Araucária
MICROSPORÓFILOS
MICROSTRÓBILO - ESTRÓBILO
MASCULINO
microsporângios
microsporófilo
MICROSTRÓBILO
Microsporófilo
Estróbilo
Microsporângios
Microsporócitos
(2n)
Microsporócitos
(2n)
Célula
do tubo
(n)
Célula Generativa
(n)
R!
Meiose mitose
Microsporângios
(em corte)
Microsporófilo M...
Célula do tubo
ou vegetativa (n)
Célula
Generativa
(n)
Parede
tubo
polínico
ou
Núcleos
espermáticos
(n)
Grão de pólen
Núcl...
ESTRÓBILOS
FEMININOS
SEMENTESSEMENTES
Estróbilo
Megasporófilo
Megasporócito
(2n)
óvulos
Megasporângio
R!
Meiose
Megasporófilo
Megásporo
funcional
(n)
Megásporos em
degeneração
Micrópila
Desenvolvimento
Arquegôn...
POLINIZAÇÃOPOLINIZAÇÃO
Grãos de pólen
Eixo do estróbilo
Estróbilo
Óvulo
Megas-
porófilo
FECUNDAÇÃOFECUNDAÇÃO
Núcleos espermáticos (n)
Oosfera
(n)
Tubo
polínico
Núcleo
zigótico
(2n) Gametófito
(n)
Micrópila
Arqu...
EMBRIÃO DIPLÓIDE
ENDOSPERMA
HAPLÓIDE
COTILÉDONES DIPLÓIDES
CASCA DIPLÓIDE
SEMENTESEMENTE
PINHÃOPINHÃO
MEGASTRÓBILOMEGASTRÓBILO
CONE E SEMENTES DECONE E SEMENTES DE
AraucáriaAraucária
ANGIOSPERMASANGIOSPERMAS
Ciclo Reprodutivo
PARTE II
ANDROCEU
Anteras
Filete
EE
SS
TT
AA
MM
EE
Filete
Antera
Conectivo
Estames em vista dorsalEstames em vista frontal
Linha de
abertura
da antera Filete
Lojas
Pólen
Conectivo
Antera cortada transversalmente
Antera em corte
Célula-mãe
do pólen
Microsporócito
(2n)
Micrósporos
(n)
MEIOSE
Grãos de pólen
Micrósporos
N
Célula vegetativa
Núcleo gerador
mitose
Grão de pólen
Célula vegetativa
Célula geradora
ou
reprodutora
Núcleo
vegetativo
N
Núcleos espermáticos
N
GAMETÓFITO MASCULINOGAMETÓFITO...
GINECEU
Estigma
Ovário
Estilete
Óvulo
Megasporócito
(2n)
Megásporos
(n)
Parede do ovário
Megásporos
(n)
3 Megásporos em
degeneração (n)
Megásporo
funcional (n)
Tegumentos
(2n)
Megásporos em
degeneração (n)
Megásporo
funcional (n)
1ª Mitose
2ª Mitose
3ª Mitose
Gametófito
feminino
Megásporo em
desenvolvimento
Sinérgides
(n)
Oosfera
(n)
Núcleos polares
(n)Antípodas
(n)
Óvulo maduroÓvulo maduro
Saco embrionário
ou Gametófito
Óvulo fecundado Semente
FrutoOvário
Antera
Flor
hermafrodita
Óvulo
Micrósporos
(n)
Oosfera
Antera
Óvulo
Grãos
de pólen
(n)
meiose
Gametófito
(saco
embrionário)
Oosfera
mitose
Grãos
de pólen
Oosfera
Gametófit
o
(tubo
polínico)
Zigoto em
formação
Núcleos
espermáticos
(n)
Zigoto em
formação
Semente
Embrião
(2n)
Endosperma
secundário
(3n)
Casca
2N
Esporófito
(2n)
Germinação da semente
Aula 2
Estrutura da flor
Crescimento do fruto e da semente
Formação do saco
embrionário e da
oosfera
Formação do
megásporo
Formação do
micrósporo
Formação do
microgametófito
e dos gametas
• Esquema de
algumas variações
encontradas na
estrutura da
esporoderme nas
angiospermas.
