Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Tricologia 
Estrutura 
Doenças 
Tratamentos
Apresentação.. 
João Bosco Magalhães
• A tricologia é o ramo da medicina que trata dos pêlos 
ou cabelos. 
• Do grego Thricos (cabelo) e Logos (estudo). Origin...
• O cabelo é uma haste fibrosa, 
formada por células mortas 
compostas de uma proteína 
chamada queratina, produzida 
por ...
• Córtex, é responsável pela resistência e 
elasticidade dos cabelos. 
• Medula, Haste Capilar formada por uma parte 
cent...
• Mutação Capilar 
• O ser humano passa por sete mutações ou sete mudanças 
do tipo e forma de cabelo. 
• Fetal Lanugo. 
•...
• Apoptose 
• No fim da fase anágena o folículo sofre série de alterações 
morfológicas e moleculares, associadas com prog...
• Formas do Cabelo 
• Lisótrico: São lisos, simétricos e redondos. 
• Caucasóide: Ondulados ou cacheados , com corte Trans...
Aminoácidos Presentes em 
cada Fio 
Alanina Arginina 
Leucina Asparagina 
Lisina Cisteína 
Metionina Citrulina 
Prolina Fe...
• Cortex X Cutícula 
• Para se ter um cabelo 
intensamente tratado é 
necessário manter a 
estrutura das cutículas e 
córt...
• A COR DOS CABELOS 
• O pigmento melanina é responsável pela cor que vemos tanto na pele 
pêlos e cabelos. Estes pigmento...
• Melanossomos 
• São partículas citoplasmáticas pigmentadas que contém melanina e são 
produzidas por melanócitos. Os mel...
Melanina 
A melanina é considerada uma proteína. Ela é produzida pelas células que se localizam na 
camada basal da epider...
•Doenças 
• Caspa - Pityriasis capitis 
Caracteriza-se pelo excesso de descamação do couro 
cabeludo, não ocorrendo inflam...
Dermatite Seborréica 
Caspa
Foliculite 
É uma inflamação do folículo pilo-sebáceo (orifício de onde originam o 
pelo e o sebo que protege a pele). Est...
Foliculite 
Pediculose
PSORÍASE DO COURO 
CABELUDO 
• A psoríase é uma doença de pele 
crónica e recorrente que afeta cerca 
de 4% dos adultos. C...
Calvície 
• A Alopecia Androgenética, conhecida como calvície, acomete de 50% 
a 70% dos homens e de 5% a 20% das mulheres...
Calvície Masculina
Calvície Feminina
Alopecia
Tratamentos 
Desincrust 
• Tratamento específico para o couro cabeludo oleoso e inflamado. 
Permite uma limpeza profunda, ...
Fototerapia 
• Penetração couro cabeludo; 
• Estimulação, promovendo a circulação sanguínea, graças à luz que 
recebem (fo...
Argila 
Favorece a reprodução celular 
integral; Promove a esfoliação 
do couro cabeludo.Absorve 
toxinas e impurezas. 
Pr...
Nutrições e Hidratações 
• Fato é que cabelo bonito é cabelo bem tratado. Sendo assim, hidratar os 
fios e mantê-los sempr...
PH e os Fios 
• A influência do pH está tanto nos cabelos como nos produtos utilizados 
no tratamento dos cabelos, chama-s...
Pontes de Enxofre 
• A haste dos fios é composta principalmente por proteínas, 
como a queratina e as pontes de enxofre. 
...
Poliquatérnio 
• Poliquatérnio 2 – Polímero utilizado para unir os fios. Possui carga 
positiva. 
• Polyquaternium-16 – Ex...
•Ativos Dermatológicos 
• Aminoácidos do Leite: Restaura a umidade do cabelo e da pele, 
melhorando o tato e brilho. 
• Am...
• Cocoamidopropilbetaína: Tensoativo anfótero. 
• Eye Contourn Complex: Complexo exclusivo que associa 
bioflavonóides, fi...
