Quimica em nosso_corpo

1,061 views

Published on

Para 1S_ experimento atividade enzimática

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,061
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
10
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Quimica em nosso_corpo

  1. 1. 1 BIOLOGIAEQUÍMICA A QUÍMICA QUE EXISTE EM NOSSO CORPO ATIVIDADE 4 OBSERVE AS ORIENTAÇÕES PARA O TRABALHO COM ESTAS ATIVIDADES NA SALA DE AULA. Quando estudamos isoladamente Química e Biologia, muitas vezes pensamos: Como a Química parece distante de nossa vida! Nessa atividade envolvendo as aulas 14 de Biologia e 38 de Química tentaremos demonstrar o contrário. Vale ressaltar que no decorrer do curso, vocês terão a oportunidade de perceber que a afinidade das aulas não se restringe somente a essas aulas. Para começar o interessante é fazer uma retomada dos conteúdos estudados nessas duas aulas. Vocês irão se perguntar: O que tem haver a chuva ácida com a digestão dos alimentos que ingerimos? Calma, muita calma nessa hora! Realmente teremos dificuldade de estabelecer relações, porém se observarmos que a aula faz menção e explica os conceitos de ácidos, bases, neutralização de ácidos e pH, observaremos que esses assuntos irão nos auxiliar em um melhor entendimento de como ocorre a digestão dos alimentos em nosso organismo. Para entender como acontece a digestão em nosso corpo apresentamos, nesse material 5, experiências que podem ser realizadas em sala de aula. Possibilitando a nossos alunos perceberem, através dessas atividades, que nosso corpo é um laboratório químico ambulante. As experiências que serão realizadas pelos alunos, são sugestões apresentadas na Revista Nova Escola do mês de setembro de 2005, com adaptações para atender nossos objetivos. A seguir vocês irão encontrar os conteúdos para auxiliar o bom aproveitamento das atividades sugeridas. Vamos exercitar nossas mentes!!!! Bom trabalho! CARO MONITOR A QUÍMICA QUE EXISTE EM NOSSO CORPO ATIVIDADE 4 atividade_04_biologia e quimica_ok.pmd 5/3/2007, 16:031
  2. 2. 2 CARO ALUNO VAMOS PARA MAIS UMA ATIVIDADE, QUE CERTAMENTE IRÁ COLABORAR MUITO PARA SUA APRENDIZAGEM A partir das aulas 14 de Biologia e 38 de Química, iremos demonstrar por meio de várias experiências como ocorre a digestão dos alimentos no corpo humano. Como essas aulas já foram vistas anteriormente, nada melhor do que recapitular os seus principais conteúdos. Então vamos começar! Na aula 14 de Biologia estudamos o sistema digestório, e para dar uma mãozinha a nossa memória, vamos começar observando a imagem abaixo para recordar como é constituído esse sistema. http://www.gastroweb.com.br/imgend/img_sistema.htm Fig. 1 atividade_04_biologia e quimica_ok.pmd 5/3/2007, 16:032
  3. 3. 3 BIOLOGIAEQUÍMICA A QUÍMICA QUE EXISTE EM NOSSO CORPO ATIVIDADE 4 Ele atua como uma linha de desmontagem molecular, em que as complexas moléculas que constituem o alimento vão sendo quebradas em moléculas menores até ficarem reduzidas a seus componentes mais básicos, que podem ser absorvidos pelas células do corpo. No processo, carboidratos (amido) são quebrados em monossacarídeos (glicoses), os peptídeos (proteínas) em aminoácidos, os lipídios (óleos e gorduras) em glicerol e ácidos graxos, e os ácidos nucléicos (DNA e RNA) são quebrados em bases nitrogenadas, pentoses (monossacarídeos) e fosfatos. Estamos mencionando que os alimentos são quebrados em moléculas menores. Mas essas quebras, nada mais são do que transformações químicas dos alimentos. A digestão é um processo que envolve transformações químicas dos alimentos ao longo do tubo digestório. Durante a digestão, substâncias químicas conhecidas como enzimas