Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Suplementação

140 views

Published on

Suplementação: A Base do Nelore Produtivo a Pasto

Published in: Business
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Suplementação

  1. 1. 14 I N F O R M A T I V O N E L O R E J A N D A I A M A I S P R O D U T I V I D A D E A P A S T O A parceria Nutripura/Nelore Jandaia teve seu início em novembro de 2007, sob a prerro- gativa de se utilizar no rebanho Nelore Jan- daia, suplementos e tecnologias que se mostrassem viáveis em rebanhos de gado de corte. Já se foram praticamente uma década de aprendizados e de tra- balho com um dos rebanhos que, sem dúvida alguma, merecem destaque no cenário da pecuária nacional. Esse material tem o intuito de descrever de ma- neira simples como é feito o trabalho técnico da Nu- tripura de recomendação de suplementos para as diferentes categorias animais do sistema de produ- ção do Nelore Jandaia. O trabalho de suplementação desenvolvido no Ne- lore Jandaia leva em consideração o objetivo central do Sr. William Koury de criar e selecionar nelore produtivo a pasto.A fazenda está situada no município de Gaúcha do Norte, onde ocorre atualmente todo o processo de melhoramento genético do Nelore Jandaia. O sistema de pastejo adotado na fazenda é o de pastejo contínuo. As pastagens são predominantemente formadas de bra- quiária. O clima da região é tropical com uma estaciona- lidade de produção bem definida onde podemos perce- ber cerca de 6 a 7 meses de período chuvoso e 5 a 6 meses de período seco, com índice pluviométrico médio SUPLEMENTAÇÃO: A BASE DO NELORE PRODUTIVO A PASTO nos últimos 15 anos de 2.013,20 mm. Para entender o programa de suplementação ado- tado no Nelore Jandaia é importante descrever as ca- racterísticas das forragens tropicais, pois elas são a base do nosso sistema de produção. É sabido que a maioria das forrageiras tropicais não apresentam as quantidades necessárias de nutrientes para atender as demandas de crescimento, desenvolvimento e re- produção de bovinos. Essa deficiência nutricional au- menta à medida que as forrageiras completam seu ci- clo de crescimento e/ou de acordo com o aumento da exigência nutricional da categoria em questão. Dessa forma, o objetivo da suplementação é de fornecer aos animais o que as forragens não conseguem suprir por si só, para alcançarmos as produções desejadas. De uma forma simplista levamos em consideração os seguintes fatores para definir o programa de suple- mentação do Nelore Jandaia. 01 Características das Pastagens; 02 Categoria Animal; 03 Metas; 04 Operacional; 05 Viabilidade. Dr. Lainer Leite Nutripura
  2. 2. I N F O R M A T I V O N E L O R E J A N D A I A 15 M A I S P R O D U T I V I D A D E A P A S T O As condições das pastagens são determinantes para o sucesso de um sistema de produção que visa produzir a pasto. Para isso devem ser contem- pladas as diferentes características das forragens ao longo das estações do ano (verão, outono, inver- no e primavera). Para visualizar esse fato podemos utilizar como exemplo dois extremos, uma forragem sendo colhida pelos animais em janeiro (verão) e a mesma forragem sendo colhida, após ser diferida, em agosto (inverno). São materiais completamente diferentes, com digestibilidades diferentes e essas diferenças precisam ser entendidas para o sucesso do programa de suplementação. A categoria animal que compõe o sistema tam- bém precisa ser considerada, pois cada categoria possui uma diferente exigência nutricional nas di- versas fases do processo. Metas bem definidas por categoria também são importantes para definirmos o programa de suple- mentação, pois através delas chegamos as exigên- cias dos animais. Após avaliar as características da pastagem e en- tendermos as exigências nutricionais dos animais (ca- tegoria animal e metas), temos condições de definir um programa de suplementação capaz de alcançar os resultados almejados. Não podemos esquecer, que criar parâmetros para