• Referências 
• WAGNER, Rita de Cássia Comis. A estrutura da medula e sua influencia nas 
propriedades mecânicas e da cor...
Tricologia
Tricologia
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Tricologia

33,708 views

Published on

Conteúdo para aulas teóricas sobre Tricologia.

Published in: Education
  • Be the first to comment

Tricologia

  1. 1. Tricologia Estrutura Doenças Tratamentos
  2. 2. Apresentação.. João Bosco Magalhães
  3. 3. • A tricologia é o ramo da medicina que trata dos pêlos ou cabelos. • Do grego Thricos (cabelo) e Logos (estudo). Originou-se na Inglaterra em 1902, seu estudo contem ha função de solucionar vários problemas capilares. Existe, no Brasil, assim como em outros países, um interesse crescente pelos tratamentos alternativos e preventivos.
  4. 4. • O cabelo é uma haste fibrosa, formada por células mortas compostas de uma proteína chamada queratina, produzida por células chamadas queratinócitos (a única parte viva do fio) que se encontram no bulbo, na derme do couro cabeludo.
  5. 5. • Córtex, é responsável pela resistência e elasticidade dos cabelos. • Medula, Haste Capilar formada por uma parte central, que é repleta de componentes porosos, desconhecendo-se ainda qual a sua utilidade. • Cutícula, compõe-se de células tipo escamas sobrepostas, também queratinizadas, com altas concentrações de enxofre, que funcionam como uma barreira protetora para o Córtex e a Medula, e que são responsáveis pelo brilho , maciez e penteabilidade dos cabelos • O Bulbo e uma ou mais glândulas sebáceas, juntos com o músculo eretor do pêlo, compõem o folículo pilo-sebáceo.
  6. 6. • Mutação Capilar • O ser humano passa por sete mutações ou sete mudanças do tipo e forma de cabelo. • Fetal Lanugo. • Temporária Lanugo. • Infantil Velus. • Pré Adolescência Intermediários. • Adolescência Terminais. • Adulta Terminais. • Idosa Velus.
  7. 7. • Apoptose • No fim da fase anágena o folículo sofre série de alterações morfológicas e moleculares, associadas com programada morte celular (apoptose). • Ativação do Bulge • Em condições normais quando se analisa o couro cabeludo, as seguintes proporções entre os cabelos, nas suas várias fases, são encontradas: 85% na fase Anágena, 14% na Telógena e 1 % na Catágena.
  8. 8. • Formas do Cabelo • Lisótrico: São lisos, simétricos e redondos. • Caucasóide: Ondulados ou cacheados , com corte Transversal e oval. • Afróide: Lanosos (finos e crespos) formato elíptico e achatado. • Composição do Fio • 90% proteína. • 8% água. • 2% minerais. • Qualquer fator do organismo que reduza a síntese de proteína repercutirá sobre o crescimento dos cabelos.
  9. 9. Aminoácidos Presentes em cada Fio Alanina Arginina Leucina Asparagina Lisina Cisteína Metionina Citrulina Prolina Fenilalanina Serina Glicina Treonina Glutamina Tirosina Histidina Triptofano Isoleucina Valina
  10. 10. • Cortex X Cutícula • Para se ter um cabelo intensamente tratado é necessário manter a estrutura das cutículas e córtex de maneira saudável, pois são um sistema integrado. • O núcleo capilar de formação irregular não influência o comportamento físico-químico do fio. Após químicas a medula pode se quebrar ou encontrar-se ausente.
