A História de Belém através do estudo do Patrimônio Arquitetônico identificado nos TCC's da FAU-UFPA

4,786 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
4,786
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
78
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

A História de Belém através do estudo do Patrimônio Arquitetônico identificado nos TCC's da FAU-UFPA

  1. 1. A HISTÓRIA DE BELÉM ATRAVÉS DO ESTUDO DO PATRIMÔNIO ARQUITETÔNICO IDENTIFICADO NOS TCC’S DA FAU-UFPA Nayara Sales Barros Bolsista FAPESPA/UFPA – Discente do Curso de Arquitetura e Urbanismo Cybelle Salvador Miranda Doutora em Antropologia Professora FAU/PPGAU/UFPARESUMOEstudar e conhecer a história de um lugar pode ser feito de diversas maneiras, este artigotenta mostrar como é possível aprender sobre a história da cidade de Belém através dosTrabalhos de Conclusão de Curso que abordam o patrimônio arquitetônico, desenvolvidosna Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal do Pará. Nesse sentido,esclarece, através de uma pesquisa teórica, a relação entre patrimônio e conhecimento,para então apresentar seis TCC‟s que exemplificarão a abordagem observada a respeito doPatrimônio Arquitetônico de Belém. Por fim será exposto como tais trabalhos desenvolvidossobre patrimônio podem contribuir para o conhecimento das características que constituemtal sociedade, assim como para a noção de formação do pensamento coletivo culturaljuntamente com o próprio desenvolvimento da cidade de Belém.Palavras Chaves: Patrimônio, história e estudo arquitetônico de Belém.ABSTRACTStudy and learn the history of a place can be done in several ways, this article attempts toshow how you can learn about the history of the city of Belém through Course CompletionWorks that discuss the architectural patrimony, developed at the Faculty of Architecture andUrbanism, Federal University of Pará. Accordingly, explains, through a theoretical research,the relationship between heritage and knowledge, to then present six TCCs that exemplifyapproach observed about the architectural patrimony of Belém. Finally will be exposed assuch work on patrimony can contribute to the knowledge of the characteristics that constitutesuch a society, as well as for the notion of collective cultural thought training along with thedevelopment of the city of Belém.Key Words: Patrimony, history and architectural study of Belém.A história de Belém através do estudo do Patrimônio Arquitetônicoidentificado nos TCC’s da FAU-UFPA¹1. IntroduçãoConhecer a história da sociedade em que vivemos nos ajuda a entender a evoluçãoe o estágio em que se encontra o momento atual. Assim, estudar aquilo que fezparte da formação histórica de um lugar vem a ser uma maneira de se alcançar talafirmação. É com esse objetivo que muitas vezes se estuda o Patrimônio Cultural eArquitetônico de uma cidade, pois a partir dos mesmos é possível se conhecer epreservar a história de um povo.Contudo, faz-se necessário inicialmente notar que a compreensão de patrimôniocultural deve ser percebida a partir da noção deste como um conjunto que abarca
  2. 2. um acervo maior. Dessa forma, como cita Lemos (1981), o professor francês Huguesde Varine-Boham define, dentro do patrimônio cultural, três grandes categorias deelementos. Na primeira destas categorias há os elementos pertencentes à naturezae ao meio ambiente. A segunda se refere ao conhecimento, ao saber fazer, sendoestes os elementos não tangíveis do patrimônio cultural. E, na terceira, há os bensculturais (objetos, artefatos e construções) obtidos a partir do meio ambiente e dosaber fazer. Nesta terceira categoria podemos encontrar então o PatrimônioArquitetônico que, assim como Toledo (1984) afirma, inclui aquilo que o homemfabricou, geralmente com a natureza e seus conhecimentos, ou seja, com as duasprimeiras categorias.É preciso saber também a importância de se estudar e de se preservar o PatrimônioArquitetônico. Através da relação entre Patrimônio arquitetônico e conhecimentocultural, pode-se entender que o primeiro é capaz de proporcionar o segundo. Pois,tomando-se como noção norteadora, a idéia de que “ao preservar seu patrimôniohistórico-cultural a sociedade visa a seu crescimento humano” (TOLEDO, 1984, p.29), percebe-se que quando uma edificação é construída ela vem a exprimircaracterísticas de um período, como por exemplo, a arquitetura de Belém no Cicloda borracha que, por este ser um período de próspera economia, veio a se construirprédios mais ornamentados e requintados, seguindo linhas européias na tentativa dese copiar o que se considerava na época como de maior beleza.Outro fato interessante é a maneira como passa o tempo para um prédio, afinalmuitos destes acabam sofrendo alterações físicas e funcionais se adaptando àscaracterísticas de cada momento. Ou