3°S _Aula 2_ gametogênese e ciclo ovulatório fev 2014

860 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
860
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
25
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

3°S _Aula 2_ gametogênese e ciclo ovulatório fev 2014

  1. 1. Gametogênese 11/03/14 Professora Ionara Aula 2- 3S Gametogênese Fecundação Ciclo Ovulatório
  2. 2. Ciclo celular Interfase G1 S G2 Divisão Meiose ou
  3. 3. Interfase - G1 • Do inglês “Gap” – intervalo; • 1ª etapa do ciclo, a célula realiza suas funções normalmente: , • Tradução.
  4. 4. Interfase - G1 • Do inglês “Gap” – intervalo; • 1ª etapa do ciclo, a célula realiza suas funções normalmente: • Transcrição, • TrTraduç Tradução
  5. 5. Interfase - S • Do inglês “Syntheses” – Síntese; • Segunda etapa da interfase na qual ocorre a replicação do DNA: 2 cromátides idênticas 1 cromonema
  6. 6. Interfase - G2
  7. 7. Divisão Celular - Mitose • Prófase: início da condensação dos cromossomos, • Pró-metáfase: rompe o envelope nuclear, os cromossomos se ligam aos microtúbulos do fuso. • Metáfase: cromossomos alinhados no equador da célula, • Anáfase: cromossomos iniciam seu afastamento para lados opostos, • Telófase: cromossomos totalmente separados, inicia a reorganização do núcleo, • Citocinese: divisão do citoplasma.
  8. 8. Meiose Divisão I –• Reducional: divide o número de cromossomos por 2 • Prófase I: leptóteno, zigóteno, paquíteno, diplóteno e diacinese. • Metáfase I: cromossomos com quiasmas alinhados no equador da célula, • Anáfase I: cromossomos iniciam seu afastamento para lados opostos, • Telófase I: cromossomos totalmente separados, inicia a reorganização do núcleo com metade do número de cromossomos.
  9. 9. Meiose Divisão II • Equacional: semelhante à mitose • Prófase II: início da condensação dos cromossomos, • Metáfase II: cromossomos alinhados no equador da célula, • Anáfase II: cromossomos iniciam seu afastamento para lados opostos, • Telófase II: cromossomos totalmente separados, inicia a reorganização do núcleo, • Citocinese. : 4 células
  10. 10. Divisão Meiótica: Uma duplicação, duas divisões a primeira divisão é reducional, a segunda, equacional 11/03/14 Professora Ionara
  11. 11. 11/03/14 Professora Ionara
  12. 12. Mitose: Proliferação Celular • Só é permitida devido a sequência correta do ciclo, • Caso hajam erros não corrigidos: câncer. • As células cancerígenas se multiplicam muito mais rápido que as células normais.
  13. 13. Meiose : Formação de Gametas ou esporos http://www.youtube.com/watch?v=jVWoK7Cobws
  14. 14. Espermatozóides Espermatozóide Fecundando óvulo Primeira divisão Mitótica do zigoto Mórula, vai migrando da tuba uterina Para o útero ... muitas mitoses depois,
  15. 15. Espermiogênese
  16. 16. Testículos Nos testículos as células germinativas Masculinas proliferam por mitose a partir da puberdade;Podendo produzir milhares de spermatozóides
  17. 17. Períodos da formação dos gametas: 1-Maturação- Mitoses e proliferação celular 2-Crescimento- Intérfase, preparação 3-Divisão I- Início da Meiose, gerando 2 células haplóides , com cromátides ainda nao separadas 4-Divisão II- Cada célula anteriormente gerada faz uma mitose ,separando as cromátides irmãs, uma para cada célula filha 5-Diferenciação- Apenas para os gametas masculinos
  18. 18. 1- Período Germinativo proliferação celular 2-Período de crescimento da célula :Intérfase, preparação e 3. Maturação Início da Meiose, gerando 2 células haplóides , com cromátides ainda não separadas
  19. 19. A célula anteriormente gerada faz uma mitose ,separando as cromátides irmãs, uma para cada célula filha 4-Diferenciação ou Espermiogênese dos gametas masculinos
  20. 20. Período Germionativo Período de crescimento Período Maturação Período de diferenciação Ou Espermioigênese FASESCélulas
  21. 21. Células germinativas, fazem mitoses, Algumas resultantes destas mitoses crescem e pós o crescimento ... Estas células , agora espermatoCITO I , entram em meiose e fazem a divisão I, gerando 2 células haplóides... chamadas CITO II, que fazem a divisão II para gerar 2 espermátides cada uma. Ao final de cada processo teremos 4 células haplóides, diferentes entre si chamadas espermatides As espermátides passam por transformações profundas- Formam o acrossomo,o corpúsculo basal ou intermediário e o flagelo, transformando –se em espermartozóides. Agora é só partir pro abraço.