A - Grão de pólen
acetolizado de ...
Ciclo de vida de uma
angiosperma. 1 - Semente. 2 -
Esporófito maduro apresentando
uma flor (3) contendo
microsporângios re...
• Desenvolvimento embrionário em uma dicotiledônea . A - Seção longitudinal de um óvulo contendo saco
embrionário maduro (...
A Semente
ANGIOSPERMASANGIOSPERMAS
Angios = vaso, urna
sperma=semente
Variabilidade em
sementes.
A - Swartzia simplex
(fruto aberto com
semente). B - Abarema
lusoria. C - Ormosia
arborea (frut...
Flores do cajueiro com
ovários súperos
ovários súperos
fecundados =
CASTANHA=FRUTO
VERDADEIRO!
Receptáculo floral crescido...
Infrutescência em espiga-
monocotiledôneas - gramíneas
Monocotiledôneas
• Flores trímeras
• Sementes com
cotilédone único
• Folhas paralelinérvias
• Caule estipe ou colmo
• Raíz...
Monocotiledônea
• Raízes adventíceas
• Nós e entre-nós: colmo
• Folhas com bainhas
Ovário fecundado= fruto
Óvulo fecundado = Semente
Oosfera fecundada= zigoto
Colmo e estipe:
Dicotiledôneas
• Frutos com 2 ou
5 lojas ou
múltiplos
• Feixes vasculares
ao redor de um
cilindro central-
cambio vascular...
Caules colmo e tronco: Câmbio
vascular em anel permite
crescimento em espessura
Reprod gimnoeangio 3ser ionara
Reprod gimnoeangio 3ser ionara
Reprod gimnoeangio 3ser ionara
Reprod gimnoeangio 3ser ionara
Reprod gimnoeangio 3ser ionara
Reprod gimnoeangio 3ser ionara
Reprod gimnoeangio 3ser ionara
Reprod gimnoeangio 3ser ionara
Reprod gimnoeangio 3ser ionara
Reprod gimnoeangio 3ser ionara
Reprod gimnoeangio 3ser ionara
Reprod gimnoeangio 3ser ionara
Reprod gimnoeangio 3ser ionara
Reprod gimnoeangio 3ser ionara
Reprod gimnoeangio 3ser ionara
Reprod gimnoeangio 3ser ionara
Reprod gimnoeangio 3ser ionara
Reprod gimnoeangio 3ser ionara
Reprod gimnoeangio 3ser ionara
Reprod gimnoeangio 3ser ionara
Reprod gimnoeangio 3ser ionara
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Reprod gimnoeangio 3ser ionara

1,233 views

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,233
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
27
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Reprod gimnoeangio 3ser ionara

  1. 1. Araucária
  2. 2. MICROSPORÓFILOS MICROSTRÓBILO - ESTRÓBILO MASCULINO
  3. 3. microsporângios microsporófilo MICROSTRÓBILO
  4. 4. Microsporófilo Estróbilo Microsporângios Microsporócitos (2n)
  5. 5. Microsporócitos (2n) Célula do tubo (n) Célula Generativa (n) R! Meiose mitose Microsporângios (em corte) Microsporófilo Micrósporos (n) gametófito masculino jovem
  6. 6. Célula do tubo ou vegetativa (n) Célula Generativa (n) Parede tubo polínico ou Núcleos espermáticos (n) Grão de pólen Núcleo da célula do tubo
  7. 7. ESTRÓBILOS FEMININOS SEMENTESSEMENTES
  8. 8. Estróbilo Megasporófilo Megasporócito (2n) óvulos