  11. 11. • A COR DOS CABELOS • O pigmento melanina é responsável pela cor que vemos tanto na pele pêlos e cabelos. Estes pigmentos são produzidos pelos melanócitos que estão entre a papila e o epitélio da raiz do pêlo. O processo de melanogênese, que é o método da síntese da melanina ocorre na fase de formação dos cabelos. • Os Melanócitos • O melanócito é uma célula dendrítica, especializada na produção de melanina, um pigmento de coloração marrom-escura. Estas células encontram-se na junção da derme com a epiderme ou entre os queratinócitos da camada basal da epiderme, além de estarem presentes também na retina. Originam-se da crista neural embrionária, apresentando um citoplasma globoso, de onde partem prolongamentos que penetram em reentrâncias das células das camadas basal e espinhosa, transferindo, deste modo, melanina para as células presentes nestas camadas.
  12. 12. • Melanossomos • São partículas citoplasmáticas pigmentadas que contém melanina e são produzidas por melanócitos. Os melanócitos transferem os melanossomas para dentro dos ceratinócitos, cada melanócito é responsável por aproximadamente 4 ceratinócitos. • Ceratinócitos • Células epidérmicas que sintetizam queratina, e que passam por transformações características durante sua movimentação em direção à superfície, saindo das camadas basais da epiderme até a camada queratinizada (córnea) da pele. Os estágios sucessivos de diferenciação dos queratinócitos que formam as camadas da epiderme são: célula basal, célula espinhosa e célula granulosa. • No inicio da sua formação os cabelos são incolor, os melanócitos usam seus dendritos para injetar os pequenos grânulos de pigmento. Diferentemente da pele, os melanocitos do folículo piloso não precisam da luz do sol para produzir melanina. A transferência das melaninas para os queratinócitos ocorre por um processo ainda não totalmente esclarecido. As hipóteses são de que o melanossoma é injetado diretamente no queratinócito ou ainda que ocorre fagocitose da organela na extremidade dendrítica do melanócito.
  13. 13. Melanina A melanina é considerada uma proteína. Ela é produzida pelas células que se localizam na camada basal da epiderme, denominadas de melanoblastos que sofrem a influência do hormônio melanocítico produzido pelo lobo intermediário da hipófise. Os pigmentos de melanina podem ser classificados em dois grupos. Eumelanina É um polímero que ocorre em grânulos dentro dos melanossomos, semelhante a um grão de arroz e sua coloração varia do vermelho escuro ao preto. A síntese ocorre na presença da enzima tirosinase, concentrada no aparelho de Golgi dos melanocitos. O pigmento é originado a partir da oxidação da tirosina por intermédio da ação da tirosinase, que vai de um aminoácido incolor a um pigmento castanho. Feumelanina Ocorre em malanossomos com uma forma menos precisa e pode ser vista na forma de pontos difusos. Sua coloração varia de amarelo para vermelho. Além da tirosina a cisteína também está evolvida na sua produção.
  14. 14. •Doenças • Caspa - Pityriasis capitis Caracteriza-se pelo excesso de descamação do couro cabeludo, não ocorrendo inflamação. A pele do couro cabeludo passa a eliminar as células mais rapidamente que o normal . • A Dermatite Seborréica – Pityriasis steatoides Apresenta-se como uma inflamação que ocorre em áreas com grande número de glândulas sebáceas: couro cabeludo, sobrancelhas, pálpebras, lados do nariz, parte posterior das orelhas e meio do peito. A pele torna-se vermelha e áspera e é recoberta por escamas.
  15. 15. Dermatite Seborréica Caspa
  16. 16. Foliculite É uma inflamação do folículo pilo-sebáceo (orifício de onde originam o pelo e o sebo que protege a pele). Esta inflamação pode ocorrer por vários fatores, localiza-se na virilha, barba, nuca e couro cabeludo. O tratamento desta afecção é de acordo com a região onde há foliculite. Pediculose A pediculose da cabeça é uma doença parasitária, causada pelo Pediculus humanus var. capitis, vulgarmente chamado de piolho da cabeça. Atinge todas as classes sociais, afetando principalmente crianças em idade escolar e mulheres. É transmitida pelo contato direto interpessoal ou pelo uso de objetos como bonés, gorros, escovas de cabelo ou pentes de pessoas contaminadas.