  22. 22. 11/03/14 Professora Ionara Espermatozóide
  23. 23. Ovogênese
  24. 24. Ovários • Os ovários contém um número finito de folículos ovarianos, cada um com um ovócito . • A cada ciclo menstrual, um folículo amadurece e libera um ovócito • Havendo fecundação o ovócito se transforma em óvulo e logo em zigoto Folículos ovarianos expulsam as células em meiose interrompida útero Tuba úterina ovário
  25. 25. Início do ciclo
  26. 26. Períodos da formação dos gametas: 1-Maturação- Mitoses e proliferação celular 2-Crescimento- Intérfase, preparação 3-Divisão I- Início da Meiose, gerando 2 células haplóides , com cromátides ainda nao separadas 4-Divisão II- Cada célula anteriormente gerada faz uma mitose ,separando as cromátides irmãs, uma para cada célula filha 5-Diferenciação- Apenas para os gametas masculinos
  27. 27. OVOgênese: • As células germinativas e ovogônias têm o seu período de multiplicação e crescimento na vida intra uterina das meninas, gerando ovogônias • Ovócito I ao dividir-se gera: 1 cito II e 1 corpúsculo polar • O corpúsculo polar gera dois corpúsculos polares • Cito II - gera 1 óvulo e um corpúsculo polar • Portanto: 3 corpúsculos polares, não fecundáveis, e 1 óvulo, fecundável e rico em vitelo! • Cada ciclo menstrual equivale á maturação de um CITO I até CITO II . • Só aparecerá o óvulo se houver fecundação.
  28. 28. Períodos da formação dos gametas: 1-Maturação- Mitoses e proliferação celular 2-Crescimento- Intérfase, preparação 3-Divisão I- Início da Meiose, gerando 2 células haplóides , com cromátides ainda nao separadas 4-Divisão II- Cada célula anteriormente gerada faz uma mitose ,separando as cromátides irmãs, uma para cada célula filha 5-Diferenciação- Apenas para os gametas masculinos O óvulo só existe se houver fecundação !
  29. 29. Todas as ovogônias transformam-se em ovócitos II na vida intra uterina. Ao nascer as meninas portam ovócitosII, que apenas se transformarão em óvulos ao serem fecundados. A cada ciclo mesntrual, um ovócito II é expulso do ovário., junto com um corpusculo polar.