  9. 9. Megasporângio R! Meiose Megasporófilo Megásporo funcional (n) Megásporos em degeneração Micrópila Desenvolvimento Arquegônios com oosferas (n) mitose Gametófito (megaprótalo)Megasporófilos Megasporócito (2n) óvulos
  10. 10. POLINIZAÇÃOPOLINIZAÇÃO Grãos de pólen Eixo do estróbilo Estróbilo Óvulo Megas- porófilo
  11. 11. FECUNDAÇÃOFECUNDAÇÃO Núcleos espermáticos (n) Oosfera (n) Tubo polínico Núcleo zigótico (2n) Gametófito (n) Micrópila Arque gônio
  12. 12. EMBRIÃO DIPLÓIDE ENDOSPERMA HAPLÓIDE COTILÉDONES DIPLÓIDES CASCA DIPLÓIDE SEMENTESEMENTE
  13. 13. PINHÃOPINHÃO MEGASTRÓBILOMEGASTRÓBILO CONE E SEMENTES DECONE E SEMENTES DE AraucáriaAraucária
  14. 14. ANGIOSPERMASANGIOSPERMAS Ciclo Reprodutivo PARTE II
  15. 15. ANDROCEU Anteras Filete EE SS TT AA MM EE
  16. 16. Filete Antera Conectivo Estames em vista dorsalEstames em vista frontal
  17. 17. Linha de abertura da antera Filete Lojas Pólen Conectivo Antera cortada transversalmente
  18. 18. Antera em corte Célula-mãe do pólen Microsporócito (2n) Micrósporos (n) MEIOSE
  19. 19. Grãos de pólen Micrósporos N Célula vegetativa Núcleo gerador mitose Grão de pólen
  20. 20. Célula vegetativa Célula geradora ou reprodutora Núcleo vegetativo N Núcleos espermáticos N GAMETÓFITO MASCULINOGAMETÓFITO MASCULINO mitose
  21. 21. GINECEU Estigma Ovário Estilete
  22. 22. Óvulo Megasporócito (2n) Megásporos (n) Parede do ovário
  23. 23. Megásporos (n) 3 Megásporos em degeneração (n) Megásporo funcional (n) Tegumentos (2n)
  24. 24. Megásporos em degeneração (n) Megásporo funcional (n)
  25. 25. 1ª Mitose
  26. 26. 2ª Mitose
  27. 27. 3ª Mitose
  28. 28. Gametófito feminino Megásporo em desenvolvimento
  29. 29. Sinérgides (n) Oosfera (n) Núcleos polares (n)Antípodas (n) Óvulo maduroÓvulo maduro Saco embrionário ou Gametófito
  30. 30. Óvulo fecundado Semente FrutoOvário
  31. 31. Antera Flor hermafrodita Óvulo
  32. 32. Micrósporos (n) Oosfera Antera Óvulo Grãos de pólen (n) meiose Gametófito (saco embrionário) Oosfera mitose
  33. 33. Grãos de pólen Oosfera Gametófit o (tubo polínico) Zigoto em formação Núcleos espermáticos (n)
  34. 34. Zigoto em formação Semente Embrião (2n) Endosperma secundário (3n) Casca 2N Esporófito (2n) Germinação da semente
  35. 35. Aula 2 Estrutura da flor Crescimento do fruto e da semente
  36. 36. Formação do saco embrionário e da oosfera Formação do megásporo
  37. 37. Formação do micrósporo Formação do microgametófito e dos gametas
  38. 38. • Esquema de algumas variações encontradas na estrutura da esporoderme nas angiospermas. A - Grão de pólen acetolizado de Ilex paraguariensis. Barra = 5 µm. B - Eletromicrografia de transmissão de grão de pólen de Ilex paraguariensis mostrando os estratos da esporoderme e as aberturas. Barra = 2 µm.
