cada cilindro, independente do outro </li></ul><ul><li>-o virabrequim possui construção adequada para realizar o movimento dos pistões </li></ul><ul><li>VOLUME DO CILINDRO  é o espaço ocupado pela massa gasosa quando o pistão se desloca um curso – do ponto morto superior ao inferior </li></ul>
  53. 53. <ul><li>2. DEFINIÇÕES </li></ul><ul><li>VOLUME DA CÂMARA DE COMPRESSÃO  é o existente acima da cabeça do pistão, quando este está no ponto morto superior </li></ul><ul><li>CILINDRADA </li></ul>cilindrada = volume do cilindro x número de cilindro (cm 3 ou ℓ) <ul><ul><ul><li>volume do cilindro = 0,785 x (diâmetro) 2 x medida do curso do pistão </li></ul></ul></ul><ul><li>(cm 3 ) </li></ul>
  54. 54. <ul><li>2. DEFINIÇÕES </li></ul><ul><li>CILINDRADA </li></ul><ul><li>Exemplo: motor 6 cilindros </li></ul><ul><li> diâmetro do cilindro = 9,5 cm </li></ul><ul><li> curso do pistão = 12 cm </li></ul><ul><li>cilindrada = 0,785 x (9,5) 2 x 12 </li></ul><ul><li>cilindrada = 850 cm 3 </li></ul><ul><li>volume de cada cilindro </li></ul>
  55. 55. <ul><li>2. DEFINIÇÕES </li></ul><ul><li>CILINDRADA </li></ul><ul><li>cilindrada total = 850 x 6 </li></ul><ul><li>cilindrada total = 5100 cm 3 ou 5,1 ℓ </li></ul><ul><li>TAXA DE COMPRESSÃO </li></ul>taxa de compressão = cilindrada / volume da câmara de compressão -quanto maior for a diferença entre os valores desses volumes, maior será a taxa de compressão
  56. 56. <ul><li>2. DEFINIÇÕES </li></ul><ul><li>TAXA DE COMPRESSÃO </li></ul><ul><li>Exemplo: admitindo-se o volume da câmara de compressão de 42,5 cm 3 para o motor cilindrada de 850 cm 3 a taxa de compressão será de: </li></ul><ul><li>taxa de compressão = 850 : 42,5 </li></ul><ul><li>taxa de compressão = 20 </li></ul><ul><li>-logo, a taxa de compressão será de 20:1 </li></ul>
  57. 57. <ul><li>3. MOTOR DE COMBUSTÃO INTERNA </li></ul><ul><li>MOTOR DE 4 TEMPOS </li></ul><ul><li>-completa seu ciclo em 720º – 2 voltas do virabrequim ou 4 cursos do pistão </li></ul><ul><li>-os 4 tempos ou cursos de funcionamento do motor são: </li></ul><ul><li>-admissão </li></ul><ul><li>-compressão </li></ul><ul><li>-explosão </li></ul><ul><li>-escape </li></ul>o ciclo tem início no ponto morto superior
  58. 58. <ul><li>3. MOTOR DE COMBUSTÃO INTERNA </li></ul><ul><li>MOTOR DE 4 TEMPOS </li></ul><ul><li>motor ciclo Otto </li></ul>Nikolaus August Otto
  59. 59. <ul><li>3. MOTOR DE COMBUSTÃO INTERNA </li></ul><ul><li>MOTOR DE 4 TEMPOS </li></ul><ul><li>motor ciclo Otto </li></ul><ul><ul><li>-admissão  começa quando o pistão se encontra no ponto morto superior </li></ul></ul><ul><ul><li>-abre-se a válvula de admissão e o pistão abaixa, permitindo a entrada da mistura devido à sucção que o pistão provoca </li></ul></ul>
  60. 60. <ul><li>3. MOTOR DE COMBUSTÃO INTERNA </li></ul><ul><li>MOTOR DE 4 TEMPOS </li></ul><ul><li>motor ciclo Otto </li></ul><ul><ul><li>-admissão </li></ul></ul><ul><ul><li>-quando o pistão chega no ponto morto inferior fecha-se a válvula de admissão </li></ul></ul><ul><ul><li>-o virabrequim percorreu 180º </li></ul></ul>
  61. 61. <ul><li>3. MOTOR DE COMBUSTÃO INTERNA </li></ul><ul><li>MOTOR DE 4 TEMPOS </li></ul><ul><li>motor ciclo Otto </li></ul><ul><ul><li>-compressão </li></ul></ul><ul><ul><li>-o pistão sobe até o ponto morto superior, enquanto as válvulas estão fechadas, comprimindo a mistura na câmara de compressão. </li></ul></ul><ul><ul><li>-o virabrequim completou 180º, perfazendo 360º </li></ul></ul>