seja, as mudanças que muitas vezes ocorremem uma construção são reflexos das características dos pensamentos de umperíodo. Entender como se desenvolveu a evolução de uma sociedade nos fazperceber os motivos que a levaram ao estágio atual e, sabendo isto, deverá sefacilitar a procura por soluções de possíveis irregularidades. Além disso, a imagemde um edifício característico de uma época faz com que possamos identificar opassado que condicionou o presente, somos capazes assim de constituir e entendera identidade cultural e social de uma comunidade.Com isso, nota-se que o tema sobre a memória social muito depende dapreservação sistemática dos diversos segmentos do patrimônio cultural. E, paragarantir a compreensão de nossa memória social, deve-se preservar “o que forsignificativo dentro do vasto repertório de elementos componentes do PatrimônioCultural”. (LEMOS, 1981, p.29)Fonseca (2008) também fala sobre patrimônio ligado ao conhecimento de umasociedade, mostrando a relação entre este e à construção da nação. Percebe-se,assim, que tais autores contribuem para a afirmação de que o patrimônioarquitetônico guarda consigo muito da história de um povo.Dessa forma, se é possível conhecer e identificar a história de um lugar através deuma edificação, nos estudos sobre patrimônio arquitetônico isso não será diferente.Com isso, no desenvolvimento de trabalhos relacionados ao patrimônio arquitetônicoda cidade de Belém, é observado o quanto se pode aprender sobre a história damesma. Assim, em diversos Trabalhos de Conclusão do Curso de Arquitetura eUrbanismo da UFPA² podem-se encontrar uma abordagem que se utiliza de estudos
  3. 3. relacionados a uma edificação de valor histórico, mas que acaba contribuindo para acompreensão de determinados momentos da história da cidade de Belém.Através da pesquisa, poder-se-á identificar a contribuição do Curso de Arquiteturada UFPA na Preservação do Patrimônio Arquitetônico Paraense, e nodesenvolvimento de uma consciência de preservação, não só para aquelesenvolvidos com o curso, mas também para a população que habita e interage combens tombados no Pará.O curso de Arquitetura da Universidade Federal do Pará nasceu a partir de algunsfatores determinantes que colaboraram para a sua criação em 1964, dentre estes sedestacam o interesse de um grupo de engenheiros em complementar sua formaçãoa fim de assumirem a elaboração de projetos de arquitetura, competênciaprofissional própria do arquiteto, a política de expansão da Universidade, bem comoos grandes projetos na Amazônia e a criação de Brasília.Contudo, mesmo já existindo iniciativas quanto a Preservação do PatrimônioArquitetônico no Brasil, o curso de Arquitetura, em seus anos iniciais, não trazia nocurrículo disciplinas relacionadas à Preservação e Restauração do PatrimônioArquitetônico, mas já se preocupava com a História da Arquitetura. O Primeiroprofessor de História da Arquitetura, Donato Mello Jr., incentivou os alunos apesquisa sobre as condições de conforto térmico nas edificações históricas deBelém. Deste trabalho acadêmico, o professor Roberto de La Rocque Soares tiroupartido para realizar pesquisa formal sobre as Rocinhas de Belém, tipologiahabitacional hoje quase desaparecida, e que redundou na publicação de um livro em1996. Apesar disso, dentre os demais cursos de Arquitetura do país, foi o curso daUFPA que tomou a iniciativa de inclusão das matérias de Preservação eRestauração no seu Currículo, com as alterações realizadas em 1991, adicionando-se também maior carga horária para as disciplinas relacionadas à História daArquitetura.2. Os estudos desenvolvidos nos TCC’s da FAU-UFPADesde a década de 1980 percebe-se, nos Trabalhos de Conclusão de Curso(TCC‟s) da FAU-UFPA, a utilização de temas que abordam de alguma forma opatrimônio arquitetônico paraense. São encontrados levantamentos completos deantigas edificações de Belém, projetos de restauração e de readequação paradiferentes contextos, pesquisas históricas e iconográficas de diversos momentos eépocas da cidade, entre outras informações. Para exemplificar os estudosdesenvolvidos nos TCC‟s foram escolhidos seis trabalhos em que se notaramabordagens diferenciadas entre eles, mas que puderam demonstrar como sedesenvolve os demais trabalhos produzidos no decorrer do curso de arquitetura eurbanismo da UFPA.O primeiro trabalho escolhido foi o da aluna Sylvia Helena Mota Pereira e Silva,intitulado “Rua João Alfredo Ontem, Hoje, e Amanhã?” (1985), teve como objetivoa análise das condições da Rua João Alfredo na década de 1980, em comparação àsituação da mesma no início do século XX. Assim, a partir da identificação dasmudanças ocorridas na área analisada são propostas melhorias a fim de conciliar ointeresse comercial com a preservação das características originais dos prédios.