  17. 17. Foliculite Pediculose
  18. 18. PSORÍASE DO COURO CABELUDO • A psoríase é uma doença de pele crónica e recorrente que afeta cerca de 4% dos adultos. Causa uma descamação prateada, sobre manchas vermelhas que, mais frequentemente, afetam o couro cabeludo, a parte inferior das costas, os cotovelos, joelhos e nos dos dedos.
  19. 19. Calvície • A Alopecia Androgenética, conhecida como calvície, acomete de 50% a 70% dos homens e de 5% a 20% das mulheres. A calvície é desencadeada por fatores hereditários e hormonais, especialmente os hormônios andrógenos testosterona e dehidrotestosterona (DHT). Uma enzima localizada na região da raiz do pêlo é responsável pela transformação da testosterona em DHT, que age nos receptores específicos dos folículos pilosos, a partir dos quais os pêlos são gerados.Essa ação faz com que os cabelos, gradativamente, fiquem menores e mais finos, demorem mais a nascer, até desaparecerem.
  20. 20. Calvície Masculina
  21. 21. Calvície Feminina
  22. 22. Alopecia
  23. 23. Tratamentos Desincrust • Tratamento específico para o couro cabeludo oleoso e inflamado. Permite uma limpeza profunda, removendo a gordura “acumulada” dentro da pele, higienizando e desobstruindo os poros (óstios foliculares). Reage com o sebo natural do couro cabeludo transformando-o em sabão. Ionização • Permite que produtos aplicados ao couro cabeludo penetrem mais profundamente facilitados pela corrente de cargas polares
  24. 24. Fototerapia • Penetração couro cabeludo; • Estimulação, promovendo a circulação sanguínea, graças à luz que recebem (fototerapia); • Ativa o metabolismo das células capilares e sua capacidade de auto-regeneração, assim, os folículos começam um processo de reparação celular. • LED • Quer dizer Luz Emitida por Diodo. É um laser desenvolvido especificamente para o estímulo capilar. Ele prolonga a fase anágena (de crescimento) do ciclo de vida do cabelo, por meio de um fenômeno chamado bioestimulação. Esse laser ainda tem ação antiinflamatória e diminui a oleosidade do couro cabeludo. Para os pacientes que realizaram a restauração capilar, o LED também é útil. Ele age por fotomodulação, acelerando o crescimento capilar
  25. 25. Argila Favorece a reprodução celular integral; Promove a esfoliação do couro cabeludo.Absorve toxinas e impurezas. Promove a reconstituição dos tecidos. Faz desintoxicação metabólica capilar. Estimula o crescimento dos fios, pois atua na circulação. Elimina a oleosidade e bactérias, tendo efeito calmante.
  26. 26. Nutrições e Hidratações • Fato é que cabelo bonito é cabelo bem tratado. Sendo assim, hidratar os fios e mantê-los sempre nutridos é essencial para quem quer ter uma cabeleira maravilhosa. Afinal, um cabelo nutrido consegue selar melhor as cutículas, reter a água proveniente da hidratação e manter o brilho e a sedosidade, enquanto um cabelo ressecado perde a suavidade, fica opaco e com uma estrutura que influencia na maciez. • Assim como a nossa pele, a perda dos nutrientes nos cabelos é causada pelo processo de oxidação. No entanto, o cabelo, diferentemente da pele, não consegue produzir os anti-oxidantes necessários para combater isso, o que ocasiona o aparecimento daquele aspecto seco. Desse modo, é necessário estabelecer uma rotina de cuidados constantes a fim de deixar os fios “protegidos” e evitar que os componentes nutritivos essenciais desapareçam.
