Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

técnicas de busca e salvamento

11,553 views

Published on

aula de técnicas de busca e salvamento para o curso de formação de sargentos do corpo de bombeiros militar de minas gerais, brasil. instrutor: cap anderson PASSOS

Published in: Business, Technology
  • Be the first to comment

técnicas de busca e salvamento

  1. 1. TÉCNICA E TÁTICA DE BUSCA E SALVAMENTO Cap Passos 28fev07
  2. 2. O que é busca e salvamento Ação desencadeada para ajudar pessoa que não consiga sair sozinha de certa situação. ...havendo ou não lesões ...se não houver intervenção do CBM haverá lesões.
  3. 3. Isolamento Físico: resgate Psicológico: orientação, apoio.
  4. 4. Isolamento Físico: resgate (ex.: perdido) Psicológico: orientação, apoio (ex.: incapaz de descer trilha à noite).
  5. 5. FASES LOCALIZAR ALCANÇAR ESTABILIZAR EVACUAR TEMPO
  6. 6. Segurança <ul><li>POP garante o mínimo; </li></ul><ul><li>Exige o constante desenvolvimento de habilidades pessoais (ação perigosa...?); </li></ul><ul><li>velocidade x qualidade </li></ul>
  7. 7. PRÉ-PLANEJAMENTO <ul><li>Deve conter, no mínimo: </li></ul><ul><ul><li>Funções; </li></ul></ul><ul><ul><li>Órgãos; </li></ul></ul><ul><ul><li>Etapas; </li></ul></ul><ul><ul><li>Evacuação; </li></ul></ul><ul><ul><li>Apoio logístico; </li></ul></ul><ul><ul><li>Divulgação de informações; </li></ul></ul><ul><ul><li>Desmobilização; </li></ul></ul><ul><ul><li>Avaliação; </li></ul></ul><ul><ul><li>Etc </li></ul></ul>
  8. 8. RESPOSTAS A ACIONAMENTOS <ul><li>Emergência (hora de ouro); </li></ul><ul><li>Moderada (permite planejamento); </li></ul><ul><li>Avaliativa (informações vagas, duvidosas) </li></ul><ul><li>Todas devem ser consideradas como verdadeiras, até que os fatos/evidências provem o contrário. </li></ul>
  9. 9. FONTES DE DADOS <ul><li>Pessoa que acionou; </li></ul><ul><li>Testemunhas/companheiros; </li></ul><ul><li>Familiares; </li></ul><ul><li>Estatísticas; </li></ul><ul><li>Documentos de registro de passagem; </li></ul><ul><li>Filmagens, fotos,meteorologia, mapas; </li></ul><ul><li>Vestígios importantes; </li></ul><ul><li>Etc. </li></ul>
  10. 10. OUTRAS FONTES DE DADOS <ul><li>Informantes: formas de contato com a equipe de resgate; </li></ul><ul><li>Reconhecimento: pontos observação, megafone, sinais, etc </li></ul><ul><li>Automóvel/casa/hotel/etc: bilhete orientando contatar a equipe de resgate. </li></ul>
  11. 11. DETERMINAÇÃO DA ÁREA DE BUSCA <ul><li>Métodos: </li></ul><ul><ul><li>Teórico; </li></ul></ul><ul><ul><li>Estatístico; </li></ul></ul><ul><ul><li>Subjetivo; </li></ul></ul><ul><ul><li>Mattson. </li></ul></ul>
  12. 12. MÉTODO TEÓRICO <ul><li>O raio da área de busca é determinado pela EXPECTATIVA DE DESLOCAMENTO da vítima; </li></ul>Exercício: M, 45, fotógrafo de pássaros, avistado no ponto x há 12h
  13. 13. X
  14. 14. MÉTODO ESTATÍSTICO <ul><li>O raio da área de busca é determinado pelo deslocamento teórico da vítima, considerando tabelas; </li></ul><ul><li>O centro é o último local onde foi avistada. </li></ul>Exercício: M, 15, estudante, asmático, avistado no ponto x há 10h
  15. 15. X
  16. 16. MÉTODO SUBJETIVO <ul><li>Intuição, acidentes naturais, indícios, experiência, etc; </li></ul><ul><li>Adequado quando é difícil determinar o último local onde foi avistada; </li></ul>Exercício: M, 15, estudante, asmático,
  17. 17. X
  18. 18. MÉTODO MATTSON <ul><li>Análise do mapa por 3 pessoas; </li></ul><ul><li>Características diversas; </li></ul><ul><li>Média dos palpites; </li></ul><ul><li>Democrático; </li></ul><ul><li>Reduz personalidades dominantes; </li></ul>Exercício: 3F, 20, 35, 12 , família fazendo caminhada pela mata, Ligou dizendo que estavam perdidas, próximas a uma montanha e a mais velha quebrou a perna.
  19. 19. A B D C F E G
  20. 20. Avaliação
  21. 21. PERGUNTAS <ul><li>? </li></ul>
  22. 22. FIM

×