  62. 62. <ul><li>3. MOTOR DE COMBUSTÃO INTERNA </li></ul><ul><li>MOTOR DE 4 TEMPOS </li></ul><ul><li>motor ciclo Otto </li></ul><ul><ul><li>-explosão </li></ul></ul><ul><ul><li>-no curso anterior a mistura ficou comprimida na câmara de combustão. Uma centelha ou faísca produzida pela vela de ignição acende o combustível </li></ul></ul><ul><ul><li>-os gases, ao se expandirem, produzem uma alta pressão que atua sobre a cabeça do pistão, obrigando-o abaixar do ponto morto superior para o inferior </li></ul></ul>
  63. 63. <ul><li>3. MOTOR DE COMBUSTÃO INTERNA </li></ul><ul><li>MOTOR DE 4 TEMPOS </li></ul><ul><li>motor ciclo Otto </li></ul><ul><ul><li>-explosão </li></ul></ul><ul><ul><li>-nesse curso é que se obtém a força que é aproveitada do motor </li></ul></ul><ul><ul><li>-esse tempo é o terceiro, também conhecido como tempo motor ou de força ou expansão </li></ul></ul><ul><ul><li>-o virabrequim percorreu mais 180º, perfazendo 540º </li></ul></ul>
  64. 64. <ul><li>3. MOTOR DE COMBUSTÃO INTERNA </li></ul><ul><li>MOTOR DE 4 TEMPOS </li></ul><ul><li>motor ciclo Otto </li></ul><ul><ul><li>-escape </li></ul></ul><ul><ul><li>-o pistão sobe do ponto morto inferior e abre-se a válvula de escape, que permite a saída dos gases para o exterior, que são expulsos pelo pistão </li></ul></ul><ul><ul><li>-ao chegar o pistão no ponto morto superior fecha-se a válvula de escape </li></ul></ul>
  65. 65. <ul><li>3. MOTOR DE COMBUSTÃO INTERNA </li></ul><ul><li>MOTOR DE 4 TEMPOS </li></ul><ul><li>motor ciclo Otto </li></ul><ul><ul><li>-escape </li></ul></ul><ul><ul><li>-esse é o quarto tempo, também conhecido como tempo de descarga </li></ul></ul><ul><ul><li>-o virabrequim girou duas voltas (720º), completando um ciclo de trabalho </li></ul></ul>
  66. 66. <ul><li>3. MOTOR DE COMBUSTÃO INTERNA </li></ul><ul><li>MOTOR DE 4 TEMPOS </li></ul><ul><li>motor ciclo Otto </li></ul><ul><ul><li>-o ciclo se repete continuadamente no cilindro </li></ul></ul><ul><ul><li>-no 1º tempo a válvula de admissão ou entrada fica aberta e no 4º tempo abre-se a válvula de escape ou descarga </li></ul></ul><ul><ul><li>-no 2º e 3º tempos as duas válvulas permanecem fechadas </li></ul></ul>
  67. 67. <ul><li>3. MOTOR DE COMBUSTÃO INTERNA </li></ul><ul><li>MOTOR DE 4 TEMPOS </li></ul><ul><li>motor ciclo Otto - resumo </li></ul><ul><ul><li>-o ciclo se repete continuadamente no cilindro </li></ul></ul><ul><ul><li>-no 1º tempo a válvula de admissão ou entrada fica aberta e no 4º tempo abre-se a válvula de escape ou descarga </li></ul></ul><ul><ul><li>-no 2º e 3º tempos as duas válvulas permanecem fechadas </li></ul></ul><ul><ul><li>-na explosão gera a potência e nos demais tempos o consumo </li></ul></ul>
  68. 68. <ul><li>3. MOTOR DE COMBUSTÃO INTERNA </li></ul><ul><li>MOTOR DE 4 TEMPOS </li></ul><ul><li>motor ciclo Otto </li></ul>pistão e cilindro, indicando PMS e PMI, diâmetro do cilindro e curso
  69. 69. <ul><li>3. MOTOR DE COMBUSTÃO INTERNA </li></ul><ul><li>MOTOR DE 4 TEMPOS </li></ul><ul><li>motor ciclo Otto </li></ul>
  70. 70. <ul><li>3. MOTOR DE COMBUSTÃO INTERNA </li></ul><ul><li>MOTOR DE 4 TEMPOS </li></ul><ul><li>sistema diesel </li></ul>Rudolf Christian Karl Diesel
  71. 71. <ul><li>3. MOTOR DE COMBUSTÃO INTERNA </li></ul><ul><li>MOTOR DE 4 TEMPOS </li></ul><ul><li>sistema diesel </li></ul><ul><ul><li>-os motores diesel podem ser de 2 ou 4 tempos </li></ul></ul><ul><ul><li>-construídos com 1, 2, 3, 4 ou mais cilindros </li></ul></ul><ul><ul><li>-os cilindros podem ser horizontais ou verticais </li></ul></ul>