  39. 39. Ciclo de vida de uma angiosperma. 1 - Semente. 2 - Esporófito maduro apresentando uma flor (3) contendo microsporângios reunidos em anteras (4), os quais formam, por divisão reducional (R), os micrósporos, que originam os gametófitos masculinos (5) no interior da antera. 6 - Óvulo contendo o gametófito feminino (8). 7 Tubo polínico alcançando o gametófito feminino. Os dois gametas no interior do tubo polínico se fundem com a oosfera e com a célula média (S), originando o endosperma triplóide (9) e o embrião zigótico diplóide (10), o qual origina um novo esporófito.   Formação do tubo polínico e fecundação dupla dentro do gametófito feminino = óv
  40. 40. • Desenvolvimento embrionário em uma dicotiledônea . A - Seção longitudinal de um óvulo contendo saco embrionário maduro (a = antípodas; cm = célula média; o-oosfera; si-sinergides; t-tegumento). B-I - Etapas da embriogênese inicial (seções longitudinais). B - Zigoto. C - Proembrião bicelular (ca-célula apical; cb-célula basal). D - Proembrião após primeira divisão celular (a partir da célula basal) para formação do suspensor. E - Proembrião após divisão longitudinal da célula apical. F - Proembrião no estádio de quadrante. G - Proembrião no estádio de octante. H - Proembrião em estádio globular inicial (pr-protoderme). I - Proembrião em estádio globular tardio (su- suspensor). J, L-N - Seções longitudinais do embrião propriamente dito em sucessivos estádios de desenvolvimento. Em J, L e M os protoplastos foram omitidos de modo a ressaltar o formato das células. J - Embrião em fase de transição da simetria axial para bilateral e início da emergência dos cotilédones (setas). K - Seção transversal do embrião no mesmo estádio de desenvolvimento mostrado em J. A linha tracejada em J indica o nível no qual a seção foi realizada. L - Embrião no estádio de coração (mf-meristema fundamental; pc-procâmbio). M - Embrião em estádio de torpedo inicial (co-coifa). N - Embrião no estádio de torpedo tardio (c = cotilédones; ehr = eixo hipocótilo-radicular; mac = meristema apical do caule; mar = meristema apical da radícula). Seção longitudinal de uma semente em desenvolvimento, contendo embrião no estádio de torpedo (e-embrião; en-endosperma).
  41. 41. A Semente
  42. 42. ANGIOSPERMASANGIOSPERMAS Angios = vaso, urna sperma=semente
  43. 43. Variabilidade em sementes. A - Swartzia simplex (fruto aberto com semente). B - Abarema lusoria. C - Ormosia arborea (fruto aberto com semente). D - Delonix regia. E - Canavalia ensiforme. F - Stizolobium aterrimum. G - Ricinus communis. H - Swietenia macrophylla. I - Luehea divaricata. J - Pithecoctenium echinatum. K - Spathodea campanulata. L - Stenolobium stans. M - Lafoensia pacari. N - Pseudobombax grandiflorum. O - Gossypium herbaceum. P - Asclepias curassavica (fruto aberto com sementes). Q - Echrites sp. R a U - Jacaratia spinosa (R - semente com sarcotesta. S - sem sarcotesta. T a U - com mucilagem).
  44. 44. Flores do cajueiro com ovários súperos ovários súperos fecundados = CASTANHA=FRUTO VERDADEIRO! Receptáculo floral crescido após a fecundação= PSEUDOFRUTO= CASTANHA DE CAJÚ
  45. 45. Infrutescência em espiga- monocotiledôneas - gramíneas
  46. 46. Monocotiledôneas • Flores trímeras • Sementes com cotilédone único • Folhas paralelinérvias • Caule estipe ou colmo • Raízes fasciculares ou adventíceas • Exemplos: • Gramíneas, Orquídeas, • Palmeiras, Liliáceas
  47. 47. Monocotiledônea • Raízes adventíceas • Nós e entre-nós: colmo • Folhas com bainhas
  48. 48. Ovário fecundado= fruto Óvulo fecundado = Semente Oosfera fecundada= zigoto
  49. 49. Colmo e estipe:
  50. 50. Dicotiledôneas • Frutos com 2 ou 5 lojas ou múltiplos • Feixes vasculares ao redor de um cilindro central- cambio vascular em anel- crescimento em espessura
  51. 51. Caules colmo e tronco: Câmbio vascular em anel permite crescimento em espessura

×