acompanhar o programa de su- plementação, consumo dos suplementos e pesagens dos animais, são fundamentais para sabermos se es- tamos no caminho certo, e isso no Nelore Jandaia é feito a cada 3 meses. Não menos importante, os últimos dois fatores, viabilidade econômica do programa de suple- mentação associado a um operacional que a fazenda consiga realizar, completam os cuida- dos necessários na construção de um programa de suplementação bem sucedido. Por isso é de suma importância a participação da equipe da fazenda na implantação, condução e monitora- mento do programa. Abaixo descreveremos os objetivos de cada categoria: CRIA – Com uma estação de monta bem definida o objetivo dessa categoria é de dar as condições neces- sárias para que as novilhas, as primíparas e as va- cas alcancem o objetivo final de produzir um bezerro de qualidade por ano. Além da qualidade, nosso foco está em aproveitar a habilidade materna do rebanho para desmamar bezerros e bezerras pesados e bem desenvolvidos, sem suplementação de creep-feeding. Para isso essas fêmeas têm acesso a pastagens, em sistema de pastejo contínuo, e suplemento mineral aditivado, específicos para cada estação do ano, para atender as diferentes exigências nutricionais dessa categoria ao logo do ano. RECRIA – Após a desmama, iniciamos a fase de re- cria com o intuito de fazer com que esses bezerros e bezerras, recém-desmamados, tenham condições de continuar com boa performance no período de seca. Para isso, esses animais têm acesso a pastagens di-
  3. 3. 16 I N F O R M A T I V O N E L O R E J A N D A I A O sucesso dessa parceria pode ser observado em uma simples visita a Fazenda Kuluene. Lá pode- mos observar como as diversas categorias animais são criadas e o nível de suplementação que adota- mos em um sistema de produção que tranquilamen- te pode ser extrapolado para rebanhos de gado de corte comercial. O resultado final mostra como os pi- lares mais importantes da pecuária, nutrição, gené- tica, reprodução, sanidade e manejo aliados a uma gestão profissional podem resultar em uma atividade sustentável sócio-econômico e ambientalmente. Em resumo temos os seguintes suplementos por categoria: CRIA: suplemento mineral aditivado específico para cada estação do ano; RECRIA: suplemento proteico aditivado, com consu- mo de 1 grama por kg de peso vivo, específico para as estações de águas e seca. ENGORDA: suplemento energético aditivado, com consumo de 3 gramas por kg de peso vivo e confinamento. I N F O R M A T I V O N E L O R E J A N D A I A 05 Praça Vicentino Rodrigues da Cunha, 110 - Uberaba MG (Dentro do Parque Fernando Costa) (34) 3336-4691 VENHA EXPERIMENTAR NA PRÁTICA O RESULTADO FINAL DE UMA GENÉTICA SUCULENTA. feridas, com acesso a suplemento proteico aditivado de consumo de 1 grama por kg de peso vivo, balance- ado para atender as exigências de proteína e minerais dos animais nesse período. Dessa forma garantimos que esses animais continuem ganhando peso no pe- ríodo seco e ao mesmo tempo, tenham condições de ex- pressar todo seu potencial de ganho de peso no período de águas seguinte. O suplemento utilizado no período de águas, é um suplemento proteico aditivado, balance- ado para atender as exigências nutricionais dos animais com consumo de 1 grama por kg de peso vivo. Fazendo uma analogia ao gado comercial é hora de produzir @ com menor custo para diluir o preço da @ dos bezerros e bezerras. ENGORDA – Em gado comercial, a engorda objetiva prepara os animais para o abate. No Nelore Jandaia o processo é semelhante, porém o fim é diferente. Utilizamos as mesmas tecnologias de suplementos que utilizamos nos sistemas de gado de corte para o preparo dos animais para a venda. Esses animais são suplementados no período das águas com um suplemento energético aditivado com consumo de 3 gramas por kg de peso vivo. Durante 60 a 70 dias antes do leilão, esses animais são enviados para o confinamento para atingir o acabamento de carcaça semelhante ao de gado de corte.

×