  72. 72. <ul><li>3. MOTOR DE COMBUSTÃO INTERNA </li></ul><ul><li>MOTOR DE 4 TEMPOS </li></ul><ul><li>sistema diesel </li></ul><ul><ul><li>-admissão </li></ul></ul><ul><ul><li>-quando o pistão inicia o seu curso, do ponto morto superior ao ponto morto inferior, abre-se a válvula de admissão e dá-se a entrada de ar </li></ul></ul>
  73. 73. <ul><li>3. MOTOR DE COMBUSTÃO INTERNA </li></ul><ul><li>MOTOR DE 4 TEMPOS </li></ul><ul><li>sistema diesel </li></ul><ul><ul><li>-admissão </li></ul></ul>ar + combustível
  74. 74. <ul><li>3. MOTOR DE COMBUSTÃO INTERNA </li></ul><ul><li>MOTOR DE 4 TEMPOS </li></ul><ul><li>sistema diesel </li></ul><ul><ul><li>-compressão </li></ul></ul><ul><ul><li>-terminado o curso anterior fecha-se a válvula de admissão e o pistão começa a comprimir ar no interior do cilindro </li></ul></ul>
  75. 75. <ul><li>3. MOTOR DE COMBUSTÃO INTERNA </li></ul><ul><li>MOTOR DE 4 TEMPOS </li></ul><ul><li>sistema diesel </li></ul><ul><ul><li>-compressão </li></ul></ul>
  76. 76. <ul><li>3. MOTOR DE COMBUSTÃO INTERNA </li></ul><ul><li>MOTOR DE 4 TEMPOS </li></ul><ul><li>sistema diesel </li></ul><ul><ul><li>-explosão </li></ul></ul><ul><ul><li>-pouco antes do pistão atingir novamente o ponto morto superior, dá-se a injeção de combustível no ar comprimido </li></ul></ul><ul><ul><li>-devido à elevada temperatura e alta pressão o combustível injetado se queima </li></ul></ul>
  77. 77. <ul><li>3. MOTOR DE COMBUSTÃO INTERNA </li></ul><ul><li>MOTOR DE 4 TEMPOS </li></ul><ul><li>sistema diesel </li></ul><ul><ul><li>-explosão </li></ul></ul><ul><ul><li>-essa combustão produz maior elevação de pressão e temperatura, que impulsiona o pistão para baixo, indo do ponto morto superior ao inferior </li></ul></ul>
  78. 78. <ul><li>3. MOTOR DE COMBUSTÃO INTERNA </li></ul><ul><li>MOTOR DE 4 TEMPOS </li></ul><ul><li>sistema diesel </li></ul><ul><ul><li>-explosão </li></ul></ul>
  79. 79. <ul><li>3. MOTOR DE COMBUSTÃO INTERNA </li></ul><ul><li>MOTOR DE 4 TEMPOS </li></ul><ul><li>sistema diesel </li></ul><ul><ul><li>-escape </li></ul></ul><ul><ul><li>-quando o pistão está próximo do ponto morto inferior abre-se a válvula de escape ou descarga e os gases queimados saem para o exterior </li></ul></ul><ul><ul><li>-o pistão vai do ponto morto inferior ao superior, percorrendo o 4º curso, que é o tempo de escape ou descarga </li></ul></ul>
  80. 80. <ul><li>3. MOTOR DE COMBUSTÃO INTERNA </li></ul><ul><li>MOTOR DE 4 TEMPOS </li></ul><ul><li>sistema diesel </li></ul><ul><ul><li>-escape </li></ul></ul>
  81. 81. <ul><li>3. MOTOR DE COMBUSTÃO INTERNA </li></ul><ul><li>MOTOR DE 4 TEMPOS </li></ul><ul><li>motor a explosão e sistema diesel </li></ul><ul><ul><li>-o movimento do virabrequim e idêntico tanto no motor a explosão como no sistema diesel </li></ul></ul><ul><ul><li>-a abertura e fechamento das válvulas de admissão e de escape são também iguais </li></ul></ul><ul><ul><li>-as principais diferenças são as seguintes: </li></ul></ul>
  82. 82. <ul><li>3. MOTOR DE COMBUSTÃO INTERNA </li></ul><ul><li>MOTOR DE 4 TEMPOS </li></ul><ul><li>motor a explosão e sistema diesel </li></ul><ul><ul><li>-admissão  enquanto o motor de explosão admite a mistura de ar mais combustível, no motor sistema diesel a admissão é somente de ar </li></ul></ul><ul><ul><li>-compressão  enquanto nos motores a explosão taxa de compressão varia de 5 a 8:1, nos motores sistema diesel a taxa é de 15 a 20:1 </li></ul></ul>