  4. 4. Dessa forma, este TCC, além de uma pesquisa histórica da cidade de Belém e daárea de estudo, possui também um trabalho de levantamento das edificações daRua João Alfredo (figura 01), no perímetro compreendido entre a Praça Visconde doRio Branco e a Av. Portugal. Este levantamento foi feito através de um fichamentobaseado em critérios como o uso do solo, época e estado de conservação dasedificações, volumetrias, entre outros aspectos, e também a partir de umlevantamento fotográfico das 71 edificações que estão localizadas na área deestudo. A proposta é composta por uma prancha com sugestões para um tratamentopaisagístico da Rua João Alfredo, assim como por um desenho de um trecho da ruacomparando os prédios com suas fachadas no ano de 1985 cobertas porpropagandas, e, os mesmos prédios, com a situação sugerida no trabalho para acolocação de anúncios nas fachadas. Com isso, percebe-se uma abordageminterventiva para um trecho de uma rua de importante valor histórico para a cidadede Belém, ou seja, vai além de projetos para apenas uma edificação, porém interferesomente nas fachadas dos prédios da área analisada, visando assim um tratamentomais estético naquilo proposto. Figura 01: Vista da Rua João Alfredo, vendo-se o quarteirão compreendido entre a Tv. Sete de Setembro e a Rua São Mateus, atual Padre Eutíquio, 1908. Fonte: Silva (1985)Outro trabalho que também não foca em apenas uma edificação, porém faz umestudo diferente do já descrito é o trabalho “O Ecletismo na ArquiteturaResidencial de Belém” (1986). Este TCC descreve o contexto socioeconômico deBelém no final do século XIX, as influências ecléticas na arquitetura brasileira e nacidade em questão, no mesmo período, e analisa os aspectos físicos do sítio urbanoda capital paraense. Além disso, é desenvolvido um levantamento onde sãoexpostas fotos seguidas de uma pequena descrição das características construtivase ornamentais de 42 edificações ecléticas de Belém.Para exemplificação e maior entendimento da aplicação deste estilo na arquiteturabelenense é feita uma análise de quatro edificações, observando aspectos como oconforto térmico, os sistemas construtivos e os materiais empregados nas mesmas.Assim é feito um levantamento completo de tais edificações classificadas comosendo uma residência popular, uma de padrão médio e duas de padrão alto. Nestelevantamento encontram-se desenhos que esboçam plantas baixas, cortes,
  5. 5. elevações, detalhes de esquadrias, enfim, um estudo completo de tais edificações.Contudo, não é desenvolvida nenhuma proposta que intervenha nas edificaçõeslevantadas, mas realiza uma ampla análise identificadora das características daarquitetura eclética no Pará.Ainda não contendo uma proposta interventiva, mas uma ampla pesquisa sobre umaimportante edificação histórica de Belém ressalta-se o trabalho das alunas AnésiaMeira de Macedo e Sandra Barreto Motta Guimarães. Com o título “O MercadoMunicipal: a arquitetura de ferro e a obra do arquiteto Bolonha” (1986), estetrabalho faz um estudo sobre a arquitetura ferro, a época em que foi empregada emBelém, quais as formas de sua utilização, os preconceitos gerados pelaindustrialização da obra arquitetônica e o que ela representou na época. Além disso,há também “uma síntese da vida do Arquiteto Bolonha, que se destacou de formamais expressiva na realização de obras de ferro, tanto quanto idealizador, comoconstrutor” (MACEDO e GUIMARÃES, 1986, p. 07).Deste arquiteto foram selecionadas dez obras, que, apesar de terem característicase utilizações diferentes, retratam bem o estilo peculiar do autor. De cada obra foifeito um estudo, incluindo seu histórico e descrição em termos arquitetônicos, dandoênfase às técnicas construtivas utilizadas. Contudo, foi escolhido o prédio doMercado Municipal (figura 02) para um estudo mais aprofundado, mostrando toda asua trajetória desde a construção inicial, passando pela reforma onde foi