interagem com alimentos, possibilitando a transformação de seus componentes nutritivos, como os lipídeos, as proteínas e os carboidratos (açúcares e amidos). http://quimica.fe.usp.br/graduacao/edm431e2/material98/adriana/enzimas.htm As enzimas são moléculas de proteínas grandes e complexas que agem como catalisadores1 , aumentando a rapidez das transformações químicas. As enzimas digestivas transformam as proteínas, os lipídios e os carboidratos (açúcares e amidos) em nutrientes que podem ser absorvidos, principalmente pelas células das paredes do intestino delgado, e, por meio da corrente sanguínea, esses nutrientes são transportados para todas as células do nosso corpo. Ao longo do tubo digestório há uma série de órgãos que as produzem. Assim, o alimento ingerido é reduzido (por processos físicos) a partículas pequenas, as quais sofrem transformações químicas que resultam em substâncias (nutrientes) capazes de serem absorvidas pelas células do nosso corpo. 1 Catalisador: É uma substância que aumenta a velocidade de uma reação, sem sofrer nenhuma alteração, inclusive em termos de massa, no fim da reação. Fig. 2 atividade_04_biologia e quimica_ok.pmd 5/3/2007, 16:033
  4. 4. 4 MUITO INTERESSANTE: A ESPECIFICIDADE DAS ENZIMAS As enzimas não são todas iguais; para cada tipo de transformação química há uma enzima específica. De modo geral identificamos as enzimas com nomes relacionados aos componentes que elas transformam. Assim, a enzima que transforma o amido é chamada amilase; a que transforma a sacarose é a sacarase; a que transforma a maltose chama- se maltase; as que atuam sobre as proteínas são as proteases. Agora vamos verificar através de várias experiências a ação dessas enzimas. Para isso existe a necessidade da organização de grupos. O ideal é a formação de 5 grupos, assim cada um fica responsável em desenvolver uma e explicar para os demais o que aconteceu. Caso não seja possível, tente se organizar da melhor forma possível. PRIMEIRA EXPERIÊNCIA A ação da saliva Material • Vidro conta-gotas com tintura de iodo (encontra-se em qualquer farmácia) • 2 copos plásticos de café • 2 tubos de ensaio numerados (ou dois vidrinhos transparentes de mesmo tamanho) • água • amido (maisena) Procedimento Coloque água em um dos copos, acrescente amido, mexa e despeje dois dedos da mistura em cada tubo de ensaio. No outro copo, recolha um pouco de saliva, passe-a para um dos tubos e agite. Espere 30 minutos e pingue uma gota de iodo em cada tubo. Conclusão O amido, ao reagir com o iodo, apresenta uma coloração roxa, mas a mistura com saliva não fica roxa por causa da atuação da enzima ptialina. Ela transforma o amido em maltose, que não reage com o iodo. Não se esqueçam! Para cada experiência vocês precisam pro- videnciar os materiais necessários. Façam isso com antecedência! Fig. 4 atividade_04_biologia e quimica_ok.pmd 5/3/2007, 16:034
  5. 5. 5 BIOLOGIAEQUÍMICA A QUÍMICA QUE EXISTE EM NOSSO CORPO ATIVIDADE 4 TRANSFORMAÇÕES QUÍMICAS NO ESTÔMAGO O estômago produz várias substâncias que interagem com o bolo alimentar, entre elas o ácido clorídrico, cuja produção é controlada pelo sistema nervoso. Por isso o simples fato de vermos uma comida que nos agrada, sentirmos o cheiro ou pensarmos nela é o suficiente para estimular a produção do suco gástrico (mistura composta por ácido clorídrico, enzimas digestivas, água e outras substâncias). O ácido clorídrico reduz o pH do estômago e, dessa forma, as enzimas que ai atuam alcançam bom rendimento nas transformações químicas que promovem. Dica Importante Retome a aula 38 de Química, pois ela traz informações muito importantes que irão contribuir para um melhor entendimento. Vocês