  27. 27. PH e os Fios • A influência do pH está tanto nos cabelos como nos produtos utilizados no tratamento dos cabelos, chama-se de produtos ácidos aqueles que têm maior quantidade de ions de hidrogênio, e alcalino aquele que têm menor quantidade. • Os produtos neutros têm a mesma quantidade de íons de hidrogênio tanto antes de 7 como depois de 7 na escala. • O pH do cabelo está entre 4.5 a 5.5, quando utilizamos química nele, precisamos neutralizar a ação do produto, por que tais são de pH alcalino, em especial os agentes de transformação e os redutores. • A neutralização é feita com produtos ácidos que tende a elevar o potencial hidrogenado neutralizando a ação alcalina que em virtude da química poderá estar até 14 dependendo da química usada.
  28. 28. Pontes de Enxofre • A haste dos fios é composta principalmente por proteínas, como a queratina e as pontes de enxofre. • O aquecimento intenso promovido pelo uso da chapinha ou secador próximo aos fios tem como conseqüência a quebra temporária das pontes de enxofre que compõem o cabelo, o que torna os fios mais lisos.
  29. 29. Poliquatérnio • Poliquatérnio 2 – Polímero utilizado para unir os fios. Possui carga positiva. • Polyquaternium-16 – Excelente em condicionamento dos cabelos. • Poliquatérnio 11 e Poliquatérnio 10 – Reduz a porosidade selando as escamas. • Polissorbato 20 – Líquido oleoso e viscoso (solúvel em água). Ajuda a dissolver as fragrâncias mais difíceis.
  30. 30. •Ativos Dermatológicos • Aminoácidos do Leite: Restaura a umidade do cabelo e da pele, melhorando o tato e brilho. • Amanduline: Fortalece e protege a cutícula das fibras capilares além de devolver o brilho aos cabelos secos, fracos e danificados. • Asebiol: Controla a produção do sebo. • Auxina Tricógena: Revitalizador capilar sebo regulador adstringente. • Bioex Anti-Oleosidade: Regulador da oleosidade do couro cabeludo. Possui ação cicatrizante, anti-inflamatório e suave adstringente. Indicado para shampoos, condicionadores e dermocosméticos. • Bioex Capilar: Atua no equilíbrio do metabolismo capilar. É um “blend” excelente para formulações de tratamentos restauradores e preventivos da queda dos cabelos.
  31. 31. • Cocoamidopropilbetaína: Tensoativo anfótero. • Eye Contourn Complex: Complexo exclusivo que associa bioflavonóides, fitoesteróis e Silício Orgânico. Possui ação descongentionante, hidratante e regeneradora. • Luna Matrix: Devolve a massa perdida dos cabelos. Protege e restaura a fibra capilar desde a cutícula até o córtex, permitindo que a fibra capilar retorne ao seu comportamento natural. • Methiosilane C: Favorece a queratinização estimula sistema piloso.
  32. 32. • Referências • WAGNER, Rita de Cássia Comis. A estrutura da medula e sua influencia nas propriedades mecânicas e da cor dos cabelos, Campinas – SP, 2006. Tese de doutorado: Universidade Estadual de Campinas Instituto de Química. • Apostila: Tricologia o estudo dos cabelos. Portal educação, Santa Catarina,2010. • Rita Cássia ComisWagner * (PG), Iara Barros Valentim (PG) e Inés Joekes (PQ) EFEITO DA UMIDADE NOS CABELOS CAUCASIANO E NEGRÓIDE, Instituto de Química- Departamento de Físico-Química- Universidade Estadual de Campinas -, Campinas - SP Sociedade Brasileira de Química ( SBQ). • COLOMBERA, Karla Michelli. Efeito de condicionadores comerciais nas propriedades mecânicas e nos processos de difusãode fibras capilares, Campinas – SP, 2004. Dissertação (Mestrado), Universidade Estadual de Capinas Instituto de Química. • SCANAVEZ, Carla. Alterações na ultra-estrutura do cabelo induzida por cuidados diários e seus efeitos nas propriedades da cor, Campinas – SP, 2001. Tese de Doutorado, Universidade Estadual de Campinas Instituto de Química.

×