adicionadasua estrutura pré-fabricada em ferro, até a situação do mesmo naquele ano de 1986.Mesmo não possuindo nenhum projeto de intervenção, este TCC destaca que “arestauração e preservação deste prédio são fatores de maior importância”(MACEDO e GUIMARÃES, 1986, p. 126), na tentativa de sensibilizar as autoridadescompetentes e o povo belenense da necessidade urgente de revitalização daedificação em estudo, naquele ano. Figura 02: Vista interna do Mercado Municipal. Fonte: Macedo e Guimarães (1986).Já com uma abordagem um pouco diferenciada, mas também se utilizando, comoobjeto de estudo, de uma edificação de significativo valor histórico, observa-se oTCC “Resgate de uma parte da história de Belém” (1994). A partir de umaproposta básica de restauro da Igreja de São João Batista, este trabalho objetiva
  6. 6. preservar um dos componentes da história da capital paraense. O estudodesenvolvido contém, então, um levantamento dos desenhos originais de Landi paraa igreja, seguido por um grande levantamento das condições da mesma em meadosda década de 1990, assim como dos objetos decorativos encontrados, sendo feito,em colaboração com o IBPC³, um inventário dos mesmos. É realizada ainda umaanálise qualitativa-quantitativa de cada ambiente da edificação e até de suacobertura, sendo isso feito em forma de fichas, descrevendo aquilo existente eaquilo proposto.Além disso, antes de ser descrito o projeto de restauração da igreja, foi feito umestudo histórico do contexto de surgimento da mesma em 1622, e também dastransformações nela ocorridas no decorrer dos anos, como, por exemplo, quando amesma foi reformulada em 1777, adquirindo os traços de Landi (figura 03).Encontra-se ainda, neste trabalho, além do projeto de restauração da igreja, umprojeto de revitalização do largo de São João. Figura 03: Desenho de Landi para a Igreja de São João Batista. Fonte: Messias, Souza e Barra (1994).Com um objeto de estudo parecido, ou seja, uma edificação religiosa de traçoslandianos o TCC “Projeto básico de restauro para a Igreja de Nossa Senhoradas Merçês” (2000) se constitui por um levantamento bibliográfico, abordando ahistória do templo, a situação cronológica do mesmo na história da cidade e aintervenção de Landi na sua construção; por um amplo levantamento cadastralanalisando o grau de deterioração e de descaracterização do bem; e por umlevantamento do entorno da igreja, verificando a altura e largura das fachadas, graude descaracterização, uso do solo, programação visual, equipamentos urbanos,nível de preservação, entre outros aspectos.Foram realizados ainda, entrevistas com a comunidade local para obteção dasimpressões que a Igreja transmitia no que diz respeito a memória e a historicidadedo templo, e um diagnóstico que trata do estado atual da edificação em relação aograu de deterioração da mesma. Por fim, baseando-se nas idéias dos principaisautores das teorias do restauro, entre eles são citados Alois Riegl e Cesare Brandi, aproposta desenvolvida procura o máximo aproveitamento dos ambientes do templo,criando assim espaços que sejam destinados ao desenvolvimento de atividades
  7. 7. culturais e também para aluguel, no intuito de prover fundos de manutenção do bemrestaurado, respeitando ainda as linhas originais da igreja, estas que tiveram aintervenção do arquiteto Landi.No trabalho “Projeto de Restauro: residência do senhor Mariano Klautau Filho”(2001) também é desenvolvida uma proposta de intervenção, mas esta além darestauração prevê um novo uso para edificação além do de residência. Todavia,inicialmente é exposta uma pesquisa do contexto histórico ao qual o início daconstrução da casa estava inserido, ou seja, entre 40 e 60 do século XIX. Também éapresentada a própria história da edificação e das mudanças de proprietários, sendologo depois descrita a utilização atual da mesma, assim como um levantamentofísico com a descrição e composição de alguns detalhes