poderão observar maiores detalhes sobre ácido, bases, neutralizadores e como funciona a escala de pH. E para exemplificar a ação do ácido clorídrico, façam o seguinte experimento: Em um recipiente de vidro, coloque um pedaço de casca de ovo ou um pedaço de osso de galinha e cubra com ácido clorídrico. Vocês observarão que o ácido ataca o carbonato de cálcio, presente na casca do ovo ou no osso de galinha, transformando-o em cloreto de SEGUNDA EXPERIÊNCIA A Acidez do Suco Gástrico Material • 1 copo plástico de café • leite • vinagre ou suco de limão Procedimento Coloque leite no copo e adicione vinagre Conclusão O vinagre talha o leite da mesma maneira que o suco gástrico, produzido pelo estômago, quebra moléculas grandes dos alimentos em partículas menores. Isso ocorre porque o suco é composto de ácido clorídrico, enzimas e muco. cálcio que é solúvel em água. Com isso o organismo terá condições de absorvê-los. Nessa experiência você observará ainda bolhas de gás carbônico sendo liberadas. Observação: o ácido clorídrico é encontrado em casas de material de construção com o nome de ácido muriático. atividade_04_biologia e quimica_ok.pmd 5/3/2007, 16:035
  6. 6. 6 TERCEIRA EXPERIÊNCIA Quebrando as Proteínas Material • Clara de ovo cozido • 4 tubos de ensaio (ou quatro vidrinhos transparentes de mesmo tamanho) numerados • água • suco de mamão, de limão e de abacaxi • algodão Procedimentos Coloque água no tubo1, suco de mamão no tubo 2, de limão no tubo 3 e de abacaxi no tubo 4. Corte a clara de ovo em cubinhos iguais e coloque um em cada tubo. Tampe com algodão e deixe em repouso por três dias. Conclusão Apenas no tubo 4 será possível perceber a diminuição da clara do ovo, já que a bromelina, enzima presente no abacaxi, provocou a quebra da proteína albumina. No estômago e no intestino delgado as proteínas também são quebradas pelas enzimas. Essa enzima presente no abacaxi torna-o uma fruta digestiva QUARTA EXPERIÊNCIA O Detergente da digestão Material • dois copos com água • óleo de cozinha • detergente Procedimento Coloque óleo nos dois copos com água. Em um deles, acrescente detergente e agite. Fig. 5 Fig. 6 atividade_04_biologia e quimica_ok.pmd 5/3/2007, 16:036
  7. 7. 7 BIOLOGIAEQUÍMICA A QUÍMICA QUE EXISTE EM NOSSO CORPO ATIVIDADE 4 Conclusão Assim como o detergente, a bile, produzida pelo fígado, é um suco ácido que transforma as gorduras em gotículas muito pequenas, ácidos graxos e glicerol, facilitando a digestão. Como podemos observar, o nosso corpo é um verdadeiro laboratório químico, através das várias experiências tivemos a chance de verificar a ação de algumas enzimas. Para organizar suas conclusões, volte à aula 14 de Biologia e faça uma nova leitura. Em seguida preencha o seguinte resumo dos tipos de enzimas que encontramos no tubo digestivo e sua ação. Vamos testar nossos conhecimentos, resolvendo a cruzadinha “A química de nosso corpo”. Confira suas respostas com a monitora. a enzima ...é produzida no... ao interagir com... ...resulta em... amilase protease pâncreas e boca estômago, pâncreas e intestino delgado intestino delgado e pâncreas proteínas lipídios maltose ácidos graxos e glicerol atividade_04_biologia e quimica_ok.pmd 5/3/2007, 16:037
  8. 8. 8 A QUÍMICA QUE EXISTE EM NOSSO CORPO 1 2 3 4 5 6 7 98 10 12 11 13 14 15 16 atividade_04_biologia e quimica_ok.pmd 5/3/2007, 16:038