  83. 83. <ul><li>3. MOTOR DE COMBUSTÃO INTERNA </li></ul><ul><li>MOTOR DE 4 TEMPOS </li></ul><ul><li>motor a explosão e sistema diesel </li></ul><ul><ul><li>-final da compressão  motor a explosão há produção de centelha no eletrodo da vela, que provoca a queima da mistura e no motor sistema diesel há injeção de combustível no interior do ar comprimido </li></ul></ul>
  84. 84. <ul><li>3. MOTOR DE COMBUSTÃO INTERNA </li></ul><ul><li>MOTOR DE 4 TEMPOS </li></ul><ul><li>motor a explosão e sistema diesel </li></ul><ul><ul><li>-para suportar a pressão mais elevada, motivada pela maior redução do volume de ar, na compressão, o material de que é construído o motor de sistema diesel é mais reforçado, principalmente na câmara de compressão (cabeçote) e blocos do cilindro e pistão </li></ul></ul>
  85. 85. <ul><li>3. MOTOR DE COMBUSTÃO INTERNA </li></ul><ul><li>MOTOR DE 2 TEMPOS </li></ul><ul><ul><li>-é aquele em que o ciclo se completa em 2 cursos do pistão  1 volta do virabrequim </li></ul></ul><ul><ul><li>-a maioria desses motores do sistema explosão é desprovido de válvula </li></ul></ul><ul><ul><li>-o pistão executa a abertura e o fechamento para entrada e saída da mistura </li></ul></ul><ul><ul><li>-o virabrequim girou meia volta, realizando os tempo de escape e admissão </li></ul></ul>
  86. 86. <ul><li>3. MOTOR DE COMBUSTÃO INTERNA </li></ul><ul><li>MOTOR DE 2 TEMPOS </li></ul><ul><li>motor a explosão </li></ul><ul><ul><li>-quando o pistão inicia o seu curso descendente impulsionado pelos gases da combustão, descobre a abertura de escape, permitindo a evacuação dos gases </li></ul></ul><ul><ul><li>-pela abertura de admissão se introduz mistura nova no interior do cárter, que é comprimida pela saia do pistão, obrigando-a a subir pela abertura de transferência </li></ul></ul>
  87. 87. <ul><li>3. MOTOR DE COMBUSTÃO INTERNA </li></ul><ul><li>MOTOR DE 2 TEMPOS </li></ul><ul><li>motor a explosão </li></ul><ul><ul><li>-o pistão inicia o seu curso ascendente, comprimindo a mistura, até o ponto morto superior, onde é acesa pelas velas, provocando a explosão </li></ul></ul><ul><ul><li>-dessa forma se completa o ciclo de trabalho </li></ul></ul>
  88. 88. <ul><li>3. MOTOR DE COMBUSTÃO INTERNA </li></ul><ul><li>MOTOR DE 2 TEMPOS </li></ul><ul><li>motor a explosão </li></ul>
  89. 89. <ul><li>3. MOTOR DE COMBUSTÃO INTERNA </li></ul><ul><li>MOTOR DE 2 TEMPOS </li></ul><ul><li>sistema diesel </li></ul><ul><li>-possui 2 válvulas de escape e ar entra para uma camisa que envolve o cilindro, com pressão, devido a uma turbina que aciona o ar </li></ul><ul><li>-há algumas aberturas circulares em torno de toda a saia do cilindro </li></ul><ul><li>-quando o pistão desce ao ponto morto inferior deixa livre essas aberturas e o ar entra para o interior do cilindro </li></ul>
  90. 90. <ul><li>3. MOTOR DE COMBUSTÃO INTERNA </li></ul><ul><li>MOTOR DE 2 TEMPOS </li></ul><ul><li>sistema diesel </li></ul><ul><li>-quando o pistão sobe, as aberturas são fechadas e começa a comprimir o ar </li></ul><ul><li>-no final desse tempo há a injeção de combustível </li></ul><ul><li>-o pistão desce em compressão e quando está aproximadamente no meio do curso descendente abrem-se as válvulas de escape e os gases queimados são eliminados </li></ul>

×