construtivos da residência(figura 04). Além disso, é elaborada uma análise e um diagnóstico onde sãodeterminados o grau e locais que necessitam de restauração, evidenciando osdanos encontrados.Posteriormente é proposto um projeto de restauro do prédio baseado nos conceitosdefinidos pela “Carta de Veneza”, por Viollet Le Duc, Camilo Boito, Riegl e tambémnos definidos por Cézare Brandi em sua “Carta Del Restauro”, Assim, é elaborada aproposta de restauro e adequação de uso, incluindo, além do uso de residência,uma galeria de fotografias. Figura 04: Residência do Senhor Mariano Klautau Filho. Fonte: Imagem adaptada de Bechara (2001).3. ConclusãoNas pesquisas desenvolvidas para a elaboração dos TCC‟s levantados foipercebida, então, uma abordagem em que, ao levantar informações sobre asedificações históricas de Belém, pode se identificar também dados relativos adeterminados períodos da história da mesma cidade. Além disso, tais trabalhostrazem temas diferenciados, mas ainda assim relacionados ao patrimônioarquitetônico de Belém, o que resulta em variadas pesquisas contribuintes para sedesvendar também a evolução de muitas áreas da capital paraense.Os seis TCC‟s escolhidos tratam de edificações ou lugares de grande relevânciahistórica para a cidade de Belém. Dessa forma, nos trabalhos citados que utilizaram,como objeto de estudo, as igrejas de São João Batista e das Merçês, são feitos
  8. 8. levantamentos históricos e também cadastrais, junto ainda de propostas de restauroe manutenção, incentivando, portanto a preservação das edificações em questãoque fizeram parte do período colonial de Belém, assim como de outros momentos dacidade. Este fato proporcionou com que tais igrejas passassem por alteraçõessignificavas, demonstrando em suas próprias estruturas parte do desenvolvimentoda história belenense.Já nos trabalhos que fazem uso do Mercado Municipal e de uma residência comoobjeto de estudo, notam-se também a importância de preservar outros tipos deedificações históricas, mesmo aquelas comerciais, como o Mercado, até aquelasque às vezes passam despercebidas como as residências. Cada uma tem seurelativo valor, o Mercado, por exemplo, faz parte da arquitetura de ferro identificadaem Belém revelando mais um período característico da cidade, o “Ciclo daBorracha”, que se caracterizou também por uma sociedade ostentadora de suasriquezas, capaz de comprar edificações inteiras de outros países, como foi o caso doMercado Municipal. Quanto à residência citada, ou seja, a do Senhor MarianoKlautau Filho, observa-se o fato desta pertencer a um conjunto de edificaçõeshistóricas do bairro da Campina, o que possibilita, através da preservação dasmesmas, a constituição de uma área de grande caráter histórico patrimonial. A estaárea pertence a rua João Alfredo, objeto de estudo de outro TCC citado, percebe-seentão que tais trabalhos ressaltam e incentivam a preservação de uma área derelativo interesse histórico, capaz de se fazer conhecer parte da evolução física dacidade de Belém.Mencionou-se ainda um trabalho que trata da arquitetura eclética em Belém, este fazum levantamento de diversas edificações do referido estilo, identificando um grandenúmero das mesmas, e fazendo se perceber assim que o Ecletismo apresenta-seem Belém de maneira significativa em diversos pontos da cidade. Ressalta-se entãoa importância da preservação destas edificações ecléticas, que tambémcaracterizam a história de Belém, assim como o próprio espaço físico da mesmacidade.Entretanto, não só nos trabalhos citados identificam-se estudos relativos aopatrimônio, são mais de 60 trabalhos que incentivam ou abordam a restauração ou apreservação de diversas edificações históricas de Belém. Estudar o patrimônioarquitetônico é estudar a história da construção de uma sociedade. Assim, osestudos desenvolvidos nos TCC‟s da FAU-UFPA expõem parte de uma arquiteturaque passou por diversos momentos da história