  9. 9. 9 BIOLOGIAEQUÍMICA A QUÍMICA QUE EXISTE EM NOSSO CORPO ATIVIDADE 4 HORIZONTAIS Escala utilizada para indicar a acidez ou basicidade de uma substância. Conhecido comercialmente como ácido muriático, presente no estômago, quando em excesso causa azia. Ciência do cotidiano que aparece nos alimentos, combustíveis, materiais de construção, roupas, medicamentos etc. Substâncias utilizadas pelo estômago e intestino delgado que servem para quebrar as moléculas dos alimentos. Enzima produzida no estômago que ataca as proteínas. Substância de sabor adstringente, como a soda cáustica, o bicarbonato de sódio etc. Proteína presente em grande quantidade na clara do ovo. Carboidrato presente em grande quantidade na madeira, algodão etc. VERTICAIS Ação do esôfago, estômago e intestino que, além de empurrar os alimentos, amassam a comida e a misturam aos sucos digestivos. Diferentes transformações que ocorrem na digestão. Substânciasquerevelamapresençadeíons H+ e de íons OH- , em uma solução por que mudam de cor na presença desses íons. Indicador que é incolor em meio ácido e vermelho em meio básico. Coloração apresentada pelo iodo ao reagir com o amido. Líquido, produzido pelo estômago, constituídoporácidoclorídrico,enzimasemuco. Produzida no fígado é um suco ácido que transforma as gorduras dos alimentos. Substância, presente na saliva, que transforma o amido em maltose. 1 2 3 5 7 8 9 1116 15 14 13 12 10 6 4 atividade_04_biologia e quimica_ok.pmd 5/3/2007, 16:039
  10. 10. 10 GABARITO DA CRUZADINHA pH: Escala utilizada para indicar a acidez ou basicidade de uma substância. Ácido Clorídrico: Conhecido comercialmente como ácido muriático, presente no estôma- go, quando em excesso causa azia. Química: Ciência do cotidiano que aparece nos alimentos, combustíveis, materiais de construção, roupas, medicamentos etc. Enzimas: Substâncias utilizadas pelo estômago e intestino delgado que servem para quebrar as moléculas dos alimentos. Pepsina (o mesmo que protease): Enzima produzida no estômago que ataca as proteínas. Base: Substância de sabor adstringente, como a soda cáustica, o bicarbonato de sódio etc. Albumina: Proteína presente em grande quantidade na clara do ovo. Celulose: Carboidrato presente em grande quantidade na madeira, algodão etc. Movimento Peristáltico: Ação do esôfago, estômago e intestino que, além de empurrar os alimentos, amassam a comida e a misturam aos sucos digestivos. Processos Químicos: Diferentes transformações que ocorrem na digestão. Indicadores: Substâncias que revelam a presença de íons H+ e de íons OH- , numa solu- ção porque mudam de cor na presença desses íons. Fenoftaleina: Indicador que é incolor em meio ácido e vermelho em meio básico. Roxa: Coloração apresentada pelo iodo ao reagir com o amido. Suco Gástrico: Líquido, produzido pelo estômago, constituído por ácido clorídrico, enzimas e muco. Bile: Produzida no fígado é um suco ácido que transforma as gorduras dos alimentos. Ptialina (o mesmo que Protease): Substância, presente na saliva, que transforma o amido em maltose. atividade_04_biologia e quimica_ok.pmd 5/3/2007, 16:0310
  11. 11. 11 BIOLOGIAEQUÍMICA A QUÍMICA QUE EXISTE EM NOSSO CORPO ATIVIDADE 4 a enzima ...é prodizida no... ao interagir com... ...resulta em... amilase protease pâncreas e boca estômago, pâncreas e intestino delgado intestino delgado e pâncreas proteínas lipídios maltose ácidos graxos e glicerol lípase amido aminoácidos GABARITO DA TABELA BIBLIOGRAFIA Revista Nova Escola - Setembro 2005 - Editora Abril Amabis, José Mariano & Martho, Gilbeto. Fundamentos da Biologia Moderna. 3a Ed. Pg. 301. São Paulo: Moderna, 2002. Trivellato, José. Ciências Natureza & Cotidiano. São Paulo: FTDE, 2004. Site: http://www.gastroweb.com.br/imgend/img_sistema.htm http://quimica.fe.usp.br/graduacao/edm431e2/material98/adriana/enzimas.htm www.novaescola.com.br atividade_04_biologia e quimica_ok.pmd 5/3/2007, 16:0311
  12. 12. 12 atividade_04_biologia e quimica_ok.pmd 5/3/2007, 16:0312

×