  30. 30. Cito I Cito II Corpúsculo polar 3 Corpúsculos polares- células não fecundaveis 1 óvulo
  31. 31. Espermatogênese e ovulogênese: diferenças principais 1. Período de multiplicação por mitoses: Nas mulheres, ocorre apenas na vida intra uterina, nos homens, Ocorre apenas a partir da puberdade 2.Período de crescimento: As ovogônias 2n originadas por mitose crescem muito e acumulam vitelo , o que não ocorre com as espermatogônias, que crescem bem pouco e nào acumulam vitelo. 4. Segunda divisão Meiótica: O ovócito I e seu pequeno irmão , corpúsculo polar I devem ser expulsos do ovário nesta fase. Caso haja fecundação surgirão o Ovócito II e o corpúsculo polar II. Estes fazem a segunda divisão meiótica, Gerando cada um duas células haplóides sem cromátides irmãs. Uma ovóide e um minúsculo corpúsculo polar II,vindos da divisão do ovócito I, e dois corpúsculos polares, vindos do anterior. Os espermatócitos I entram em divisão meiótica e sempre geram duas céluas cada um.Estas, chamadas espermatócitos II Após finalizarem a segunda divisão meiótica, geram duas espermátides haplóides cada uma. 3 .Primeira divisão meiótica: As gônias geram os citos I, que entram em MEIOSE I, resultando citos II. Nas mulheres eles geram duas células de tamanhos diferentes: Ovócito I rico em vitelo e o corpúsculo polar I , bem pequeno e sem vitelo. Isso ocorre na vida intra -uterina. São células Haplóides, com cromátides irmãs,sem homólogos.As epermatogônias, entram em divisão I e geram 2 espermatócitos I de mesmo tamanho e sem vitelo , só após a puberdade. CITOS I São células Haplóides, com cromátides irmãs,sem homólogos 5. Todos as espermátides haplóides passam por processo de diferenciação celular, formando acrossomo com enzimas, corpúsculo basal com mitocôndrias e flagelo. Cada espermatogônia gerou, portanto 4 espermatozóides funcionais haplóides. Par CADA OVOGÔNIA entretanto, apenas um óvulo (e três corpúsculos polares )será formado. O óvulo é muito maior que os corpúsculos polares, que nào sào funcionais.
  32. 32. ...Gônias 2n ...Cito I “n” ...Cito II n ...Tides n ♂4 espermatozóides 1 óvulo + 3corpúsculos polares♀
  33. 33. http://www.monteleone.med.br/?pg=cicloMenstrual 1°Ovulação - 2° fecundação - 3° nidação Ovulação - fecundação Nidação -
  34. 34. O Ciclo hormonal feminino e a “ovulação” FSH LH Hipófise Ovários Hormônios Envolvidos Progesterona Estrógeno (ou estradiol) Estruturas e órgãos envolvidos Ùtero Endométrio Folículo Ovariano Corpo Lúteo Glândulas Envolvidas
  35. 35. O Ciclo hormonal feminino: “FEED BACK” Glândulas Envolvidas FSH LH Hipófise Ovários Hormônios Envolvidos Progesterona Estrógeno (ou estradiol) ESTRUTURAS e órgãos Ùtero Endométrio Folículo Ovariano Corpo Lúteo
  36. 36. 1.FSH- Hormônio folículo estimulante é liberado pela hipófise 2. promove o desenvolvimento de folículos ovarianos. 3.Os folículos produzirão o estradiol (hormônio feminino), que faz com que o a mucosa uterina se desenvolva. 4.O folículo que se desenvolveu mais, é o principal responsável, nesta fase do ciclo, pela produção do estradiol 5.Aproximadamente na metade do ciclo menstrual, o estradiol aumenta rapidamente e leva à liberação de um outro hormônio da hipófise: o LH (hormônio luteinizante). 6. O “pico de LH” levará ao rompimento do folículo e liberação do líquido de seu interior, juntamente com o ovócito II: é a ovulação. 7.Após a ovulação, no ovário, o folículo se torna uma estrutura chamada corpo lúteo , produzirá o segundo hormônio importante para a gravidez: a progesterona. 8.Na primeira fase do ciclo -(folicular) temos ação somente do estradioestradiol. Na segunda fase- (lútea), estradiol e a progesterona, ambos produzidos pelo corpo lúteo. 9.Sem fecundação, o corpo lúteo terá uma duração limitada de 14 dias. 10 .Com a sua regressão, os níveis de estradiol e de progesterona diminuirão, o que fará com que descame aquele endométrio que havia sido preparado para receber um embrião. (menstruação). 10.O primeiro dia do sangramento é considerado o primeiro dia do próximo ciclo menstrual, no qual os eventos descritos se repetirão. http://www.monteleone.med.br/?pg=cicloMenstrual LH FSH estradiol progesterona Folículo ovariano (com ovócito) Corpo luteo – (sem o ovócito) Endométrio- parede interna do útero CICLO MENSTRUAL OVULAÇÃO E GESTAÇÃO: HIPÓFISE, OVÁRIOS,ÚTERO 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28