da cidade de Belém, comprovando-se então o quanto é possível aprender e conhecer a história através da arquitetura.Por isso, ao se incentivar a preservação do patrimônio arquitetônico, estamostambém contribuindo para preservação e manutenção daquilo que tambémcaracteriza a identidade de uma sociedade, ou seja, a sua história.Nesse sentido, cada TCC exposto exemplifica através de um levantamento detécnicas construtivas e de elementos decorativos as características do pensamentode uma sociedade. Percebe-se com isso que a história de uma edificação seentrelaça com a história da sua cidade, afinal uma edificação carrega em suaestrutura as marcas físicas do tempo e da história, fazendo-se então se identificar aimportância da preservação do patrimônio arquitetônico.Notas:
  9. 9. (1) Artigo desenvolvido a partir do plano de trabalho “A influência do curso de Arquitetura da UFPA naPreservação e Restauração do Patrimônio Arquitetônico Paraense”, vinculado ao projeto de pesquisa“Panorâmica do Curso de Arquitetura da Universidade Federal do Pará: da „Escola‟ à Faculdade”, orientado pelaProfª Cybelle Miranda.(2) Universidade Federal do Pará.(3) Instituto Brasileiro de Patrimônio Cultural.Referencias:BATISTA, Marielza; GAMA, Raymara; OHANA, Tayana. Projeto básico de restauro para aIgreja de Nossa Senhora das Merçês. 2000, 179 folhas e 2 v. de anexos. Trabalho deConclusão de Curso (Graduação) – Universidade Federal do Pará, Faculdade de Arquiteturae Urbanismo. Belém, 2000.BECHARA, Lourenço Augusto da Costa. Projeto de Restauro: residência do senhorMariano Klautau Filho. 2001, 89 folhas. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) –Universidade Federal do Pará, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. Belém, 2001.FONSECA, M. C. L. A Pesquisa Histórica na promoção do Patrimônio. Anais da I Oficina dePesquisa: a pesquisa histórica no IPHAN/Coordenação-Geral de Pesquisa, Documentação eReferência. – Rio de Janeiro; IPHAN, Capedoc, 2008.LEMOS, Carlos A.C. O que é Patrimônio Histórico. São Paulo: Editora Brasiliense, 1981.MACEDO, Anésia Meira de; GUIMARÃES, Sandra Barreto Motta. O Mercado Municipal: aarquitetura de ferro e a obra do arquiteto Bolonha. 1986, 135 folhas. Trabalho de Conclusãode Curso (Graduação) – Universidade Federal do Pará, Faculdade de Arquitetura eUrbanismo. Belém, 1986.MESSIAS, Renata Sbrama; SOUZA, Viviane Lima de; BARRA, Cecília Braga. Resgate deuma parte da história de Belém. 1994, 3 v. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação)– Universidade Federal do Pará, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. Belém, 1994.OLIVEIRA, Ana Cristina K. de; PENNA, Cristina Maria de P.; LIMA, José Júlio Ferreira. OEcletismo na Arquitetura Residencial de Belém. 1986, 412 folhas. Trabalho deConclusão de Curso (Graduação) – Universidade Federal do Pará, Faculdade de Arquiteturae Urbanismo. Belém, 1986.SILVA, Sylvia Helena Mota Pereira e. Rua João Alfredo Ontem, Hoje, e Amanhã? 1985,45 folhas. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) – Universidade Federal do Pará,Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. Belém, 1985.TOLEDO, Benedito Lima de. Bem Cultural e Identidade Cultural. Revista do PatrimônioHistórico e Artístico Nacional. Rio de Janeiro, n. 20, p. 29-32, 1984.Nayara Sales BarrosParticipação no laboratório de maquetes do projeto “Maquetes de Miriti: a arte popular comoinstrumento de educação patrimonial” (2008). Bolsista da PROAD – Pró-Reitoria deAdministração, no Fórum Landi/Escritório Modelo (2010). Bolsista da Pesquisa “Panorâmicado curso de Arquitetura da UFPA: da „Escola‟ à Faculdade” LAMEMO/FAU/UFPA(2010/2011)Cybelle Salvador MirandaDoutora em Antropologia. Professora da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo e doPrograma de Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo – UFPA. Coordenadora doLaboratório de Memória e Patrimônio Cultural (FAU/UFPA).

×