  37. 37. http://www.monteleone.med.br/?pg=cicloMenstrual 1.FSH- Hormônio folículo estimulante é liberado pela hipófise 2. promove o desenvolvimento de folículos ovarianos. 3.Os folículos produzirão o estradiol (hormônio feminino), que faz com que o a mucosa uterina se desenvolva. 4.O folículo que se desenvolveu mais, é o principal responsável, nesta fase do ciclo, pela produção do estradiol 5.Aproximadamente na metade do ciclo menstrual, o estradiol aumenta rapidamente e leva à liberação de um outro hormônio da hipófise: o LH (hormônio luteinizante). 6. O “pico de LH” levará ao rompimento do folículo e liberação do líquido de seu interior, juntamente com o ovócito II: é a ovulação. 7.Após a ovulação, no ovário, o folículo se torna uma estrutura chamada corpo lúteo , produzirá o segundo hormônio importante para a gravidez: a progesterona. 8.Na primeira fase do ciclo -(folicular) temos ação somente do estradioestradiol. Na segunda fase- (lútea), estradiol e a progesterona, ambos produzidos pelo corpo lúteo. 9.Sem fecundação, o corpo lúteo terá uma duração limitada de 14 dias. 10 .Com a regressão, os níveis de estradiol e de progesterona diminuiem, provocando descameação daquele endométrio que havia sido preparado para receber um embrião. (menstruação). 11.O primeiro dia do sangramento é considerado o primeiro dia do próximo ciclo menstrual, no qual os eventos descritos se repetirão.
  38. 38. Teste seus conhecimentos!!
  39. 39. B.LH F. FSH A. estradiol C.progesterona D. Folículo ovariano H. Corpo lúteo E. Endométrio- 1. HIPÓFISE, 2. OVÁRIOS 3. ÚTERO I . Antes do décimo quarto dia após o inicio do fluxo menstrual II . Após do décimo quarto dia após o inicio do fluxo menstrual
  40. 40. LH FSH estradiol progesterona Folículo ovariano (com ovócito) Corpo luteo – (sem o ovócito) Endométrio- parede interna do útero I . Antes do décimo quarto dia após o inicio do fluxo menstrual II . Após do décimo quarto dia após o inicio do fluxo menstrual HIPÓFISE, OVÁRIOS,
  41. 41. 1. liberado 2. promove o desenvolvimento de. 3. Produzem 4. se desenvolve. 5. Elevação da concentração tem efeito inibitório sobre a sua produção 6. Inibindo a produção de FSH , estimula a produção de LH 7. O “pico de LH” levará ao rompimento do folículo e liberação do líquido de seu interior, juntamente com o ovócito II: é a ovulação. 8. ovulação, 9. se torna uma estrutura chamada 10. Produz hormônio importante para a gravidez:. 11. Fase folicular 12. Fase lútea 13. ambos produzidos pelo corpo lúteo. 14. duração limitada de 14 dias. 15. Com a sua regressão, os níveis hormonais diminuirão, 16. Provocará descamação do endométrio que havia sido preparado para receber um embrião. 17. menstruação. 18. O primeiro dia do sangramento é considerado o primeiro dia do próximo ciclo menstrual, no qual os eventos descritos se repetirão. 1 A b 4 mucosa uterina ? Ovocito I + corpusculo polar Pico de estradiol 2 c 5 3 mucosa Uterina ? mucosa uterina ? Seu aumento inibe a sua produção e estimula a produção de outro Hormônio 6 Ciclo Menstrual....tempo
  42. 42. 1. liberado 2. promove o desenvolvimento de. 3. Produzem 4. se desenvolve. 5. Elevação da concentração tem efeito inibitório sobre a sua produção 6. Inibindo a produção de FSH , estimula a produção de LH 7. O “pico de LH” levará ao rompimento do folículo e liberação do líquido de seu interior, juntamente com o ovócito II: é a ovulação. 8. ovulação, 9. se torna uma estrutura chamada 10. Produz hormônio importante para a gravidez:. 11. Fase folicular 12. Fase lútea 13. ambos produzidos pelo corpo lúteo. 14. duração limitada de 14 dias. 15. Com a sua regressão, os níveis hormonais diminuirão, 16. Provocará descamação do endométrio que havia sido preparado para receber um embrião. 17. menstruação. 18. O primeiro dia do sangramento é considerado o primeiro dia do próximo ciclo menstrual, no qual os eventos descritos se repetirão. fsh hipófise Folículo estimulante estradiol mucosa uterina em crescimento Ovocito I + corpusculo polar Pico de estradiol lh Corpo lúteo progesterona estradiol mucosa Uterina muito espessa mucosa uterina descamada Seu aumento inibe a sua produção e estimula a produção de outro Hormônio Queda brusca da progesterona e estraqdiol Ciclo Menstrual....tempo
  43. 43. 1. liberado 2. promove o desenvolvimento de. 3. Produzem 4. se desenvolve. 5. Elevação da concentração tem efeito inibitório sobre a sua produção 6. Inibindo a produção de FSH , estimula a produção de LH 7. O “pico de LH” levará ao rompimento do folículo e liberação do líquido de seu interior, juntamente com o ovócito II: é a ovulação. 8. ovulação, 9. se torna uma estrutura chamada 10. Produz hormônio importante para a gravidez:. 11. Fase folicular 12. Fase lútea 13. ambos produzidos pelo corpo lúteo. 14. duração limitada de 14 dias. 15. Com a sua regressão, os níveis hormonais diminuirão, 16. Provocará descamação do endométrio que havia sido preparado para receber um embrião. 17. menstruação. 18. O primeiro dia do sangramento é considerado o primeiro dia do próximo ciclo menstrual, no qual os eventos descritos se repetirão. FSH Hipófise Folículos ovarianos estradiol mucosa uterina em crescimento Ovocito I + corpusculo polar Pico de estradiol LH Hormônio Luteinizante Corpo Lúteo progesterona estradiol mucosa Uterina muito espessa mucosa uterina desca- mada Seu aumento inibe a sua produção e estimula a produção de outro Hormônio Redução do estrógeno e progesterona
  44. 44. Hipófise produz 2 hormônios por feedback Espessura do Endométrio Ovócito II +1 Corpúsculo polar E s T R a d i o l L H Folículo ovariano F S H Corpo LúteoP r O g e s T ] e R o n a
  45. 45. http://www.monteleone.med.br/?pg=cicloMenstrual 1 2 3
  46. 46. Pílulas e anticoncepção • As mais comuns são compostas por dois hormônios sintéticos, um que imita o estrógeno (normalmente etinil-estradiol) e outro que imita a progesterona (geralmente a ciproterona ou a drospirenona). 1.Em que momento do ciclo a pílula anticoncepcional vai agir? 2.Qual será o efeito da pílula? 3.A quantidade de hormônios nas pílulas de uma mesma cartela é a mesma. Ou seja, começar a tomar as pílulas em qualquer momento vai funcionar?
  47. 47. Pílulas e anticoncepção Níveis aumentados de estrógeno e progesterona liberados pela pílula inibem a hipófise a liberar o FSH e o LH. Assim não é maturado um folículo. Sem folículo não há um aumento posterior na produção de estrógeno. Se os níveis de estrógeno não aumentarem não haverá a o pico de LH na metade do ciclo. A consequência é que a ovulação não ocorre. A cartela tem um número determinado de pílulas, que devem ser tomadas ao longo do ciclo com um descanso final de sete dias.? A quantidade de hormônio deve variar entre as pílulas da cartela, pois o objetivo é produzir um ciclo artificial. Nos ciclos artificiais, o intervalo de sete dias visa imitar a costumeira queda hormonal que se dá ao final de cada ciclo natural e permite a vinda da menstruação. A finalidade da pílula é "enganar" o organismo. Sua eficiência é altíssima se for tomada de maneira correta. O que significa não falhar e ingerir as pílulas conforme a prescrição na bula ou na embalagem. http://revistaescola.abril.com.br/ensino-medio/plano-de-aula-biologia-pilulas-anticoncepcionais-732933.shtml

×